segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Caso Alstom/Siemens: é só investigar...

A edição desta semana da revista CartaCapital traz novidades em relação ao Caso Alstom/Siemens - que trata das investigações sobre propina envolvendo o tucanato paulista. A revista ouviu uma nova testemunha.

Reportagem do jornalista Gilberto Nascimento traz novos detalhes sobre o esquema de propinas das mutinacionais Alstom (francesa) e Siemens (alemã) para políticos do PSDB de São Paulo e relata como o dinheiro entrava no Brasil via Uruguai, com base em informações prestadas por alto executivo, cujo nome não foi revelado.

Leia a reportagem aqui.

SisPED disponível

PED 2009: sistema informatizado já está disponível para consulta

Além do SisFil, que já conta com a adesão de mais de 750 diretórios municipais, está também em operação o SisPED – Sistema Informatizado do PED 2009.

O SisPED é uma ferramenta que permite aos diretórios do PT, em todos os níveis, organizar e acompanhar o processo de eleição interna – da inscrição das chapas e candidatos à divulgação dos resultados, atém a montagem do diretório e da executiva.

Pelo sistema, os diretórios também poderão obter todo o material necessário para as eleições, como listas, cédulas e atas. A Comunidade PT será a porta de acesso do filiado à Rede PT Brasil e ao SisPED.

Através da Comunidade, qualquer filiado poderá registrar sua chapa ou seu candidato a Presidente, obtendo o protocolo eletrônico do registro. Poderá também escolher o melhor local de votação dentro de seu município, indicar os fiscais de sua chapa, consultar resultados do PED e indicar os eleitos de sua chapa.

Mais informações no endereço podem ser obtidas no endereço: CONSULTA.

domingo, 30 de agosto de 2009

O arsenal udenista está de volta. O que poderá detê-lo?

A moralidade de quase todos os grandes órgãos da imprensa brasileira está empenhada em corroer a candidatura Dilma Rousseff, custe o que custar. A observação de Gramsci sobre a "imprensa que adquire funções de partido político" se aplica como uma luva ao jornalismo praticado hoje no país. Carlos Lacerda (foto), caracterizado como "o Corvo" nas charges publicadas pelo jornal getulista Última Hora, manejava com maestria o ferramental de fraudes & ofensas, que hoje encontra aprendizes excitados nas redações.O artigo é de Saul Leblon no portal Carta Maior.Leia Mais.

Só promessas

Do Jornal Folha de São Paulo hoje (30)
Conrado Corsalette

”O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), entregou até agora apenas 6 das 30 clínicas de especialidades prometidas para o início deste ano.

Nessas clínicas, batizadas pela atual gestão de AMAs Especialidades, a população tem a chance de se consultar com urologistas, neurologistas, cardiologistas, ortopedistas etc.

O deficit desse tipo de atendimento é apontado por especialistas da área como uma das principais deficiências da rede de saúde pública de São Paulo.
Na disputa de 2008, em que Kassab garantiu sua reeleição, havia 5 AMAs especialidades em funcionamento na cidade.

Elas foram abertas nas vésperas da campanha. Antes, nem Kassab nem seu antecessor, o hoje governador José Serra (PSDB), haviam gasto nada para pôr as clínicas em funcionamento, apesar de, entre 2005 e 2008, o Orçamento municipal ter reservado cerca de R$ 130 milhões para a implantação.

O candidato a reeleição, então, prometeu inaugurar 10 AMAs Especialidades até o fim de 2008 e outras 15 "no início de 2009". Entregou só uma.

Mesmo descumprindo a promessa, Kassab pôs em rádios, TVs e jornais uma campanha publicitária para exaltar a criação das AMAs Especialidades. Gastou R$ 3,3 milhões, verba suficiente para reformar cinco postos de saúde, equipá-los, mobiliá-los e convertê-los em clínicas de especialidades.

Comentário: O povo brasileiro não suporta mais candidatos que tem um programa para ganhar as eleições e outro diferente e rebaixado para governar. Na época das eleições, com base em pesquisas, falam tudo que o povo quer ouvir, na hora de governar, alguns por força da realidade e outros por má fé, esquecem tudo o que disseram.

sábado, 29 de agosto de 2009

Caos na segurança atinge colaborador de Serra

Com o caos na Segurança Pública Estadual atingindo autoridades do próprio governo do tucano José Serra fica patente que o PSDB está cada vez mais perdido também neste quesito. Veja um trecho de matéria dos jornais de hoje (o texto abaixo é do jornal Agora) que mostra em que situação estamos no Estado de São Paulo:

Secretário de Serra é assaltado dentro de casa

"A casa do empresário Guilherme Afif Domingos (DEM), secretário de Estado do Emprego e Relações do Trabalho do governo José Serra (PSDB), foi invadida por seis ladrões na manhã de ontem, numa ocorrência que mobilizou a cúpula da polícia paulista.

De acordo com Afif, o grupo chegou a sua casa, no Jardim Paulistano (zona oeste de SP), afirmando ter uma "encomenda" para o "senhor Afif". Uma das empregadas tentou pegar o pacote. Mas, como ele era pesado, abriu o portão. A casa foi então invadida". Leia mais.

COMENTÁRIO - É importante acrescentar dados recentes, que apontam o crescimento de diversas modalidades de crimes em São Paulo, tais como o roubo e furto de veículos e de cargas. Também crescem os "arrastões" a prédios de apartamentos na Capital e no interior. E nada do governo reagir!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Audiência Pública Cidadã em S. Miguel Paulista

Uma das atividades que realizarei neste final de semana será a Audiência Pública Cidadã no Jardim Noêmia, em São Miguel Paulista, zona leste da Capital. Mais uma oportunidade para ouvir a população local acerca dos problemas do bairro.

A reunião acontecerá neste sábado (29) a partir das 17h, no CDC Clube do Jardim Noêmia, localizado na rua Francisco Antônio Meira, 447.

AUDIÊNCIAS - Desde março passado realizo as audiências nos bairros com o intuito de aproximar ainda mais o mandato da população, encaminhar reivindicações locais, cobrar das autoridades, propor soluções e conhecer melhor a realidade de cada bairro onde nossa atuação tem crescido ao longo desses três mandatos como vereador.

E tome campanha com o dinheiro do povo!


Da Folha de S. Paulo (28):

Serra envia propaganda a eleitores

"O governo José Serra (PSDB) começou a entregar nas casas de moradores de 52 municípios do interior e da região metropolitana de São Paulo um boletim mensal no qual faz propaganda de suas obras e projetos.

Trata-se da primeira fase da nova estratégia de divulgação de realizações do governo. Nas quatro páginas do boletim, duas são específicas para cada município e as outras padronizadas com temas da gestão. O plano deverá ser ampliado.

O custo de produção, impressão e distribuição do material é de R$ 680 mil mensais, ou seja, R$ 8,2 milhões anuais. Em média, são entregues porta a porta 44 mil boletins por município, o que significa 2,3 milhões de exemplares mensais - São Paulo tem 29,3 milhões de eleitores. Cada exemplar custa R$ 0,30. O material é rodado e distribuído via mala direta postal pela Imprensa Oficial do Estado.

O dinheiro sairá do Orçamento de publicidade do governo. Serra tem à disposição este ano cerca de R$ 227 milhões para gastar em publicidade, excluindo as estatais. O valor é 43% maior do que foi gasto em propaganda em 2008". Leia mais.

Dica de filme para seu fim de semana

Por Celina Sales

CADILLAC RECORDS(Cadillac Records, 2008)

Sinopse: O drama baseado em história real traz Beyoncé Knowles no papel da cantora Etta James, mas a presença da cantora no elenco não foi suficiente para sustentar a carreira da produção nas bilheterias norte-americanas, onde faturou pouco mais de US$ 8 milhões (enquanto custou US$ 12 milhões). O filme conta a história da ascensão da gravadora Chess Records, nos anos 50 e 60, que tinha artistas como Leonard Chess (Adrien Brody), e dos artistas que gravaram nela, como Muddy Waters (Jeffrey Wright), Chuck Berry (Mos Def), Willie Dixon (Cedric The Entertainer) e Etta James. (www.cineclick.com.br)

Elenco: Emmanuelle Chriqui, Jeffrey Wright, Adrien Brody, Beyoncé Knowles, Gabrielle Union ,Norman Reedus, Columbus Short, Cedric the Entertainer, Mos Def, Jay O. Sanders, Eamonn Walker.

Bom fim de semana!!!!!!

Haja buraco

Do Jornal da Tarde hoje (28)

Já é bem difícil andar em São Paulo. E vai piorar. É que nos primeiros sete meses do ano, a Prefeitura recapeou 14,05 km de ruas - menos de 0,1% dos 15 mil km de vias da cidade. Leia mais.

Foto - Nilton Fukuda/AE

Dicas de shows para seu fim de semana

HOJE, DIA 28

MÔNICA SALMASO E CONVIDADOS Ao lado de Teco Cardoso (sopros), a talentosa cantora convida o músico Nelson Ayres (piano) neste show, com repertório voltado a clássicos da MPB. Teatro Fecap - av. Liberdade, 532, Liberdade, região central, tel. 2626-0929. 400 lugares. 21h. 90 min. Não recomendado para menores de 12 anos. Ingr.: R$ 30 (estudantes: R$ 15).

Monica Salmaso - Pau de Arara


TRIO CORRENTE E LEILA PINHEIRO Neste show especial, o trio, formado por Edu Ribeiro (bateria), Fabio Torres (piano) e Paulo Paulelli (baixo), convida a cantora Leila Pinheiro para entoarem chorinhos e clássicos do samba e da bossa nova. Ao Vivo Music - r. Inhambu, 229, Vila Uberabinha, região sul, tel. 5052-0072. 100 lugares. 22h30. 90 min. Não recomendado para menores de 18 anos. Ingr.: R$ 50 (antecipado) e R$ 60. CC: AE, M e V.

Leila Pinheiro - Resposta ao tempo

Multa contra grandes caiu com Lina, diz Receita

Do jornal O Estado de São Paulo hoje (28)

O resultado da fiscalização sobre grandes contribuintes caiu na gestão da ex-secretária da Receita Federal do Brasil Lina Maria Vieira, ao contrário do que vinham divulgando seus aliados políticos. É o que mostram números divulgados ontem pela Receita, numa manobra que reforça a afirmação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, segundo a qual o alegado aperto na fiscalização sobre os poderosos é uma "balela" criada pelo grupo de Lina para "esconder ineficiência". Leia mais.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cartão

Seção Tiroteio, da coluna Painel, da Folha de S. Paulo:

"Dar cartão vermelho depois que o jogo acaba não altera o resultado da partida."

Do vereador paulistano JOÃO ANTONIO (PT), usando metáfora boleira para notar que seu correligionário Eduardo Suplicy se manifestou na tribuna sobre José Sarney depois que os processos contra o presidente do Senado já haviam sido sepultados no Conselho de Ética.

Leia-se ao contrário!

"Por favor, não me venham escrever de novo que isso aqui é um lance para a campanha presidencial".

O tucano José Serra disse isso à saída de evento em São Paulo que levou a TV Cultura a cortar programação para "passar discurso de Serra", conforme noticiou a Folha de S. Paulo de hoje (27).

A tradução é direta: foi mais um evento de divulgação eleitoral, embora Serra tenha tentado ordenar aos jornalistas que não fizessem essa ligação, como costuma fazer.

E olha que quase sempre é atendido...

GCM tem pior salário entre 10 cidades

Do Jornal da Tarde hoje (27)

A GCM da capital é a que paga o menor salário inicial aos guardas-civis em comparação com oito cidades vizinhas e Campinas. O levantamento foi feito ontem pelo JT nas prefeituras. Ao ingressar na corporação, o guarda da capital recebe R$ 534,71 por mês, mais gratificação de R$ 320,82.

A baixa remuneração é o principal motivo da paralisação deflagrada pela categoria na terça-feira. Os guardas reivindicam o aumento da gratificação de 60% para 140%. Se a proposta fosse aceita, eles passariam a ganhar R$ 1.281,70. Ainda assim, teriam um dos piores salários entre os municípios consultados pela reportagem (veja ao lado). Leia mais.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Com os burros n'água

Parte da mídia tem martelado a tese segundo a qual existe uma "ingerência política" na Receita Federal e que o órgão vive uma "crise". Ontem, o programa Entre Aspas, da GloboNews, deu com us burros n'água ao entrevistar Paulo Antenor (presidente do Sidireceita), Paulo Sigaud (advogado tributarista) e Everardo Maciel (ex-secretário da Receita Federal no governo FHC) e tentar sustentar tal tese.

No texto de abertura do programa, o Entre Aspas da GloboNews diz o seguinte: "Crise atinge de vez a Receita Federal - Doze funcionários do alto escalão do órgão foram exonerados. Todos eram da antiga equipe de Lina Vieira. O Leão que deveria ser isento de influência política, afunda-se cada vez mais na crise."

Vendo as intervenções dos entrevistados, todos negam que isso esteja ocorrendo. Ou seja, nada do que está na abertura do programa se confirmou pelas palavras de quem foi convidado para "confirmar" o que a GloboNews desejava.

Maciel foi ainda mais longe e demoliu outra tese furada que a imprensa repisa - que a Petrobras teria feito uma "manobra contábil" para não recolher impostos. Ele diz: "A Petrobras agiu de forma absolutamente certa". E chama a discussão na mídia de "factoide". Ponto!

Veja o vídeo e comprove: ENTRE ASPAS.

SP sem política habitacional


Do Jornal da Tarde, hoje (26):

Moradores não têm para onde ir

EDISON VEIGA

"Vinte e quatro horas depois da operação de reintegração de posse de um terreno de 33 mil m², no Capão Redondo, onde ficavam os 800 barracos da favela Olga Benário, o cenário era desolador. Montanhas e montanhas de restos de móveis e objetos pessoais ainda crepitavam, lentamente. Muita fumaça. Cheiro forte de queimado". Leia mais.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Dom Odilo vem hoje à Câmara Municipal


Cardeal de São Paulo participa de reunião da Comissão de Direitos Humanos

"O cardeal-arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer, estará hoje à noite na Câmara Municipal. Ele vai falar sobre a Encíclica do Papa Bento XVI "Caritas in Veritate - A Caridade na Verdade".

A apresentação acontecerá durante reunião extraordinária da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Segurança Pública e Relações Internacionais.

A reunião começa às 19h30, no Plenário 1º de Maio".

Informações do Boletim PT Câmara SP.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

ONG vai ao MP contra aumento de secretários

A ONG Educa São Paulo entrou hoje (24) com representação junto ao Ministério Público Estadual (MPE) contra a proposta do prefeito Gilberto Kassab (DEM) de reajustar em 302,29% os salários dos secretários municipais e em 172,38% os subsíduos pagos aos 31 subprefeitos da Capital.

Segundo Devanir Amâncio, presidente da entidade, os promotores não deveriam "deixar este comportamento de gente que poderíamos classificar de 'novos marajás' sem questionamento", referindo-se aos integrantes do primeiro escalão da Prefeitura de São Paulo. Ele lembra que é uma contradição a administração municipal anunciar cortes de serviços de limpeza e varrição e, em seguida, fazer uma "proposta indecente dessas".

43 GARIS - Na representação protocolada na manhã de hoje, Amâncio frisa que os Guardas Civis Metropolitanos e os garis da cidade sofrem com baixos salários. Segundo ele, muitos dos nossos GCMs "moram em cortiços". Pelos cálculos da ONG - que tem um projeto voltado para a alfebetização de garis na região central -, com um salário que a prefeitura deseja pagar a um secretário - R$ 21,5 mil mensais - daria para pagar 43 Ajudantes de Serviços Diversos (garis da cidade), que ganham em torno de R$ 490 por mês.

Os contatos com a ONG Educa São Paulo podem ser feitos pelo fone (11) 3107-5470.

As subprefeituras e o abandono da cidade


É ilustrativa a matéria de capa do Jornal da Tarde desta segunda-feira (24) que mostra o abandono da cidade a partir dos órgãos criados para 'zelar' pela sua conservação e melhoria - as subprefeituras.

Os sucessivos cortes de verbas e a perda de funções com a concentração de poder nas mãos da Secretaria de Subprefeituras, fizeram das 31 subprefeituras paulistanas instâncias cada vez mais distantes do seu papel original.

Leia um trecho da matéria do JT e tire suas conclusões:

Problemas que os subprefeitos não enxergam

O JT andou 777 quilômetros nas imediações das 31 subs e flagrou falta de calçamento, calçadas quebradas, lixo, ausência de lixeiras, camelôs, fios caídos e mato alto

Daniel Gonzales, Fábio Mazzitelli, Luísa Alcalde e Marici Capitelli

"Como as subprefeituras limpam e conservam o próprio quintal? A pergunta levou a uma jornada de duas semanas e 777 quilômetros da reportagem nas imediações das 31 subprefeituras paulistanas. Foi vistoriado um raio de até um quilômetro a partir de cada administração regional, tendo como norte uma lista com 32 das atribuições conferidas a subprefeitos, como conservação de guias, limpeza de bueiros, varrição, cata-bagulho, poda de árvores, contenção de margem de córregos e tapa-buracos. Flagrantes foram feitos na porta das sedes ou a poucos metros delas. Foi conferido também o cumprimento da Lei Cidade Limpa. Foram encontrados 139 problemas, como calçadas esburacadas, comércio irregular de ambulantes, lixo nas ruas e anúncios publicitários fora de padrão". Leia mais.

domingo, 23 de agosto de 2009

Lembrete sobre o último Datafolha

Um curto e bom recado do jornalista Carlos Eduardo Lins da Silva, ombudsman da Folha de S. Paulo, em sua coluna de hoje no jornal:

DATAFOLHA

"Dado da pesquisa de intenção de voto subestimado pela Redação: 42% dizem que o apoio de Lula a um candidato podem fazê-los votar nele".

Espinhos no bico tucano

Da coluna do jornalista Elio Gaspari na Folha de S. Paulo deste domingo:

ESPINHOS DO PSDB

"A armação eleitoral do PSDB tem três espinhos. O pior está no Rio Grande do Sul, onde há pesquisas mostrando que Dilma Rousseff lidera a disputa por pequena margem. O outro está no Paraná, onde o tucanato dividiu-se. O terceiro mora no Amazonas, onde Lula conseguiu 87% dos votos em 2006."

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Drama familiar na nossa dica de cinema

Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

A FAMÍLIA SAVAGE (The Savages, 2007)

Sinopse: Os irmãos John (Philip Seymour Hoffman) e Wendy Savage (Laura Linney, indicada ao Oscar de Melhor Atriz por este trabalho) precisam se juntar para cuidar do pai doente (Philip Bosco). Separados afetivamente e geograficamente por muitos anos, os filhos de Lenny Savage pouco conhecem o homem que tentam salvar. No processo de cura do velho Savage, os irmãos confrontam suas personalidades em um cômico drama familiar. O filme foi exibido em circuito restrito nos cinemas brasileiros. (www.cineclick.com.br)

Elenco: Philip Seymour Hoffman, Laura Linney, Philip Bosco, Peter Friedman, Gbenga Akinnagbe, Cara Seymour, Michael Blackson, Guy Boyd, Joan Jaffe, Salem Ludwig, Margo Martindale, Debra Monk, Tonye Patano, David Zayas.

Bom fim de semana!!!!

O "estado policial tucano" de Yeda Crusius


A Brigada Militar utilizou cães, polícia montada e bombeiros para desocupar a fazenda. A operação foi acompanhada pelo Ministério Público (MP) -

Foto: Fernando Ramos/A.RBS/AE

Sem-terra é morto durante desocupação de fazenda no RS

Do UOL Notícias

"Um integrante do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) morreu nesta sexta-feira (21) em São Gabriel (RS) durante a desocupação da fazenda Southall, invadida no dia 12 de agosto. Elton Brum da Silva, 44, foi vítima de um disparo que o atingiu no tórax. Ele chegou morto à Santa Casa de São Gabriel. Outras 14 pessoas, entre sem-terra e policiais, também ficaram feridas na ação."

COMENTÁRIO - Coincidência ou não, o fato é que aumenta a pressão do governo gaúcho comandado pela tucana Yeda Crusius no momento em que deputados da oposição tentam levar à frente a CPI da Corrupção que tem como alvo principal de investigação a própria governadora. Além dela, auxiliares e ex-membros do seu governo estão atolados num mar de denúncias de corrupção de grosso calibre. Os movimentos sociais estão realizando ações diversificadas no Estado, enquanto Yeda se esforça o quanto pode no quesito "truculência" contra estes...

Em nota, PT condena incoerência do PSDB

Nota da Bancada do PT sobre o aumento salarial astronômico proposto por Kassab a secretários e subprefeitos:

Aumento salarial de Kassab para secretários é exagerado e incoerente

Mais uma vez o prefeito Kassab mostra de que lado está sua administração. No lugar de trabalhar para manter São Paulo limpa e organizada, prioriza engordar os vencimentos do primeiro escalão da sua equipe. O anúncio de que vai aumentar de R$ 5,3 mil para R$ 21,5 mil os salários dos 27 secretários municipais, e de R$ 6,7 mil para R$ 18,5 mil o subsídio dos 31 subprefeitos – um impacto de R$ 10 milhões/ano na folha de pagamento –, é uma afronta aos paulistanos que diariamente são obrigados a andar em ônibus lotados, trafegar em vias mal conservadas e congestionadas, e conviver com uma rede municipal de saúde alvo de muitas reclamações.

A Bancada de Vereadores do PT vai apresentar proposta para reduzir o valor do aumento salarial de secretários e subprefeitos, assim que o projeto chegar à Câmara Municipal. O PT vai exigir também dedicação exclusiva dos secretários ao serviço público e proibição de que acumulem o salário com o recebimento de jeton por participação nos conselhos de empresas municipais.

O servidor público deve ser bem remunerado, mas uma boa gestão de recursos humanos não pode privilegiar apenas os “amigos do rei” enquanto o restante do funcionalismo fica à míngua. Na gestão Marta Suplicy, propôs-se elevar o salário de secretário de R$ 5,3 mil para R$ 9 mil, o que hoje, corrigido pelo INPC, daria R$ 16 mil. Naquela ocasião, a proposta da prefeita causou virulenta reação da bancada tucana no Legislativo, que recorreu à Justiça para barrar o aumento.

Desde o início do ano a gestão demotucana cortou investimentos em obras e congelou o orçamento alegando queda de arrecadação. Os contratos de varrição de ruas sofreram enxugamento de 20%, com conseqüente redução do serviço, e as subprefeituras não têm mais dinheiro para obras de pavimentação e conservação.

Mas zeloso do bem-estar dos seus apaniguados, Kassab não titubeia em dar a eles aumento salarial de 300%, em vez de, por exemplo, iniciar as obras dos três novos hospitais municipais, uma das várias promessas que fez na eleição passada. A farra com o dinheiro público não para por aí. O prefeito planeja valorizar outros cargos da administração, reforçando os salários das funções ocupadas pelos demotucanos que aparelharam a prefeitura paulistana. Enquanto isso, a base do funcionalismo luta para sobreviver com um piso salarial de apenas R$ 440,00.

Além de exagerado, o reajuste que o prefeito quer dar à sua equipe é incoerente com a pregação demotucana. Usam o discurso da ética e da defesa do interesse público para ludibriar a população enquanto tratam de proteger apenas os seus interesses.

Ver. João Antônio
Líder da Bancada do PT
Câmara Municipal de São Paulo

Conspiração contra Dilma desmascarada: senadores fingiram não conhecer marido de Lina Vieira


Todos viram o publicitário Alexandre Firmino dando instruções à esposa Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal, em seu depoimento no Senado (vídeo acima).

Os senadores Jarbas Vasconcelos e Garibaldi Alves já se reuniram com Alexandre Firmino, no tempo que ele era secretário-executivo do Ministério da Integração Regional de FHC.

Esse cargo era o segundo posto no ministério, logo abaixo do ministro. Durante algum tempo ele foi ministro interino.

Praticamente todos os senadores que eram parlamentares ou governadores do Norte e Nordeste, durante o segundo mandato de FHC, o conheciam.

Tasso Jereissati, José Agripino Maia, Mão Santa, Heráclito Fortes, Arthur Virgílio Neto, etc.

Todos o conheciam muito bem.

E todos fizeram cara de paisagem, na sessão do Senado, como se nunca o tivessem visto antes.

Alexandre Firmino participava dos encontros e convênios da SUDAM (Superintendência de desenvolvimento da Amazônia) e SUDENE (Superintendência de desenvolvimento do Nordeste).

A SUDAM e SUDENE chegaram a ser extintas por FHC no fim do governo por excesso de corrupção. Só a SUDAM deixou um rombo de mais de 2 bilhões na época de FHC.

Jornalistas veteranos de Brasília também conheciam, e ficaram caladinhos, sem informar nada ao ouvinte ou leitor.

Foi uma conspiração inventada pela bancada de senadores demo-tucanos contra a Ministra Dilma Rousseff, para desgastar sua imagem com mentiras. Por trás estava o dedo de FHC e José Serra.

Uma vergonha termos no Brasil partidos, políticos e imprensa de oposição com tamanha falta de caráter, capaz de agir com este tipo de ardil sujo e criminoso.

Um aumento abusivo!


Na noite de quarta-feira passada (19) a Câmara Municipal votou um projeto de lei definindo o teto salarial do funcionalismo na cidade de São Paulo. Pela lei aprovada os salários dos funcionários públicos da cidade não poderão ultrapassar R$ 22.111,00 - que corresponde a 90,25% do salário de um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

A bancada do PT votou favorável por entender ser esta uma exigência constitucional. Porém, denunciamos que por trás do debate sobre o teto, estava o desejo do executivo em aumentar os salários do seu primeiro escalão. Dito e feito: um dia após a definição do teto o secretário de Gestão do prefeito Kassab, Rodrigo Garcia, anunciou o referido aumento.

Segundo o secretário os salários dos secretários vão passar de R$ 5.344,35 para R$ 21.500 - mesmo valor da vice-prefeita, que hoje recebe R$ 5.504,02. Os subprefeitos, que ganham R$ 6.791,94, terão seus salários equiparados aos dos diretores das empresas (CET, SPTrans, Emurb, SPTuris, Cohab e Prodam): R$ 18.500.

A Lei Orgânica do Município define a Câmara Municipal como o poder competente para definir os subsídios do prefeito, de seus secretários e subprefeitos, e atribui esta tarefa à Mesa Diretora do Legislativo Paulistano.

Portanto, há uma irregularidade formal do Poder Executivo ao anunciar - de forma unilateral - o referido aumento. É também uma atitude de desrespeito à Câmara. O correto seria primeiro reunir os membros da Mesa Diretora da Câmara e, segundo seus critérios, propor o aumento. Ao anunciar o aumento sem nenhuma interlocução com o Legislativo, o Executivo deixa a Câmara numa saia-justa: caso aceite os valores propostos estará se revelando como um poder submisso, e abrirá um enorme precedente para questionamento quanto a sua real autonomia. Espero, sinceramente, que nossa Mesa Diretora reaja! A Câmara Municipal de São Paulo não é um departamento do Poder Executivo!

O PT sempre foi favorável a um salário condizente com cargos como os dos secretários. Quando a prefeita Marta assumiu a prefeitura, constatados os baixos salários dos secretários, optou-se por promover um reajuste nos subsídios de secretários e subprefeitos. Na época, o aumento foi de pouco mais de R$ 5 mil para R$ 9 mil reais. Tal aumento não se consolidou devido uma ação judicial promovida pela bancada de vereadores do PSDB. Os tucanos, à época, politizaram o debate no intuito de promover o desgaste do governo do PT junto à opinião pública.

A bancada do PT não será incoerente: achamos que R$ 5.344,35 não é um salário condizente com as atribuiões de um secretário ou de um subprefeito. No entanto, o aumento de 302,29% nos salários do primeiro escalão do governo é muito. Minha proposta é que aumento não ultrapasse os R$ 14.000,00, que se exija dedicação exclusiva e que nenhum secretário ou subprefeito receba jetons por participação em conselhos de estatais.

Nota 1 - Recentemente o prefeito anunciou um corte nos valores de verbas destinadas aos serviços de varrição da cidade. Justificou sua atitude na queda da arrecadação do município. Mais uma incoerência deste governo: para aumentar subsídios de seu primeiro escalão tem dinheiro, para manter os serviços básicos da cidade não há receita.

Nota 2 – O salário base do funcionalismo na cidade de São Paulo é de R$ 440,00, está entre os menores salários do estado.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Bancada do PT votou contra restrição a fretados

Do Boletim PT Câmara SP:

Fretados: Bancada do PT vota contra substitutivo do governo

A Câmara Municipal aprovou ontem (19) à noite substitutivo ao projeto de lei (PL 512/09), de autoria do Executivo, que regulamenta a atividade de fretamento na cidade de São Paulo. Os 11 vereadores do PT votaram contra o substitutivo. O PC do B também votou contra.

O substitutivo foi redigido pela base governista. Apesar de o texto ter incorporado algumas mudanças em relação ao projeto original, as alterações não foram suficientes para tirar o serviço de fretado da camisa-de-força imposta pela portaria da Secretaria Municipal dos Transportes.

Desde o dia 27 de julho entraram em vigor as novas regras para os fretados. A restrição foi tão grande que praticamente engessou o serviço, gerando protestos de milhares de usuários que chegaram a interromper o trânsito na Marginal Pinheiros e na Avenida Ricardo Jafet. As novas regras tornaram mais difícil o deslocamento para o trabalho de muitas pessoas.

“Apesar de o substitutivo prever a existência de uma comissão paritária para discutir a área de restrição dos fretados, a decisão final continua com o secretário dos Transportes e isso é inaceitável”, disse o líder do PT, João Antônio.

Ex-presidente da CET, o vereador Chico Macena destacou que as regras impostas pela prefeitura pioraram o trânsito na cidade – e a restrição era justamente para diminuir os congestionamentos. Com base em boletins da CET, Macena disse que os congestionamentos no primeiro dia útil da semana (segunda-feira) subiram de 48 kms para 115 após a edição da portaria.

“Com esse projeto, estamos empurrando definitivamente para o transporte individual os usuários de fretados que já haviam fugido do transporte público por causa da má qualidade. Sem resolver o problema gerado com a criação da zona de restrição aos fretados o projeto é inócuo”, concluiu Macena.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Proposta do PT acaba com jetons na Prefeitura

Nota da Bancada do PT na Câmara Municipal de SP:

PT propõe e secretários municipais deixarão de receber jeton

Secretários da Prefeitura de São Paulo não poderão mais acumular o salário recebido no exercício do cargo com o jeton pago aos participantes dos conselhos das empresas municipais. A participação deles nestes conselhos passará a ser sem remuneração. A restrição valerá quando for submetido à votação na Câmara Municipal projeto de lei fixando os novos valores dos vencimentos do prefeito, do vice-prefeito e dos secretários municipais. A questão da exigência de regime de dedicação exclusiva para os secretários será objeto de debate na mesma oportunidade.
As duas medidas haviam sido apresentadas como emendas pela Bancada do PT ao projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (PLO 9/09). Sob o pretexto de ajustar o novo teto salarial do funcionalismo ao que estipula a Constituição Federal, este projeto altera o artigo 14 da Lei Orgânica para permitir que os subsídios do prefeito, do vice e dos secretários possam ser fixados em projeto de lei anualmente - e não a cada quatro anos, antes do início do exercício do mandato no Executivo, como determina hoje a Lei Orgânica. A partir dessa mudança, o salário de secretário deverá passar de cerca de R$ 5 mil para aproximadamente R$ 19 mil, conforme já antecipou o Executivo à imprensa.
A Bancada do PT retirou as emendas e permitiu a votação do projeto porque houve acordo sobre elas com a Mesa Diretora e as demais bancadas partidárias representadas no Legislativo. O acordo prevê também que as restrições serão observadas no momento da definição dos novos salários do primeiro escalão.
Atualmente, pelo menos metade dos 28 secretários municipais de São Paulo recebem jeton (cujo valor atualmente é de R$ 6 mil) por participação em conselho de empresa municipal (SPTrans, Emurb, CET, entre outras). Alguns secretários recebem hoje até três jetons.

Ver. João Antônio
Líder da Bancada do PT/SP
Câmara Municipal de São Paulo

Corrupção tucana na CDHU: condenação judicial


Do Jornal da Tarde, hoje (19):

Justiça condena 19 da 'máfia da CDHU'

Decisão de 1ª instância inclui empreiteiro, que não pode recorrer em liberdade, e ex-prefeito do PTB

FABIO LEITE

"A Justiça condenou à prisão 19 pessoas envolvidas na máfia da CDHU, acusada de desviar R$ 135 milhões dos cofres do governo paulista, fraudando licitações e superfaturando obras da Companhia Paulista de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, entre 2001 e 2007, na gestão do PSDB. Entre os condenados estão o dono da FT Construções, Francisco Emílio de Oliveira, o ‘Chiquinho da CDHU’, e o ex-prefeito de Pirapozinho, Sérgio Pinaffi (PTB). A decisão é de 1ª instância e cabe recurso". Leia mais.

Em texto complementar, o JT destaca como o PSDB no governo tenta evitar investigações, sendo o caso da Máfia da CDHU um dos que se arrastam há anos desde que os tucanos assumiram o Palácio dos Bandeirantes:

EMPRESA NA MIRA

"A CPI da CDHU foi criada para investigar denúncias de fraude nas obras da empresa do governo estadual entre 2001 e 2007 - período de governos dos tucanos Mário Covas, Geraldo Alckmin e início de José Serra - descobertas pela polícia e Ministério Público. A apuração indica que até R$ 135 milhões teriam sido desviados.

Aprovada pela oposição, a comissão é a primeira, em anos, a criar desconforto para o governo tucano na Assembleia Legislativa."

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Lula ajuda a melhorar segurança em SP

Do Boletim PT Câmara SP:

GCM ganha 35 bases móveis graças a parceria com o governo Lula

"Através de uma parceria com o governo do presidente Lula, a Prefeitura de São Paulo recebeu na semana passada 35 novas bases comunitárias móveis, para uso da Guarda Civil Metropolitana. Essa parceria do governo federal possibilitou que a GCM aumentasse de três para 38 o total de equipamentos disponíveis.

As novas bases móveis foram entregues na última sexta-feira (14) à cidade de São Paulo. A cerimônia contou com a participação do ministro da Justiça, Tarso Genro.

O total investido foi na parceria foi de R$ 4,2 milhões, sendo que o Ministério da Justiça entrou com a maior parte dos recursos: R$ 2,6 milhões. Os veículos são dotados de sistema de radiocomunicação, bancos e uma mesa. Possuem também todos de proteção e bebedouro".

Energia mais barata em 2010

Do jornal O Estado de S. Paulo (18):

Valor das tarifas pode cair em 2010, afirma Aneel

"As tarifas de energia elétrica poderão cair em 2010, disse o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner. Isso seria decorrente do fato de que o Brasil deverá praticamente dispensar, até o fim deste ano, o uso de usinas termelétricas para geração de energia complementar".

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Os atos secretos do PSDB de São Paulo


Para quem duvidava da capacidade dos tucanos de atuar no universo dos "atos secretos", matéria do jornal O Estado de S. Paulo de hoje (17) mostra o caminho das pedras. Eles são uma prática que vem desde Alckmin e se mantém com Serra no governo de São Paulo. Veja um trecho abaixo:

MPE apura desvio de verba secreta

Funcionário da Secretaria da Segurança diz que rombo é de R$ 3 mi, mostra documentos e acusa chefes da pasta

Marcelo Godoy

"Dinheiro da verba de operações sigilosas da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo foi desviado e usado para pagar contas pessoais dos chefes de gabinete. A acusação é de que o rombo atingiu R$ 2,26 milhões na gestão Saulo Abreu Filho (2002-2006) e R$ 700 mil, no período em que Ronaldo Bretas Marzagão dirigiu a pasta (2007 a 2009). Despesas da secretaria teriam sido cobertas com notas frias e até uma reforma fictícia no prédio justificou o desvio do dinheiro. O caso está sob apuração dos promotores de Defesa do Patrimônio Público, do Ministério Público Estadual (MPE).

A nova investigação sobre o suposto desvio da verba começou quando o oficial administrativo Carlos Jorge Santana, o Jorginho, procurou a Assessoria Militar da Secretaria. Dizia ter graves denúncias a fazer sobre desvio de recursos. Funcionário da pasta desde 1979, Jorginho afirmava ter provas de tudo e pedia para ser ouvido pelo secretário Antônio Ferreira Pinto, que assumiu o cargo em março. Trazia cópias de 333 cheques, com os quais sacara o dinheiro supostamente desviado, e das despesas particulares dos chefes de gabinete que ele dizia ter pago - cumprindo ordens - com o dinheiro da secretaria. Leia mais.

sábado, 15 de agosto de 2009

Agenda de debates deste final de semana

Neste sábado (15), participei de dois debates. O primeiro foi o III Seminário do grupo Um Novo Rumo para o PT, no Sindicato dos Químicos de São Paulo. O encontro que coordenei reuniu grande número de militantes e parlamentares do Novo Rumo. A discussão girou em torno da tese que o grupo apresentará no Processo de Eleições Diretas (PED) 2009 do PT.

O segundo encontro foi um curso de formação promovido pelo PT Estadual no Hotel Braston, no centro da Capital. Falei para plateia de diversas cidades do interior sobre o modo petista de legislar. Debati com o vereador Wagner Lino (de São Bernardo do Campo) e com a vereadora Rose Gaspar (de Jacareí).

AUDIÊNCIA - Neste domingo, a partir das 15h, realizarei mais uma Audiência Pública Cidadã do meu mandato. Será no Recanto dos Humildes, no bairro de Perus.

31 mil reclamações em cinco meses. É pouco?

Do Jornal da Tarde, hoje:

Ônibus tem 205 queixas por dia

De janeiro a maio, 30.964 reclamações contra o sistema chegaram à SPTrans

Luísa Alcalde e Lais Catassini

"O serviço de ônibus municipal recebeu 205 queixas por dia de passageiros descontentes com o transporte coletivo oferecido na capital nos primeiros cinco meses deste ano. De janeiro a maio, a São Paulo Transporte (SPTrans), empresa que gerencia o sistema, recebeu 30.964 reclamações. A Prefeitura afirma que o número é pequeno e disse que a média do ano passado foi de 230 por dia.

Segundo relatório da SPTrans a que o JT teve acesso, as queixas mais frequentes neste ano e em 2008 foram: intervalo excessivo da linha (20%), motorista que não atende o sinal de embarque e desembarque (18%), conduta inadequada do operador (9%), conduzir o veículo com direção perigosa (9%) e tratar usuário com falta de urbanidade e destrato (6%)". Leia mais.

COMENTÁRIO - De fato, a Prefeitura "acha pouco", o que não devem achar os usuários do sistema, principalmente quando se recorda que o governo Kassab já pagou R$ 600 milhões, até o momento, aos donos de ônibus. Isso para eles darem em troca um serviço dessa "qualidade". Lembro também que a Secretaria Municipal de Transportes afrouxou as regras de fiscalização do sistema. Some-se a isso a confusão dos fretados e temos o cenário atual de caos...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Mesmo tucanos não gostando de CPI...

Claro que eles não gostam de CPI no governo deles!

Da Folha Online:

Presidente da Assembleia do RS aceita pedido para instalar CPI contra Yeda

"O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Ivar Pavan (PT), deferiu o requerimento assinado por 39 parlamentares, pedindo a instalação de uma CPI para investigar supostos atos de corrupção no governo do Estado, administrado por Yeda Crusius (PSDB)". Leia mais.

Serra: "Trabalhando contra o meio ambiente"


Pronto, conjunto da CDHU está vazio há 4 meses

Do jornal Agora, hoje (14):

"Um conjunto habitacional construído em Santa Isabel (Grande SP) está abandonado e correndo o risco de ser invadido devido a um impasse que impossibilita a liberação dos apartamentos às famílias.

O conjunto com 260 apartamentos, custou R$ 7,5 milhões aos cofres públicos. A obra ficou pronta em abril deste ano, mas devido à falta de licença ambiental foi interditado um mês depois pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente. Hoje, apenas um guarda, que fica no local sem água e luz, toma conta para que a área não seja invadida.

A obra não pode ser entregue porque foi feita sem autorização em uma área de preservação ambiental. Com isso, cerca de 1.300 pessoas estão esperando ansiosas pelos 260 apartamentos construídos pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) no local". Leia mais.

Um drama vigoroso na dica de vídeo

Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

O LUTADOR (The Wrestler, 2008)

Sinopse: O drama marca a volta triunfal de Mickey Rourke às telas. Vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza, o filme, dirigido por Darren Aronofsky, acompanha o drama de Randy "The Ram" Robinson (Rourke), um lutador que, depois de experimentar o auge nos aos 80, tenta sobreviver em meio a bicos e violentas lutas. Quando percebe a saúde debilitada, resolve procurar a filha há muito perdida.

Elenco: Marisa Tomei, Mickey Rourke, Evan Rachel Wood, Mark Margolis, Toddy Barry, Wass Stevens, Judah Friedlander, Ernest Miller.

Vans clandestinas driblam a fiscalização em SP

Do Jornal da Tarde hoje (14)


Vans clandestinas desafiam a lei. É o caos dos lotações
O JT flagrou veículos ilegais pegando passageiros no centro e na zona oeste. Não aceitam Bilhete Único, mas saem lotados. Têm várias multas e há até queixa de roubo

"Alheias à fiscalização municipal, lotações irregulares circulam pela capital e transportam passageiros sem aceitar bilhete único e em condições precárias de segurança. As peruas saem lotadas, com a porta aberta e cobradores pendurados que ficam chamando as pessoas que estão do lado de fora e nos pontos à espera dos ônibus convencionais".

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Kassab gasta cada vez mais com propaganda


A Assessoria Coletiva da Bancada do PT na Câmara Municipal de São Paulo elaborou o estudo Comparativo de Execução Orçamentária: 2005 a 2009 que comprova o crescimento dos gastos do governo Serra/Kassab com propaganda. Embora fosse um dos principais alvos da oposição durante a gestão do PT na cidade, o gasto com publicidade tem sido intensificado a cada ano durante a gestão DEM-PSDB.

Publico abaixo a íntegra do referido estudo:

COMPARATIVO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 2005 A 2009

2005 - Em 2005, ano em que a cidade ficou praticamente paralisada pela exagerada política de contenção de gastos, a rubrica de publicidade teve orçamento de R$ 9,78 milhões que, durante o ano, passou para R$ 23,45 milhões empenhados (crescimento de 140%). Vale lembrar que alguns dos principais investimentos sociais no ano não tiveram o mesmo comportamento e foram relegados às últimas prioridades da administração. Esses empenhos foram realizados sobretudo no segundo semestre, com grande parte paga somente em 2006.

2006 - Já o orçamento de 2006, aprovado em R$ 23,4 milhões, tendo por base os gastos realizados no ano anterior, foram atualizados para R$ 30,58 milhões, dos quais R$ 29,4 milhões foram empenhados, o que representou um acréscimo de 26% em relação ao primeiro ano.

2007 - Em 2007, já de olho no cenário eleitoral e tendo em vista as restrições legais aos gastos com publicidade no ano do pleito, os gastos foram ampliados absurdamente, atingindo R$ 66,91 milhões empenhados, sobre um valor originalmente orçado de R$ 35,55 milhões (aumento de 88,4%). Ou seja, a prefeitura gastou em propagandas quase o dobro do que foi autorizado pela Câmara. Tal manobra se deu porque a lei eleitoral (9504/97 - ART 73 - INCISO VII) estabelece limites aos gastos com propaganda em ano de eleições. Dessa forma, em 2008 o gasto com este item não poderia superar a média dos últimos três anos ou o limite do gasto no ano diretamente anterior às eleições (no caso, 2007). Portanto, para possibilitar que esses gastos pudessem ser feitos livremente em período eleitoral, com fins de auto-promoção, Kassab optou por ampliar sobremaneira estes valores de 2007.

2008 - Já no ano de 2008, o valor orçado foi de R$ 36,5 milhões, com empenho até o final do ano de R$ 39,7 milhões, enquadrando-se no limite legal de gastar menos do que o ano anterior às eleições. De qualquer forma, tem-se que o valor gasto com publicidade nessa primeira gestão de Kassab atingiu o montante de R$ 159,5 milhões, que representa uma média anual de R$ 39,87 milhões.

2009 - Em contradição aos valores apresentados durante quatro anos, a prefeitura optou por enviar à Câmara uma proposta com valor inferior à metade desta média anual. Vale ressaltar que a peça orçamentária de 2009 foi enviada à Câmara ainda em plena disputa eleitoral (dia 30 de setembro) e, se houvesse previsão de altos gastos com propaganda, a campanha à reeleição poderia sair prejudicada. Sendo assim, o valor aprovado para 2009 foi de apenas R$ 18,72 milhões, notadamente subestimado.

Como não poderia deixar de ser, em 2009 o Governo Kassab mais que triplicou o orçamento para propaganda e publicidade, elevando-o para R$ 65,3 milhões, com a publicação, em 23/05/09, de três Decretos transferindo mais R$ 45,1 milhões às respectivas dotações (sendo R$ 15,1 milhões para Saúde e R$ 15 milhões para Educação).

Cabe o registro também, de que o Líder do Governo na Casa (Ver. Netinho), fez aprovar a emenda nº 5252, criando dotação de R$ 12,25 milhões (dotação nº 6700), para atendimento da Emenda nº 30 à Lei Orgânica, que estabelece a ampla divulgação das metas de governo estabelecidas no Programa de Metas. Ocorre que, antes mesmo do Programa ser concluído, o Governo já havia gastado todo o recurso da dotação, com as agências de Publicidade que prestam serviços à Prefeitura (não ficou claro em quais campanhas os recursos foram utilizados).

Portanto, somando as dotações, o valor do orçamento para despesa com propaganda em 2009 alcança R$ 77,5 milhões, e será o maior dos últimos cinco anos, não considerados aí valores empenhados por outras dotações, em serviços afetos à propaganda e publicidade (como em assessoria de imprensa).

MAQUIAGEM - Esses dados mostram que, em primeiro lugar, a gestão Kassab realmente fez uso eleitoreiro dos recursos públicos, ao gastar tanto com publicidade, ao invés de gastar na resolução das demandas da Cidade. Em segundo lugar, a execução desta rubrica, sempre acima dos valores aprovados no orçamento, mostra uma das principais características desta gestão: a falta de planejamento e a maquiagem dos números, que caracterizam o orçamento da maior cidade do país, como peça de ficção.

A culpa é das promessas eleitoreiras!


A mesma Folha de S. Paulo traz notícia que revela os problemas criados para a cidade com o extenso rol de promessas eleitoreiras feitas pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) para conseguir sua reeleição. Um orçamento 'inflado' para abrigar todas essas promessas foi revisado depois das eleições. E o governo vem com essa desculpa da "crise internacional", quando na verdade a Prefeitura de São Paulo arrecadou mais 5,45% no primeiro semestre deste ano em comparação a 2008. Veja um trecho da matéria:

Kassab reduz serviços de limpeza de rua

CATIA SEABRA
JOSÉ ERNESTO CREDENDIO


"Em tempos de lei antifumo, que encheu calçadas de bitucas de cigarro, e às vésperas da temporada de chuvas, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), determinou um corte de 20% nas verbas para a retirada de entulho e a varrição das ruas da cidade.

A medida representa redução de R$ 58,4 milhões na previsão de gastos com coleta de resíduos (R$ 31,56 milhões) e varrição (R$ 260,3 milhões). Além da limpeza urbana, houve uma redução de 70% do orçamento para obras viárias e de canalização. Como o volume de recursos caiu de R$ 300 milhões para R$ 100 milhões, obras com início previsto para este ano ficam para 2010.

Kassab optou por reduzir a despesa com a varrição para manter promessas de campanha eleitoral, como o congelamento da tarifa de ônibus, o que está exigindo gastos cada vez maiores com os subsídios às empresas. Segundo ele, foi necessário um aporte de R$ 600 milhões em subsídios.

Em 2008, a prefeitura estimava em R$ 29 bilhões a receita deste ano. Com a iminência da crise, reduziu a expectativa para R$ 27,5 bilhões. "Agora, a gente fica contente se chegarmos a uma arrecadação R$ 24 bilhões. Estamos fazendo isso [revendo o orçamento] para terminar o ano com a prefeitura bem", disse Kassab."

Rastreamento das contas tucanas

Na matéria abaixo, da Folha de S. Paulo de hoje (13), faltou "lembrar" que o rastreamento das contas proposto pelo Ministério Público tem como alvo tucanos que começaram a Era PSDB no Estado, com Mário Covas, em 1995.

Brasil quer rastrear duas contas no caso Alstom

"O Brasil vai pedir ajuda à Suíça para rastrear as movimentações de duas contas atribuídas a brasileiros que receberam recursos da Alstom francesa, informa reportagem de Mario Cesar Carvalho, publicada nesta quinta-feira pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).

Segundo a reportagem, o plano é desvendar a teia de relações dessas contas para tentar descobrir quem se beneficiou do eventual pagamento de propina pela multinacional". Leia mais.

Juros em queda

Dos jornais O Estado de S. Paulo e JT:

Juro é o menor desde dezembro de 2007

"As taxas de juros apresentaram queda em julho pelo sexto mês seguido e atingiram o menor patamar desde dezembro de 2007. Para a pessoa física a redução média geral foi de 0,05 ponto porcentual, passando de 7,26% para 7,21% ao mês. As linhas para pessoas jurídicas caíram de 4,12% para 4,06% mensais. O levantamento é da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac)".

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

PT vota contra PL do Executivo sobre fretados


A Bancada do PT na Câmara Municipal de São Paulo registrou votos contrários ao Projeto de Lei 512/09, do Executivo, que trata dos fretamentos na Capital. O PL foi aprovado em primeiro turno na tarde desta quarta-feira (12).

No entendimento do PT, o texto apresentado pelo governo mantém o caráter restritivo da Portaria 058/09, editada em 27 de julho passado pela Secretaria Municipal de Transportes, e remete a este mesmo instrumento (outra portaria) a futura normatização do sistema de fretamentos, o que é ilegal.

O PT defende modificações consistentes no texto aprovado hoje, principalmente no que que diz respeito à chamada Zona Máxima de Restrição a Fretamentos. Do modo como o governo propõe, as atividades de fretamento praticamente são inviabilizadas, gerando prejuízos à cidade, aos usuários do sistema e aos seus operadores.

A intenção é construir junto a outras bancadas partidárias um projeto substitutivo que contemple os interesses da Capital nesta matéria. O que nos move é a valorização do transporte coletivo em detrimento do transporte individual.

Eles não querem que investigação prossiga


Matéria do jornalista Fábio Leite no Jornal da Tarde de hoje relata o procedimento dos tucanos aliados do governador Serra quando a oposição tenta investigar seu governo: dos noves integrantes da CPI da CDHU, cinco faltaram. Todos governistas. E a desculpa de um deles foi que o "trânsito atrapalhou".

Trata-se de um padrão tucano quando o assunto é CPI - no governo deles, bem entendido! O dedo do ex-ministro de FHC está mais uma vez comprovado no episódio.

Programa do governo Lula impulsiona mercado

Da Folha de S. Paulo, hoje (12):

Setor de imóveis residenciais acelera vendas em São Paulo

Programa Minha Casa, Minha Vida impulsionou as vendas com a inclusão no setor de famílias com renda de até dez salários mínimos

"A venda de imóveis residenciais novos está retomando o ritmo em São Paulo. Em junho, das unidades disponíveis na capital paulista, 21,5% foram vendidas, o melhor desempenho desde maio de 2008, segundo o Secovi (Sindicato da Habitação) de São Paulo.
Na média do primeiro semestre, a taxa é de 12,8%, o que levou a entidade a elevar a previsão para 2009, de 12% para 13%. O menor patamar de venda sobre oferta foi registrado em outubro (4,9%), quando houve o agravamento da crise, fazendo com que as construtoras reduzissem o número de lançamentos para desovar os imóveis em estoque."

Sem política de segurança para cargas

Dados do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo (Setcesp) publicados na Folha de S. Paulo de hoje e que já vinham sendo discutidos durante a semana em telejornais de Economia mostram que o governo paulista não tem uma política voltada para a segurança do transporte de cargas.

Segundo o Setcesp, ocorrências de roubo de carga subiram 23% no primeiro semestre. Já outro número, da Federação Nacional dos Seguros Gerais (Fenaseg), aponta que 9 de 10 carregamentos segurados são roubados.

O problema influencia o preço dos produtos vendidos, uma vez que todos os setores (indústria, comércio, transportadoras) acabam incluindo o "custo segurança" nas mercadorias. E o Estado não tem, até agora, demonstrado capacidade - ou interesse - de enfrentar o crime organizado que se articulou no ramo do roubo de cargas.

Isso é resultado do "trabalho" do governador tucano José Serra, que foi ministro de Fernando Henrique, e desde que assumiu o governo de São Paulo cuida exclusivamente da campanha eleitoral que pretende disputar ano que vem.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

MP quer obrigar Kassab a pagar precatórios


Da Folha Online:

Ministério Público entra com ação contra Kassab por não pagamento de precatórios

"O Ministério Público de São Paulo entrou com uma ação civil pública contra o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), pelo não pagamento de precatórios alimentares (dívidas judiciais) referentes ao exercício de 2006.

Segundo a promotora Andréa Chiaratti do Nascimento Rodrigues Pinto, a Justiça orçou e solicitou à prefeitura R$ 240,7 milhões para o pagamento dos precatórios. O valor foi incluído na lei orçamentária, mas pagou R$ 119 milhões.

Um laudo do Caex (Centro de Apoio às Execuções), órgão técnico do Ministério Público, concluiu que 49,45% do total da verba destinada ao pagamento dos precatórios alimentares foram aplicados. Segundo a promotora, isso demonstra que houve transferência de recursos para outros fins". Leia mais.

Fretamento será tema da CCJ amanhã

A Comissão de Constituição e Justiça e Legislação Participativa (CCJLP) da Câmara Municipal de São Paulo terá sessão movimentada nesta quarta-feira (12) com a apreciação do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 44/09 e do Projeto de Lei 512/09 - ambos tratando da regulamentação dos fretamentos na Capital.

No caso do PDL 44/09, de autoria do vereador Antônio Donato - que propõe a anulação dos efeitos da Portaria SMT 058/09 responsável pela restrição à circulação de fretados- os membros da comissão votarão relatório de minha autoria sobre a matéria.

Na mesma reunião, o vereador Gabriel Chalita (PSDB) apresentará seu relatório ao PL 512/09, de autoria do Executivo, que propõe regulamentar os fretamentos. O referido projeto será apreciado pelos 9 membros da CCJ acerca de sua legalidade e constitucionalidade.

Estes são assuntos de grande importância para toda a cidade. Fica o convite a todos para a participação na reunião da CCJLP nesta quarta, na Câmara Municipal.

A reunião começa às 14h, no 8º andar da Câmara - Salão Nobre - e é aberta a qualquer cidadão ou cidadã.

Caixa tem mais de R$ 17 bi para financiamentos

Do Jornal da Tarde:

Ainda há R$ 24,5 bi para a casa própria

"Quem pretende comprar a casa própria dispõe de, pelo menos, R$ 24,5 bilhões que os bancos estimam emprestar ainda este ano. Deste total, só a Caixa Econômica Federal - a maior financiadora de crédito imobiliário do País - espera oferecer R$ 17,6 bilhões neste segundo semestre. Até julho, o banco estatal já havia concedido R$ 21,4 bilhões.

A projeção da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) é que o financiamento imobiliário em 2009 com recursos da poupança e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) fique em torno de R$ 45 bilhões. No primeiro semestre já foram financiados R$ 20,5 bilhões com dinheiro tanto da caderneta quanto do fundo. O valor projetado para 2009 é bem próximo aos R$ 40 bilhões do ano anterior.”Nossa expectativa é bem conservadora', disse o presidente da Abecip, Luiz Antonio Nogueira de França".

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

E obras péssimas para a cidade

Do Jornal da Tarde:

Marginal do Tietê trava e aumenta viagens em 1h

Constantes congestionamentos na via prejudicam as empresas de ônibus intermunicipais que não têm conseguido cumprir os horários de chegada no Terminal Rodoviário Tietê. Elas culpam as obras de ampliação. Dersa nega

LUÍSA ALCALDE

"Ônibus intermunicipais que vêm pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes estão demorando em média uma hora a mais para chegar ao Terminal Rodoviário Tietê, na zona norte. Segundo as empresas, que não estão conseguindo cumprir os horários de chegada, o motivo são as obras de ampliação da Marginal do Tietê, iniciadas em junho, e os constantes congestionamentos na via. Algumas companhias pagam horas extras aos motoristas presos no trânsito. Outras usam caminhos alternativos pelos bairros.

Veículos da empresa Caprioli Turismo chegam a levar três horas para ir de Campinas até o Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo. Antes do início da ampliação da marginal, o trajeto era percorrido em menos de duas horas". Leia mais.

Obras ruins em escolas estaduais

Da Folha de S. Paulo, hoje (10):

Auditoria aponta falhas em reforma de escolas do Estado de SP

"Numa escola, a reforma que deveria substituir a estrutura de lata pela alvenaria excluiu as salas de aula --onde, segundo alunos, a temperatura ficou mais alta. Em outras unidades, mesmo depois da realização de obras, restaram curtos-circuitos, goteiras e refluxo de esgoto, informa reportagem de Fábio Takahashi publicada na edição desta segunda-feira da Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).

Segundo a reportagem, os problemas foram apontados por auditoria do TCE (Tribunal de Contas do Estado) em escolas estaduais de São Paulo. Ela verificou que reformas foram mal feitas e não tiveram fiscalização adequada. Da amostra de 31 unidades visitadas pelos técnicos, 23 "apresentaram problemas visíveis na execução das obras".

No ano passado, o programa de reformas de escolas consumiu R$ 261,5 milhões, equivalente a quase metade do gasto para pagamento de bônus por desempenho aos docentes. Neste ano, as reformas deverão receber R$ 363 milhões.

O Tribunal de Contas também apontou falhas na fiscalização das obras, ação a cargo da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação, órgão da Secretaria da Educação). O serviço foi terceirizado para oito grupos de empresas, que receberam R$ 34 milhões (cerca de R$ 4 milhões cada um)".

A audiência pública dos fretados no Anhembi

Do Boletim PT Câmara SP:

Fretados: categoria critica projeto e secretário é vaiado em audiência pública





"A portaria 58/09, da Secretaria Municipal de Transportes, que tenta regular a atividade dos fretados na cidade de São Paulo, não prejudicou apenas o transporte de passageiros que usavam este meio de deslocamento. A medida afetou uma cadeia de negócios que passa pelos setores de turismo, transporte escolar, cinema e publicidade, entre outros. Além da queixa geral sobre o horário de restrição de circulação (5 às 21 horas), outro alvo de reclamação foi a burocracia.

Durante a audiência pública que discutiu o projeto de lei 512/09 do Executivo, enviado à Câmara Municipal na última quinta-feira, representantes de empresas de vans que alugam veículos para produções cinematográficas contaram que não estão conseguindo trabalhar porque a portaria impede a circulação dos carros. A audiência foi convocada pela Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa, presidida pelo vereador Ítalo Cardoso.

“Nossas vans transportam artistas e equipes de apoio que fazem filmes, além do pessoal de publicidade. Não tem saído autorizações para nós trabalharmos porque a prefeitura trata as nossas vans como se fossem os ônibus fretados”, queixou-se Vladimir Lopes de Melo, da associação das locadoras de vans. “Queremos diferenciar o ônibus de turismo do de fretamento, porque do jeito que está não conseguimos trabalhar”, completou Marcos Roberto de Oliveira, das micro e pequenas empresas de transporte turístico.

Presente à reunião, o secretário de Transportes, Alexandre de Moraes, não conseguiu explicar o projeto do Executivo para regulamentar a atividade (e que praticamente repete o teor da portaria). Mal começou a falar, foi interrompido, vaiado e duramente criticado pela platéia durante as duas horas e meia de duração da reunião. “Essa bagunça aqui mostra a necessidade de regulamentação do fretamento”, reagiu Moraes, irritando ainda mais a platéia. “O secretário não entende nada de transporte. O senhor já andou de ônibus?”, indagou José Antônio, do setor de vans executivas. “A lei neste país só vale para você, de colarinho branco. Quero trabalhar, mas a prefeitura não deixa eu cadastrar meus quatro ônibus”, disse uma mulher que se identificou como Raí, dirigindo-se ao secretário.

A audiência aconteceu sábado à noite, no auditório Elis Regina, do Anhembi. Apesar do dia e horário, cerca de 300 pessoas compareceram à reunião. Ao final, o secretário saiu pelos fundos, para evitar o público. Sobrou para o líder do prefeito Kassab na Câmara, vereador José Police Neto (PSDB), que teve que ouvir muita reclamação.

“Foi muito boa a reunião. Ficou claro que existe uma desigualdade no tratamento dado pela prefeitura ao setor”, afirmou Ítalo Cardoso. Em nome da Bancada do PT, o líder João Antônio disse ao público que acompanhou o encontro que “vamos lutar para aprovar uma lei que atenda à complexidade destes serviços. A portaria em vigor é muito restritiva, praticamente engessa a atividade, e não atende a diversidade dos fretados”.

Quatorze vereadores compareceram à audiência. Além de Ítalo Cardoso e João Antônio, que são membros da CCJ, da Bancada do PT estiveram na reunião Alfredinho, Donato, Chico Macena, Juliana Cardoso e Senival Moura. Na reunião ordinária da próxima quarta-feira, a CCJ vai dar seu parecer sobre a legalidade ou não do projeto. O relator é o vereador Gabriel Chalita (PSDB)".

sábado, 8 de agosto de 2009

Caso Alstom: a propina para o tucanato em SP

Matéria do Jornal Nacional que repercutiu em diversos órgãos de imprensa mostra novidades sobre o Caso Alstom - o pagamento de propina a tucanos de SP para beneficiar empresa francesa. Vale lembrar que a administração José Serra (PSDB) tem contratos milionários atualmente com a referida empresa para a reforma dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) do projeto Expansão São Paulo. Veja a matéria do JN:

TUCANOS DE SP TÊM BENS BLOQUEADOS.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Ministra Dilma Rousseff em São Paulo

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, participa do encerramento das Caravanas que o PT realizou durante o primeiro semestre deste ano em todo o Estado de São Paulo. Dilma falará sobre conjuntura nacional.

O encontro será realizado neste sábado (8), a partir das 15h, na Quadra dos Bancários, localizada na rua Tabatinguera, 192, perto da Estação Sé, no centro da Capital.

Dica de filme para seu fim de semana

Por Celina Sales

O CASAMENTO DE RACHEL(Rachel Getting Married, 2008)

Sinopse:

Kym (Anne Hathaway) é uma jovem mulher que há 10 anos passa por uma clínica de reabilitação. Quando ela retorna para a casa da familia Buchmam para o casamento de sua irmã Rachel (Rosemarie DeWitt), ela traz consigo uma longa história de crises pessoais e conflitos familiares. A festa do casamento é cheia de amigos que se reuniram para um final de semana com muita diversão, música e amor. (www.cineclick.com.br)

Elenco: Anne Hathaway, Rosemarie DeWitt, Mather Zickel, Bill Irwin, Anna Deavere Smith, Anisa George, Tunde Adebimpe, Debra Winger, Jerome LePage, Beau Sia, Dorian Missick, Kyrah Julian

Bom fim de semana!!!!

Dicas de shows para seu fim de semana

HOJE, DIA 7

MAWACA "Rupestres Sonoros - O Canto dos Povos da Floresta" é o novo trabalho do grupo de música étnica. Povos indígenas brasileiros e seus ritos foram a principal influência nesta nova criação. Auditório Ibirapuera - pq. Ibirapuera - av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, portão 2, Parque Ibirapuera, região sul, tel. 3629-1075. 800 lugares. 21h. 90 min. Livre. Ingr.: R$ 30 (estudantes: R$ 15).

O MAWACA é um grupo que pesquisa e recria a música das mais diversificadas etnias do globo buscando conexões com a música brasileira. Formado por sete cantoras que interpretam canções em mais de dez línguas (línguas indígenas brasileiras, espanhol, búlgaro, finlandês, japonês, húngaro, swahili, grego, árabe, hebraico, ioruba e português), o Mawaca revela no seu nome a essência do seu trabalho. Segundo a etnia hausa do norte da Nigéria os 'mawaka' (cantores-xamãs) recorrem ao poder mágico da palavra cantada para atrair o poder dos espíritos.

Além das sete cantoras o Mawaca é formado por um grupo instrumental acústico que apresenta uma multiplicidade de timbres; acordeom, violoncello, flauta, violino e sax soprano, baixo, além dos instrumentos de percussão como as tablas indianas, derbak árabe, djembés africanos, berimbau, vibrafone, pandeirões do Maranhão e marimba.

----------------------------------------------------------

TOM ZÉ "Retrospectiva - Espinha Dorsal da Carreira" é o nome deste novo show, com repertório de canções famosas e com aquelas que marcaram as decisões de percurso do músico baiano. Seis instrumentistas o acompanham no palco.www.teatrofecap.com.br. Teatro Fecap - av. Liberdade, 532, Liberdade, região central, tel. 3272-2277. 400 lugares. 21h. 90 min. Não recomendado para menores de 12 anos. Ingr.: R$ 20 (estudantes: R$ 10). Valet (R$ 12). Ingr. p/ tel. ou p/ sitewww.teatrofecap.com.br.

------------------------------------------------------------

AMANHÃ, DIA 8

CEUMAR A cantora e compositora continua promovendo o disco "Meu Nome", no qual gravou, pela primeira vez, somente faixas autorais, como parcerias com Gero Camilo e Dante Ozzetti. Livraria da Vila - shopping Cidade Jardim - Av. Magalhães de Castro, 12.000, Cidade Jardim, região oeste, tel. 3755-5811. 100 lugares. 19h. 45 min. Não recomendado para menores de 14 anos. Retirar ingr. c/ 30 min. de antecedência. Estac. (R$ 5 p/ 2 h mais h adicional).

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Fretados: Câmara fará duas audiências públicas

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de São Paulo realizará duas audiências públicas para discutir o projeto de lei do Executivo que regulamentará os fretamentos na Capital.

As audiências acontecerão no Anhembi, nas seguintes datas e horários:

1 - Anhembi - Sábado (8/8), às 20h
2 - Anhembi - Domingo (16/8), às 10h da manhã.

A campanha eleitoral dissimulada de Serra

Do Boletim PT Câmara SP:

PT vai à Justiça contra marketing de José Serra

A dissimulada campanha eleitoral do governador José Serra é alvo de uma representação que a Liderança do PT na Assembleia Legislativa encaminhou nesta terça-feira (4) à Justiça Eleitoral de São Paulo.

Entre os meses de março e maio, o PSDB veiculou em horário nobre de emissoras de rádio e TV propaganda supostamente partidária, mas com conotação eleitoral e promoção pessoal explícita de José Serra, potencial candidato à Presidência da República pelo PSDB.

A peça publicitária viola o artigo 45, incisos I, II e III da Lei 9096/95. Na representação, o deputado Rui Falcão, líder da Bancada do PT, denuncia que “... os termos veiculados na referida propaganda afastam dúvidas, deixando claro o divórcio entre a conotação partidária que deveria adotar e sua adesão à promoção do Governador de São Paulo.”

São oito propagandas, que foram reprisadas em diferentes momentos, noticiando exclusivamente obras e programas do Governo Estadual e enfocando somente o virtual candidato à Presidência da República, sem mencionar programas partidários, mensagens aos filiados ou a posição do partido quanto a temas políticos de qualquer natureza.

A representação foi encaminhada ao Procurador Regional Eleitoral, Luis Carlos dos Santos Gonçalves.

(As informações são da Liderança do PT na Alesp)

Estranho sumiço

Da Folha de S. Paulo, hoje (6):

Documentos da licitação da merenda escolar somem em SP

"A Prefeitura de São Paulo criou nesta semana uma comissão para investigar as circunstâncias do sumiço de documentos originais da licitação para contratar novos fornecedores de merenda escolar, revela reportagem de Alencar Izidoro publicada na edição desta quinta-feira da Folha de S.Paulo (a íntegra do texto está disponível para assinantes do jornal e do UOL).

A avaliação da Secretaria Municipal da Educação é que o desaparecimento não prejudica a licitação porque os dados foram preservados por meio de cópias ou de arquivos de computador.

A reportagem mostra que os papéis faziam parte do processo formal do pregão --cujo valor das propostas vencedoras atinge R$ 36 milhões por mês-- e a responsabilidade por sua guarda é do município".

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

MPF quer governadora do PSDB fora do cargo


Do UOL Notícias:

MPF pede afastamento e indisponibilidade dos bens de Yeda Crusius

"O Ministério Público Federal pediu nesta quarta-feira (5) o afastamento da governadora do Rio Grande do Sul, Yedas Crusius (PSDB), devido à fraude superior a R$ 44 milhões constatada no Detran (do Departamento de Trânsito) gaúcho durante a Operação Rodin, em novembro de 2007.

O MPF abriu uma ação de improbidade administrativa contra Yeda e outras oito pessoas do Executivo. Além do pedido de afastamento temporário enquanto a ação estiver correndo na Justiça, o órgão pede também a indisponibilidade dos bens dos acusados". Leia mais.

De novo, o cartel da merenda escolar

O Estadão de hoje volta ao tema do cartel da merenda escolar na cidade de São Paulo. Leia um trecho da matéria abaixo:

MP abre ação para vetar merenda terceirizada em São Paulo

Empresas são acusadas de participar da máfia da merenda, formando um cartel e fraudando licitações

Bruno Tavares e Marcelo Godoy

SÃO PAULO - "O Ministério Público Estadual (MPE) entrou na terça-feira, 4, com ação civil pública pedindo liminar para acabar com o sistema de merenda escolar terceirizada na cidade de São Paulo. Os promotores Silvio Antonio Marques e Arthur Lemos Junior querem que a Justiça vete a prorrogação do atual sistema e proíba a Prefeitura de contratar as empresas acusadas de participar da máfia da merenda, formando cartel, fraudando licitações e corrompendo funcionários e autoridades. Quatro dessas empresas foram consideradas aptas para fornecimento da merenda pela Prefeitura em nova licitação, feita em 29 de julho.

A homologação das vencedoras está suspensa desde o dia 23 de julho, por decisão da 5ª Vara da Fazenda Pública da capital. A ação que pedia o cancelamento da licitação foi movida pela SP Alimentação, uma das investigadas pelo MPE.

"Essas empresas cometeram fraudes, mas não foram excluídas pelo atual secretário municipal da Educação, Alexandre Schneider, ou pelo prefeito Gilberto Kassab", escreveram os promotores. A ação contra o sistema é a primeira que os promotores deverão propor. "Oportunamente, funcionários e autoridades públicas envolvidas, bem como empresas da chamada 'máfia da merenda', deverão se submeter a ações de responsabilidade civil por atos de improbidade administrativa e penais cabíveis", afirmaram Marques e Lemos Junior na ação". Leia mais.

COMENTÁRIO - CPI da Merenda na Câmara já!

Medida para melhorar a Justiça

Do jornal O Estado de S. Paulo:

Lula sanciona lei que cria 230 varas da Justiça Federal

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou uma lei que cria 230 novas varas da Justiça Federal. Na solenidade, Lula defendeu a contratação de mais funcionários para a Justiça e para órgãos do Executivo, concursos para as áreas de fiscalização do governo e disse que há pessoas que lucram com a morosidade do poder público.

"Vivemos no Brasil um conflito e uma incompreensão. Quando resolvemos tomar medidas para melhorar o funcionamento das instituições, como a criação de novas varas, há sempre a crítica de que o Estado está inchando e de que é preciso um choque de gestão", disse o presidente. "As pessoas ainda não se deram conta de que, quanto melhor funcionar o Estado, melhor fica para todo o mundo."

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Não ao serviço de mototáxi na Capital


A informação trazida pelos jornais de hoje sobre a rejeição a projetos que ensejam a regulamentação do serviço de mototáxi reflete o que a sociedade pensa: só contribuiria para piorar o trânsito em regiões metropolitanas, como é o caso da Capital, e aumentaria o número de acidentes. Externei minha posição contra essa regulamentação em nota publicada sexta-feira passada (veja aqui).

Veja abaixo um trecho de matéria do Jornal da Tarde desta terça-feira (4):

Cidades da Grande SP não querem serviço de mototáxi

Guarulhos e Osasco já adiantam que vão vetar qualquer projeto das Câmaras Municipais sobre o tema, assim como a capital e outros municípios da região metropolitana. Outras cidades farão estudos, mas também são contrárias

Diego Zanchetta e Renato Machado

"Os principais municípios da região metropolitana de São Paulo pretendem vetar propostas de regulamentação de mototáxi ou não têm projetos sobre o assunto.Segundo a lei sancionada na semana passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, caberá às prefeituras decidir sobre a regulamentação. Mas nenhuma das cidades vizinhas da capital com mais de 200 mil habitantes tem projeto sobre o tema.

Guarulhos, Osasco, Mauá, Carapicuíba, Mogi das Cruzes, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Barueri já anteciparam a posição contrária ao serviço e devem vetar qualquer regulamentação feita via Câmaras - o mesmo foi adiantado ontem pela Prefeitura de São Paulo". Leia mais.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Os 'critérios técnicos 2010' de Serra

O Jornal da Tarde de hoje (3) mostra o jogo de palavras utilizado pelo PSDB para tentar desviar a atenção da opinião pública quando o partido do governador José Serra é questionado sobre o favorecimento a prefeituras tucanas no repasse de verbas estaduais. Serra diz que usa "critérios técnicos", embora os dados mostrem que se trata mesmo é de "uso político" dos recursos.

Senão vejamos, conforme levantamento publicado pelo jornal na matéria Serra favorece partidos aliados, assinada pelo jornalista Fábio Leite:

"O governo José Serra (PSDB) tem favorecido aliados políticos nos convênios firmados este ano com as prefeituras. Levantamento feito pelo JT com as 34 cidades paulistas com mais de 200 mil habitantes mostra que, entre janeiro e julho, partidos da base do governador na Assembleia Legislativa chegam a ter mais do que o dobro em recursos estaduais por habitante do que a oposição. Os dados são da Secretaria da Fazenda. O governo nega o viés partidário na liberação dos recursos e afirma adotar critérios técnicos".

COMENTÁRIO - Tradução do "tucanês": Serra preparando a campanha eleitoral de 2010 ao fortalecer suas bases no interior do Estado.

domingo, 2 de agosto de 2009

Exemplo da estranha ética tucana

Artigo assinado por Claudio Dantas Sequeira, na revista Istoé desta semana:

Ética em quatro vezes sem juros

Em prestações, líder do PSDB começa a devolver aos cofres públicos o que pagou a funcionário fantasma

"Como o caçador que um dia vira caça, o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), um dos parlamentares que mais pressionam pela saída de José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado, pode acabar ao lado do coronel maranhense no banco dos réus do Conselho de Ética, também sob a acusação de quebra de decoro parlamentar. Na quarta-feira 29, depois de consultas à liderança da sigla na Câmara, o senador e líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), resolveu representar contra o tucano: "O PMDB já decidiu e o levará ao Conselho de Ética. É uma questão de reciprocidade", disse o peemedebista. Virgílio será a primeira vítima do PMDB, mas provavelmente não será a única. "A lista é grande", segundo o senador Wellington Salgado (PMDB-MG). No alvo estão os tucanos Tasso Jereissati (CE) e Mário Couto (PA), que usaram dinheiro de sua cota de passagens aéreas para fretar jatinhos. "Isso é coisa de máfia, é a Camorra", ataca Virgílio.

O tucano, que protocolou com o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) mais dois pedidos de investigação contra Sarney, pode ter o mandato cassado por quebra de decoro pelo fato de ter empregado funcionário fantasma no gabinete e contraído empréstimo de US$ 10 mil do ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia, durante viagem de lazer a Paris em 2005. O fato foi revelado por ISTOÉ. Em discurso na tribuna, o tucano disse que foram R$ 10 mil, mas confessou os crimes passíveis de punição pelo Código de Ética. "Não ganhei nada com isso. Foi uma imbecilidade", afirmou Virgílio". Leia mais.

sábado, 1 de agosto de 2009

Economia com previsão de crescimento

Do Jornal O Estado de S. Paulo, hoje (1º):

Crescimento vai passar de 4,5% em 2010, diz Lula

"Em mais um diagnóstico otimista para a economia brasileira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que o governo trabalha com a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) acima de 4,5% em 2010. Em entrevista à rádio Itatiaia, em Belo Horizonte, Lula afirmou também que o País poderá, em 10 ou 15 anos, chegar ao nível de quarta ou quinta economia mundial". Leia mais.