domingo, 31 de maio de 2009

Tudo atrasado

Levantamento publicado nas edições dominicais do Jornal da Tarde e O Estado de S. Paulo mostra uma realidade bem diferente daquela que todos viram durante a campanha eleitoral de 2008, quando o prefeito Gilberto Kassab tentava construir uma imagem de 'tocador de obras'. Leia abaixo um trecho da reportagem do JT e tire suas conclusões:

'Monumentos' à lentidão em SP

Treze das 20 maiores obras da capital estão atrasadas. E cinco ainda nem saíram do papel

Edison Veiga e Renato Machado

"Das 20 maiores obras estruturais em andamento em São Paulo - como intervenções viárias, drenagens, edificações e ações urbanísticas - apenas duas estão dentro do prazo estipulado em contrato. Treze encontram-se atrasadas e cinco - embora apresentadas pela Secretária Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) como “em andamento” - nem sequer saíram do papel". Leia mais.

sábado, 30 de maio de 2009

Prepare o bolso: aumento de 67% na Zona Azul


Deixar o carro em áreas de Zona Azul na Capital paulista custará mais caro a partir de 1º de julho próximo. O aumento anunciado pela Prefeitura de São Paulo é de 67% - a folha passará de R$ 1,80 para R$ 3 - informa a Folha Online.

COMENTÁRIO - É o contribuinte sendo 'chamado' a dar sua contribuição para o cumprimento de promessas eleitorais do governo Serra/Kassab

Quando o governo do Estado some...

Matéria do Jornal da Tarde de hoje (30) mostra que o governo do Estado está cada vez mais ausente na questão da segurança pública. Como isso está virando regra, crescem os assaltos a residências e prédios de apartamentos.

Por sua vez, moradores de diversos bairros tomam iniciativas que visam diminuir a ação dos criminosos. É o caso da Vila Romana, na região do bairro da Lapa, zona oeste da Capital, que o JT mostra como exemplo de organização para substituir uma tarefa que é dos órgãos de segurança do governo estadual. Veja abaixo um trecho da matéria:

Patrulha de vizinhos protege a Vila Romana

"Inseguros com os constantes casos de roubo e invasão de casas, os moradores da Vila Romana, na Lapa, zona oeste, decidiram se unir para afastar os bandidos. O muro de cada casa, agora, tem um aviso aos ladrões: “Meu vizinho está de olho!”. Por trás dessas placas existe uma rede de contatos preparada para ser acionada diante de qualquer movimentação estranha nas ruas". Leia mais.

No seminário promovido pelo Devanir

Participei hoje pela manhã da abertura do seminário Saídas para a Crise Internacional promovido pelo deputado federal petista Devanir Ribeiro na Câmara Municipal de São Paulo. É um evento importante, que reúne ministros, economistas, parlamentares e prefeitos de diversas cidades do Estado de São Paulo.

NÚMEROS - Dois dos ministros do governo Lula presentes ao evento falaram sobre a contribuição de suas áreas para enfrentar os efeitos da crise internacional. Luiz Barreto, do Turismo, destacou que a atividade turística é hoje a quinta pauta de exportações brasileiras. E citou números que comprovam isso: em 2008 cerca de 5 milhões de estrangeiros visitaram o Brasil, deixando cerca de US$ 6 bilhões no país.

O ministro da Previdência, José Pimentel, falou sobre o papel do setor para o desenvolvimento e sustentação econômica dos municípios brasileiros. Segundo ele, a Previdência Social repassa mais recursos do o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em grande parte das cidades do país - em todas as regiões. Pimentel lembrou também que com o governo Lula a formalização das micro e pequenas empresas deu um salto gigantesco, alcançando a marca de 3,2 milhões de empresas formalizadas neste ano. Em 2007 esse número era de 1,7 milhão de empresas desse porte no Brasil.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Audiência Pública Cidadã em Ermelino Matarazzo

Na tarde deste sábado (30), a partir das 15h, tenho encontro marcado com a comunidade de Ermelino Matarazzo, na zona leste da Capital, para realizar mais uma Audiência Pública Cidadã do meu mandato.

Em Ermelino, lideranças da região de Vila Císper, autoridades e a população em geral foram convidados para debater os principais problemas e soluções para o bairro. Como tenho feito em todos esses encontros na cidade, ouço a população, a assessoria do mandato anota, conversa com as pessoas e encaminha as reinvidicações. Os representantes do poder público também falam sobre o que pode ser resolvido.

A Audiência Pública Cidadã em Ermelino Matarazzo acontecerá no Salão da Igreja Santa Luzia, localizada na rua Xambré, 287 - Vila Císper.

Seminário amanhã sobre crise internacional

A Câmara Municipal de São Paulo sedia neste sábado (30) o seminário Saídas para a Crise Internacional, organizado pelo mandato do deputado federal Devanir Ribeiro (PT-SP).

Participarão como convidados o economista Márcio Pochmann (presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea), José Pimentel (ministro da Previdência), Luis Barreto (ministro do Turismo) e Jorge Hereda (vice-presidente da Caixa Econômica Federal).

A programação será dividida em duas mesas temáticas. Na primeira - das 10 h às 12h 30 -Márcio Pochmann falará sobre A crise econômica e suas consequências no Estado e José Pimentel abordará o tema Nova Previdência: ampliação da rede e aposentadoria em 30 minutos.

Após o almoço (14h), a mesa dois terá como temas O turismo como ferramenta de desenvolvimento econômico e social (com o ministro Luis Barreto) e Um milhão de casas populares: o Estado promovendo desenvolvimento econômico e justiça social (com Jorge Hereda, da Caixa).

O seminário será mediado pelo deputado Devanir Ribeiro. O evento acontecerá no Salão Nobre da Câmara Muniicipal de São Paulo (8º andar), com abertura às 9h 30 e encerramento às 16h.

Vídeo: o drama do rei Henrique VIII


Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

A OUTRA (The Other Boleyn Girl, Reino Unido, 2008)

Sinopse: Tendo como base o best seller A Irmã de Ana Bolena, de Philippa Gregory, o drama de época foca nos bastidores da história das irmãs Bolena. Em busca de ascensão social, o Sir Thomas Bolena (Mark Rylance) resolve apresentar sua filha mais velha, Ana (Natalie Portman), ao rei Henrique VIII (Eric Bana). Ana tem personalidade forte, diferentemente de sua irmã caçula Maria (Scarlett Johansson), cuja timidez encanta o rei inglês. É quando começa um jogo de sedução entre as duas irmãs e o monarca.

Elenco: Natalie Portman, Scarlett Johansson, Eric Bana, Kristin Scott Thomas, Jim Sturgess, Juno Temple, Benedict Cumberbatch, Eddie Redmayne.

Bom fim de semana!!!!

Sobre o grupo Uakti

O Uakti é um grupo brasileiro de música instrumental, formado por Marco Antônio Guimarães, Artur Andrés Ribeiro, Paulo Sérgio Santos e Décio Ramos. O Uakti é conhecido por utilizar instrumentos musicais não convencionais, construídos pelo próprio grupo.

O nome do grupo se origina de uma lenda dos índios Tukano. Uakti era um ser mitológico que vivia às margens do Rio Negro. Seu corpo era repleto de furos que ao serem atravessados pelo vento emitiam sons que encantavam as mulheres da tribo. Os homens perseguiram Uakti e o mataram. No local onde seus restos foram enterrados nasceram palmeiras que os índios usaram para fazer flautas de som encantador como os produzidos pelo corpo de Uakti.


O líder do grupo, Marco Antônio Guimarães estudou música na Universidade Federal da Bahia em Salvador. Ali conheceu e teve aulas com Walter Smetak que transmitiu-lhe a paixão pela construção de instrumentos musicais. Nos anos seguintes à sua formação, Marco Antônio tocou violoncelo em orquestras sinfônicas de São Paulo e Minas Gerais. Neste mesmo período, construía no porão de sua casa, diversos instrumentos com tubos de PVC, madeira, metais e vidro. Os instrumentos estavam prontos mas faltavam os executantes. Em 1978, o músico teve a idéia de convidar alguns de seus colegas da Orquestra Sinfônica de Belo Horizonte para reuniões na Fundação de Educação Artística de Belo Horizonte. Vários músicos compareceram. Entre eles, os percussionistas Paulo Sérgio Santos e Décio de Souza Ramos, o Flautista Artur Andrés Ribeiro e o violoncelista Cláudio Luz do Val. Estes músicos desenvolveram a técnica de execução dos instrumentos e formaram o grupo. Marco Antônio Guimarães se tornou o principal compositor e arranjador, embora todos os demais participantes também produzam criações com freqüência.

O principal compositor do Uakti, Marco Antônio Guimarães, tem formação erudita e utiliza em suas composições um estilo composto de estruturas rítmicas complexas. Normalmente mais de um compasso é utilizado na mesma composição, quando não é utilizada métrica livre. A melodia e harmonia são compostas de forma a aproveitar as características de execução do instrumental. O estilo do Uakti já foi comparado ao minimalismo de Steve Reich e Philip Glass.

Se por um lado, as técnicas composicionais são contemporâneas, a sonoridade dos instrumentos, por outro, empresta um caráter primitivo à música do grupo. Esta dicotomia é o segredo do som do Uakti.

Grupo Uakti toca Promessas do Sol - Milton Nascimento

Um pouco de Lula Barbosa

A carreira artística do cantor começou por volta dos anos 80, nos bares da vida, como se dizia antigamente, época fértil da MPB e da vida noturna no bairro do Bixiga, em São Paulo. Cantou durante alguns anos numa das casas mais famosas e badaladas da época, o Boca da Noite, na Rua Santo Antônio, onde conheceu lá grandes nomes da MPB, como Djavan, Ivan Lins, Eduardo Gudin, César Camargo Mariano, Nelson Cavaquinho, Adoniran Barbosa e muitas outras grandes estrelas, que normalmente após seus espetáculos terminavam a noite ouvindo Lula e seus amigos

Lula Barbosa passou a ser conhecido em todo o Brasil durante esse década, juntamente com o Grupo Tarancon e a cantora Míriam Mirah, quando sua canção Mira Ira foi classificada em segundo lugar no Festival dos Festivais da Rede Globo. Após o festival, gravou Os Tempos são Outros (Sony), com participação de Roberto Menescal, Wagner Tiso e Léo Gandelman. Pela Velas, lançou os CDs Paixão e Fé, interpretando músicas sacras, e A Voz do Violão, indicado para o Prêmio Sharp, no qual faz a releitura de sucessos do cantor e compositor Francisco Alves. Além disso, em parceria com o amigo Wilson Dakota, lançou Horizonte (1998).

Mas o sucesso de Lula não parou por aí. O cantor e compositor venceu alguns dos principais festivais de música do país, destacando-se sua participação, em 2000, no Festival MPB da Rede Globo de Televisão, onde recebeu prêmio do júri popular, com a música Brincos, de Amauri Falabella. Gravou um álbum: Músicas que marcaram à noite, uma coletânea de sucessos nacionais, gravados ao vivo, na voz de Lula que interpreta clássicos como Andança, Travessia, Flor-de-liz, O bêbado e o equilibrista, Eu sei que vou te amar, Somos todos iguais nesta noite, entre outros.

Lula Barbosa também atua no campo da publicidade, como intérprete de premiados jingles, entre eles Kaiser (Aquarela do Brasil), Brahma Chopp (Vai de Branco prá Dar Sorte), Telesp Celular (Andança), Itaú (Amanhã, música de Guilherme Arantes), e faz trilhas para documentários em vídeo para a Verbo Filmes, destacando-se Canção para Zumbi (em parceria com D. Pedro Casaldaglia), Mãos Vazias, Nossa Senhora Aparecida. Estivemos reunidos com esse grande nome da MPB e trouxemos ele aqui para você passar a conhecer um pouco mais sobre sua vida e passagem na música. Confira abaixo tudo na íntegra!

Lula Barbosa canta - Desejos e delirios

Dicas de shows para seu fim de semana

HOJE - SEXTA DIA 29

14 BIS Com 30 anos de carreira, o grupo mineiro mostra sucessos das antigas, como "Espanhola", "Planeta Sonho", "Caçador de Mim" e "Canção da América". Café Paon - av. Pavão, 950, Indianópolis, região sul, tel. 5531-5633. 200 lugares. Sex.: 23h30. 90 min. Não recomendado para menores de 18 anos. Ingr.: R$ 80 a R$ 120. CC: AE, D, M e V. Valet (R$ 12).

LULA BARBOSA Formado por Lula Barbosa, Míriam Miràh e Mário Lúcio, o Tribo Mira Ira apresenta o espetáculo "De Mira Ira a Imyra Tayra Ipy", inspirado na natureza e na cultura de povos ameríndios. Centro Cultural São Paulo - sala Adoniran Barbosa - r. Vergueiro, 1.000, Liberdade, região central, tel. 3397-4002. 631 lugares. 19h. 90 min. Livre. Ingr.: R$ 15 (estudantes: R$ 7,50).

RENATO TEIXEIRA E CONVIDADOS Em sua primeira temporada no Fecap, o músico paulista se apresenta com convidados: o baterista Dudu Portes (dia 29), Zé Geraldo (30/5) e Sérgio Reis (31/5). Teatro Fecap - av. Liberdade, 532, Liberdade, região central, tel. 2198-7719. 400 lugares. 21h. 90 min. Não recomendado para menores de 12 anos.
Ingr.: R$ 30 (estudantes: R$ 15). Valet (R$ 12). Ingr. p/ tel. ou p/ site.

AMANHÃ, DIA 30

LULA BARBOSA Centro Cultural São Paulo - sala Adoniran Barbosa. 19h. Livre. Ingr.: R$ 15 (estudantes: R$ 7,50).

UAKTI O renomado grupo instrumental mineiro apresenta um cine-concerto no Sesc, no qual executa trilha sonora original e marcada por improvisos para o filme "Playtime" (1967), do francês Jacques Tati. Sesc Vila Mariana - teatro - r. Pelotas, 141, Vila Mariana, região sul, tel. 5080-3000. 608 lugares. 21h. 90 min. Não recomendado para menores de 12 anos. Ingr.: R$ 5 a R$ 20.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Serra e a distribuição de livros inadequados...



Charge recente de Diogo Salles, do Jornal da Tarde, que ilustrou parte da série de livros inadequados distribuídos pelo governo Serra nas escolas estaduais nos últimos tempos: incompetência tucana

Programa nacional do PT no rádio e na TV


Hoje à noite será exibido em cadeia nacional de rádio e televisão o programa nacional do Partido dos Trabalhadores. Falarão o presidente Lula e diversas lideranças do partido.

Com 10 minutos de duração, o programa mostrará como as políticas públicas elaboradas pelo PT fizeram o Brasil diminuir desigualdades, gerar empregos e promover desenvolvimento com distribuição de renda e inclusão social. Também irá destacar que, na contramão do neoliberalismo, o governo do PT consolidou o país como um dos mais bem preparados do mundo para a superação da crise econômica internacional.

No rádio, a transmissão começa às 20h e na TV às 20h 30.

Com informações do Portal Nacional do PT.

Concessão à Sabesp volta hoje à pauta

Do Boletim PT Câmara SP, da Liderança do PT:

Impasse entre prefeitura e governo do Estado adia votação do projeto da Sabesp

"Foi adiada para hoje a votação do projeto (PL 558/08) do Executivo que entrega à Sabesp a exploração do serviço de saneamento na cidade de São Paulo. A matéria estava na pauta da sessão de ontem, mas um impasse entre a Prefeitura de São Paulo e o governo do Estado em relação ao montante que a estatal investirá na cidade, em troca da celebração do contrato, provocou o adiamento da votação.

A Bancada do PT formulou várias emendas ao projeto e o líder do governo na Câmara concordou em acolher a maior parte delas. Uma das sugestões é a revisão a cada quatro anos do contrato a ser celebrado entre a prefeitura e a Sabesp. A base governista deve apresentar na sessão de hoje um substitutivo incorporando as mudanças propostas pelo PT".

Educação com Serra: não tem conserto!


Já virou rotina a Educação passar por sucessivas situações de ridículo no governo do PSDB. Nos últimos meses, a moda é uma denúncia atrás da outra sobre a falta de critérios para seleção de material pedagógico para escolas estaduais.

A última, destacada pelos jornais Folha de S. Paulo e Agora SP em suas edições desta quinta-feira (28), mostra que existe muito mais do que "falhas" no setor de análise de livros e cartilhas para alfabetização de crianças da rede estadual controlada pelo governo Serra. É simplesmente um descaso, uma falta de controle e um absurdo o tratamento dado pelos tucanos aos alunos no tocante ao material escolhido.

Hoje, os jornais mostram mais um livro inadequado entregue a crianças da terceira série. Segundo matéria assinada pelo jornalista Fábio Takahashi, a coletânea de poesias Poesia do Dia - Poetas de Hoje para Leitores de Agora traz frases como "Nunca ame ninguém. Estupre". Um dos poemas que contém essa frase também reforça preconceitos contra homossexuais, sugerindo que os estilistas são efeminados. O texto também faz referência ao uso de drogas como forma de se ver o mundo “do alto”.

Não se trata, como dissemos recentemente a respeito do absurdo que foi distribuir o livro em quadrinhos que trazia palavrões, de uma "cruzada moralista", e sim de entender que este governo simplesmente perdeu o controle sobre o que oferece aos estudantes. O critério do governo Serra é o abandono completo. E, mais uma vez, a Secretaria comandada pelo tucano Paulo Renato sai com desculpas esfarrapadas "engano" ou "erro" de funcionários.

No mínimo, espera-se que assumam a incompetência no trato com a Educação!

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Reportagem do SPTV sobre o projeto do clima

O SPTV 2ª Edição, da Rede Globo, exibiu na noite de hoje uma reportagem sobre o projeto do Executivo que trata das mudanças climáticas na Capital. Veja abaixo a matéria na qual falei sobre a necessidade do prefeito enviar uma regulamentação específica sobre a circulação dos ônibus fretados.

A matéria será objeto de nova apreciação pela Câmara dos Vereadores na próxima semana.

REPORTAGEM DO SPTV

Falta de planejamento

O Estadão e o JT de hoje confirmam a falta de planejamento de tucanos e aliados em matéria sobre o aumento de contratos emergenciais da Secretaria de Infraestrutura Urbana (Siurb). O expediente deste governo é prorrogar contratos e, assim, não realizar licitações.

Especialistas ouvidos pelo jornalista Diego Zanchetta na matéria intitulada Secretaria dobra gastos em obras sem licitação afirmam o que o PT vem denunciando desde o início do governo Serra/Kassab: este é um governo que não tem planejamento!

Para se ter uma ideia dos gastos para os quais o prefeito recorre a prorrogações contratuais, de acordo com os jornais, desde 2005 Serra e Kassab assinaram, juntos, 46 contratos emergenciais perfazendo um total de R$ 48,6 milhões. Se levarmos em conta que a maioria desses contratos sequer foi paga o valor pode chegar a R$ 60 milhões, informa a matéria.

Ou seja, os tucanos são bons de propaganda, de conversa fiada e de criticar os outros, mas são péssimos em planejamento!

Atraso em obras do Metrô e mais propaganda

Matéria dos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde desta quarta-feira (27) mostra que o governo do tucano José Serra atrasa os investimentos em obras do Metrô, enquanto multiplica os gastos com publicidade das mesmas obras cujos cronogramas estão atrasados.

Leia mais
.

Um dos destaques citados pelo jornalista Felipe Grandin no Estadão e no JT vai para a Linha 4 (Amarela) do Metrô, que recebeu somente metade da verba prevista pelo governador Serra. A reportagem lembra algo importante nesse jogo de acirrada publicidade do PSDB em São Paulo: "O Jornal da Tarde mostrou há duas semanas que, na gestão do político, os gastos do Metrô com publicidade aumentaram 1.800%. Passaram de R$ 242 mil para R$ 4,6 milhões mensais".

terça-feira, 26 de maio de 2009

Prefeitura não honrou convênio com a Sabesp?


Os jornais de hoje (26) informam que a Câmara Municipal de São Paulo proporá à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) o "perdão" de uma dívida de consumo de água contraída ao longo dos últimos anos pela Prefeitura de São Paulo. Em troca, o legislativo votaria amanhã (27) o projeto de lei 558/08, de autoria do Executivo, que concede à Sabesp a exploração dos serviços de água e esgoto na Capital por 30 anos - prazo que pode ser prorrogado por mais 30.

Ontem, em audiência aqui na Casa, diretores da Sabesp confirmaram a parlamentares e jornalistas que essa dívida hoje estaria na casa dos R$ 965 milhões, o que teria suscitado a proposta da "troca" da dívida pela aprovação do referido projeto. A reunião contou com a presença do presidente da companhia, Gesner Oliveira.

Ocorre que a Sabesp e a Prefeitura de São Paulo assinaram um convênio no dia 14 de novembro de 2007 que equaciona a dívida em questão. O assunto foi publicado pela imprensa naquele período (clique aqui e leia a matéria da edição eletrônica do jornal O Globo, de 16 de novembro de 2007).

Segundo o texto daquele convênio, os pagamentos deverão ser feitos até 2012. Por outro lado, a Sabesp teria de pagar impostos que deve à administração municipal - coisa da ordem de R$ 20 milhões em valores de 2007. Em tese, ontem foi falado em se negociar uma dívida que o município já estaria pagando à empresa.

A PERGUNTA - Como está sendo levantada a hipótese do "perdão" da dívida ser a principal contrapartida da Sabesp ao município de São Paulo à aprovação do projeto de concessão, a pergunta que fica é: a Prefeitura está honrando ou não os pagamentos que deveriam ter começado em dezembro de 2008, no final da primeira gestão Serra/Kassab? Se a dívida já estiver sendo paga, seria impróprio propor agora que ela seja "perdoada". Na época da assinatura do convênio, a referida dívida era de R$ 430 milhões, e hoje se fala em R$ 965 milhões.

Com a palavra, a Prefeitura e a Sabesp!

Rebelião popular por conta de transporte ruim

O Jornal da Tarde de hoje publica matéria de Marcela Spinosa sobre a depredação de ônibus da Zona Sul de São Paulo. Leia abaixo:

”Em protesto contra falta de ônibus, moradores do Jardim Aracati, na zona sul, depredaram nove coletivos da Vip Transportes Urbanos na manhã de ontem. O tumulto começou às 5 horas depois que o motorista de um veículo, que estaria lotado, passou direto pelo ponto. Na confusão, duas pessoas ficaram feridas.

A região onde ocorreu o protesto é próxima à Estrada do M’Boi Mirim, via que já foi alvo de manifestações semelhantes. No ano passado, dois protestos terminaram em confronto com a polícia. O motivo da revolta era a falta de ônibus e a duração da viagem, que, segundo usuários, passava de uma hora na hora do rush, mesmo com os ônibus circulando na faixa exclusiva. Fora do pico, a viagem não dura 20 minutos”. Leia mais.

COMENTÁRIO - Em que pese o enorme subsídio ofertado pela administração, R$ 600 milhões nos primeiros quatro meses de governo, o sistema de transporte coletivo tem piorado significativamente nos últimos quatro anos: diminuiu o número de ônibus nas ruas, aumentou o intervalo entre as partidas de ônibus nos terminais; cerca de 40% da frota tem um tempo de uso superior a 8 anos; a falta de manutenção da frota acarreta problemas no trânsito com sucessivas quebras de veículos, além de contribuir para a poluição de nossa cidade.

O prefeito prometeu em sua campanha não aumentar as passagens de ônibus este ano. É claro que é bom para o povo manter as passagens no valor de R$ 2,30, no entanto é bom que todos os cidadãos paulistanos saibam que a conta do sistema está sendo paga por todos os cidadãos. Até agora, o tesouro do município repassou para empresas e cooperativas R$ 600 milhões, porém estudos feitos pela a Comissão de Transporte e Atividades Econômicas da Câmara Municipal de SP indica que será necessário R$ 1,1 bilhão até o final do ano para o prefeito manter sua promessa de campanha. Este dinheiro sairá dos impostos pagos por todos os paulistanos.

Infelizmente vejo com muito pessimismo o futuro do transporte público em nossa cidade. Falta à administração planejamento estratégico para o transporte na cidade e as medidas adotadas são paliativas e inconsistentes, buscando acudir situações emergenciais. Se assim continuar outras depredações virão, até porque o povo não suportará pagar caro por um sistema inoperante e ineficaz.

Entrega de CEU é adiada pela 3ª vez

Do Jornal da Tarde hoje (27)

Depois de três promessas não cumpridas pela atual gestão municipal e obras que já duram um ano e meio, a Prefeitura da capital adiou novamente a entrega do Centro Educacional Unificado (CEU) Jaguaré, no bairro de mesmo nome, na zona oeste.

Em dezembro de 2007, mês em que as obras começaram, a unidade foi prometida para dezembro de 2008. Ao longo da campanha eleitoral, no ano passado, o então candidato à reeleição Gilberto Kassab alterou a entrega para 11 de fevereiro deste ano (início do ano letivo). Em fevereiro, as obras ainda estavam nas fundações e a Prefeitura mudou a previsão de conclusão para este mês de maio. Leia mais.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Blog em destaque no Jornal da Tarde


Matéria assinada pelo jornalista Fábio Leite na edição de ontem (24) do Jornal da Tarde destacou os blogs de políticos, citando alguns de vereadores de São Paulo.

O meu blog foi um dos que mereceram destaque. A página está no ar desde dezembro de 2006 e já recebeu mais de 73 mil visitas.

Clique aqui e leia matéria Onda blogueira pega políticos.

Audiência Pública discutirá concessão à Sabesp

A Câmara Municipal realizará hoje uma Audiência Pública para discutir o Projeto de Lei que trata da concessão dos serviços públicos de água e esgoto na cidade de São Paulo à Sabesp por 30 anos prorrogáveis por mais 30. A Audiência será às 17h e contará com a presença do presidente da estatal, Gesner Oliveira.

A Bancada do PT entende 60 anos como um período demasiadamente exagerado para uma concessão. Queremos também acrescentar um artigo taxativo estabelecendo que no caso da empresa ser privatizada fica anulada a concessão.

É bom lembrar que 60% da receita da SABESP vêm da cidade de São Paulo e a empresa não investe, nas mesmas proporções, em nosso município.

PS: Apesar de a empresa obter um enorme lucro aqui na cidade, não existe nenhuma contrapartida financeira para com o tesouro municipal.

Bom para o PT

Pesquisa do Instituto Vox Populi mostra que a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, já tem entre 19% e 25% de intenção de votos para a Presidência da República, caso seja candidata em 2010.

"A população começou a perceber Dilma Roussef como alguém que, de fato, tem condições de dar continuidade ao atual governo, por ser a grande gerente administrativa dele", avalia o líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza.

A pesquisa foi realizada entre os dias 02 e 07 de maio, com duas mil pessoas, em todas as regiões do país e mostra também que o PT continua sendo o partido de maior preferência da população. O índice, que era de 25% em maio de 2008, saltou para 29%. Em seguida, está o PMDB, com 8%; PSDB, com 7%. O DEM, ex-PFL, tem apenas 1%.

Audiência movimentada na Mooca/Belenzinho



Me reuni com cerca de 70 pessoas na região da Mooca/Belenzinho, na zona leste da Capital na última sexta-feira (22). Foi mais uma Audiência Pública Cidadã que realizei na cidade para discutir temas de interesse da comunidade.

A audiência da Mooca/Belenzinho contou com a participação de quatro padres da região, além de lideranças comunitárias e membros de conselhos de saúde, educação e transportes. Da parte do governo, se fizeram presentes representantes da Subprefeitura da Mooca e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Os representantes populares participaram ativamente do debate sobre questões que afligem os moradores da região, principalmente os relativos às questões de saúde, educação, trânsito, uso e ocupação do solo e áreas de moradias populares.

Agredeço o apoio da minha equipe e aos presentes pelo exercício de cidadania!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Um pouco de Zé Barbeiro

Nos anos 90, o Zé Barbeiro já era um dos melhores sete cordas do país, provavelmente o melhor de São Paulo. Quem pensava que se conformaria com isso, enganou-se. Depois de dominar como ninguém os contrapontos dos bordões, não parou. Enveredou por outras linhas. Aprimorou a harmonia, avançou sobre outras escolas. E tornou-se um estudioso da música instrumental brasileira, pesquisando os Índios Tabajaras e outros gênios mais ou menos conhecidos.

Não ficou sozinho nessa empreitada. Nos anos 90, houve uma notável coincidência de sete cordas que, com o conhecimento apurado das técnicas contrapontísticas do instrumento, tornaram-se harmonizadores e arranjadores de peso. O nível de seu acompanhamento para cantoras, em músicas lentas, está à altura dos maiores. Pouco fica a dever ao maior dos violões de acompanhamento da história, Raphael Rabello

Zé seguiu por esse caminho, mas também não parou. Enveredou pela composição, seguindo a trilha evolutiva que, desde os anos 50, passou por Esmeraldino, Laércio de Freitas, Hermeto. À harmonia moderna e à melodia imprevisível, adicionou o balanço que sempre o caracterizou.

Hoje se tem isso: um dos maiores sete cordas do país, um dos melhores harmonizadores do violão brasileiro e um dos melhores compositores da linha evolutiva do choro.

Sem contar o fato que me é particularmente sensível, do Zé Barbeiro não rejeitar um convite para sarau. (texto de Luis Nassif)


ZÉ BARBEIRO Alagoano, o violonista está lançando o disco "Segura Bucha", no qual incluiu composições autorais calcadas no samba e no choro. Nesta sexta no Sesc Pompeia - teatro - r. Clélia, 93, Água Branca, região oeste, tel. 3871-7700. 344 lugares. 21h. 90 min. Não recomendado para menores de 12 anos. Ingr.: R$ 3 a R$ 12.

Ainda sobre a compra de livros pornográficos pela Secretaria de Educação de SP

No início desta semana reproduzimos aqui no blog uma matéria do jornal folha de São Paulo denunciando a compra de uma cartilha recheada de palavrões que foi distribuída para alunos de 3ª série da rede publica de educação estadual. Hoje o Jornal da Tarde informa que o promotor de justiça Saad Mazloum instaurou, nesta semana, inquérito na Promotoria da Cidadania do Ministério Público Estadual para investigar o mau uso de recursos públicos e eventuais atos de improbidade administrativa na compra de 1.700 exemplares do livro de história em quadrinhos Dez na área, um na banheira e ninguém no gol, adquiridos pela Secretaria Estadual da Educação e distribuídos a escolas da rede. Leia mais.

Obras mal feitas

Deu no Jornal da Tarde de hoje.

"A cada 100 passos, um problema: lixeiras quebradas, canteiros com lixo ou mato, calçadas quebradas e com rachaduras, fios elétricos expostos, pichações em muretas de concreto. Nove meses após a entrega da reforma de suas calçadas, esse é o retrato dos 2,67 km da Avenida Paulista, a principal via de São Paulo, por onde circulam 1 milhão de pessoas por dia.

Os equipamentos novos instalados recentemente - as calçadas entre julho de 2007 e agosto do ano passado, e as lixeiras e jardins em meados do ano passado, a um custo de R$ 8,1 milhões - já estão quase totalmente vandalizados. Hoje, as calçadas, concluídas há nove meses, estão repletas de buracos e remendos feitos pelas concessionárias de serviços públicos, que abriram o pavimento para acessar poços subterrâneos - “serviço de porco”, segundo o secretário municipal de Subprefeituras, Andrea Matarazzo. Próximo ao número 1.079, por exemplo, há um retalho feito em um poço da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)". Leia mais.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Diário Oficial da alegria


O Diário Oficial da Cidade de São Paulo trouxe uma edição 'recheada' de nomeações nesta quinta-feira (21). Chama a atenção a canetada da prefeita em exercício, a peemedebista Alda Marco Antônio: nada menos que 45 pessoas foram agraciadas com cargos na administração Serra/Kassab em um único dia.

Antes do festival de nomeações, a prefeita exonerou 57 servidores que ocupavam comissionados - sem concurso. Só que, logo em seguida, nomeou 31 pessoas, remanejando ainda 14 dos exonerados para outros cargos.

Pergunta-se se esse festival de nomeações atende realmente ao interesse público!

A briga no ninho tucano-demo gaúcho e a CPI


Os esforços do PT gaúcho para tentar furar o bloqueio tucano-demo à abertura da CPI para investigar o caixa 2 do governo Yeda Crusius ganharam a 'colaboração' de uma disputa entre DEM e PSDB, segundo informa a Folha Online.

A edição eletrônica da Folha de S. Paulo diz que dois deputados do DEM assinaram o pedido de CPI, faltando agora somente duas assinaturas para que a comissão seja instalada.

Os parlamentares demos acusaram os tucanos de "chantagem política", já que estes teriam ameaçado com impeachmente o vice de Yeda, Paulo Feijó (DEM), rompido politcamente com a governadora, mas também acusado de ter cometido os mesmos crimes da tucana nas eleições de outubro de 2006.

Este é um caso exemplar do comportamento dos tucanos, que fazem barulho contra a Petrobrás no Senado, barram CPIs onde são governo e posam de 'paladinos da moral política'. O recurso deles agora, acusam até aliados, é a "chantagem".

CPTM transporta passageiros feito 'gado'



Diferente do que tenta induzir a população acreditar por meio de propagandas massivas, o transporte de passageiros nos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) está ruim e piorando a cada dia. A despeito da renovação de composições e de um pequeno aumento do número de trens, a regra tem sido atraso, superlotação e sufoco para passageiros nas diversas linhas operadas pela companhia.

Veja abaixo o que diz reportagem de hoje do Jornal da Tarde ilustrada com foto de Nilton Fukuda, da Agência Estado, sem dúvida o retrato do estado em que são transportados os passageiros da CPTM comandada pelo tucano José Serra:

Trem lota de um lado e atrasa de outro

Na Linha 12, composições chegam lotadas a destino com maior movimento e partem com atraso

Vitor Sorano e Lais Cattassini

"No pico da manhã, os trens da Linha 12-Safira da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) chegam lotados na Estação Brás, região central da capital, e partem com atraso para a Estação Calmon Viana, em Poá, na Grande SP. À tarde, a situação se inverte - embora o descumprimento da média de intervalos programados seja menos frequente.

Cerca de 170 mil passageiros são transportados diariamente pela linha, que também atende Itaquaquecetuba, além de São Paulo e Poá. Na tarde da última segunda-feira, um trem descarrilou próximo à Estação Brás e parte do serviço foi interrompido. A retomada completa ocorreu no início da operação do outro dia.

Para diminuir o desconforto de quem pega o sentido mais lotado da linha nos horários de pico, a CPTM reduziu o número de viagens para o sentido com menor demanda. O esquema, conhecido como loop interno, retira trens do lado menos movimentado e coloca no mais, apenas em um trecho (da Estação Brás à Engenheiro Manoel Feio). Com isso, diz a companhia, a lotação nos trens no sentido de maior movimento foi reduzida de 7,3 para 7 passageiros por m2. Já o intervalo médio no pico no sentido menos carregado subiu de 10 para 12 minutos, diz". Leia mais.

PS - No Metrô, em diversos horários, infelizmente a cena se repete!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

A CPI tucana contra a Petrobrás, segundo o Bira

Ato público hoje à noite no Centro


A Comissão Teotônio Vilela, do Conselho de Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (Condepe), realiza na noite de hoje o Ato Público em Defesa da Vida.

A manifestação, com início às 18h em frente à Prefeitura de São Paulo, cobrará das autoridades a apuração dos chamados Crimes de Maio. Em maio de 2006, ataques do crime organizado e revides de agentes do Estado resultaram em 493 mortos, entre civis e militares, em várias regiões de São Paulo.

Políticas sociais continuam diminuindo pobreza

As políticas sociais acertadas do governo Lula continuam diminuindo a pobreza. É o que aponta uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Segundo os dados, mais de 300 mil brasileiros saíram da pobreza entre os meses de outubro de 2008 e março deste ano.

Isso ocorre mesmo com a crise internacional, segundo noticiou hoje o Jornal do Brasil. Veja um trecho da matéria:

APESAR DA CRISE, POBREZA DIMINUI

"A crise financeira internacional não impediu que 316 mil brasileiros saíssem da linha de pobreza entre outubro de 2008 e março deste ano nas seis maiores regiões metropolitanas do país – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador – segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

Esta é a primeira vez, desde o colapso econômico do início dos anos 80, quando o Ipea iniciou a pesquisa, que o instituto registra qued do número de pobres no país em períodos de turbulência financeira.

O presidente do Ipea, Márcio Pochmann, afirma que a ampliação do Bolsa Família; o reajuste do salário mínimo em fevereiro deste ano, que passou de R$ 415 para R$ 465; a redução da taxa básica de juros em 3,5 pontos percentuais desde janeiro; e o aumento dos gastos do governo, com o objetivo de manter a economia aquecida, foram fundamentais para o resultado".

terça-feira, 19 de maio de 2009

Um programa para os amigos tucanos


A revista Istoé desta semana traz uma denúncia grave sobre um programa do governo do Estado de São Paulo que visa equipar as salas de aula da rede estadual com computadores. É um programa ambicioso que envolve recursos de R$ 1,5 bilhão.

Tudo certo se não fosse por um detalhe, segundo a revista: o contrato com a empresa CTIS Tecnologia beneficia ninguém menos que dois grão-tucanos que trabalharam no governo FHC no tempo do agora governador José Serra. Martus Tavares foi ministro do Planejamento de FHC e Luiz Fernando Gusmão trabalhou no Banco do Brasil e no Ministério do Planejamento quando Serra era ministro dessa pasta.

Os dois são membros da diretoria da empresa, portanto beneficiários de um volume gigantesco de recursos públicos do Estado governado pelo PSDB. Ou seja, um projeto para beneficiar os amigos tucanos. Outra coisa é que, para facilitar, Serra dispensou licitação, utilizando uma ata de preços da Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodesp). A Fundação para o Desenvolvimento da Educação, também do Estado, fez contratos com essa empresa. A investigação também aponta contratos da Prefeitura de São Paulo com a empresa dos tucanos.

Leia aqui a matéria de Istoé.

Mais um absurdo do governo Serra!


Depois de editar um mapa da América Latina contendo o nosso vizinho Paraguai em duas áreas geográficas do nosso continente e retirar o Equador do mapa, não contente com tamanho absurdo, a Secretaria Estadual de Educação, cujo atual responsável é o ex-ministro da educação Paulo Renato, enviou para as escolas estaduais cartilhas recheadas de palavrões. Veja abaixo a matéria do jornal Folha de São Paulo:

“A Secretaria Estadual da Educação de São Paulo distribuiu a escolas um livro com conteúdo sexual e palavrões, para ser usado como material de apoio por alunos da terceira série do ensino fundamental (faixa etária de nove anos). A gestão José Serra (PSDB) afirmou ontem que houve "falha" na escolha, pois o material é "inadequado para alunos desta idade", e que já determinou o recolhimento da obra.

O livro ("Dez na Área, Um na Banheira e Ninguém no Gol") é recheado com expressões como "chupa rola", "cu" e "chupava ela todinha". São 11 histórias em quadrinhos, feitas por diferentes artistas, que abordam temas relacionados a futebol -algumas usam também conotação sexual. A editora Via Lettera afirma que a obra é voltada a adultos e adolescentes.

A pasta distribuiu 1.216 exemplares, que seriam usados como material de apoio para a alfabetização dos estudantes, dentro do programa Ler e Escrever (uma das bandeiras do governo na educação).

Nesse programa, os estudantes podem usar o material na biblioteca, na aula ou levar para casa. O livro começou a ser entregue na semana passada.

É o segundo caso neste ano de problemas no material enviado às escolas. A Folha revelou em março que alunos da sexta série receberam livro em que o Paraguai aparecia duas vezes no mapa.

"Os erros revelam um descuido do governo na preparação e escolha dos materiais", afirmou a coordenadora do curso de pedagogia da Unicamp, Angela Soligo. "Há um constante ataque do governo contra os professores e a formação deles. Mas o governo coloca à disposição dos docentes ferramentas frágeis de trabalho", disse Soligo”.

QUEM ESCOLHEU NÃO LEU O LIVRO

O cartunista Caco Galhardo, autor da história mais criticada do livro por professores, disse que a obra não era destinada a alunos. Caco é quadrinista da Folha. (FT)

FOLHA - A sua história era para crianças de nove anos?

CACO GALHARDO - Imagina. É uma HQ [história em quadrinhos] justamente para não ir para escola. Há um movimento de se colocar quadrinhos nas aulas, porque é uma linguagem acessível para a molecada. Fiz uma adaptação do Dom Quixote que foi para várias escolas. Mas os caras têm de ter critério para ver qual quadrinho colocar. Nessa eu tirei sarro de uma mesa-redonda.

FOLHA - Sabe como foi parar nas escolas?

GALHARDO - O cara que escolheu não leu o livro.

Comentário: não nos resta outra conclusão: A incompetência impera na Secretaria Estadual de Educação.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

A audiência com o secretário das Subprefeituras


A audiência com o secretário das Subprefeituras, Andrea Matarazzo, realizada hoje na Câmara Municipal, foi uma iniciativa minha e do vereador José Américo e visou colher esclarecimentos do poder público sobre a política municipal para o comércio ambulante. Também serviu para questionamentos acerca da recente portaria que removeu os ambulantes legalizados da rua 25 de março, na região central.

A visita do secretário foi fundamental para colocar frente a frente o responsável pela condução da política municipal para o setor e as lideranças dos chamados camelôs. Diante das reinvindicações da categoria, Matarazzo assumiu compromissos públicos com as seguintes propostas:

- Reativar as Comissões Permanentes de Negociação nas subprefeituras;
- Realizar o parcelamento de dívidas dos ambulantes que estão inscritos na Dívida Ativa do Município, o que tiraria um dos impedimentos para que esses trabalhadores sejam regularizados junto à prefeitura;
- Promover o retorno dos ambulantes da rua 25 de março antes de 100 dias.

É de conhecimento de todos que a relação entre os ambulantes e o poder público na cidade de São Paulo sempre foi muito conflituosa, mas que na atual administração isso tem piorado sensivelmente. Principalmente por causa de medidas autoritárias adotadas por este governo, tais como:

- Cassação dos Termos de Permissão de Uso (TPUs) sem garantia de defesa aos ambulantes;
- Uso ostensivo e desvio de função da Guarda Civil Metropolitana para a repressão ao comércio ambulante;
- Utilização do artifício de sucessivos recadastramentos com o fim único de diminuir o número de permissionários nas ruas da cidade, em sua maioria sem aviso prévio ou discussão com lideranças dos trabalhadores.

O intuito da audiência foi ampliar a discussão do problema com o poder público e, ao mesmo tempo, propor saídas para combater as atividades ilícitas e os riscos de corrupção da fiscalização nas ruas da cidade. Quanto mais ocorrer a valorização desse tipo de comércio pelos meios legais, menor será a chance de que agentes públicos pratiquem atos de corrupção em nome um suposto combate ao comércio irregular.

Um risco!

Da Folha de S. Paulo, hoje:

Prefeitura cria creche sobre loja que vende gás

"Para chegarem a uma das sete salas de aula da creche Vitorino, na Vila Progresso (zona leste de São Paulo), as 151 crianças enfrentam uma escadaria, já que a unidade funciona sobre uma loja de materiais de construção, num prédio antes usado como conjunto comercial. Como opção de lazer, só uma varanda com brinquedos, onde ficam também os botijões de gás industrial usados pela cozinha.

A Vitorino é uma das creches terceirizadas criadas na gestão Gilberto Kassab (DEM) --a terceirização é a maior aposta do prefeito para diminuir a fila de espera, que hoje é de 67 mil crianças. De cada dez creches criadas na atual gestão, nove são administradas por ONGs com verba pública".

domingo, 17 de maio de 2009

Governo tucano no RS: a cada dia mais grave

Do Jornal da Tarde, hoje (17):

Nova denúncia liga vice de Yeda a caixa 2 na eleição

"A revista “Veja” desta semana trouxe novas denúncias de supostas práticas de caixa dois na campanha eleitoral da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), em 2006. Agora, são relatados casos que envolveriam o vice-governador, Paulo Feijó (DEM).

A reportagem ressalta as correspondências eletrônicas que teriam sido trocadas entre Feijó e o gerente de relações institucionais de uma montadora de automóveis. Através das conversas, o vice-governador fora encaminhado para o diretor de uma concessionária de veículos para receber R$ 25 mil em setembro de 2006. A verba chegou às mãos de Rubens Bordini, então tesoureiro da campanha tucana e atual vice-presidente do Banrisul, no mesmo dia, dentro de uma mochila cheia de brindes da academia de ginástica de Feijó.

A doação não consta na declaração de campanha de Yeda entregue ao Tribunal Regional Eleitoral (TER), fato que pode configurar a prática de caixa dois. Bordini, negou ter recebido qualquer quantia depositada em mochila". Leia mais.

sábado, 16 de maio de 2009

Reportagens de rádio disponíveis no blog


Os leitores e leitoras que quiserem ouvir algumas das várias reportagens de rádio nas quais sou entrevistado como Líder do PT na Câmara Municipal podem acessá-las na página do blog.

Na coluna à direita, abaixo do meu perfil, foi acrescentada uma guia chamada de Reportagens de Rádio que traz um pequeno arquivo com cinco entrevistas recentes que dei às rádios Jovem Pan e CBN.

São reportagens gravadas entre abril passado e neste mês sobre projetos de lei discutidos na Câmara, tais como a concessão urbanística, a ideia do governo de criar pedágio urbano na Capital, a revisão do Plano Diretor, os cortes no orçamento para a área de transportes e o escândalo da merenda escolar.

É só clicar nos links e ouvir as reportagens.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Secretário vem dia 18 falar sobre ambulantes

Da Liderança do PT na Câmara Municipal:

SECRETÁRIO COMPARECERÁ À CÂMARA PARA DEBATER POLÍTICA PARA O COMÉRCIO AMBULANTE

Para debater a política do governo municipal com relação ao comércio ambulante de São Paulo, o secretário de Coordenação das Subprefeituras Angelo Andrea Matarazzo comparecerá nesta segunda-feira (18), às 11 horas, a uma audiência da Comissão de Administração Pública da Câmara Municipal.

O comparecimento do secretário atende uma solicitação feita no plenário pelos vereadores do PT José Américo e João Antônio, líder da Bancada, logo após a Prefeitura de São Paulo ter removido os ambulantes cadastrados que atuam na Rua 25 de Março, a pretexto de reorganização da via pública.

Há uma preocupação no Legislativo com as ações da prefeitura, que tem cassado sistematicamente as licenças dos ambulantes regulares. Além de descaracterizar a lei que regulamenta o setor, as medidas estão provocando consequentemente aumento expressivo do número de ambulantes irregulares que atuam na cidade.

Além de vereadores, participarão da audiência pública entidades representativas dos ambulantes, como o Sindicato dos Permissionários de Ponto Fixo e a Unadef (União dos Deficientes Físicos).

SERVIÇO: Audiência pública sobre a política da Prefeitura de São Paulo para o comércio ambulante

DIA: 18 de maio de 2009 – segunda-feira

HORA: 11 horas

LOCAL: Plenário 1º de Maio – Câmara Municipal de São Paulo

O método tucano de 'educação a distância'



O lamentável episódio do recente quebra-quebra ocorrido em uma escola estadual do bairro da Mooca, na Capital, retrata uma pequena parte dos estragos que os tucanos promoveram no sistema educacional desde 1995. O desmonte foi de tal ordem que as escolas do estado mais rico da federação vivem ciclos de crise que misturam violência, notas baixas, falta de professores e de funcionários, baixa qualidade de ensino e depredação - sobrando raras ilhas num universo de mais de 5 mil unidades escolares que atendem cerca de 6 milhões de alunos.

Tudo isso acontece há quase uma década e meia, entra tucano e sai tucano, e eles sempre fingem não ter nada a ver com o problema. Ironicamente, seria possível dizer que com o PSDB no governo do Estado, a Educação passou a ser uma atividade mantida "a distância" do tucano de plantão no Palácio dos Bandeirantes. No caso do atual governador José Serra, "quanto mais distante, melhor", raciocinam eles.

E não foi pensando em outra coisa que José Serra nomeou o ex-ministro Paulo Renato Souza para a Secretaria de Educação, no dia 15 de abril passado. Acostumado aos gabinetes desde os tempos de FHC em Brasília, o secretário repete o discurso surrado que sempre aponta os culpados, que variam apenas conforme o episódio. As saídas estão também na ponta da língua. Senão vejamos:

Ocorrem depredações, atos de vandalismo, roubos, furtos ou tráfico de droga nas escolas? A culpa é do 'crime organizado'. A solução? Chama a polícia.

São Paulo tem a pior escola entre as públicas e particulares a cada Enem? A culpa é dos professores e do sindicato da categoria. Solução? Anuncia fórmulas para demissão de professores não-concursados e uma escola para "ensinar aos professores'.

Os salários dos professores estão entre os piores do país? - Ah, mas isso é coisa do PT, repete Serra e alguns jornais reproduzem!

Enfim, seria fácil enumerar exemplos e mais exemplos desse descalabro que parte da imprensa paulista acobertou durante muitos anos - e que a dura realidade forjada em boa parte pelo abandono - trouxe à tona. A cada ano que passa o sistema se fragiliza, o nível piora e o discurso dos tucanos é sempre o mesmo: um culpado para cada ocasião.

Falando na Rádio CBN, na manhã desta sexta-feira (15), Paulo Renato foi indagado sobre o que teria provocado mais este acontecimento que envergonha São Paulo e, em tom professoral de quem não tem a ver com o peixe, anunciou as "medidas" do governo Serra: a criação da escola de formação de professores e a edição de um certo "Manual de Procedimentos". Seria uma espécie de cartilha para ensinar os diretores, coordenadores pedagógicos e professores a saber como agir em caso de "problemas na escola". Perfeito se não fosse mais uma daquelas soluções sacadas do bolso do colete, como é praxe tucana.

E assim vamos navegando nesse mar de intranquilidade social que tem enredo sendo preparado para as eleições 2010, quando Serra anunciará que fez e aconteceu para "melhorar a Educação em São Paulo".

Como diz o slogan tucano que consumirá R$ 227 milhões em propaganda só neste ano - fora os gastos das estatais -, "é o governo do Estado de São Paulo trabalhando por você". Certamente o "você" das campanhas publicitárias é ninguém menos do que o governador José Serra.

Vídeo: comédia é a dica para esta sexta-feira

Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

MORTE NO FUNERAL (Death at A Funeral, EUA/ Reino Unido/ Alemanha, 2007)

Sinopse: Uma das melhores comédias que entraram em cartaz nos cinemas brasileiros em 2007. A produção inglesa explora uma série de situações tragicômicas desencadeadas pela morte do patriarca de uma família. Conduzida por seus filhos, Daniel (Matthew Macfadyen) e Robert (Rupert Graves), a cerimônia torna-se uma série de situações fora de controle envolvendo desde o consumo inadvertido de drogas alucinógenas até segredos que poderiam arruinar uma família mais normal do que esta. (www.cineclick.com.br)

Elenco: Matthew Macfadyen, Keeley Hawes, Andy Nyman, Ewen Bremner, Daisy Donovan, Alan Tudyk e Jane Asher

Bom fim de semana!!!!

Bom sinal!

Do jornal Valor Econômico, hoje:

Inadimplência começa a cair

"Os bancos começam a relatar sinais claros de que os negócios melhoraram a partir de abril, após dois dos piores trimestres da história do sistema financeiro.

Levantamento da Austin Ratings mostra que o lucro líquido dos grandes bancos caiu 27% no primeiro trimestre em comparação com igual período de 2008; e o dos médios encolheu 30%".

Uma 'crise' chamada 'inoperância'


Do Jornal da Tarde, hoje:

Clube-escola: só 1/3 saiu do papel

Dos 300 endereços que estariam abertos até o fim de 2008, 96
foram inaugurados



Diego Zanchetta e Renato Machado

"Lançado em maio de 2007 como “o mais ousado plano de reformas da história do esporte público na capital paulista”, o Clube-Escola teve um terço da meta inicial cumprida pela gestão do prefeito Gilberto Kassab (DEM). Dos 300 endereços que estariam abertos até o fim de 2008 para atividades esportivas fora do horário das aulas, 96 foram inaugurados. Para aumentar a abrangência do projeto, o governo estuda parcerias com universidades para fazer as reformas de clubes ainda sucateados - são 250 CDMs (clubes desportivos) e outros 250 CDCs (centros de desporto comunitários)". Leia mais.

COMENTÁRIO - Ao tentar justificar o atraso neste que é um bom programa da Prefeitura de São Paulo, o secretário tucano Walter Feldman culpa a "crise". É fácil passar a bola, como se diz no popular, mas basta ver que o programa foi criado dois anos atrás, quando sequer existiam sinais da crise internacional. A administração demo-tucana tem guardado dinheiro nos bancos privados, algo superior a R$ 4 bilhões, e isso é fato! Portanto, o que existe é uma crise cujo nome mesmo é "inoperância" do atual governo!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

3ª Conferência Nacional de Radiologia na CMSP


A Câmara Municipal de São Paulo sedia nesta sexta-feira (15) a 3ª Conferência Nacional dos Técnicos, Tecnólogos e Auxiliares de Radiologia. O evento servirá para apresentação de projeto de lei que tramita no Congresso Nacional excluindo os biomédicos da área de imagenologia. O meu mandato apoia a realização deste encontro.

Os organizadores da Conferência Nacional defendem a criação da carreira de tecnólogo em radiologia no serviço público e o combate à política de terceirização irregular desse serviço no país, em particular em São Paulo.

A Conferência terá a participação de entidades representativas do setor de vários estados do Brasil, de parlamentares e de sindicalistas. São esperadas cerca de 300 pessoas no São Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, das 9h às 18h.

A promoção do evento é do Sindicato dos Técnicos e Auxiliares em Radiologia no Estado de São Paulo (Sintaresp).

Sabesp investigada por crime ambiental

Do Jornal da Tarde, hoje (14):

Polícia investigará falta de esgoto na zona leste

Naiana Oscar e Felipe Oda

"A Polícia Civil de São Paulo abriu inquérito para investigar denúncias de que a Sabesp está cometendo crime ambiental ao não tratar todo o esgoto que coleta na cidade. As investigações começaram a partir de uma reportagem do JT publicada em 1º de maio. Se condenada, entre as punições, a companhia terá que pagar multa de até R$ 50 milhões. A companhia nega que tenha sido notificada sobre o inquérito.

Revoltados com a conta de água e esgoto que chega todo mês, moradores do Jardim Nélia, zona leste, fizeram um teste para provar que o esgoto coletado ia direto para o Córrego Itaim, justamente um dos beneficiados pelo programa Córrego Limpo, dos governos municipal e estadual. Despejaram tinta branca no vaso sanitário de uma das residências do bairro e, depois da descarga, correram para o rio. E lá estava a tinta.

Segundo o delegado Ruy Machioni de Barros, titular do Grupo Especial de Infrações contra o Meio Ambiente, a prova era o que faltava para a instauração do inquérito. “Tínhamos várias denúncias, mas a tinta não deixa dúvida”. A companhia está sendo investigada por crime ao meio ambiente e por violar o código do consumidor, cobrando por um serviço que não presta à comunidade.

Esse é o primeiro inquérito policial contra a Sabesp na delegacia especializada. Mas no Ministério Público Estadual (MPE) a companhia já é investigada há um ano.

“A desculpa da companhia é sempre o projeto de despoluição do Tietê. Mas já faz 30 anos que ela atua em São Paulo e não há mais justificativa para não se fazer o tratamento”, disse o promotor do Meio Ambiente José Eduardo Ismael Lutti".

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Finalmente uma CPI para valer em São Paulo!


Depois de 10 anos, finalmente a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará o governo tucano. Será instalada a CPI da CDHU para apurar os desmandos cometidos desde a gestão Mário Covas na Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU).

Foi uma luta muito grande da Bancada do PT na Alesp para conseguir a instalação desta CPI, já que os tucanos barram todas as tentativas de investigação dos seus governos desde que chegaram ao poder. Vide a enorme lista de pedidos de CPI que o PT protocolou e até hoje só cresce na Alesp. São mais de 70 pedidos na fila, além dos mais de 970 contratos irregulares que estão sob investigação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e que não são analisados pelos deputados porque o governo usa sua maioria para controlar o legislativo paulista.

PRESIDÊNCIA E RELATORIA - A tendência é que o PT fique com a presidência da CPI e os aliados do governo com a relatoria.

ESCÂNDALOS DA CDHU - O histórico de desvio de recursos na CDHU é antigo, remonta o período em que Goro Hama presidia a companhia. Além dele, foram feitas diversas denúncias sobre o uso político da construção de casas populares por parlamentares da base governista tucana.

As investigações apontaram que com a conveniência de prefeitos, vereadores e funcionários da CDHU, recebiam propina de empresários para que licitações abertas por prefeituras fossem fraudadas, como o caso denunciado na região de Presidente Prudente e em Carapicuíba, que resultou na prisão e perda de mandato de um vereador, além da Zona Leste da capital.

Em Presidente Prudente os operadores do esquema movimentaram cerca de R$ 2 milhões mensalmente. O prefeito do município de Pirapozinho Sérgio Pinaffi–(PTB) e o vereador Roni Von de Andrade–(PSDB) e o coordenador de Obras da regional de obras da CDHU-Climério Pereira, foram detidos.

LINHA DIRETA - A propósito, a publicação Linha Direta, do Diretório Estadual do PT de São Paulo, trouxe o assunto em edição de capa publicada em julho de 2007. Clique aqui e baixe a edição.

Serra, o rei dos pedágios!


Da Folha de S. Paulo, hoje (13):

Governo planeja pedágios em rodovias para o litoral norte de SP

"As estradas de acesso ao litoral norte --entre elas, Mogi-Bertioga, Tamoios e Oswaldo Cruz-- deverão ter pedágio até o ano que vem. O governo de São Paulo planeja a concessão dessas rodovias, num único lote, incluindo os contornos de Caraguatatuba e São Sebastião, à iniciativa privada. Também deve ser incluído trecho de acesso a Campos do Jordão". Leia mais.

COMENTÁRIO - Com essa nova leva de privatizações, São Paulo passará a ter 126 pedágios, isso sem contar a criação de novas praças de pedágios que virão nos demais trechos do Rodoanel e nas concessões das rodovias Ayrton Senna-Carvalho Pinto, paralisadas temporariamente.

Tucanos manobram contra CPI no RS


Em matéria de escândalos nacionais, os tucanos do Rio Grande do Sul ocupam o primeiro lugar desde que Yeda Crusius assumiu o cargo, em janeiro de 2007. A lista de escândalos vai de uso do caixa 2 na campanha, arrecadação de recursos para fins pessoais, corrupção no Detran gaúcho e até a morte sem explicação de ex-auxilar da governadora. Nem mesmo a demissão de boa parte do secretariado pela tucana diminuiu os problemas.

Desde quando os escândalos estouraram, o PT gaúcho tenta investigar o governo de Yeda, mas a base governista - como faz aqui em São Paulo - acha que "investigação só é boa quando é no governo alheio". Mesmo depois das denúncias graves publicadas neste final de semana pela revista Veja sobre o caixa 2 vindo dos fabricantes de cigarros, os aliados da tucana anunciam que não deixarão ser aberta a CPI que o PT tenta abrir.

Veja o que diz a Folha de S. Paulo desta quarta-feira:

De olho em 2010, PMDB livra Yeda de CPI na Assembleia gaúcha

"Composta de nove deputados, a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul decidiu que não assinará o requerimento para instalar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o suposto caixa dois praticado pela campanha eleitoral da governadora Yeda Crusius (PSDB), em 2006.

O PMDB faz parte da bancada de apoio à governadora tucana. As outras siglas governistas também fecharam questão contra a CPI. O requerimento foi elaborado pelo PT. Ontem, havia apenas 10 das 19 assinaturas necessárias para instalar a comissão. Assinaram o documento nove petistas (um deles preside a Casa e por isso não assina) e um deputado do PC do B". Leia mais.

PS - Basta ver que no caso do Estado de São Paulo e da Prefeitura de São Paulo só cresce a lista de CPIs que tucanos e aliados não deixam instalar.

Um governo de promessas e de publicidade


Como fez na sua passagem pela Prefeitura de São Paulo, o tucano José Serra faz no governo do Estado uma administração baseada em promessas, em fortes investimentos em publicidade (aumentou em 157% os gastos com esse item) e ancorada em setores da imprensa que trabalham para promover sua candidatura à Presidência em 2010.

Não é de hoje que o PT denuncia essa postura do governador. E hoje (13) a Folha de S. Paulo traz um balanço do descumprimento de grande parte das metas estabelecidas pelo próprio governo Serra no Plano Plurianual. Segundo o jornal, Serra não cumpre 40% das suas metas. O pior desempenho, como é tradição tucana, ficou com as áreas prisional e habitacional. Leia mais.

Está claro que Serra tem como objetivo único a disputa eleitoral de 2010!

terça-feira, 12 de maio de 2009

Marcha do Movimento Negro hoje em SP


Do Boletim PT Câmara SP, da Liderança do PT:

Movimento negro realiza hoje marcha noturna contra o racismo

Será realizada hoje a XIII Marcha Noturna Pela Democracia Racial, manifestação do movimento negro de São Paulo contra o racismo e todas as formas de discriminação. A atividade é realizada na capital paulista desde 1997 na véspera do dia 13 de maio, data da assinatura da Lei Áurea, considerado o dia nacional de denúncia contra o racismo.

A atividade é promovida pelo Instituto do Negro Padre Batista e conta com o apoio de dezenas de entidades. Vestidos de preto e com tochas na mão, os participantes percorrerão o centro da cidade, ao som de atabaques, passando por pontos históricos ligados à luta dos negros contra a escravidão e em defesa da plena cidadania.

A concentração para a marcha será na Rua do Carmo, em frente à Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte, a partir de 18 horas. Dalí ela seguirá pelas ruas Roberto Simonsen, Santa Teresa, Wenceslau Brás, XV de Novembro, Praça Antônio Prado, Avenida São João e encerra-se Largo do Paissandu, onde está localizada a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

Privatização tucana com o olho em 2010

Do Jornal da Tarde, hoje (12):

Serra prepara mais um pacote de privatizações

"O governo paulista prepara novo plano de concessões para reforçar o caixa de investimentos do Estado em 2010. A intenção é ampliar número de estradas sob administração da iniciativa privada e, pela primeira vez, incluir aeroportos estaduais nesse pacote". Leia mais.

COMENTÁRIO - A reportagem diz que o tucano fará isso "para reforçar o caixa do Estado em 2010". Coincidência ou não, este será o ano da disputa eleitoral para o governo do Estado e para a Presidência da República. O que o leitor acha disso?

Ato pede apuração de ações do crime organizado

Da Folha Online:

Em ato público, organizações relembram três anos dos ataques do PCC em SP

"Representantes de organizações em prol dos direitos humanos realizam na tarde desta terça-feira, em São Paulo, um ato público para discutir a apuração da morte de 493 pessoas durante a onda de violência que atingiu o Estado em 2006.

No dia 12 de maio daquele ano, membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) iniciaram uma onda de ataques contra as forças policiais em São Paulo. Os ataques espalharam pânico entre a população e no dia 15 a cidade de São Paulo parou por causa do medo.

O ato acontece às 14h, na sede do Cremesp (rua Domingos de Morais, 1810, Vila Mariana)".

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Uma CPI necessária

A oposição da governadora gaúcha, Yeda Crusius, do PSDB, retomou articulações para abrir CPI na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Objetivo é investigar caixa dois e desvio de recursos na campanha tucana em 2006, que foram relatados em reportagem da revista Veja neste final de semana.

Ontem, os dez deputados da bancada petista se reuniram para estudar meios de coletar as 19 assinaturas necessárias para uma CPI.

Os gastos eleitoreiros com publicidade

Do Jornal da Tarde de hoje (11)

"Apesar da queda de arrecadação nos cofres paulistas entre janeiro e abril em relação a 2008, o governo José Serra (PSDB) turbinou em 38,6% os gastos com publicidade nesses primeiros quatro meses em comparação com igual período do ano passado. Um dos principais pré-candidatos a Presidência da República em 2010, o tucano já empenhou (reservou para gasto) R$ 147,8 milhões para propaganda das ações da sua gestão - sem contar as despesas das grandes estatais, como Sabesp e Metrô. O governo nega e apresenta outros números (leia abaixo).

Para o líder do PT na Assembleia Legislativa, deputado Rui Falcão, os números mostram que o governo “prioriza mais a publicidade do que áreas chaves da administração”, como segurança pública. Segundo ele, Serra investiu mais em propaganda do que em inteligência policial. “Essa é uma das explicações para o aumento dos índices de violência no Estado, porque reflete na questão salarial e na qualidade do serviço”, diz.

Desde que assumiu o Palácio dos Bandeirantes, Serra elevou as despesas com publicidade em 157%. Os gastos de R$ 88,3 milhões em 2007 vão saltar para os R$ 227 milhões neste ano, segundo a Fazenda. Para Falcão, tudo faz parte da estratégia do tucano em ter “margem confortável” para gastar com propaganda em 2010. Por lei, o orçamento para publicidade em ano eleitoral não pode ser maior que a média do triênio anterior.

Para o cientista político Cláudio Couto, da PUC-SP, este crescimento deixa claro as pretensões de candidatura de Serra a presidente no ano que vem. “Considerando um salto tão grande como esse em relação aos anos anteriores, é difícil imaginar que não tenha uma estratégia política por trás”, disse. “Ao enaltecer as obras do governo, as peças publicitárias acabam divulgando uma imagem positiva do governador.”

Leia mais

domingo, 10 de maio de 2009

Dia das Mães


Felicidades a todas as mamães na passagem do seu dia.

O desejo é de uma vida com dignidade e carinho por todos nós. E que a sociedade saiba olhar cada vez mais o exemplo de dedicação e de ternura das mães para tornar-se melhor!

Tucana usou caixa 2 no RS, acusa revista

Os jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde repercutem denúncia da revista Veja desta semana segundo a qual gravações provariam o uso de caixa 2 na campanha da governadora Yeda Crusius (PSDB), em 2006.

O governo da tucana é alvo de denúncias cada vez mais graves e a oposição tenta, sem sucesso, abrir uma CPI na Assembleia Legislativa gaúcha. Essa dificuldade ocorre em todos os lugares onde os tucanos são governo.

Leia aqui a reportagem do Jornal da Tarde sobre mais essa denúncia de corrupção dos tucanos no Rio Grande do Sul.

sábado, 9 de maio de 2009

Encontro com a comunidade da Vila Nhocuné


Muito boa a Audiência Pública Cidadã que realizei ontem à noite na Vila Nhocuné, localizada na Zona Leste paulistana. Foram cerca de 100 pessoas que vieram ao Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora de Fátima para discutir sobre os problemas da região.

Os principais problemas apontados pelos moradores são das áreas de saúde, educação, limpeza urbana, pouca disponibilidade de espaços para lazer, esportes e recreação. Na saúde, a questão mais grave é a precariedade do atendimento do Hospital Dr. Alexandre Zaio.

Agradeço à minha assessoria e a todos os presentes a mais este encontro com a comunidade, que consolida a presença do mandato nos bairros da cidade.

Efetivo da PM em declínio

Governo não consegue preencher vagas na PM

Do jornal Folha de S.Paulo:

"Num momento em que as estatísticas apontam crescimento da violência no Estado, o efetivo da Polícia Militar tem cerca de 5.900 policiais a menos do que o número previsto em decreto do governo estadual. Dos 93.986 mil cargos existentes, 88.076 estão preenchidos. O déficit é de 6,3%.

A diferença entre o número de cargos e o efetivo real se dá pelo fato de que pelo menos 2.000 policiais deixam a corporação anualmente, por motivos variados, como aposentadoria, ferimentos, morte, expulsão, entre outros fatores.

O salário base de um soldado na capital hoje é de cerca de R$ 2.200. Esses policiais só são repostos com a realização de concursos públicos --que podem levar nove meses-- e do curso de treinamento, que dura até um ano. Depois há mais um ano de estágio nas ruas. A Associação de Cabos e Soldados da PM diz que o déficit hoje é inferior ao necessário para o patrulhamento".

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Uma bela canção

Ceumar canta - O Seu Olhar

Nova Audiência Pública Cidadã na Zona Leste

Realizo na noite desta sexta-feira (8) uma nova Audiência Pública Cidadã em mais um bairro da Zona Leste da Capital. O encontro será com a comunidade da Vila Nhocuné, na área da Subprefeitura da Penha, com início às 19h 30.

O local da audiência será o Salão Paroquial de Nossa Senhora Aparecida de Vila Nhocuné, na rua Raimundo de Oliveira, 43.

AUDIÊNCIAS CIDADÃS - As Audiências Públicas Cidadãs são reuniões oficiais do meu mandato criadas para colher reivindicações, propostas e necessidades da população nos bairros da cidade. Ao final desses encontros, a assessoria do mandato prepara relatório de atividades que depois é enviado - por meio de ofícios e indicações - aos órgãos competentes para encaminhamento e providências. Esta é a sétima audiência que realizo na cidade desde março último.

Um filme sobre dor e superação

Por Celina Sales, com informções do portal Cineclick:

CAOS CALMO (Caos Calmo, França, 2008)

Sinopse: Indicado ao Urso de Ouro no Festival de Berlim, esta produção italiana enfoca de uma maneira bastante sensível a forma como o executivo Pietro Paladini (Nanni Moretti) é capaz de encontrar formas para superar a dor da perda da esposa, ao mesmo tempo em que tenta se adaptar à vida de pai solteiro. Enquanto descobre como conduzir este novo estilo de vida, descobre algumas coisas sobre a esposa que podem ajudá-lo a superar a perda mais rapidamente. (www.cineclick.com.br)

Elenco: Nanni Moretti, Valeria Golino, Alessandro Gassman, Isabella Ferrari, Silvio Orlando, Blu Di Martino, Hippolyte Girardot, Roberto Nobile.

Bom fim de semana!!!!

Seminário sobre transportes em SP

Seminário discute a situação do transporte em São Paulo

O Diretório Estadual do PT e a Liderança do partido na Assembléia Legislativa estão promovendo, na manhã desta sexta-feira, o seminário “Transportes e Cidadania em São Paulo, no auditório Teotônio Vilela da Alesp.

O objetivo do encontro é discutir e elaborar um diagnóstico sobre a área de transporte em todo o Estado. Parlamentares federais, estaduais, vereadores e técnicos participarão do seminário, que deve apresentar ao final uma série de propostas para a melhoria do setor.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

O autoritarismo de Serra

Da Agência Estado, com informações de O Estado de S. Paulo:

Professores apontam falta de diálogo com governo de SP

"São Paulo - O pacote para a carreira do magistério anunciado anteontem pelo governador José Serra (PSDB) pegou de surpresa professores temporários, efetivos, especialistas e sindicatos da categoria. Por enquanto, a sensação entre eles é que faltou diálogo e que a rede não foi ouvida. Também dizem aguardar detalhes de como as mudanças serão implementadas. Com isso, não sabem se aprovam ou não as alterações na carreira nem de que maneira elas poderão ter impacto na educação.

Conforme o Estado antecipou anteontem, o pacote do governo prevê uma prova anual para temporários, com a permanência dos docentes reprovados na rede, mas em carga horária reduzida e funções fora da sala de aula. Será criado um curso de quatro meses e uma prova para todos os ingressantes no magistério a partir do próximo concurso público, que deverá ocorrer no segundo semestre. Deverão ser abertas 60 mil vagas - 10 mil existentes e outras 50 mil a serem criadas.

Os projetos de lei que criam as mudanças foram enviados à Assembleia Legislativa, onde ainda precisam ser aprovados para entrarem em vigor. “Esse pacote despertou mais dúvidas do que respostas. Pouca coisa está detalhada e são mudanças que dependem muito de como serão feitas”, afirma a educadora Aparecida Neri Souza, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Robertão Leão, o pacote não explica como será a avaliação, as funções dos temporários não aprovados e também a formação para os concursados. “Sem mais detalhes sobre todos esses projetos, não podemos pensar e debater seriamente essas questões”, afirma ele.

A opinião é a mesma da Apeoesp, que espera uma reunião com o governo para entender as alterações. “O governo novamente lançou um pacote sem nenhum debate. Professores não foram ouvidos, academia não foi ouvida, a rede escolar também não, até agora não chegou nenhum comunicado”, diz o professor Mateus Lima, que leciona história em Cotia".

Bom sinal de recuperação econômica

Do jornal O Estado de S. Paulo, hoje (7):

BRASIL TEM MAIOR SALDO CAMBIAL EM SETE MESES

"O bom desempenho da balança comercial permitiu que o Brasil voltasse a ter saldo positivo no ingresso de moeda estrangeira no mês passado. Dados divulgados ontem pelo Banco Central mostram um superávit de US$ 1,43 bilhão em abril, o melhor resultado desde setembro de 2008, quando houve o agravamento da crise financeira. No ano, o saldo está negativo em US$ 1,5 bilhão, um resultado muito pior do que o observado no primeiro quadrimestre do ano passado, quando fechou positivo em US$ 15,6 bilhão.

A recuperação do segmento comercial, porém, ainda não é percebida no fluxo financeiro, que registra as operações de investidores e empresas, que trazem dólares para investimentos na produção, aplicações no mercado de ações e em títulos públicos. Nesse critério, o País amargou o 14º mês seguido de saída de recursos, registrando, no mês passado, um saldo negativo de US$ 3,487 bilhões.

O fluxo cambial dá sinais de caminhar para uma situação mais próxima daquela vista antes da crise. "A melhora tem contribuído para a valorização do real, que também acompanha um movimento de desvalorização do dólar ante as várias moedas", afirma o economista do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, em relatório sobre os resultados de abril".

quarta-feira, 6 de maio de 2009

2ª reunião da Comissão de Revisão do Regimento

A Comissão Especial de Revisão do Regimento Interno da Câmara Municipal de São Paulo, presidida por mim, tem sua segunda reunião ordinária nesta quinta-feira.

A pauta tem como item principal a montagem do Grupo Técnico que realizará a adequação do Regimento Interno do legislativo e da Lei Orgânica do Município às cartas constitucionais. O referido grupo deverá ser composto por procuradores municipais, procuradores da Casa e também pode ser integrado por um membro da Ordem dos Advogados do Brasil. O representante da OAB ainda será convidado pelo colegiado da comissão.

A reunião acontecerá neste dia 7 das 13h 30 às 15h, na Sala Tiradentes, 8º andar da Câmara Municipal.

Reforma eleitoral de volta à pauta

Da Folha de S. Paulo, hoje (6):

Reforma propõe voto na sigla, e não no candidato

"Sob o patrocínio do governo federal e com apoio de cinco partidos -além de parte expressiva do PSDB- a Câmara dos Deputados se mobiliza para aprovar, até outubro, o financiamento público de campanha e a adoção do voto em lista fechada já para 2010.

Com autoria atribuída a PT, PMDB, DEM, PPS e PC do B, o texto propõe a criação de um fundo com recursos equivalentes a R$ 7 por eleitor para cobrir as despesas do primeiro turno, o que corresponderia a R$ 913.197.656 -tomando por base o eleitorado de dezembro de 2008. Para o segundo turno seriam reservados R$ 2 por eleitor -ou R$ 260,9 milhões".

Seminário em SP discutirá saídas para a crise


A Câmara Municipal de São Paulo sediará dia 30 deste mês o seminário Saídas para a Crise Internacional, organizado pelo mandato do deputado federal Devanir Ribeiro (PT-SP).

Participarão como convidados o economista Márcio Pochmann (presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea), José Pimentel (ministro da Previdência), Luis Barreto (ministro do Turismo) e Jorge Hereda (vice-presidente da Caixa Econômica Federal).

A programação será dividida em duas mesas temáticas. Na primeira - das 10 h às 12h 30 -Márcio Pochmann falará sobre A crise econômica e suas consequências no Estado e José Pimentel abordará o tema Nova Previdência: ampliação da rede e aposentadoria em 30 minutos.

Após o almoço (14h), a mesa dois terá como temas O turismo como ferramenta de desenvolvimento econômico e social (com o ministro Luis Barreto) e Um milhão de casas populares: o Estado promovendo desenvolvimento econômico e justiça social (com Jorge Hereda, da Caixa).

O seminário será mediado pelo deputado Devanir Ribeiro. O evento acontecerá no Salão Nobre da Câmara Muniicipal de São Paulo (8º andar), com abertura às 9h 30 e encerramento às 16h.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Greve de funcionários da USP

Do UOL:

Funcionários da USP iniciam greve nesta terça

"Os funcionários da USP (Universidade de São Paulo) iniciam nesta terça-feira (5) uma greve por tempo indeterminado. O Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP) realizou uma assembléia no auditório do Departamento de História, no último dia 23, que decidiu pela paralisação.

De acordo com o diretor de imprensa do sindicato, Aníbal Cavali, a principal reivindicação é a incorporação de uma parcela de R$ 200 aos salários e reajuste de 17% na remuneração. "Essa reivindicação engloba os funcionários e professores da USP, Unesp [Universidade Estadual Paulista] e Unicamp [Universidade Estadual de Campinas]", disse.

Serra fala 'mal e porcamente' sobre criminalidade


Depois da explicação no mínimo curiosa para a disseminação da gripe suína (vídeo abaixo), o governador José Serra (PSDB) agora sugere a jornalistas uma nova modalidade de criação de manchetes de jornais. Ao tentar justificar o grave problema do aumento de 80% no número de roubos seguidos de morte (latrocínios) na Capital no primeiro trimestre de 2009, o 'professor Serra' disse que tal aumento "não era tendência". Para ele, "tendência" é quando os números favorecem o seu governo - o que anda meio difícil nos últimos tempos.

Para completar seu raciocínio brilhante, o tucano sacou a seguinte ideia, tão genial quanto seu recente pensamento suíno: "Uma hora melhora um, outra hora melhora outro (índice de criminalidade)". Na verdade, ele queria dizer que "uma hora melhora um, outra hora piora outro", pois se referia a uma luta contra um problema grave (a criminalidade) que, segundo algumas manchetes de jornal, ele um dia solucionara.

A propósito, ele entrou na seara jornalística também ao falar da subida dos latrocínios e da queda dos homicídios. Ele disse que se os homicídios tivessem aumentado, "a manchete seria: homicídios aumentaram". Bingo!

Sua conclusão é até primária, pois se o índice sobe é natural que os jornais dêem destaque em suas manchetes, embora há anos não houvesse essa naturalidade na imprensa em relação aos tucanos. O risco seria se ele voltasse a ditar as manchetes, independente dos fatos, como ficou acostumado durante muito tempo. Nós é que correríamos o risco de ler nos jornais algo como "aumento virar queda, errado virar certo e porquinhos espirrando a toda hora".

Leia aqui a matéria da Agência Estado sobre essa nova modalidade de pensamento do governador de São Paulo.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

O 'professor Serra' vira febre no Youtube

O vídeo abaixo está se espalhando pela internet por meio do Youtube. Ninguém menos do que o governador tucano José Serra aparece dando uma explicação 'esquisita' sobre uma suposta forma de transmissão do vírus da chamada gripe suína. O 'professor Serra', que é economista, tentou criar uma teoria acerca da proliferação dessa doença que ocupa a mídia mundial há alguns dias e acabou falando coisas que até a Ciência duvida - pelo menos até o momento! Confira!

Fraudes na merenda deixam mais esqueletos

A decretação do bloqueio das contas de empresas que integram o cartel acusado de fraudar as licitações da merenda escolar em São Paulo é um sinal de que mais e mais esqueletos desse esquema serão expostos - isso até que a Câmara Municipal de São Paulo consiga abrir a CPI da Merenda Escolar. O PT protocolou o pedido meses atrás, mas a base de apoio do governo Serra/Kassab barrou a iniciativa.

Veja abaixo um trecho de matéria do Estadão que fala sobre o bloqueio, decretado pela Justiça:

Empresas suspeitas têm contas bloqueadas

Bruno Tavares e Marcelo Godoy

"A Justiça decretou o bloqueio irrestrito (sem limite de valor) das contas bancárias de duas empresas investigadas por participação no suposto esquema de cartel e fraudes envolvendo os contratos de fornecimento de merenda para a rede municipal de ensino da capital. A decisão atinge a Gourmaitre Cozinha Industrial e Refeições Ltda. e a Verdurama Comércio Atacadista de Alimentos Ltda., supostamente ligadas ao grupo SP Alimentação - um dos seis que mantêm contrato com a Prefeitura. Em seu despacho, a juíza Ariane de Fátima Alves Dias, do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo), também autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de seis pessoas, entre sócios e executivos das empresas". Leia mais.