terça-feira, 31 de janeiro de 2012

"É a vez do PT em Itaquá", avalia Valdir Coelho


O engenheiro civil Valdir Coelho tem larga experiência na sua área profissional e acumula grande conhecimento do jogo político e eleitoral, além de entender como poucos o funcionamento da máquina pública da cidade de Itaquaquecetuba, na região do Alto Tietê.

Valdir já ocupou por duas vezes secretarias da administração daquele município - foi secretário de Obras e de Planejamento - e também disputou o cargo de prefeito quatro vezes, sendo que na mais recente, em 2008, ficou em segundo lugar, com 33 mil votos.

Preparado para a disputa deste ano, Valdir Coelho é o pré-candidato do PT a prefeito de Itaquaquecetuba com o apoio do mandato do deputado estadual João Antonio e de um amplo leque de forças políticas no PT e em legendas da base de apoio do governo federal. Ele faz uma avaliação positiva das condições do partido de conquistar o eleitorado local. "Meu sentimento aponta que esta é a vez do PT em Itaquá", avalia. Valdir Coelho falou sobre este e outros temas em entrevista ao blog, cujos trechos mais importantes reproduzimos abaixo.

ENTREVISTA CONCEDIDA AO JORNALISTA DJAIR GALVÃO

BLOG - A sua trajetória política é marcada pela atuação em legendas de esquerda. Isso o aproximou do PT?

VALDIR - Sem dúvida. Militei no PDT e no PSB e sempre mantive uma relação respeitosa com o PT. O convite para integrar seus quadros foi uma honra, que aceitei com carinho e orgulho. Ainda mais que tenho orgulho de termos governos como os do presidente Lula e da presidenta Dilma, que só fizeram e fazem o país melhorar como um todo.

BLOG - O PT pode fazer a diferença nestas eleições, no seu caso?

VALDIR - Já disputei outras eleições municipais, mas o PT tem a particularidade da militância aguerrida, uma força incomum em outros partidos. A militância é forte e o partido tem uma aceitação muito grande na cidade. Além disso, conversamos com um leque amplo de partidos que apoiam o governo federal. A tendência é de uma disputa que pode nos favorecer.

BLOG - O otimismo então é crescente? Vê chances do PT vencer em Itaquá?

VALDIR - Meu sentimento aponta que temos fortes chances de convencer a população da cidade a aderir a um projeto inovador, com participação popular, com visão social. Nossa cidade tem graves problemas e altos índices de desigualdade social, por isso a importância de um governo comprometido com o social.

BLOG - Diria que este pode ser o momento do PT na cidade?

VALDIR - Acredito que este é o momento do PT em Itaquá. Vamos dialogar com a população sobre o nosso projeto de forma ampla, democrática, como fazemos nos núcleos de base do partido, nos movimentos sociais. Acredito muito nesse sentimento e vamos procurar transmitir isso para a militância.

BLOG - O que um eventual governo do PT pode mudar em Itaquaquecetuba?

VALDIR - Parcerias fortes com o governo federal, projetos de habitação, saúde, educação, transportes, meio ambiente. Nosso projeto é de um governo descentralizado, focado nos interesses da maioria da população. Para isso queremos eleger uma bancada de vereadores que sustente nossas ações, caso a população nos escolha para governar a cidade.

BLOG - A cidade tem problemas sérios na área social, saúde, insegurança, desemprego...

VALDIR - É verdade. Também é verdade que conhecemos os caminhos para um projeto alternativo. Temos amplo apoio do governo federal. Nossa eleição aqui é uma das prioridades do PT em São Paulo e vamos procurar corresponder. Queremos melhorar a qualidade de vida do povo, trazer mais emprego, renda, cidadania, segurança, lazer e melhorar a infra-estrutura da cidade. Temos essa condição e o conhecimento técnico. Vamos levar nossa mensagem ao povo da cidade de forma humilde e transparente. Queremos essa chance de mudar para melhor.

CPTM é foco permanente de problemas técnicos


Notas da coluna da jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo:

"TREM NA LINHA - O trecho da linha 8 - Diamante da CPTM, em Itapevi (SP), onde dois trens bateram na quinta passada está na mira do Ministério Público. A promotora Sandra Reimberg, que atua na cidade, instaurou inquérito para apurar eventuais falhas no sistema. Os trens vinham em sentidos opostos e colidiram quando um deles trocava de trilhos.

ROTA DE COLISÃO - A CPTM também responde a uma ação proposta pela Promotoria para resolver problemas de segurança nas passagens em nível que cruzam a linha férrea na cidade. A companhia não foi notificada do inquérito sobre o choque de trens. Sobre os cruzamentos, diz que prestou as informações em juízo".

Novas agências do INSS neste ano

Da Agência Estado/Estadão Online

Dilma promete criar 182 agências do INSS em 2012


"O governo federal pretende expandir o sistema de acompanhamento dos serviços prestados pela Previdência Social ao cidadão. Segundo explicou nesta segunda-feira, 30, a presidente Dilma Rousseff, no programa Café com a Presidenta, o sistema já permite ao governo acompanhar cada etapa do atendimento nas 1.353 agências do INSS, controlando o tempo de espera e de atendimento, e a ideia é levar as agências para perto das pessoas. Para isso, até o final do ano estão previstas 182 novas agências em todo o País. "Queremos diminuir a necessidade de as pessoas viajarem para tratar de serviços da Previdência", disse a presidente no programa". Leia mais.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Habitação: governo federal beneficia Mogi


Da edição online do jornal MogiNews

Mogi terá 3 mil moradias até março


"A Prefeitura de Mogi das Cruzes fará nas próximas semanas uma maratona de entrega de mais apartamentos do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. Serão 2.440 moradias que devem ser ocupadas por famílias mogianas em nove condomínios até março deste ano, segundo informou a coordenadora municipal de Habitação, Dalciani Felizardo. No fim de 2011 foram entregues 560 unidades que completam o pacote de 3 mil moradias com financiamento liberado pela Caixa Econômica Federal". Leia mais.

Consumo de energia em alta

Do jornal Valor Econômico

Comércio e residência puxam consumo de energia


"O consumo de energia elétrica no Brasil atingiu 430,1 mil gigawatts-hora (GWh), uma alta de 3,6% em relação aos 415,2 mil GWh de 2010. Em dezembro, o consumo de 36,4 mil GWh foi 1,4% maior que os 35,8 GWh de dezembro de 2010.

Todas as classes apresentaram crescimento em 2011, com destaque para os setores comercial, com alta de 6,3%, e residencial, com crescimento de 4,6%. A classe industrial apresentou crescimento mais modesto, de 2,3%". Leia mais.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Este é o "projeto social" do PSDB em São Paulo

Uma bela canção do Chico para ouvir e decifrar


Chico Buarque se destacou no mundo da música pela incrível capacidade de traduzir em poesias situações empíricas relevantes, que se impõem para além do mundo das idéias, forçando reflexões, e porque não dizer, novos conceitos a respeito do certo e do errado, do justo e do injusto, do bem e do mal. "Umas e Outras" está entre as preciosidades poéticas de Chico Buarque de Holanda. Sua letra parte de dois personagens com modos de vida opostos: sugere ser uma pessoa religiosa (uma freira, por exemplo) e uma prostituta.

Nos traços comparativos dos dois personagens, uma projeta na metafísica um paraíso vistoso e cheio de glórias, a sua felicidade. Mas, atento para a realidade, o seu móvel é a “certeza” de uma recompensa das agruras da vida com uma vida eterna confortável no paraíso do senhor. Já a outra, sem nenhuma expectativa do paraíso, busca encarar a amargura, o desgosto e os dissabores da vida encarando o mundo real na busca de sua felicidade. Porém, como diz a canção, “acaso faz com que essas duas, que a sorte sempre separou, se cruzem pela mesma rua, olhando-se com a mesma dor".

Linda! Está entre as melhores canções do Chico. Vale a pena ouvi-la e decifrá-la.

Chico Buarque - Umas e Outras


Umas e Outras (Chico Buarque de Olanda)

Se uma nunca tem sorriso
É pra melhor se reservar
E diz que espera o paraíso
E a hora de desabafar
A vida é feita de um rosário
Que custa tanto a se acabar
Por isso às vezes ela pára
E senta um pouco pra chorar
Que dia! Nossa, pra que tanta conta
Já perdi a conta de tanto rezar

Se a outra não tem paraíso
Não dá muita importância, não
Pois já forjou o seu sorriso
E fez do mesmo profissão
A vida é sempre aquela dança
Onde não se escolhe o par
Por isso às vezes ela cansa
E senta um pouco pra chorar
Que dia! Puxa, que vida danada
Tem tanta calçada pra se caminhar

Mas toda santa madrugada
Quando uma já sonhou com Deus
E a outra, triste enamorada
Coitada, já deitou com os seus
O acaso faz com que essas duas
Que a sorte sempre separou
Se cruzem pela mesma rua
Olhando-se com a mesma dor
Que dia! Nossa, pra que tanta conta
Já perdi a conta de tanto rezar
Que dia! Puxa, que vida danada
Tem tanta calçada pra se caminhar
Que dia! Cruzes, que vida comprida
Pra que tanta vida pra gente desanimar

Conselho Político do PT e o debate sobre alianças

Do portal Estadão Online - TV ESTADÃO

Recordando a piada pronta do Serra

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Brasil tem a menor taxa de desemprego da história

Do Correio Braziliense

Desemprego vai a nocaute


"O desemprego no país atingiu o nível mais baixo da série histórica: 4,7% em dezembro e 6% em 2011, divulgou ontem o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A queda de 0,7 ponto percentual em relação a 2010, quando a taxa anual ficou em 6,7%, significa não só que o mercado de trabalho absorveu os novos trabalhadores, como também que mais 200 mil pessoas, antes classificadas como desocupadas, encontraram o que fazer em 2011". Leia mais.

COMENTÁRIO - Este é o resultado da combinação de uma política econômica que privilegia a geração de emprego e o papel do Estado na indução do crescimento. Também concorreu para isso a implementação das políticas sociais e de desenvolvimento regional - coisas que os tucanos combateram de modo feroz com sua tese e ações do chamado "Estado mínimo".

Maria Rita falando de Elis

Arquivo N: Maria Rita fala de sua mãe Elis Regina

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Da série "Amarrando o Serra" - parte 2


Do portal IG - Tales Faria

Tucanos fazem apelo para Serra ser candidato


"Tucanos ligados ao governador Geraldo Alckmin pretendem se reunir com o ex-governador José Serra ainda esta semana. A missão é tentar, mais uma vez, convencê-lo a ser o candidato do PSDB a prefeito de São Paulo". Leia mais.

Caixa amplia crédito imobiliário em 2012

Do jornal Valor Econômico

Caixa acelera crédito imobiliário e libera R$ 4 bi


"Nos primeiros 20 dias deste ano a Caixa Econômica Federal aprovou R$ 4,38 bilhões em créditos imobiliários, um aumento de 75,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Essa expansão dá uma ideia do ritmo que o banco estatal quer imprimir às suas operações.

O objetivo é expandir em 20% o volume de liberação de empréstimos imobiliários este ano em comparação com 2011, com o volume total de novos contratos passando de R$ 80 bilhões para R$ 96 bilhões. "Nós achamos que é possível atingir os R$ 100 bilhões, pois no segundo semestre o ritmo das operações costuma ser mais vigoroso", disse o vice-presidente de Governo da instituição, José Urbano Duarte, em entrevista ao Valor". Leia mais.

Um pouco do Quinteto Violado

Quinteto Violado é um conjunto instrumental-vocal organizado em 1970, em Recife PE, que se caracteriza pela interpretação de músicas nordestinas e a realização de pesquisas sobre o folclore brasileiro.

Palavra Acessa - Quinteto Violado


Apresentou-se pela primeira vez, ainda sem a denominação que o tornou famoso, em janeiro de 1970, na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco. Em outubro de 1971, quando se apresentou no Teatro da Nova Jerusalém (Fazenda Nova PE), seus integrantes foram chamados de "os violados", nascendo dai o Quinteto Violado. Gilberto Gil os apresentou ao produtor Roberto Santana, da Phonogram, e o aparecimento do conjunto foi exaltado por Caetano Veloso. Leia mais

Quinteto Violado - Prece ao Vento

Para que o FSM se integre na construção do outro mundo possível


"Onze anos depois da sua primeira versão, o Forum Social Mundial volta a seu berço, Porto Alegre. Volta como Forum Social Temático, mas com todas as possibilidades de que daqui a um ano possa voltar a abrigar o Forum Social Mundial.

O mundo mudou desde então – e como? A avaliação do FSM não deve ser feita a partir de si mesma, mas da capacidade de responder aos desafios que as transformações do mundo impõem desde seu início.

O FSM foi organizado como reflexo das lutas de resistência ao neoliberalismo, que teve na década de 90 seu auge. Constituiu-se inicialmente no grande espaço que reunia a todos os que se opunham ao neoliberalismo, sob o lema da construção do “Outro mundo possível”. Porém, não soube transformar-se para se adequar aos novos tempos – tempos de construção de alternativas ao neoliberalismo e tempos de guerras imperiais". Leia mais no blog do Emir

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Um passeio pela cidade de SP nos seus 458 anos

FAÇA UM PASSEIO POR SÃO PAULO NOS SEUS 458 ANOS CLICANDO AQUI.

Montagem falante: o "diálogo" dos dois bicudos

A CUT e o fim do imposto sindical

Do jornal Valor Econômico

CUT cobra decisão rápida sobre fim do imposto sindical


"O movimento sindical está a um passo de uma cisão sem precedentes em seis anos. A Central Única dos Trabalhadores (CUT), a maior dentre as seis centrais sindicais, enviou uma carta ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, solicitando "celeridade" na votação de ação sobre a extinção do imposto sindical. A atitude isola a CUT no movimento sindical, uma vez que as demais centrais, capitaneadas pela Força, são favoráveis à manutenção do imposto, tal qual as entidades patronais". Leia mais.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

PT repudia violência tucana em S. José dos Campos


NOTA DA BANCADA DO PT NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SÃO PAULO

Desocupação do Pinheirinho em São José dos Campos

Bancada do PT repudia violência da PM e exige a retomada das negociações


A Bancada dos deputados estaduais do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo, repudia veementemente o rompimento unilateral das negociações mediadas pelo senador Eduardo Suplicy e parlamentares federais e estaduais do PT e do PSOL, junto à representantes do Tribunal de Justiça de São Paulo, do governo do Estado e o prefeito da cidade de São José dos Campos, sobre a permanência da 6 mil famílias que há 8 anos ocuparam a área conhecida como Pinheirinho, no município de São José dos Campos.

A população local e os parlamentares que mediavam o processo de negociação foram surpreendidos pela violenta ação da PM deflagrada ontem 21/01, sem ao menos dar tempo para os moradores retiram seus pertences e nem a prévia informação da desocupação.

A comitiva de parlamentares que acompanham o caso é composta pelos deputados federais do PT Carlinhos Almeida e Paulo Teixeira e Ivan Valente do PSOL e pelos deputados estaduais petistas Marco Aurélio e Adriano Diogo e ainda Pe. Afonso Lobato do PV e Carlos Gianazzi do PSOL conta também com os vereadores petistas Tonhão Dutra, Amélia Naomi e Wagner Baleeiro.

A abrupta ação violenta da PM, sem a prévia informação do fim das negociações á população local e aos parlamentares e o emprego de bombas de gás lacrimogêneo e balas de borrachas como meio de intimidar e expulsar a população é alvo de repúdio e questionamento da Bancada petista que vê além de precipitação, a total ausência de sensibilidade social na ação articulada pelo governador Geraldo Alckmin e o prefeito da cidade Eduardo Cury, ambos do PSDB. Mais uma vez presenciamos o aparelho do Estado sendo usado em favor do interesse de poucos em detrimento do sofrimento da população mais pobre.

A bancada do PT ressalta que o governo tucano de São Paulo possui uma política habitacional pífia que não atende a demanda por moradias populares e no entanto, age de maneira repressiva e truculenta para tratar deste e dos demais problemas sociais.

A Bancada do PT na Assembleia Legislativa manifesta solidariedade à população do Pinheirinho composta por trabalhadores, mulheres, idosos e crianças e exige a imediata retomada do diálogo, a suspensão da reintegração e a retirada da PM do local.

Bancada do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo

ProUni divulga resultado e anuncia matrículas


Do Estadão Online - com informações da Agência Brasil

Sai resultado do ProUni e matrícula começa hoje


"O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) está disponível na página do programa na internet (http://siteprouni.mec.gov.br/). Os candidatos pré-selecionados têm prazo de hoje (23) a 1º de fevereiro para comparecer às instituições de ensino na qual foram aprovados para confirmar as informações declaradas na inscrição e fazer a matrícula". Leia mais.

Aguardando a procissão...


Quem acompanha a situação política e conhece a cabeça do ex-governador José Serra (PSDB) não tem dúvidas de que esse jogo de "quero-não-quero" dele em relação à disputa eleitoral 2012 é mera tática. O tucano aguarda a "procissão aliados" pedindo que ele se candidate.

Basta ler a nota abaixo, da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, para entender como funciona essa velha história de Serra - que adora ser "adulado" - por amigos e inimigos (principalmente inimigos partidários) para sair candidato:

DO PAINEL - FOLHA DE S. PAULO


"Só vendo Em privado, Alckmin diz não acreditar que a manifestada indisposição de José Serra em concorrer à Prefeitura de São Paulo este ano seja definitiva".

domingo, 22 de janeiro de 2012

Reintegração em SP "atropelou negociações para saída pacífica"

Da Folha Online

Lucas Lacaz Ruiz/A13/Folhapress
Tropa de Choque da PM entrou em confronto com moradores do Pinheirinho, em São José dos Campos (SP)

"O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) disse neste domingo que a ação de reintegração de posse da área invadida do Pinheirinho, em São José dos Campos (97 km de São Paulo), "atropelou" as negociações para a desocupação pacífica do local.

Responsável pela interlocução com os movimentos sociais, Carvalho afirmou que o Palácio do Planalto vinha acompanhando as conversas sobre a retirada das famílias da área e trabalhava para uma saída negociada, com a definição de uma nova região para abrigar as famílias.

Por lá, vivem cerca de 6.000 pessoas. O local é alvo de uma disputa entre os invasores e a massa falida de uma empresa, proprietária do terreno. No início da manhã, a Polícia Militar cumpriu a ordem judicial. O clima é tenso.

Por conta da ação, as famílias chegaram a bloquear a rodovia Dutra, próximo ao km 154 no sentido Rio de Janeiro, por volta das 13h30 de hoje.
Um dos assessores do ministro, inclusive, que estava no terreno, foi atingido com uma bala de borracha na perna.

Carvalho evitou fazer críticas à ação e ao governo de São Paulo, mas disse que o governo federal foi surpreendido com a desocupação ainda mais em um domingo. Ele afirmou que estranhou o fato de o prefeito de São José dos Campos, Eduardo Pedrosa Cury, ter desmarcado uma reunião sobre a invasão na última quinta-feira.

A presidente Dilma Rousseff foi avisada no início do dia dos problemas na desocupação. Ela pediu que além de Carvalho, os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Maria do Rosário (Secretaria de Direitos Humanos) acompanhassem os desdobramentos.

Cardoso teria telefonado para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e alertado sobre os riscos do uso da força policial. Na avaliação do governo, parte das famílias têm ligações com movimentos sociais mais radicais.

Para o governo, o uso da força era desnecessário, tendo em vista que a ocupação está consolidada há oito anos e que haviam discussões para uma solução para a retirada das famílias".

A aprovação popular ao governo Dilma


Da Folha Online

Aprovação de Dilma supera a de Lula após primeiro ano


"A presidente Dilma Rousseff atingiu no fim do primeiro ano de seu governo um índice de aprovação recorde, maior que o alcançado nesse estágio por todos os presidentes que a antecederam desde a volta das eleições diretas, informa reportagem de Bernardo Mello Franco, publicada na Folha deste domingo.

Segundo pesquisa Datafolha, 59% dos brasileiros consideram sua gestão ótima ou boa, enquanto 33% classificam a gestão como regular e 6% como ruim ou péssima.

Ao completar um ano no Planalto, Fernando Collor tinha 23% de aprovação. Itamar Franco contava 12%. Fernando Henrique Cardoso teve 41% no primeiro mandato e 16% no segundo. Lula alcançou 42% e 50%, respectivamente". Leia mais.

sábado, 21 de janeiro de 2012

PT deve enfrentar campanha difamatória em SP


Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, foi categórico ao ser questionado sobre sua expectativa do comportamento dos tucanos e aliados na disputa, garantindo que sua candidatura "não vai oferecer a São Paulo o espetáculo de difamação promovido pelo PSDB em 2010". Leia um trecho abaixo:

Do Estadão Online

Ministro da Educação diz que disputa pela Prefeitura de São Paulo não será agressiva como a eleição de 2010


"Às vésperas de deixar o Ministério da Educação, o pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou que fará uma campanha sem ataques, mas não deixou de dar estocadas nos tucanos. "Eu não vou oferecer a São Paulo o espetáculo de difamação promovido em 2010 pelo PSDB", disse, numa referência à disputa presidencial entre Dilma Rousseff e o ex-governador José Serra, marcada por insultos. "A campanha de 2010 deve nos servir de lição para afastar a deselegância e o mau gosto". Leia mais.

Conheça um pouco de Paulinho Pedra Azul

Paulo Hugo Morais Sobrinho, o Paulinho Pedra Azul, é um cantor, poeta, artista plástico e compositor brasileiro nascido em Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, no dia 3 de agosto de 1954.

Sua carreira artística teve início por volta dos 13 anos de idade, inicialmente com as artes plásticas. Enveredando pela música participou de um conjunto chamado “The Giants”, em que trabalhou com Rogério Braga, Mauro Mendes, Marivaldo Chaves, Salvador, Edmar Moreira e André, interpretando canções dos Beatles, The Fevers, Os Incríveis, Erasmo e Roberto Carlos, dentre outros.

Paulinho Pedra Azul - Jardim da Fantasia


A partir do final dos anos 1960 participou de festivais regionais de música e de poesia, tendo realizado inúmeros shows em cidades do interior de Minas Gerais. Nos anos 70, mudou-se para São Paulo onde morou por dez anos, período no qual trabalhou com o cantor, humorista e ator com Saulo Laranjeira, também oriundo de Pedra Azul. Retornou depois para Minas, se fixando em Belo Horizonte onde até hoje reside.

PAULINHO PEDRA AZUL - "Sonho de Menino" e "Papagaio de Papel"

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Sidnei Aranha, um petista bom de briga no Guarujá

BLOG ENTREVISTA PRÉ-CANDIDATOS PETISTAS


Quem acompanha a ação política do advogado e professor universitário Sidnei Aranha (foto) no Guarujá sabe o que sustenta sua dedicação às lutas coletivas: obrigar órgãos públicos a cumprir seu papel naquela região do litoral paulista. A cidade, detentora de 50% do maior porto brasileiro, sofre com problemas como a baixa qualidade da água, a falta regular de coleta de lixo e do tratamento de esgoto - numa região cuja imagem é de riqueza e glamour para o turismo litorâneo do nosso Estado. Ele encarna na região o típico "bom de briga" pelas causas sociais.

Pré-candidato do PT à Prefeitura de Guarujá, Sidnei Aranha falou ao blog sobre suas atividades em defesa dos interesses coletivos, fez um balanço sobre a cidade e sinalizou o sentimento da população local por uma nova ordem administrativa "que coloque em primeiro plano a inclusão social e o desenvolvimento" - tendo como espelho os avanços promovidos pelo governo federal desde a chegada do presidente Lula ao poder, em 2003. Leia abaixo trechos da entrevista concedida por ele ao blog.

BLOG - O PT tem a simpatia da população do Guarujá?

SIDNEI ARANHA - Os números comprovam que o Guarujá está entre as regiões mais petistas do nosso Estado. Lula e Dilma são muito bem avaliados pela população local por conta da prosperidade e das ações desses governos para a região. Basta lembrar que grandes obras aqui realizadas ou em andamento recebem verbas federais, como a implantação do SAMU, a construção da Avenida Perimetral do Porto, as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAS) e os programas habitacionais...

BLOG - No entanto, isso ainda não se reverteu na eleição de um prefeito petista

SIDNEI - É bom lembrar que existe este sentimento popular de apoio e que estamos construindo alternativas para destacar nosso trabalho e dos nossos grupos de ação política. Aos poucos, as ações de cidadania vão mostrando resultados. É a isso que nos dedicamos há anos no Guarujá.

BLOG - O que uma administração do PT teria a oferecer de diferente aos guarujaenses?

SIDNEI - Uma administração com visão estratégica, que seja parceiro do governo federal para ir além da geração da prosperidade. Queremos focar na fixação de instrumentos de inclusão social, na qualificação profissional, nas oportunidades de trabalho para todos. Por isso é fundamental um governo que tenha relação direta com o governo da presidenta Dilma.

BLOG - O Guarujá tem muito mais riquezas do que os turistas conseguem enxergar?

SIDNEI - Estamos há 80 quilômetros da capital, concentramos 50% do Porto de Santos, temos muito a explorar, a produzir, a gerar de riquezas. E também muito a distribuir, a melhorar, a oferecer, a qualificar ainda mais o turismo. Nossa vocação turística deve ser voltada para a sustentabilidade, e para isso precisamos superar gargalos nas áreas de saneamento, de distribuição de água de qualidade, da coleta de esgoto, tratamento do lixo, coleta seletiva etc. Ou seja, gerar riquezas e traduzir isso em qualidade de vida.

BLOG - Confiante na disputa que acontecerá neste ano?

SIDNEI - A confiança vem do sentimento popular por mudança. E não por uma mudança qualquer, mas de postura, de ação, de propostas concretas. Temos um histórico de lutas coletivas pela melhoria da qualidade da água da Sabesp, pela coleta de lixo regular e pela organização do tráfego de veículos, pedestres e bicicletas nas filas da balsa entre Santos e Guarujá, dentre outras ações que encabeçamos nos últimos anos. Os resultados já aparecem. Nossa percepção é que a cidade quer a renovação e que estamos construindo este projeto coletivamente.

Sancionado o orçamento federal deste ano

Do UOL Poder/Economia

Dilma sanciona Orçamento com receitas previstas de R$ 535 bi

"Sancionada a lei do Orçamento da União para 2012, o governo estima que receitas e despesas orçamentárias neste ano devem somar R$ 2,257 trilhões, conforme publicado nesta sexta-feira (20) no "Diário Oficial da União". Leia mais.

Lançado 1º aviso de habilitação para rádios comunitárias de 2012

Informe enviado por Marcio Ramos - Campinas

O Ministério das Comunicações publicou nesta quinta-feira o primeiro aviso de habilitação para novas rádios comunitárias deste ano. O aviso beneficia 60 municípios do Estado de São Paulo. Todos eles serão contemplados pela primeira vez com outorgas para operação de emissoras comunitárias.

A relação completa das cidades, a documentação exigida, locais de inscrição e como participar do aviso podem ser conferidos aqui. As entidades interessadas em executar o serviço terão 60 dias para se inscrever. A tramitação dos processos ficará sob a responsabilidade da Delegacia Regional do MiniCom em São Paulo.

O aviso de habilitação faz parte do Plano Nacional de Outorgas para Radiodifusão Comunitária 2012 - 2013. Nesses dois anos, o objetivo é cobrir 1.425 municípios de todo o país. "Ao fim de 2013, a gente vai ter lançado aviso para todas as cidades que não contam com emissoras, bem como para todas onde havia uma demanda reprimida”, destaca o coordenador-geral de Radiodifusão Comunitária do MiniCom, Octavio Pieranti.

Ele explica que, inicialmente, serão incluídas nos avisos de habilitação cidades em que não há emissoras comunitárias outorgadas e que ainda não têm processos em andamento no MiniCom. Em seguida, os editais vão contemplar localidades que já apresentaram ao ministério novas demandas por rádios comunitárias.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Encontro debateu estratégias do PT na Baixada


Encontro realizado em Praia Grande, na noite de ontem (18), debateu as estratégias do partido nas diversas cidades da Baixada Santista que contam com o suporte político do meu mandato. A principal ação tirada do encontro foi a consolidação das pré-candidaturas a prefeito em Praia Grande, Guarujá e em Santos - nesta última pela importância como centro econômico e fator de irradiação política e de comunicação regional.

Na análise da conjuntura regional que fiz, lembrei da importância que as novas lideranças políticas da Baixada têm no processo de crescimento do partido nas próximas eleições e nas disputas seguintes. A consolidação do PT na região depende de uma articulação que inclui lideranças históricas partidárias e novos dirigentes que emergiram nos últimos tempos. Por isso a estratégia deve se concentrar na costura política com o olhar no potencial das candidaturas e no peso dessas novas lideranças.

No decorrer das discussões, recebemos a visita da vereadora Onira Betioli, de Peruíbe, que também fez apreciações sobre o tema com os demais presentes. Ao final do encontro, foi a vez da participação da deputada estadual Telma de Souza, ex-prefeita de Santos, e principal nome do partido para a disputa eleitoral santista deste ano.

O EMPRESÁRIO ALEXANDRE CUNHA, DE PRAIA GRANDE, NOSSO ANFITRIÃO

PRAIA GRANDE - Na Praia Grande, o PT caminha para referendar o empresário Alexandre Cunha como o nome do partido que disputará a prefeitura da cidade em 2012. Na visão dele, o momento é de garantir uma aliança política que beneficie a candidatura a prefeito e a formação de uma chapa forte de candidatos a vereador, o que implica o PT estadual ficar atento aos movimentos dos futuros aliados nas demais cidades da Baixada Santista - principalmente em Santos.

SIDNEI ARANHA, PRÉ-CANDIDATO DO PT PARA A DISPUTA NO GUARUJÁ

GUARUJÁ - Pelo Guarujá, o advogado e professor universitário Sidnei Aranha falou sobre a consolidação da sua pré-candidatura à prefeitura, defendendo um nome próprio do PT em Santos por causa da importância estratégica da cidade e da TV regional - o que favoreceria os nomes que o partido colocará na disputa nas demais cidades. Aranha também destacou o papel dos mandatos como apoio político às pré-candidaturas na Baixada.

SÃO VICENTE - O coordenador da macrorregião do PT na Baixada, Emerson dos Santos, de São Vicente, se mostrou confiante nas estratégias do partido para a disputa nas cidades litorâneas. Ele, que deve disputar uma vaga na Câmara Municipal de São Vicente em outubro próximo, considera fundamental a ação das instâncias partidárias para a consolidação do projeto político do PT nestas eleições. E garantiu que a Macro Baixada estará em sintonia com todos os nomes colocados na disputa.

DEPUTADA ESTADUAL TELMA DE SOUZA, ESTRELA DO PT DE SANTOS

COMPANHEIRA VEREADORA ONIRA BETIOLI, DO PT DE PERUÍBE

TELMA E ONIRA - As parlamentares do PT da Baixada Telma de Souza e Onira Betioli se disseram satisfeitas com o debate e devem participar de novas discussões que o meu mandato e nossos grupos de apoio promoverão na região em breve. Nosso compromisso é ampliar as discussões.

União e município se juntam para tratar dependentes químicos


Do jornal Folha de São Paulo

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou na manhã desta nesta quarta-feira um investimento de R$ 6,4 milhões para programas de tratamento de dependentes químicos na cidade de São Paulo.

O anúncio foi feito durante a primeira visita de representantes do governo federal na cracolândia, na região central, depois do início da operação policial na área.

De acordo com o ministro, metade da verba já estava prevista para ser repassada no primeiro semestre deste ano.

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, visitam a cracolândia em São Paulo

Acompanhado do prefeito Gilberto Kassab (PSD), Padilha visitou uma unidade para acolhimento e tratamento de usuários de droga em construção na rua Prates.

Reportagem da TV Folha mostrou que o principal investimento da prefeitura na cracolândia, o Complexo Prates, capaz de atender até 1.200 pessoas ao dia, será inaugurado mesmo incompleto.

O ministro também visitou ambulatórios e Caps (Centro de Atenção Psicossocial), e anunciou que 16 equipes de saúde que atuam em São Paulo serão treinadas para se tornar "consultórios de rua". O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou na manhã desta nesta quarta-feira um investimento de R$ 6,4 milhões para programas de tratamento de dependentes químicos na cidade de São Paulo.

O anúncio foi feito durante a primeira visita de representantes do governo federal na cracolândia, na região central, depois do início da operação policial na área.

De acordo com o ministro, metade da verba já estava prevista para ser repassada no primeiro semestre deste ano.

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, visitam a cracolândia em São Paulo

Acompanhado do prefeito Gilberto Kassab (PSD), Padilha visitou uma unidade para acolhimento e tratamento de usuários de droga em construção na rua Prates.

Reportagem da TV Folha mostrou que o principal investimento da prefeitura na cracolândia, o Complexo Prates, capaz de atender até 1.200 pessoas ao dia, será inaugurado mesmo incompleto.

O ministro também visitou ambulatórios e Caps (Centro de Atenção Psicossocial), e anunciou que 16 equipes de saúde que atuam em São Paulo serão treinadas para se tornar "consultórios de rua". O projeto visa atender o usuário na própria rua.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Entrevista à TV do PT Estadual de SP

Concessão à Sabesp deve render R$ 300 mi a SP

Do jornal Valor Econômico

Com fundo de R$ 300 milhões, Prefeitura de SP antecipará receita


"Em ano de eleições municipais, a Prefeitura de São Paulo pretende reforçar os cofres em pelo menos R$ 300 milhões com a antecipação de parte das receitas do contrato de concessão com a Sabesp. A operação será realizada com a venda dos recebíveis para um fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC), cujas cotas serão vendidas a investidores". Leia mais.

30 anos sem Elis Regina

Rede Nossa SP lança 5ª edição do IRBEM

Do portal da Rede Nossa São Paulo

"A Rede Nossa São Paulo lançou nesta quarta-feira (18) a quinta edição da pesquisa encomendada ao Ibope com a percepção dos paulistanos sobre a cidade, que inclui a terceira edição do IRBEM (Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município). Foram entrevistados 1.512 moradores da capital paulista com 16 anos ou mais entre os dias 25 de novembro e 12 de dezembro de 2011. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

O IRBEM revela como anda o nível de satisfação dos paulistanos em relação à qualidade de vida e bem-estar em São Paulo. A pesquisa aborda 25 temas, alguns com aspectos subjetivos como Sexualidade, Espiritualidade, Aparência, Consumo e Lazer e outros que tratam de condições mais objetivas de vida, como Saúde, Educação, Meio Ambiente, Habitação e Trabalho". Leia mais.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Memória contra a tortura


Da coluna da jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo:

PORÕES DA TORTURA - "O processo de tombamento da antiga sede do DOI-Codi em SP, na rua Tutoia (zona sul), iniciado em 2010 pelo então secretário-adjunto da Cultura, Ronaldo Bianchi, começou a ser relatado por Cristina Meneguello, doutora em história e professora da Unicamp. O 36º DP da capital está instalado no antigo sobrado do órgão de repressão do regime militar".

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Da série "Amarrando o Serra"


Do jornal Valor Econômico

Alckmin só admite coligação com o PSD em SP se Serra for o candidato


"A menos que o tucano José Serra seja o candidato, está virtualmente descartada a hipótese de coligação entre o PSDB e o PSD na eleição para a Prefeitura de São Paulo. Além dos quatro pré-candidatos à indicação do PSDB, também o governador Geraldo Alckmin decidiu bater o pé em favor da candidatura própria. Alckmin, segundo a cúpula tucana, avalia que é melhor perder a eleição com um nome próprio do PSDB, a vencer com o PSD na cabeça de chapa". Leia mais.

Perguntas incômodas a um tucano


A Entrevista da 2ª publicada pelo jornal Folha de S. Paulo com o economista tucano Pérsio Arida (foto) trouxe três perguntas incômodas - em geral evitadas pela imprensa quando se trata de entrevistas com integrantes do PSDB. Depois de falar e opinar bastante sobre economia e o governo da presidenta Dilma Rousseff, Arida ficou de 'bico calado' com as perguntas abaixo, reproduzidas da Folha:

ENTREVISTA DA 2ª - FOLHA DE S. PAULO

Brasil tem pacto antiliberal entre elites e governo

Um dos idealizadores do real, economista elogia gestão macroeconômica de dilma, mas critica sua 'tendência protecionista'


FOLHA - O sr. leu o "Privataria Tucana"?
ARIDA - Não falo sobre isso.

FOLHA - Como está o seu indiciamento na Operação Satiagraha?
ARIDA - Não quero falar sobre isso.

FOLHA - E sobre Daniel Dantas, seu ex-sócio?
ARIDA - Não quero falar sobre isso.

COMENTÁRIO - Só para relembrar, já que ele não quis falar dos assuntos acima, vamos resumidamente aos fatos: "A Privataria Tucana" é o livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr. que detalha as operações conduzidas pelo núcleo de governo do PSDB na Era FHC que coordenou as privatizações, dentre eles Pérsio Arida (ex-presidente do BNDES) e o então ministro José Serra. Na obra, o jornalista acusa - com documentos - o grupo tucano controlador das privatizações de levar vantagens financeiras com as privatizações. Já a Operação Satiagraha vasculhou a vida financeira de figurões como o banqueiro Daniel Dantas, ex-sócio de Arida. Dantas foi um dos grandes beneficiários das privatizações, segundo o livro de Ribeiro Jr.

Ação política com os movimentos sociais

Do Estadão Online

PT busca movimentos sociais para frear expansão do PMDB sob Dilma


"O PT intensificou nos últimos meses seus contatos com os movimentos sociais na tentativa de aglutinar forças além do campo institucional para levar adiante projetos estratégicos e, sobretudo, confrontar o PMDB, o seu sócio de maior peso no condomínio do governo da presidente Dilma Rousseff". Leia mais.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Afinação sublime na interpretação de um clássico

Investimentos em infraestrutura

Do portal IG/Agência Estado

BNDES vai concentrar recursos de R$ 23 bilhões em infraestrutura


"O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai aprofundar este ano a concentração de seus recursos no financiamento de grandes obras de infraestrutura, que o governo quer acelerar como forma de sustentar a taxa de investimentos na economia em meio à instabilidade internacional.

Em entrevista ao Grupo Estado, o diretor de Infraestrutura e Insumos Básicos do BNDES, Roberto Zurli, disse que o banco se prepara para despejar R$ 23 bilhões em energia, logística e transportes em 2012, quase 28% a mais do que o emprestado em 2011. No ano passado, o crédito do BNDES para grandes projetos de infraestrutura somou pouco mais de R$ 18 bilhões, o que já representou uma alta de 15% em relação a 2010".

sábado, 14 de janeiro de 2012

Os 'aliados' que querem se livrar do Serra


Matéria da Folha de S. Paulo deste sábado traz novamente à tona o desejo dos "aliados" do ex-governador tucano José Serra para que este seja o candidato do partido na disputa pela Prefeitura de São Paulo ano que vem.

A lista de "pedidos" para que a candidatura Serra aconteça foi acrescida do senador Aloysio Nunes e do ex-vice-governador Alberto Goldman. A matéria sustenta que José Serra terá o "apoio" do governador Geraldo Alckmin, do senador Aécio Neves e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso - o grão-tucanato de "alidos" serristas. Leia um trecho da matéria da Folha:

Aliados pressionam Serra a disputar Prefeitura de SP

CATIA SEABRA - DE BRASÍLIA

"Cresce a pressão sobre o ex-governador José Serra para que ele dispute a Prefeitura de São Paulo nas eleições de outubro. Antes contrários ao lançamento de sua candidatura, amigos de Serra insistem agora para que entre na corrida municipal".

COMENTÁRIO - Quem sabe Serra nem precise de tantos "aliados" para entrar na disputa. Difícil talvez seja convencê-lo a não sair candidato, se as condições políticas atuais se mantiverem...

A voz de Lula


Da coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo:

FALA, LULA

"Dez dias depois de começar o tratamento com radioterapia, a voz de Lula ainda não apresenta alterações. Pelo contrário: até melhorou graças aos exercícios de fonoaudiologia que ele está fazendo duas vezes ao dia".

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Gilberto Gil canta clássico em belo acústico

Movimentação do mercado

Do UOL Economia

Quantidade de fusões e aquisições bate recorde em 2011


"A quantidade de operações de fusões e aquisições efetuadas por empresas brasileiras em 2011 bateu recorde pelo segundo ano consecutivo, de acordo com levantamento feito pela consultoria KPMG no Brasil. Foram 817 processos no ano passado, contra 726 em 2010 -- o que representa crescimento de 12,5% no período". Leia mais.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

O conservadorismo em SP e a nova classe média


Artigo do professor William Nozaki reflete sobre a manutenção do conservadorismo político em São Paulo - sob o controle dos tucanos e aliados desde a redemocratização - e as perspectivas de mudança com a entrada em cena da chamada nova classe média.

O texto está no portal da Agência Carta Maior. Leia abaixo um trecho abaixo:

Raízes do conservadorismo

"O estado de São Paulo segue sendo governado pelo mesmo partido político há quase duas décadas. O PSDB de Mário Covas, José Serra, Geraldo Alckmin e seus correligionários foi responsável por transformar o estado em um pólo de resistência e difusão do liberal-conservadorismo. Mais ainda, se se considerar os governos que precederam o tucanato – Montoro, Quércia e Fleury – pode-se verificar que desde a redemocratização São Paulo nunca experimentou um projeto de governo alternativo, que fosse capaz de questionar os pilares do liberalismo econômico, do conservadorismo moral e do individualismo supostamente empreendedor". Leia mais.

O crescimento das reservas de petróleo no Brasil


Do jornal Valor Econômico

Reservas da Petrobras sobem 2,7% em 2011


"A Petrobras fechou 2011 com reservas provadas de 16,412 bilhões de barris de óleo equivalente (BOE), dos quais 15,706 bilhões no Brasil e 706 milhões em campos fora do país, de acordo com o critério da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) e Society of Petroleum Engineers (SPE). Houve alta de 2,7% em relação aos 15,986 bilhões de BOE verificados em 2010. Foram apropriados 1,315 bilhão de BOE e produzidos outros 889 milhões de BOE ao longo do ano, o que resultou no aumento de 426 milhões de BOE às reservas no critério ANP/SPE". Leia mais.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Um governo republicano que investe em São Paulo


Nota da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo:

De casa "Em pouco mais de um ano de mandato, Dilma Rousseff fará sua terceira visita à sede do governo paulista. A presidente pretende assinar amanhã parceria com Alckmin para o financiamento de 97 mil moradias".

COMENTÁRIO - Depois é só conferir nas propagandas tucanas figuras como o ex-governador José Serra dizerem asneiras do tipo "o governo federal não investe em São Paulo". O azar desses oportunistas é que o povo sabe como os governos Lula e Dilma agiram e agem de forma republicana.

De olho nas eleições 2012

Do jornal Valor Econômico

Kassab e Alckmin temem o 'efeito Cracolândia'


"A operação na Cracolândia da capital paulista é acompanhada com cautela pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), e pelo governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB). Preocupados com possíveis desgastes político-eleitorais, tanto Kassab quanto Alckmin procuram desvincular-se das ações policiais no centro da cidade, iniciadas há uma semana". Leia mais.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Voa Viola - um projeto brasileiríssimo


O Voa Viola – Festival Nacional de Viola está de volta e prepara quatro grandes shows de viola em 2012. Para os artistas que quiserem participar, as inscrições foram prorrogadas até o dia 19 de janeiro. Nesta segunda edição, os shows acontecem em Manaus, Porto Alegre, Cuiabá e Rio de Janeiro, em maio e junho. Além de subir ao palco com artistas de expressão nacional, os 24 selecionados passam a fazer parte do panorama do uso da viola no Brasil que o festival está construindo. As inscrições podem ser feitas pelo site www.voaviola.com.br ou via postal até o dia 19.

O VOA VIOLA é um projeto nacional que visa mostrar ao nosso país a força, a variedade e o alcance que a viola tem em diferentes segmentos da música brasileira. O seu objetivo é mapear, valorizar e difundir o uso da viola no Brasil, com o desafio de trazer à luz as mais diferentes expressões do instrumento – do mestre violeiro, que preserva o uso da viola na cultura popular, transmitindo-a através de gerações, ao jovem músico que ousa experimentar novos voos com o instrumento.

Voa Viola 2ª Edição (Vídeo-release) - INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 19 DE JANEIRO


Podem se inscrever artistas de vários estilos, que utilizem viola em seus trabalhos. Por viola, entendem-se todos os tipos de viola encontrados no Brasil, em suas diversas afinações, seja de cocho, caipira, fandango, nordestina, machete e buriti. As músicas podem ser instrumentais, canções, feitas em duplas, solos ou grupos, com perfil popular e erudito.

Kashmir Moda de Rock no Festival Voa Viola


Aplauda os seus causos favoritos

Até o dia 20/01/2012, você poderá aplaudir os seus casos preferidos e eleger o seu vencedor do Concurso de Causo Curto.

As regras são fáceis: você pode aplaudir quantos causos diferentes quiser, mas só poderá aplaudir uma vez cada causo individual; você não pode aplaudir o seu próprio caso e é preciso estar logado na rede social do Voa Viola para poder votar!

Chame os seus amigos para participarem da escolha do melhor contador de causo!

São grandes prêmios para o 5 primeiro colocados e uma viola caipira fabricada pela OELA (Escola de Luteria da Amazônia) para o primeiro lugar!
Clique aqui e acesse o site.

Geraldinho Nogueira - O Causo da Bicicleta

A belíssima voz de Leila Pinheiro

Serra x Aécio: o tiroteio permanece!


Publiquei ontem aqui, resumo de uma matéria postada no blog do jornalista Josias de Souza em que tucanos anônimos criticavam a postura do senador Aécio Neves no Senado, exigindo dele uma postura oposicionista mais agressiva como condição para se credenciar como candidato em 2014.

O Senador fez questão de rebater as críticas hoje no blog do jornalista. Como recomendei ontem a leitura da matéria crítica ao senador, hoje quero recomendar a leitura da sua resposta. Pelo que li a guerra entre Serra e Aécio continua. Veja abaixo trecho da resposta do senador:

"Os que conviveram e ainda convivem comigo no curso de diferentes mandatos – como deputado federal, líder de partido, presidente da Câmara e governador de Minas – sabem que há pelo menos 25 anos faço política da mesma forma. E o faço não por conveniência, mas por convicção.

Neste sentido, repito: não confundo adversário com inimigo, nem tampouco governo com país. Não acredito em projetos que demonizam lideranças, destroem reputações pessoais, utilizam tragédias alheias para fazer demagogia e proselitismo, assim como não professo o “quanto pior melhor” (máxima dos nossos adversários, quando ainda na oposição), ou seja, a crítica pela crítica, sem ter a responsabilidade de dimensionar a complexidade dos problemas e dos desafios que o Brasil tem à frente e os caminhos possíveis".

Não quero reduzir a resposta do senador a este trecho (Clique Aqui para ver a sua integra), mas como diz o ditado popular, “para bom entendedor, um pingo é letra”! Faça uma boa leitura!

Crack: drama de dependentes se agrava em SP

Do jornal Agora SP

Usuários de crack ficam sem tratamento após esperar 8 h


"Levados em vans da Secretaria Municipal da Assistência Social para a AMA (Assistência Médica Ambulatorial) Boracea, na Barra Funda (zona oeste), usuários de crack esperaram ontem por oito horas para serem transferidos para clínicas de tratamento.

Como não conseguiram vaga, voltaram para a cracolândia". Leia mais.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Aécio decepciona oposição


Do Blog do Josias de Souza

Josias de Souza publica hoje em seu blog um balanço da atuação de Aécio Neves no Senado Federal. A julgar pelas declarações de tucanos anônimos, o quadro é de completa desolação. Reproduzo um resumo da postagem do jornalista citado.

1. A atuação de Aécio em seu primeiro ano de Senado foi apagada. Algo incompatível com a biografia de um ex-presidente da Câmara. Ele não aconteceu, disse um dos entrevistados, no melhor resumo do sentimento que se generaliza.

2. Dono de estilo acomodatício, Aécio é uma espécie de compositor da política. Compõe com todo mundo. Governou Minas com o apoio de partidos que, no Congresso, davam suporte a Lula. Em Brasília, o espírito conciliador, por excessivo, foi tomado como defeito.

3. Imaginou-se que, livre dos afazeres de governador, que o prendiam a Minas, Aécio viraria rapidamente um personagem nacional. Por ora, nada. Por quê? A projeção exigiria dedicação e ampliação do horizonte temático, palpita um dos queixosos.

Ninguém vira alternativa presidencial fugindo dos temas espinhosos, lamuriou-se um expoente do próprio PSDB. Aécio continua sendo alternativa graças à vontade pessoal e à ausência de um sucedâneo. A sorte dele é que a maioria do partido não suporta o José Serra.

Parte da cúpula do PSDB tenta antecipar para depois da eleição municipal de outubro a definição do nome do presidenciável da legenda. Em âmbito interno, a aversão a Serra faz de Aécio um favorito.

Fora daí, é visto pela própria oposição como uma ex-promessa. Uma liderança que se absteve de acontecer. Um candidato que depende do fortuito para livrar-se da condição de favorito a fazer de Dilma uma presidente reeleita. Leia mais.

Música-Omar Akram -Mirage

Lupi reassume PDT sob protesto de dissidentes


Do Estadão

"Pouco mais de um mês depois de deixar o governo, o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi reassumiu na tarde desta segunda-feira, 9, a presidência nacional do PDT, da qual estava licenciado, sob protestos do grupo Movimento de Resistência Leonel Brizola. Os dissidentes fizeram manifestação em frente ao Instituto Alberto Pasqualini, no centro do Rio, onde Lupi reuniu-se com a executiva nacional do partido". Leia mais.

Estadão reconhece acertos do Enem e do Sisu


Editorial do jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira (9) reconhece os acertos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e da instituição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) pelo Ministério da Educação.

Criticado de forma errônea por setores da educação privada e da mídia, o Enem é, de fato, a maior iniciativa de democratização do ensino público no Brasil - um dos marcos do governo do PT. Leia um trecho do editorial do Estadão.

Do jornal O Estado de S. Paulo

O Sisu e a mobilidade estudantil


"A instituição do vestibular unificado, que utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de seleção, vem estimulando muitos estudantes paulistas a buscar uma vaga nas universidades federais situadas fora do Estado de São Paulo. São estudantes que receiam não passar nos vestibulares da USP, da Unicamp e da Unesp, mas que obtiveram no Enem a nota necessária para ingressar nas instituições federais de ensino superior.

Além de serem gratuitas, como as três universidades públicas paulistas, as universidades federais oferecem graduação de boa qualidade e várias dispõem de cursos e linhas de pesquisa com padrão de excelência em áreas específicas - tais como medicina, veterinária, geologia, mineração, engenharia elétrica, arquitetura, física e computação. Para os pais, em muitos casos o custo de manutenção dos filhos que estudam fora de casa é menor do que o valor da mensalidade de uma universidade particular ou confessional.

Entre 2010 e 2011, o número de estudantes paulistas matriculados em universidades federais de outros Estados cresceu 70,9%. Esse aumento já era previsto desde que o Ministério da Educação reformulou o Enem e criou o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), há dois anos. Como a rede pública de ensino básico do Estado de São Paulo tem uma qualidade superior ao nível médio das escolas públicas e até privadas dos demais Estados, era inevitável que muitos estudantes paulistas migrassem principalmente para Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde se situam algumas das mais importantes universidades mantidas pela União". Leia mais.

Brasileiro busca mais cursos de profissionalização

Do jornal Valor Econômico

Matrícula em cursos técnicos sobe para 18% do total no ensino médio


"A procura pela educação profissional cresceu mais de 50% no Brasil nos últimos cinco anos. Entre 2005 e 2010, a fatia das matrículas em cursos técnicos sobre o total verificado no ensino médio regular passou de 8,2% para 13,6%, atingindo 1,140 milhão de alunos no ano passado. Em 2011, o peso das matrículas pode ter ficado entre 15% e 18%, informou ao Valor Eliezer Pacheco, titular da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec-MEC). A confirmação virá com a conclusão da apuração do Censo Escolar da Educação Básica de 2011". Leia mais.

domingo, 8 de janeiro de 2012

Porto seguro para investimentos

Do Estadão Online

Brasil entra em 2012 como preferido dos investidores


"A primeira semana de 2012 comprovou que o Brasil mantém o posto de queridinho dos investidores globais. Bastou uma pausa nas preocupações com a Europa para o País se destacar. Nos cinco primeiros dias úteis do ano, o Tesouro Nacional e duas empresas privadas captaram juntos US$ 2,6 bilhões no mercado externo. Se fosse mantido pelas outras 51 semanas do ano, seria um ritmo três vezes superior ao de 2011, quando as emissões atingiram US$ 38,5 bilhões". Leia mais.

Descaso tucano

Da Folha Online

Moradores reclamam de 'casa de barro' feita pelo governo de SP

GABRIELA YAMADA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA DE RIBEIRÃO PRETO


"Toda vez que chove, a autônoma Leandra Aparecida Pereira, 31, e os três filhos já sabem: os móveis têm que ser arrastados e os rodos devem estar por perto. Desde que se mudaram para uma casa popular no Jardim Santa Bárbara, em Franca (SP), há oito meses, o problema é o mesmo: a água escorre do forro e desce pelas paredes de todos os cômodos". Leia mais.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Pedágios: concessionárias ganharão ainda mais


Do Estadão Online

Para padronizar, São Paulo muda o índice e pedágios devem ficar mais caros


"Uma nova política para unificar o reajuste dos pedágios pode tornar o valor das tarifas ainda mais alto neste ano. O governo do Estado publicou ontem alterações nos contratos de concessão das rodovias que mudaram o índice de inflação usado para calcular os aumentos. Só que o novo indicador, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), está mais alto do que o antigo, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M)". Leia mais.

O drama da dieta!

Em tempos modernos é quase impossível viver sem sentir o drama de ter que fazer dieta alimentar. Abaixo, uma bela sátira sertaneja sobre este dilema da modernidade.

ZE MULATO E CASSIANO - O Drama da Dieta.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

PSDB esconde obra federal em Praia Grande


Uma obra construída com recursos federais no município de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, com inauguração prevista para este mês, está sendo usada pelo governo do PSDB para fazer crer que os tucanos foram os responsáveis pelas verbas.

No local não existem placas com referência à origem do dinheiro, embora seja resultado de convênio do Ministério da Saúde com a prefeitura da cidade. A obra em questão é a Unidade Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas (foto) que está sendo feita no bairro Samambaia.

A denúncia de manipulação da informação foi feita pela presidente do Diretório Municipal do PT de Praia Grande, Janaina Ballaris, e pelo empresário Alexandre Cunha, também do PT local. Ambos cobraram das autoridades que levem ao conhecimento da população o convênio federal que viabilizou os recursos.

Esta obra na cidade de Praia Grande é o exemplo de um governo federal que coloca o interesse do povo em primeiro lugar, sem privilegiar ideologias partidárias. É um exemplo de governo republicano.

Infelizmente os tucanos não têm esta mesma postura. Com qual objetivo eles escondem que esta obra é feita com dinheiro do governo federal? O povo da cidade de Praia Grande não é bobo, saberá exatamente separar o joio do trigo. Dará crédito a quem merece.

Parabenizo Janaina Ballaris e Alexandre Cunha pela defesa intransigente dos interesses da população de Praia Grande.

Sobre o cantor e compositor cubano Pablo Milanés



Pablo Milanés Arias nasceu na cidade de Bayamo, a capital da Província de Granma, e estudou música no conservatório da cidade de Havana.

A sensação é um estilo de música que começou em Cuba, na década de 1940 e representou uma nova forma de abordar a canção, em que o sentido definido na interpretação foi influenciada pelo fluxo de jazz e música romântica americana. O sentimento foi acompanhada por uma guitarra no estilo dos antigos troubadours, para estabelecer a comunicação ou "sentimento" com o público.

El tiempo pasa. Pablo Milanes


Como intérprete, Pablo Milanés posteriormente aderiu ao quarteto Los Bucaneros, que trabalhou nos primeiros trabalhos.

Em 1965 Pablo Milanés publica Meus 22 anos, considerado por muitos o elo entre sentimento e a Nueva Trova Cubana, incluindo novos elementos musicais e vocais que seriam precursores da música cubana que viria mais tarde.

Colaboração com o Bucaneros estendeu-se até 1966. Em 1967, começou a trabalhar na conscrição. Era a época da Guerra do Vietnã e Pablo Milanes posiciona-se por causas sociais.

Em 1968 ocorreu o primeiro concerto oferecido com Silvio Rodriguez na La Casa de las Américas. Este seria o primeiro sinal do que mais tarde, em 1972, emergeria como o movimento popular musical da Nueva Trova. No mesmo local conhecido como aos membros da elite da cultura e da música de outros países com os quais os americanos compartilharam preocupações sociais: Violeta Parra, Mercedes Sosa, Daniel Viglietti, Chico Buarque, Simone, Vinicius de Moraes, de Milton Nascimento, Victor Jara, e muitos outros, foi através da Casa de Las Américas.

Canción por la unidad latinoamericana

Um bom artigo do governador Tarso Genro


A esquerda, agora, precisa derrotar a direita - além das derrotas eleitorais que já lhe infringiu - no terreno das ideias. Isso significa salvar a democracia, dar efetividade às promessas de justiça e igualdade, que estão no âmago das constituições modernas.

No atual período histórico, a democracia política, que era a cortesã escondida do socialismo, passa ser sua única companheira. Democracia e socialismo estão fundidos no programa de direitos e nas oportunidades de luta abertas firmemente pelas constituições democráticas. Clique aqui e leia o artigo é de Tarso Genro.

Do fundo do baú - Nilton César

Mais sobre a politicagem tucana na habitação

Da Folha Online

Alckmin 'entregou' 442 casas que continuam vazias

"Além de inaugurar casas populares com problemas estruturais, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, "entregou" em dezembro conjuntos habitacionais ainda não concluídos, cujos imóveis continuam vazios, informa reportagem de Paulo Gama, Giba Bergamim Jr. e Gabriela Yamada, publicada na Folha desta quinta-feira (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Ao menos 442 casas, em três conjuntos habitacionais "entregues" em atos políticos em São Bernardo do Campo, em Jaboticabal e em Caraguatatuba, estão desocupados". Leia mais.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Produção em alta

Nota do jornal Valor Econômico

Produção recorde de óleo


"A produção de petróleo nos campos brasileiros em novembro atingiu o maior volume registrado até hoje. No período, foram produzidos 2,188 milhões de barris por dia, acima do recorde anterior, de 2,18 milhões de barris diários em dezembro de 2010. Na comparação com outubro, a produção brasileira de óleo cresceu 3,94%. Em relação ao mesmo período de 2010, a alta foi de 4,73%, informou a Agência Nacional do Petróleo (ANP)".

Alckmin entrega casas detonadas


Do jornal Folha de São Paulo

GABRIELA YAMADA - COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE RIBEIRÃO PRETO

"Casas populares entregues pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) em Ribeirão Preto há uma semana apresentam uma série de problemas como infiltrações e vazamento de água e de esgoto.

Os imóveis, de dois ou três quartos, também foram entregues com defeitos nos aquecedores solares -item alardeado pelo tucano como um dos diferenciais das unidades, que abrigam ex-moradores de favelas.

A Folha percorreu duas quadras do conjunto, na periferia de Ribeirão.

Em nenhuma das 20 casas verificadas o aquecedor está funcionando. E todas apresentam ao menos um problema, entre infiltrações em paredes e tetos, vazamentos em torneiras, portas sem maçanetas e esgoto a céu aberto". Assinante leia mais.

Como disse o poeta, quem é que vai pagar por isso?

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

"Privataria": fala de Boechat na Band faz sucesso

Análise: o sistema político, a mídia e o PSDB


MARIA INÊS NASSIF

"A perda de credibilidade que resultou dessa relação carnal entre um e outra (mídia e PSDB) atingiu parte de público leitor e tornou cada vez mais reduzidas condições de ampliação de sua influência na opinião pública. Manteve um público leitor fiel, mas partidarizado. Perdeu público que representava a outra parte da polaridade política que, apesar de todas as deficiências do quadro partidário, se consolida numa espécie de Fla-Flu na sociedade".

O trecho acima é de artigo da jornalista Maria Inês Nassif, no portal da Agência Carta Maior. Ela analisa as debilidades do nosso sistema político e fala das relações históricas entre parte da mídia tradicional e o PSDB - em particular o grupo do ex-governador paulista José Serra.

RACHADURAS - A propósito das relações mídia-PSDB, o lançamento do livro "A Privataria Tucana" provocou 'rachaduras' no muro de proteção erguido ao longo do tempo por setores da imprensa em torno dos tucanos de São Paulo.

Clique aqui e leia o artigo Sistema político é ruim, mas história é inexorável.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Balança comercial de 2011: melhor saldo em 4 anos

Do UOL Economia

Balança comercial tem melhor ano desde 2007; China foi maior comprador


"A balança comercial brasileira (diferença entre exportações e importações) fechou 2011 com um saldo positivo de US$ 29,790 bilhões, informou nesta segunda-feira (2) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Isso significa que o país recebeu mais dinheiro do exterior do que gastou lá fora.

O resultado do ano foi o melhor desde 2007, quando o superávit acumulado havia ficado em US$ 40 bilhões. A cifra de 2011 é 47,8% maior do que o saldo visto em 2010, de US$ 20,155 bilhões". Leia mais.

Muitas promessas, bastante dinheiro e poucas realizações


Do Jornal da Tarde

TIAGO DANTAS

"Já se passaram 1.096 dias desde que o prefeito Gilberto Kassab (PSD) assumiu o mandato. Três anos à frente da prefeitura com o maior orçamento do País não foram suficientes para cumprir cinco promessas tidas como prioritárias – a administração possui um plano de metas com 223 propostas. Por ora, 60 foram concluídas.

“Fazendo uma análise só em cima dos números, podemos dizer que uma parte das metas foi cumprida”, afirma Maurício Broinizi, coordenador da Rede Nossa São Paulo, que criou o projeto de lei que obriga os prefeitos da capital a ter um plano de metas. “Para além dos números detecto um problema sério de gestão, de se executar o que está programado, já que não falta dinheiro.”

A vida de milhares de paulistanos poderia ser diferente se creches e hospitais tivessem saído do papel, mais guardas-civis tivessem sido contratados e o governo concluísse o corredor de ônibus da Avenida Celso Garcia e o Expresso Tiradentes. Essas cinco promessas ilustraram a primeira página do Jornal da Tarde de 27 de outubro de 2008, dia seguinte à última eleição municipal.

O texto relatava outros dois compromissos que foram atingidos pela gestão municipal: o repasse de R$ 1 bilhão para o Metrô e a isenção do Imposto sobre Serviços (ISS) para autônomos. Três anos após mostrar as propostas de Kassab, o JT procurou pessoas que são afetadas pelo descumprimento das metas. Além da sensação de desamparo, todas têm, em comum, a descrença em promessas feitas por políticos.

Comentário: São Paulo, sabidamente, é uma cidade de complexos problemas gerados a partir de seu crescimento desordenado. Com a complacência de seus governantes, os interesses econômicos ditaram as regras de ocupação do espaço urbano e, sem nenhuma preocupação com a qualidade de vida, fizeram do lucro a principal motivação, deixando um legado de caos urbano para as futuras gerações.

Infezmente, foram poucos os governantes que conseguiram apontar soluções estratégicas de médio e longo prazo numa perspectiva urbanística voltada para os interesses coletivos. A maioria sempre prefere trilhar o caminho das promessas fáceis ou até mesmo em fazer alianças com os interesses econômicos em detrimento de uma cidade saudável.

domingo, 1 de janeiro de 2012

Grupo Amaranto: um belo talento musical!


As irmãs Flávia, Lúcia e Marina Ferraz trazem o entrosamento de casa. Sempre cantando e tocando juntas, realizam um trabalho vocal extremamente apurado, além de serem instrumentistas (violão, flauta e piano) com sólida formação acadêmica, seja na Universidade Federal de Minas Gerais, seja na conceituada Fundação de Educação Artística, em Belo Horizonte/MG.

Três Pontes (Amaranto)


Com criatividade e inteligência, o grupo elabora seus próprios arranjos, demonstrando que domina amplamente seus recursos musicais. Exploram-se, com elegância e bom gosto, elementos como cânones, contracantos, uníssonos e trios, e os cuidados precisos com a instrumentação são também notáveis. Tais qualidades têm recebido aplausos calorosos da crítica mais inteligente – nomes como Mauro Dias, João Paulo Cunha e José Domingos Raffaelli –, além de encontrar forte reconhecimento no meio musical e já ter formado um público considerável e fiel. Saiba mais.


Amaranto canta Canção pra você