sábado, 27 de fevereiro de 2010

Dilma mais perto de Serra, aponta Datafolha

Dilma cresce em intenção de voto e já encosta em Serra, diz Datafolha

da Folha Online

"Pesquisa Datafolha publicada na edição de domingo da Folha, mostra que a ministra petista Dilma Rousseff (Casa Civil) cresceu cinco pontos nas pesquisas de intenção de voto de dezembro para janeiro, atingindo 28%.

No mesmo período, a taxa de intenção de voto no governador de São Paulo, José Serra (PSDB), recuou de 37% para 32%".

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Investindo mais na 'indústria da multa'


O Jornal da Tarde informa em sua edição de hoje que a cidade de São Paulo receberá "novos investimentos" numa das indústrias mais rentáveis para os cofres municipais - a "indústria da multa". Veja trecho abaixo:

Cidade terá mais 125 radares

Meta é instalá-los até o fim do ano; entre os aparelhos, há também 45 lombadas eletrônicas

Bruno Ribeiro

"A Prefeitura de São Paulo vai instalar mais 125 radares nas ruas da cidade até o fim do ano. Algumas das máquinas já estão posicionadas, à espera de homologação para funcionar. Hoje, a capital tem 452 radares, que aplicaram mais da metade das 6 milhões de multas registradas no ano passado. O aumento de radares é de 28%". Leia mais.

COMENTÁRIO - Fazendo uma conta rápida, significa que até o final deste ano teremos quase 600 dessas máquinas espalhadas pela cidade. Se o trânsito melhorassse tanto quanto a arrecadação faria até algum sentido...

Rabo-de-palha tucano

Da coluna Painel, da Folha de S. Paulo de hoje (26):

"Interruptor. A juíza da 5ª Vara Federal Criminal no Rio Margareth de Cássia Thomaz Rostey determinou que a Assembleia de São Paulo envie cópia do relatório e dos depoimentos da CPI que investigou a venda da Eletropaulo".

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Em busca de um discurso


A oposição, que aposta na candidatura do governador José Serra ao Planalto, busca desesperadamente montar um discurso que convença o povo brasileiro a embarcar no projeto tucano outra vez. Segundo analistas, a coisa está cada vez mais difícil.

A Folha de S. Paulo de hoje trouxe mais um exemplo dessa dificuldade: o que falar sobre o Bolsa Família, programa do governo Lula que é exemplo no mundo todo e que fortaleceu a economia regional e trouxe reflexos positivos na vida de milhões de brasileiros? Toda vez que ensaiam o discurso do contra, são alertados por marqueteiros - e também por políticos aliados principalmente do combalido DEM Brasil afora - sobre o risco de abordar o tema por esse caminho.

A Folha diz o seguinte sobre a busca tucana: "O PSDB se reúne hoje em Brasília em busca de respostas para uma dúvida exposta por sua bancada: como abordar, num ano eleitoral, o programa que é vitrine do governo Lula, o Bolsa Família".

COMENTÁRIO - No fundo, todo mundo sabe que os tucanos são contra as políticas sociais do governo Lula. Resta saber se terão coragem de expor isso ao povo brasileiro - e todo mundo duvida que tentarão repisar o velho discurso de Serra de que "manterá e melhorará". Toda vez que ele disse isso, o resultado foi o que se vê em São Paulo: sucateamento, corte de programas sociais, menos investimentos públicos, mais pedágios e privatizações, muitas privatizações...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Enfim, CPI das enchentes!

CPI DAS ENCHENTES

A Câmara Municipal aprovou, por votação simbólica, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar ações da Prefeitura na prevenção das enchentes

A CPI das Enchentes vai investigar o sistema de manutenção e limpeza de bueiros, bocas-de-lobo, galerias e piscinões

O objetivo é estabelecer um padrão mínimo de manutenção, com quantidade de equipes, método de trabalho e periodicidade da limpeza para evitar os constantes alagamentos e inundações

Também serão analisados os contratos com as empresas de limpeza urbana.

Ciro não descarta disputa ao governo de SP

A reunião com o deputado e ex-governador cearense Ciro Gomes (PSB) foi proveitosa e ampliou os horizontes da disputa eleitoral deste ano. Ele foi direto ao dizer que seu desejo é disputar a Presidência da República, mas que não descarta uma eventual candidatura ao governo de São Paulo. "Se eu não cogitasse a possibilidade de disputar em São Paulo não teria transferido meu título para lá", frisou Ciro no encontro que reuniu lideranças partidárias do PT, do PC do B, do PSB e de outros partidos, em Brasília.

Sobre a possibilidade de encabeçar uma frente partidária com o objetivo de colocar um ponto final nos mais de 16 anos de PSDB no Estado de São Paulo, Ciro ponderou: "É fundamental dar continuidade ao projeto do presidente Lula, que transformou o país". Para o deputado, sua dúvida quanto a entrar na disputa estadual paulista ainda é acerca da estratégia correta para o projeto nacional. "Temos que cuidar para que o projeto de governo vitorioso do presidente Lula não sofra retrocesso", destacou.

Todos os representantes de partidos presentes ao encontro se mostraram favoráveis ao nome de Ciro para disputar o governo de São Paulo. Ele se disse lisonjeado com a manifestação dos partidos em torno do seu nome e propôs ampliar a discussão sobre a melhor tática eleitoral para este ano. "Não vou fazer nada sem combinar com o presidente Lula", adiantou ele. Foram sugeridos novos encontros para debater melhor o tema entre março e abril próximos, quando o quadro da disputa eleitoral fica mais claro por conta das desimcompatibilizações de pessoas que estão em cargos executivos.

A conversa com Ciro Gomes teve a participação de um grande leque de partidos, contando com a presença do presidente do PT Estadual de São Paulo, Edinho Silva, do deputado federal João Paulo Cunha e do Secretário de Organização, vereador João Antonio, além das direções nacionais do PC do B (Renato Rabelo) e do deputado federal Aldo Rebelo, do PSB e seu presidente Estadual, deputado Márcio França, do deputado federal Camarinha; pelo PDT, o deputado federal Paulinho da Força.

CALENDÁRIO DO PT - Enquanto isso, a Executiva Estadual do PT em São Paulo vai realizar encontros estaduais nos dias 25 e 26 de abril para atividades voltadas para o processo eleitoral deste ano. Neste período o PT deve concluir uma proposta de programa de governo e apontar um nome para a disputa estadual.

Pauta de hoje tem 10 projetos

Do Boletim PT Câmara SP, da Liderança do PT:

Mesa da Câmara convoca sessões extras para votação de 10 projetos

A Mesa Diretora da Câmara Municipal convocou três sessões extraordinárias para esta quarta-feira para votar nove projetos de vereadores e uma proposta de autoria do Executivo. As extras serão realizadas logo após a sessão ordinária, que começa às 15 horas.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Veja SP mostra sucateamento da CET


Reportagem de capa da revista Veja SP desta semana mostra o sucateamento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), apesar do aumento flagrante do número de multas e da arrecadação que deveria ser usada para melhorar o trânsito.

Na reportagem CET: a verba aumenta e os problemas com o trânsito continuam, Veja SP diz que a referida companhia está "trabalhando em ponto morto" - numa referência ao estado de abandono da empresa pela administração Serra/Kassab. Diversos dados sobre arrecadação, número de funcionários e má conservação da frota embasaram a publicação.

Leia a reportagem clicando aqui.

Serra quer transformar tudo em publicidade!

Do Jornal da Tarde:

Serra usa dado não oficial em propaganda

Inserção fala de melhora nas notas do Saresp de 2009, mas índices ainda não foram anunciados


Fábio Mazzitelli

"Virtual candidato do PSDB à Presidência da República na eleição deste ano, o governador José Serra já faz propaganda na TV de suposta “melhora” do desempenho dos alunos da rede estadual no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), apesar de os dados e notas da prova não terem sido divulgados oficialmente ou informados aos profissionais de educação e estudantes das cerca de 5 mil escolas estaduais paulistas.

Em peça institucional veiculada pelo menos desde o último domingo, em inserções no horário nobre da TV - no intervalo do “Fantástico”, da Rede Globo, por exemplo - a gestão Serra termina a propaganda anunciando, em uma pequena lousa que aparece na tela, que “melhorou a nota dos alunos em 2009”. Antes, a propaganda discorre sobre os programas educacionais implantados desde 2007. Ao final, o narrador cita o “exame” aplicado aos alunos e, ao mesmo tempo em que a frase sobre a nota vai à tela, afirma que “com tudo isso, já tem bom resultado (aparecendo)”.

Garantir o peso correto dos botijões de gás


Aprovei ontem (22), em primeira fase de discussão na Câmara Municipal de São Paulo, um projeto de lei (veja abaixo) que visa garantir o direito do consumidor de conferir se está comprando botijão de gás com o peso correspondente ao que se encontra escrito no exterior do produto.

Além da garantia de um direito, a intenção é coibir a distribuição de produtos com peso adulterado, conforme reportagens e denúncias de consumidores alertam há algum tempo. O projeto ainda passará por uma segunda votação na Câmara para ser enviado ao executivo, e só depois poderá virar lei na cidade.

O PROJETO - PL 25 /2008, do vereador João Antonio: obriga uso de balanças eletrônicas, com a especificação do peso de 13 quilos, nos estabelecimentos e veículos que comercializam botijão de gás residencial.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Insegurança 'oficial'

Ao ler este primeiro parágrafo da matéria abaixo publicada pelo Jornal Tarde de hoje (22) é possível entender melhor a insatisfação da população com o descaso do governo José Serra (PSDB) com a segurança no Estado. Se nem a polícia está segura...

Escolta de Monica Serra é assaltada na zona sul

Bruno Tavares e Rodrigo Brancatelli

"Seguranças da primeira-dama do Estado, Monica Serra, foram assaltados ontem durante um reconhecimento de percurso no Jardim Vila Mariana, zona sul de São Paulo. Os dois policiais militares que checavam as condições de segurança do caminho que seria feito posteriormente pela mulher do governador José Serra (PSDB) foram abordados por dois bandidos. Houve tiroteio e um dos PMs foi baleado na perna. Os criminosos fugiram levando duas pistolas e o veículo oficial, um Toyota preto, encontrado pela polícia horas depois. Os policiais não estavam fardados".

Comemorações dos 30 anos do PT

PT 30 anos: deputados organizam sessão solene e debates na Assembleia

Com a realização de uma sessão solene hoje à noite, deputados estaduais do PT darão início nesta segunda-feira às comemorações na Assembleia Legislativa pelos 30 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores.

A programação inclui homenagens, debates, exposições fotográficas e atividades culturais. A sessão solene será realizada às 20 horas, no Auditório Juscelino Kubitschek.

Amanhã (23), às 14 horas, está agendado debate sobre “O papel do PT no Legislativo Paulista”, com a participação de Clara Ant, João Paulo Cunha e José Dirceu.

Na quinta-feira (24), no mesmo horário, acontece um segundo debate, que abordará “A participação das mulheres na política”. Comporão a mesa Irma Passoni, Luiza Erundina e Maria Lúcia Prandi.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Semana começa com sessões extraordinárias

A semana legislativa na Câmara Municipal de São Paulo começa mais cedo, com sessões extraordinárias marcadas para esta segunda-feira (22). Os trabalhos têm início às 15h.

Pode haver boa movimentação política nos bastidores e no plenário.

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Congresso do PT aclama Dilma pré-candidata


Do Portal G1:

Dilma diz que está preparada para o desafio de governar o país

Ministra disse que 'jamais' pensou que teria esse desafio na sua vida. Ela disse que quer fazer um governo de coalizão.

Jeferson Ribeiro

"A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse neste sábado (20), durante discurso no congresso nacional do PT onde foi oficializada como pré-candidata ao Palácio do Planalto, que “jamais” pensou que a “vida [lhe] reservasse tamanho desafio”. Contudo, ela disse que se sente preparada para governar o país e afirmou que pretende fazer um governo de coalizão.

“Eu jamais pensei que a vida me reservasse tamanho desafio, mas me sinto preparada para enfrentá-lo”, disse no início do discurso. Em seguida, a ministra lembrou de sua juventude em Minas Gerais e de sua vida política no Rio Grande do Sul, fazendo referência ao período em que lutou contra a ditadura militar". Leia mais.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Entrevista de Lula ao Estadão de hoje


Recomendo a leitura da entrevista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao jornal O Estado de S. Paulo desta sexta-feira. Ele fala sobre eleições, política nacional, política externa e ações do governo para diversas áreas da administração.

Sobre eleições 2010, explica a escolha da ministra Dilma Rousseff e destaca sua capacidade gerencial. Questionado sobre o futuro, disse: "Dilma é para dois mandatos", ao anunciar que não tem pretensões de concorrer novamente ao Planalto em 2014 com a eleição da sua sucessora.

Leia aqui.

A crise permanente da Educação em SP

Trecho de reportagem do Jornal da Tarde (19):

Alunos assistem à aula sentados no chão

No Capão Redondo, colégio estadual iniciou o ano letivo com sete das 24 salas sem cadeiras

Fábio Mazzitelli


"Alunos dos anos iniciais do ensino fundamental - crianças entre 6 e 10 anos - tiveram de sentar no chão no início do ano letivo em um colégio estadual da região do Capão Redondo, zona sul da capital. Em obras, a Escola Presidente Café Filho abriu as portas para receber, em sete de suas 24 salas de aula, os estudantes em espaços vazios, sem mesas nem cadeiras.

Com apenas um papel pardo isolando os alunos do piso frio da classe, que faz parte de um prédio novo erguido para a escola, os alunos ainda foram dispensados ontem à tarde após duas horas de aula, pois o refeitório da unidade também não está pronto. Foi servida às crianças merenda “seca”, como sucos prontos e bolachas". Leia mais.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

IBOPE também aponta crescimento de Dilma

Do portal UOL:

Dilma diminui vantagem de Serra nas intenções de voto

"São Paulo, 17 fev (EFE).- A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, possível candidata do PT para as eleições presidenciais de outubro, diminuiu ainda mais a vantagem do governador paulista José Serra, do PSDB, revelou hoje uma pesquisa de intenções de voto.

O Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) em uma pesquisa encomendada pela Associação Comercial de São Paulo, indicou que Dilma passou de 17% a 25%, enquanto Serra caiu de 38% para 36%. A variação deixa o governador "tecnicamente estável" segundo a margem de erro".

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

4º Congresso do PT começa amanhã


Do portal do PT Nacional:

PAUTA E PROGRAMAÇÃO DO IV CONGRESSO NACIONAL DO PT

O 4º. Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores será realizado entre os dias 18 a 20 de fevereiro de 2010, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, Brasília/DF.

A pauta e a programação do 4º. Congresso Nacional do PT serão as seguintes:

Pauta:
a) Conjuntura nacional e internacional;
b) Tática, política de alianças, Programa e candidaturas para as eleições 2010;
c) Construção partidária e plano de ação.

Programação
18 de fevereiro (quinta-feira)
10h00 – Seminário com as delegações internacionais
20h00 - Show de música popular brasileira

19 de fevereiro (sexta-feira)
09h00 – Votação do Regimento interno
09h30 – Debates políticos e votação de resoluções
19h30 – Posse dos membros do Diretório Nacional, Comissão de Ética Nacional e Conselho Fiscal Nacional

20 de fevereiro (sábado)
09h00 – Saudação de representantes dos movimentos sociais
10h00 – Ato de aprovação da pré-candidatura presidencial
14h30 – Reunião do novo diretório Nacional
20h00 – Festa dos 30 anos do PT e encerramento do Congresso.

Santa Bárbara faz bonito e leva título 2010

Foto: portal Itaim Paulista

O Grêmio Recreativo, Cultural e Social Escola de Samba Unidos de Santa Bárbara, sediada no bairro de Itaim Paulista, foi a grande campeã do Grupo III do Carnaval paulistano de 2010. O enredo trabalhou a fé e a natureza e foi muito aplaudido na avenida, trazendo alegria e festa a todos os membros desta que é uma das escolas de samba que mais crescem na Capital.

Sob o comando do presidente Nel Costa (foto) e da Cássia, a Santa Bárbara atrai cada vez mais a atenção da comunidade que faz o Carnaval paulistano.

Parabéns a todos que colaboraram para mais esta vitória. Com a luta, a organização e a determinação que demonstram, o objetivo de chegar ao Grupo Especial está no horizonte. Vamos torcer juntos!

Mais ações para a juventude


Trecho de reportagem de hoje (17) da Folha de S. Paulo:

Dilma foca juventude de olho em um terço do eleitorado

"De olho no voto de um terço do eleitorado brasileiro, o programa de governo de Dilma Rousseff, que deve ser aclamada candidata petista no final de semana, terá como um dos eixos centrais a juventude.

Por insistência da ministra da Casa Civil, o núcleo de campanha trabalha na elaboração de um conjunto de políticas específicas para o público jovem de até 30 anos. As ações serão nas áreas social, econômica, educação e tecnológica.

As estimativas são de que o número de pessoas entre 15 e 29 anos no país chegue a 52 milhões neste ano -mais de um quarto da população. Ao mesmo tempo, a avaliação do governo é que essa fatia dos brasileiros foi menos beneficiada pelas políticas de combate a pobreza e redução de desigualdade social -que, segundo a última Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), tiveram maior impacto entre idosos e primeira infância".

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

domingo, 14 de fevereiro de 2010

No rumo certo

Do jornal O Estado de S. Paulo deste domingo (14):

Brasil cresce com um novo mercado de massa

Alberto Tamer

"A classe C no Brasil está se transformando em uma nova classe média. Já representa 46% da renda nacional, superior à soma das classes A e B (44%). São famílias que recebem mensalmente entre R$ 1.115 e R$ 4.807. Ela começou a crescer no Plano Real, com o fim da hiperinflação, que havia reduzido drasticamente seu poder aquisitivo. Passou de 32% no início do plano para 37% no fim do governo de Fernando Henrique Cardoso. Mas o grande salto ocorreu a partir de 2002, chegando em 2008 a representar 46% da renda nacional, de acordo com levantamento da FGV, divulgado esta semana.

"Do ponto de vista social, é quase uma revolução: foi a ascensão da classe C transformando-se numa nova classe media. Nos últimos 15 anos, essa classe passou de 32% para 52% da população. Isso representa hoje mais de 90 milhões incorporados ao mercado que apropria quase a metade da renda disponível no mercado, afirma o professor e diretor da FGV em São Paulo, Yoshiaki Nakano, em artigo publicado na terça-feira no Valor.

"Com isso, a economia brasileira está se convertendo em uma das maiores economias de mercado de massa do mundo", afirma ele".

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

A 'falta de respeito' de FHC

Do portal G1:

Lula diz que declarações de FHC sobre Dilma são 'falta de respeito'

Segundo ele, ex-presidente vive nostalgia porque tucanos não o querem. Para Lula, FHC tem mágoa porque não teve tanto sucesso como ele.

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (12) durante entrevista à rádio Difusora, em Goiânia, que as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sobre a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, possível candidata do PT à Presidência da República, "são uma falta de respeito".

"Acho que as declarações do ex-presidente Fernando Henrique são uma falta de respeito. Ele nem conhece a Dillma. Ele deveria esperar a campanha começar para criticar", disse o presidente ao ser questionado. Até agora, Lula tinha evitado polemizar com FHC e disse durante a entrevista que não quer que a ministra comente as declarações".

Drenagem do Romano: Justiça estipula prazo

Do Jornal da Tarde, hoje (12):

30 dias para ‘secar’ Jd Romano

Justiça estipulou este prazo ontem. Se Prefeitura não cumprir a tempo será penalizada

"A Prefeitura tem prazo de até 30 dias, a contar de ontem, para drenar e limpar todas as áreas alagadas no Jardim Romano, Chácara Três Meninas, Vila das Flores, Jardim São Martinho, Vila Aimoré e Vila Itaim, na zona leste. A determinação foi dada pela 4ª Vara da Fazenda Pública da capital após audiência realizada a pedido da Defensoria Pública do Estado".

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Serra em 2002 e em 2010, segundo Vaccarezza


Frase do líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza, em entrevista coletiva hoje, acerca da candidatura do tucano José Serra ao Planalto em 2010:

"Em 2002 o [governador José] Serra foi o candidato da continuidade quando o povo queria mudança. Agora ele vai ser o da mudança quando o povo quer continuidade".

O "secão" do Serra


Boa nota do blog É TUDO POLÍTICA, do jornalista Eduardo Reina (Estadão), que reproduzo abaixo. Trata da falta de ação do governo Serra no restabelecimento da água nas torneiras de milhares de paulistas e paulistanos.

Secura

"Há ainda mais de 10 mil pessoas com as torneiras secas desde domingo devido o rompimento de uma adutora da Sabesp na zona sul de São Paulo. Hoje são completados cinco dias sem água. A empresa confirma que moradores do Jardim São José, na cidade de Taboão da Serra, além de áreas de alguns bairros como Morumbi, Jardim Ângela na capital e na cidade de Embu ainda não tiveram o abastecimento normalizado. E os direitos do consumidor...".

Resolução do PT-SP sobre tática eleitoral


Do site do PT Estadual de São Paulo:

Executiva do PT-SP divulga resolução sobre tática eleitoral

RESOLUÇÃO DA EXECUTIVA ESTADUAL DO PT

A Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores,

Considerando a importância da continuidade do projeto do governo do Presidente Lula, cujas marcas são: a transformação do Brasil em um país respeitado pelo seu povo, devido ao projeto de desenvolvimento nacional com distribuição de riqueza; tornando o nosso país uma referência mundial devido à alteração proporcionada na agenda internacional. Esse projeto que transformou a vida da população brasileira gerou equilíbrio e crescimento econômico, instituindo programas sociais eficazes na vida social do nosso país, reduzindo a pobreza e a desigualdade, investindo em infra-estrutura para um crescimento sustentável da economia que não pode ser interrompido;

Considerando os 16 anos de desgoverno tucano no Estado de São Paulo, cujo saldo é a falta de um projeto articulado de desenvolvimento econômico no nosso Estado, com o agravamento de problemas na segurança, na educação, na saúde, decretação de calamidade pública em grande parte do território paulista por conta da inoperância do governo estadual diante das enchentes, que atingiram em cheio a qualidade de vida da população, além de denúncias de obras superfaturadas, do uso eleitoreiro de obras, uso da força contra movimentos sociais.

Considerando que é necessário para o povo paulista construir uma alternativa política ao grave problema gerado pelo modo de governo do PSDB, e que São Paulo precisa voltar a crescer, para retomar seu lugar no cenário nacional com justiça social e qualidade na prestação de serviços.

Diante do exposto, a Executiva Estadual decide:

1) Trabalhar a unificação de um campo de forças políticas progressistas para a disputa do governo do estado de São Paulo, construindo um programa de governo e uma ação política que responda às necessidades do povo paulista;

2) Priorizar na nossa tática eleitoral a construção de aliança com os partidos que dão sustentação política ao governo Lula;

3) Preparar o encontro estadual que definirá o programa de governo, a tática eleitoral e a chapa majoritária e proporcional para a disputa eleitoral de 2010;

Por fim, estabelece o dia 26/2/2010 para aprovar um calendário a ser submetido à apreciação na reunião do Diretório Estadual a ser realizada no dia 06/3/2010.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Ciro diz que inveja é o que move FHC


Da Folha de S.Paulo, em Brasília:

Para Ciro, FHC deveria "colocar a viola no saco"

"O deputado Ciro Gomes (PSB-CE) entrou na troca de acusações entre tucanos e governistas, e escolheu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) como alvo.

Para Ciro, as críticas de FHC à ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) derivam de uma "vaidade misturada com inveja que tem de Lula".

Segundo o deputado, o ex-presidente é a "única pessoa que não tem moral para falar mal de Dilma, e deveria colocar a sua viola no saco". Leia mais.

A festa dos 30 anos do PT


PT 30 anos: diretórios municipal e estadual promovem festa hoje à noite

Os Diretórios do PT Estadual e do município de São Paulo promovem uma grande festa hoje (10 de fevereiro), data em que o Partido dos Trabalhadores comemora 30 anos de fundação. A festa será realizada no Clube Homs, localizado na Avenida Paulista.

Os interessados em participar da festa devem retirar os convites nas sedes dos dois diretórios. O Estadual fica na Rua Abolição, 297, Bela Vista. O Municipal está localizado na Rua Asdrúbal do Nascimento, 226, Bela Vista.

Mais números do crescimento da violência em SP

Trecho de reportagem da Folha de S. Paulo de hoje (10) relata mais números do crescimento da violência em São Paulo:

PM matou 41% a mais no ano passado

Policiais militares mataram 524 pessoas em 2009 nos chamados casos de "resistência seguida de morte'; em 2008, foram 371

"A Polícia Militar de São Paulo matou 524 pessoas no ano passado nos chamados casos de "resistência seguida de morte" -um aumento de 41% em relação a 2008. Já o total de policiais militares mortos durante o horário de trabalho nesses casos teve redução de 16% -de 19 casos em 2008 para 16. O total de mortes de civis por PMs em 2009 foi quase 6% mais alto do que as 495 ocorridas ao longo de 2006, quando São Paulo enfrentou as três ondas de ataques da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) contra as forças de segurança do Estado".

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Vídeo mostra resumo do caos com Serra/Kassab

Obra eleitoreira e confusa

Leia trecho de reportagem do Jornal da Tarde de hoje (9) que mostra a pressa do governador tucano José Serra de apresentar sua obra faraônica aos motoristas de SP, e como isso tem causado transtornos e problemas de trânsito.

Obra bagunça sinalização da marginal

Placas em excesso ou falta delas, sinalização confusa de faixas e identificação inadequada de acessos atrapalham motoristas e aumentam os riscos de acidentes. A Dersa, responsável pela ampliação da via, não se pronunciou

Daniel Gonzales, Elvis Pereira

"A obra de ampliação da Marginal do Tietê, iniciada em junho do ano passado, bagunçou a sinalização tanto de novos quanto de antigos trechos da via. Em alguns pontos há placas demais e em outros, de menos. É comum encontrar motoristas retornando de ré por terem entrado em acessos errados ou corrigindo manobras bruscamente. Caminhoneiros de outras cidades se perdem frequentemente e carros “fecham” uns aos outros. Procurada, a empresa Desenvolvimento Rodoviário (Dersa), responsável pela obra, não respondeu às perguntas do JT sobre o sistema de sinalização". Leia mais.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Violência policial contra moradores alagados


O autoritarismo dos tucanos se manifestou mais uma vez na tarde de hoje contra moradores de diversas regiões alagadas que protestam em frente à Prefeitura de São Paulo. Em vez de receber a pauta de reivindicações elaborada pelos manifestantes, o governo acionou a polícia, que agiu com extrema violência - atingindo diversas pessoas com gás de pimenta e golpes de cassetete.

Apesar do tom pacífico da manifestação, apoiada inclusive por vários parlamentares, a estratégia do PSDB/DEM foi transformar o ato em caso de polícia. Isso demonstra a atitude antidemocrática dos tucanos. As pessoas vão à rua denunciar o caos em que vivem há mais de 60 dias e são recebidas com violência!

No momento, uma comissão de moradores e de parlamentares conseguiu entrar na sede da prefeitura, mas não foi recebida pelo prefeito, e sim por um dos secretários do Kassab.

A manifestação foi organizada por moradores do Distrito de Jardim Helena, uma das principais regiões da zona leste atingidas pelas cheias, que inclui Jardim Romano, Pantanal, Vila Itaim e Chácara Três Meninas.

Caroni ironiza o desejo de FHC de 'aparecer'


No artigo FERNANDO HENRIQUE CARDOSO PRECISA DE AMIGOS, carregado de ironia, o colunista Gilson Caroni Filho, da Agência Carta Maior, reflete sobre a permanente necessidade do ex-presidente FHC de "aparecer" ao dizer que "ele precisa ter amigos". Análise muito boa sobre a incompreensão do sociólogo ante a reação do mundo que não o reconhece como alguém importante.

Ótimo artigo que recomendo. Leia aqui.

2010: revista questiona indecisão de Serra


Em reportagem de capa, a revista CartaCapital desta semana questiona a indecisão do governador José Serra (PSDB) de assumir a candidatura ao Planalto em 2010. Segundo a publicação, o tucano já "paga o preço da indecisão".

"O governador José Serra assiste à ameaçadora ascensão de Dilma Rousseff nas pesquisas e vê sua margem de manobra reduzida a cada momento", frisa CartaCapital. A reportagem se embasa em pesquisas de opinião que apontam a possibilidade de Dilma liderar as pesquisas dentre de pouco tempo.

Novos dirigentes do PT tomam posse hoje

Do Boletim PT Câmara SP:

PT/SP dá posse hoje a novos dirigentes e homenageia os ex-presidentes

Em cerimônia marcada para as 19 horas de hoje, no Salão Nobre da Câmara Municipal, o vereador José Américo, atual presidente do Diretório Municipal do PT de São Paulo, transmitirá o cargo para o vereador Antônio Donato, eleito no PED 2009.

Também serão empossados nesta segunda-feira os demais membros do Diretório Municipal e os integrantes dos 35 Diretórios Zonais do PT na cidade.

A festa política não para por aí. Marcando o aniversário (10 de fevereiro) de 30 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores, os 11 ex-presidentes do PT/SP serão homenageados durante o ato de posse da nova direção. Cada um receberá uma placa de inox com a inscrição das datas dos respectivos mandatos em que estiveram à frente do partido na capital paulista.

Os ex-presidentes são: Antonio Doria; Ricardo Guterman; Hélio Bicudo; Rui Falcão; Cândido Vaccarezza; Jilmar Tatto; Vicente Candido; Ricardo Berzoini; Italo Cardoso; Paulo Fiorilo; e José Américo.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Tragédias do marketing: o legado de Serra e Kassab em SP

Do Portal Carta Maior

Resultados de campanhas publicitárias que fizeram o eleitor acreditar no que não viu, as gestões de Kassab, principal obra de Serra em São Paulo, apostam na propaganda e desprezam o combate às desigualdades, único meio de melhorar a metrópole.

Colado nos passos do governador José Serra (PSDB), de quem herdou a prefeitura, o governo de Gilberto Kassab (DEM) passa ao largo das questões em que a cidade é mais carente e frágil. De 2006 a 2009 a prefeitura cortou R$ 353 milhões em ações de combate a enchentes. A reportagem é de Antonio Biondi e Marcel Gomes, na Revista do Brasil. Leia mais.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Quem acredita nos números do PSDB?

PSDB/DEM: o marketing como modo de governar


Matéria de capa da revista ÉPOCA SÃO PAULO faz uma avaliação detalhada dos erros da gestão Serra/Kassab na Capital, mostrando que o prefeito insiste em repetir bordões típicos do marketing. Tudo para tentar driblar a queda de popularidade causada pela inoperência diante das enchentes, do caos no trânsito, dos aumentos de impostos e da tarifa de ônibus, dentre outros.

Fui entrevistado na reportagem pelo jornalista Camilo Vannuchi e lembrei que todo esse caos que se instalou na cidade coincide com o aumento estratosférico nos gastos com publicidade - enquanto caem os recursos para combater as enchentes. Veja abaixo o trecho de ÉPOCA SP com as observações que fiz:

PROPAGANDA EM ALTA

"O grande ponto de desconfiança da oposição é o aumento dos gastos com propaganda. “Não podemos aceitar que áreas essenciais percam dinheiro em favor de um aumento de 300% na verba da publicidade”, diz o vereador João Antônio, líder do PT na Câmara. O orçamento prevê R$ 126 milhões para “publicações de interesse do município”, o quádruplo dos R$ 31 milhões aprovados em 2009. E pode chegar a R$ 200 milhões”.

Leia aqui a matéria ENCHENTES: KASSAB QUER QUE VOCÊ FIQUE TRANQUILO.

A velha tática da desculpa esfarrapada

As desculpas esfarrapadas abaixo, publicadas em matéria do Jornal da Tarde, representam a verdadeira face do governo do tucano José Serra: enganação e publicidade excessiva. Quando os problemas se avolumam, a culpa é dos outros. Este é o estilo serrista. Veja um trecho da matéria:

Para Serra, crise causou violência

Governador disse que aumento do número de crimes foi causado pela crise financeira mundial


"Três dias depois da divulgação dos números da violência no Estado de São Paulo em 2009 - e da constatação de que quase todo os índices criminais aumentaram na capital, no interior e no litoral, na comparação com o ano anterior -, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), atribuiu a escalada da criminalidade à crise financeira mundial. “O que aconteceu no ano passado foi um aumento nos primeiros meses do ano basicamente. Eu atribuo em função da crise econômica e do desemprego”, disse o governador". Leia mais.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Serra e suas 'placas' sem obra


A placa acima é uma das tantas espalhadas na cidade de São Paulo pelo governo do PSDB de José Serra que não passam de enganação aos moradores da Capital. A "obra" que consta na referida placa, se tivesse acontecido, teria dado algum resultado na região que se encontra alagada há quase dois meses na Zona Leste.

Basta perguntar a alguém que mora na várzea do Rio Tietê se alguma obra foi feita na região dos jardins Pantanal/Romano para evitar o assoreamento do rio. Todo mundo sabe que do bairro da Penha até Itaquaquecetuba nada foi feito pelo PSDB. Ou as imagens que dominam os jornais, os portais e os telejornais todos os dias são "criação" da oposição?

Depois os paulistanos ouvem propagandas e mais propagans falando das realizações do governo tucano.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

CPI para averiguar causas das enchentes em SP


A Bancada do PT está protocolando dois pedidos de CPI (comissão parlamentar de inquérito) na Câmara Municipal de São Paulo sobre as causas das enchentes que vem castigando a cidade desde dezembro de 2009.

Uma comissão é para investigar o assoreamento do Rio Tietê, que vem provocando inundações e prejuízos à população de vários bairros do município de São Paulo localizados em suas margens. Diversos meios de comunicação noticiaram uma redução expressiva nos gastos com a limpeza da calha do Tietê e também do Rio Pinheiros. A gestão Serra investiu na execução do serviço R$ 48 milhões, em média, contra R$ 72,9 milhões empenhados no último ano do mandato anterior.

A segunda CPI é para averiguar a responsabilidade do poder público nos serviços de manutenção da cidade relativos à limpeza urbana de galerias e bueiros. Entre dezembro de 2009 e janeiro, pelo menos 180 ruas, avenidas, praças e viadutos tiveram ao menos um ponto de alagamento provocados pelo lixo acumulado que impede o escoamento da água da chuva. Os dados são do Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo e foram divulgados pela imprensa.

Além disso, o Sistema de Execução Orçamentária revela o baixo investimento da administração nas ações de prevenção às enchentes no município.

Os pedidos de CPIs são assinados, respectivamente, pelos vereadores José Ferreira (Zelão) e Antônio Donato. A partir da sua instalação, as comissões serão compostas de sete membros, cada uma, e terão 120 dias para investigar os fatos denunciados, podendo o prazo ser prorrogado.

Ver. João Antônio
Líder da Bancada do PT/SP

Problema das enchentes em debate no plenário


Ontem fiz um discurso na Câmara Municipal no qual analisei o complexo problemas das enchentes em São Paulo, ainda mais agravado neste ano por uma série de fatores - dentre os quais a falta de planejamento para a cidade. Reproduzo abaixo um trecho da minha fala da tribuna da Câmara sobre o tema, com base nas notas taquigráficas da Casa:

SR. VEREADOR JOÃO ANTONIO (PT) – Sr. Presidente, nobres Vereadores, telespectadores da TV Câmara São Paulo, é uma honra falar após o discurso do nobre Vereador Gilberto Natalini.

Seu discurso, em alguns aspectos, abordou questões relevantes no que diz respeito à causa das enchentes. Porém, em outros aspectos, politizando exageradamente um tema e tentando responsabilizar, ou melhor, ausentar-se ou livrar-se de um assunto caro politicamente para os que governam o estado de São Paulo há mais de 16 anos. Governaram o País por oito anos.

Portanto, são bastante responsáveis nesse processo. É óbvio que são vários os elementos que justificam as enchentes na cidade de São Paulo. É claro que houve uma ocupação desordenada na Cidade e por muito tempo o poder econômico ditou as regras do crescimento de São Paulo.

É claro, também, que para além do chamado centro expandido pouco se realizou em termos de infraestrutura urbana. Devemos reconhecer que o tipo de impermeabilização do solo na cidade de São Paulo foi executado de forma equivocada. Por exemplo, as avenidas de fundo de vale tornando impermeáveis as poucas áreas que poderiam estar até hoje permeáveis, é um erro urbanístico. Entendo também que não há vontade política por parte da administração em relação aos parques lineares – uma solução apresentada historicamente, para fazer acontecer na velocidade necessária.

Pelo contrário, o que vemos é que as poucas áreas impermeáveis que margeiam o Tietê estão tornando ainda mais impermeáveis com a obra chamada Nova Tietê. Há erros históricos na cidade de São Paulo, mas não há vontade política dos governantes atuais de iniciar o processo de reversão deste quadro.

Há erros também de estratégia de como o Governo encara o problema das enchentes. Vejam bem: na região onde eu e o Vereador Zelão moramos existe a obra, o aprofundamento da calha do Rio Tietê. O PSDB investiu mais de dois bilhões e meio naquela obra, prometendo acabar com o problema das enchentes na região da Marginal do Tietê. O que presenciamos é uma obra com pesado investimento financeiro, com denúncias de super faturamento e outras 'cositas mas', ou seja, não foi resolvido o problema de enchentes da região.

PT contra inoperância de Serra em São Paulo

DE QUE RIEM OS SENHORES?

Do site do PT Estadual de SP:

Omissão criminosa

PT recorre contra redução de recursos para enchentes no Estado

Serra, de forma deliberada, remaneja recursos de prevenção e combate a enchentes para propaganda de seu governo

"O líder da Bancada do PT na Assembleia entrou com representação na Procuradoria Geral de Justiça para que sejam apuradas suspeitas de ilegalidade, inconstitucionalidade e improbidade na gestão do governador José Serra, que reduziu recursos para a prevenção e o combate às enchentes. Depois de 40 dias de chuvas, São Paulo já contabiliza aproximadamente 70 mortos, em decorrência de desabamentos, desmoronamentos e afogamentos.

“Não se trata de obra ou castigo de Deus, de efeitos do aquecimento global ou de resultado de inversões climáticas. Trata-se de má gestão e de omissão criminosa praticadas pelo governador José Serra que, de forma deliberada, tem diminuído os recursos para a prevenção e o combate a enchentes; recursos tais que, remanejados, têm sido destinados à publicidade de seu governo visando à eleição de 2010 para a Presidência da República, na qual é potencial candidato”, denuncia o deputado Rui Falcão na representação encaminhada ao Procurador-Geral de Justiça, Fernando Grella Vieira, no último dia 26". Leia mais.

Metas: transporte também não saiu do lugar


Do Jornal da Tarde, hoje (3):

Transporte: metas só no papel

De compromisso assumido por Kassab, áreas como Rodoanel não receberam verbas

Felipe Grandin

"Das 26 metas na área de transporte previstas no Plano de Metas da Prefeitura para 2012, 15 ainda não saíram do papel. Segundo relatório disponível no site www.agenda2012.com.br, essas iniciativas estão em fase de projeto, edital ou em licitação. Ontem, o JT mostrou que a gestão do prefeito Gilberto Kassab (DEM) cumpriu seis das 223 metas previstas em 2009.

O balanço mostra que quatro metas na área de transporte estão totalmente paradas: investir R$ 300 milhões no Rodoanel, instalar 150 novas faixas de pedestres, pavimentar 200 quilômetros de vias públicas e substituir 46% dos abrigos de pontos de ônibus. A conclusão do Expresso Tiradentes (antigo Fura-Fila) é classificada como “em andamento”, mas o corredor, que ligará a Vila Prudente à Cidade Tiradentes, foi transformado em metrô leve". Leia mais.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Moradores atingidos por enchentes farão protesto

Moradores da várzea do rio Tietê atingidos pelas enchentes programaram para o dia 8 deste mês, a partir das 14h, protesto contra a inoperância dos governos Serra/Kassab. O protesto será em frente à sede da Prefeitura de São Paulo, no centro da cidade.

O ato cobrará do governo uma política habitacional efetiva para àreas que estão alagadas há cerca de dois meses e limpeza imediata do Tietê entre a barragem da Penha e a cidade de Itaquaquecetuba - que nunca foi alvo do programa de desassoreamento do leito do rio.

Os moradores também querem indenização pelas perdas e a abertura de negociações entre prefeitura e Estado e outros órgãos, tais como a Câmara Municipal, a Defensoria Pública e movimentos populares.

O protesto será organizado por diversas entidades que integram os Movimentos Organizados em Defesa dos Moradores Represados na Várzea do Tietê, dos Atingidos pelas Enchentes e Áreas de Risco e de Deslizamento na Cidade de São Paulo.

Atraso total no Programa de Metas


Do Jornal da Tarde, hoje (2):

Kassab cumpre 3% das metas no primeiro ano

O investimento de R$ 300 milhões nas obras do Rodoanel é uma das promessas não cumpridas até agora. O prefeito tem até 2012 para terminar 217 projetos. As obras foram afetadas pelo congelamento do orçamento no ano passado

FELIPE GRANDIN

"A gestão do prefeito Gilberto Kassab (DEM) cumpriu no ano passado 3% das metas previstas para serem atingidas até o fim do mandato, em 2012. Dos 223 objetivos estabelecidos, seis foram alcançados até dezembro, segundo balanço divulgado pela Prefeitura no site www.agenda2012.com.br.

De acordo com o relatório, outras 18 metas ainda não haviam começado a ser implementadas. Entre elas, o investimento de R$ 300 milhões no Rodoanel, a pavimentação de 200 quilômetros de ruas e avenidas e a qualificação de 50 mil trabalhadores pelo ensino à distância, entre outras.

As 199 metas restantes estão em andamento, segundo os dados disponíveis na internet. Dessas, várias estão na etapa de “levantamento de dados”, como a construção de 15 Centros de Atenção Social à População Idosa. Outras estavam em fase de “definição da região”, como a criação de nove centrais de triagem de material reciclável". Leia mais.

CARTILHA ILUSTRADA - A propósito do tema, meu mandato elaborou e distribuiu uma cartilha ilustrada abordando a LEI DO PROGRAMA DE METAS. Clique aqui e veja a cartilha online, no formato flipbook.

Retomada de atividades na Câmara de SP

Do Boletim PT Câmara SP, da Liderança do PT na Câmara Municipal:

Câmara retoma trabalhos e Bancada do PT faz primeira reunião

A Bancada de vereadores do PT na Câmara Municipal faz hoje à tarde a primeira reunião após a volta do recesso. O encontro será às 13 horas, no Anexo da Liderança.
O Legislativo retoma hoje as atividades e realiza, a partir de 15 horas, a primeira sessão ordinária de 2010. Não há sessão extra convocada para ser aberta na sequência.

Comportamento estranho da grande mídia

Do portal Carta Maior.

"A coalizão demotucana acusou o golpe do empate técnico entre Dilma e Serra na 1º sondagem CNT/Sensus de 2010; demorou horas para que o grão-tucanato reagisse na web; quando o fez, às 18:58, coube a Sérgio Guerra balbuciar o ato falho supremo: 'Serra está sólido', garantiu o líder tucano enquanto um temporal liquefazia a praça das Bandeiras, no centro de SP, onde Serra prefeito suspendeu a construção de um piscinão licitado por Marta.

No 'Estadão.com' a perplexidade veio embalada no clássico:' "isso não é uma tendência', enquanto no 'globo online' a pesquisa não ocuparia em nenhum momento o espaço nobre da manchete. À noite, o Jornal Nacional abandonou qualquer pejo e mandou às favas os limites da decência jornalística: simplesmente sonegou a informação política mais importante do dia aos seus telespectadores".

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Nova pesquisa aponta empate entre Serra e Dilma

Do blog do jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de S. Paulo:

CNT/Sensus dá empate técnico entre Serra e Dilma, mas só quando Ciro Gomes continua como candidato

· cenário é de 33,2% para tucano e 27,8% para petista

· se Ciro Gomes sai, Serra vai a 40,7% e Dilma fica com 28,5%

· margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais

"A mais recente pesquisa do instituto Sensus, bancada pela Confederação Nacional do Transporte, traz uma notícia muito boa e outra ruim para o PT. A boa é que a petista Dilma Rousseff está empatada tecnicamente com o tucano José Serra em primeiro lugar na disputa pelo Palácio do Planalto quando se considera a margem de erro da pesquisa. A notícia ruim é que esse cenário só existe quando Ciro Gomes (PSB) está no páreo.

Como Serra tem 33,2%, pode variar de 30,2% a 36,2% (a margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos). E Dilma, de acordo com a margem de erro da Sensus, pode variar de 24,8% a 30,8%. Ou seja, se Serra estiver próximo de seu limite mínimo e Dilma próxima de seu limite máximo, ambos estariam hoje juntos".
Leia mais.

Problemas e mais problemas para motoristas

Do Jornal da Tarde:

Motorista encontra um buraco a cada minuto

Em 114 km percorridos, a reportagem contou 288 deformações no asfalto das ruas da capital, resultado do recapeamento insuficiente e da chuva

"Na armadilha que se tornaram as ruas de São Paulo no início deste ano, os motoristas são surpreendidos por um buraco a cada minuto. Significa dizer que num trajeto de meia hora, há quem caia em 30 deles se não estiver atento. O sacolejo nas viagens de carro pela cidade aumentou mesmo, não é só impressão. O asfalto de São Paulo sucumbiu à chuva e à falta de recapeamento no ano passado". Leia mais.

Revista do Brasil critica gestões Serra/Kassab


A edição 43 da Revista do Brasil traz uma análise apurada sobre as gestões Serra/Kassab - no poder desde 2005 na Prefeitura de São Paulo. A reportagem questiona a estratégia demo-tucana de investir pesado em publicidade, enquanto os serviços básicos foram sendo deixados de lado.

Intitulada Tragédias do marketing, a matéria afirma: "Resultados de campanhas publicitárias que fizeram o eleitor acreditar no que não viu, as gestões de Kassab, principal obra de Serra em São Paulo, apostam na propaganda e desprezam o combate às desigualdades, único meio de melhorar a metrópole".

Leia aqui a reportagem completa.