sábado, 31 de dezembro de 2011

Um ano de 2012 repleto de desafios e realizações!

Tucanos trabalhando contra

Matéria do Estadão Online informa que o governo de São Paulo - ao contrário do que faz o governo federal - aumentará impostos para produtos eletroeletrônicos. Ou seja, é o país precisando crescer e se fortalecer, e o PSDB trabalhando contra no maior estado da federação. Veja um trecho da informação abaixo:

SP eleva imposto de produtos eletroeletrônicos

"O Estado de São Paulo vai na contramão do governo federal e elevará os impostos estaduais de eletrodomésticos e eletrônicos em 2012. O aumento de tributos será feito de forma indireta. O governo aprovou no último dia 27 uma nova tabela do IVA (Índice de Valor Agregado), que serve de base para o cálculo do ICMS no regime de substituição tributária. Para a maioria dos produtos, os novos valores entram em vigor amanhã". Leia mais.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Luiz Melodia dá um 'perdido musical' com classe

Os 20 anos da morte do cantor Antônio Marcos

Abril de 2012 marcará os 20 anos da morte do cantor Antônio Marcos, paulistano que fez história na época da Jovem Guarda e marcou a música romântica brasileira. No vídeo abaixo, exibido pela TV Globo dia 5 de abril de 1992, é narrada a trajetória do artista nascido e criado na Zona Leste da capital. Fãs e familiares preparam homenagens a ele para o ano que vem.

Aumento do valor do seguro desemprego

Do IG Economia

Seguro-desemprego terá reajuste de 14%


"O valor do seguro desemprego será reajustado em 14% a partir de 1º de janeiro. A resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) foi publicada na edição desta sexta-feira no Diário Oficial da União. O reajuste do seguro foi o mesmo anunciado para o salário mínimo, que também passará a valer no próximo ano". Leia mais.

Comando Militar

Do Jornal da Tarde

Prefeito Kassab substitui outros 3 subprefeitos


"O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, trocou o comando de três subprefeituras e aprofundou a nomeação de coronéis da Polícia Militar (PM) para postos-chave da administração municipal. A subprefeitura da Lapa, que era uma das últimas da cidade ainda comandadas por um civil – o economista Carlos Fernandes, presidente municipal do PPS – agora será chefiada pelo coronel da PM Ademir Aparecido Ramos. Com a mudança, apenas a subprefeitura do M’Boi Mirim, na zona sul, continua liderada por um civil. Todas as outras 30 subprefeituras da cidade estão sob o comando de oficiais da PM". Leia mais.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Som para preparar a virada do ano - Ivan Lins

Quase parando

Da Folha Online

Kassab conclui apenas 27% do Programa de Metas


"Das 223 metas prevista no Programa de Metas da Prefeitura de São Paulo, apenas 60 foram concluídas durante os três anos da gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD). Isso equivale a apenas 27% das metas concluídas". Leia mais.

Tucanos com medo da crise


Reproduzo frase minha publicada na coluna Painel - seção Tiroteio - da Folha de S. Paulo desta quinta-feira (29):

TIROTEIO

"No meio da crise, os tucanos encolhem as asas, cortam investimentos e freiam o ritmo da economia. Deviam ajudar o país a crescer, em vez de esconder o bico na hora do aperto."

DO DEPUTADO ESTADUAL JOÃO ANTONIO (PT), sobre a queda de 37% nos investimentos realizados pelo governo de Geraldo Alckmin em 2011, na comparação com o último ano da gestão do correligionário José Serra.

Dados manipulados?

O governo José Serra (PSDB) ficou conhecido pela manipulação dos dados relativos aos boletins de ocorrência emitidos nas delegacias de polícia. A intenção era 'maquiar' os números para mostrar uma queda de ocorrências falsa. Fato semelhante no governo Geraldo Alckmin foi levantado pela reportagem do jornal Agora SP. A resposta do tucano foi a de sempre: "Vamos corrigir".

A pergunta que fica é: até onde as estatísticas sobre violência apresentadas pelo governo do Estado são confiáveis? Este é um assunto para a Assembleia Legislativa tratar na volta do recesso parlamentar, pois se depender do "vamos corrigir", tudo passará em brancas nuvens. Veja abaixo trecho da reportagem do Agora sobre o caso:

Estado vai corrigir dados sobre mortes em assaltos

"O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou na manhã de ontem que os erros nas estatísticas criminais da Secretaria de Estado da Segurança Pública "serão corrigidos imediatamente".

À noite, a pasta disse em nota que os nove casos de latrocínio (mortes em assalto) não contabilizados, como revelou ontem o Agora, serão incluídos no próximo levantamento, que será divulgado em janeiro.

Com isso, o aumento desse tipo de crime neste ano, até novembro, foi de 19,48% em relação a 2010, e não os 15,58% anunciados segunda-feira pela secretaria". Leia mais.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Acústico da voz poderosa de Zé Ramalho

Mais dinheiro em circulação

Da Folha Online

Novo salário mínimo colocará mais R$ 47 bi em circulação, aponta Dieese


"O novo valor do salário mínimo --de R$ 622 que passa a vigorar em 1º de janeiro-- colocará mais de R$ 47 bilhões em circulação na economia, segundo nota divulgada nesta terça-feira (27) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos)". Leia mais.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Geraldo Azevedo: instrumental e voz

As ações do PSDB contra "A Privataria Tucana"


O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, afirmou que o partido se prepara para processar o jornalista Amaury Ribeiro Jr., autor do polêmico livro "A Privataria Tucana", além do editor Luiz Fernando Emediato, da Geração Editorial, responsável pela publicação.

Os dois também devem ser processados pela filha do ex-governador José Serra, Verônica Serra - apontada no livro como integrante de um esquema que usava empresas de fachada junto com o marido para lavar dinheiro de propina pago durante as privatizações do governo Fernando Henrique Cardoso.

Enquanto Sérgio Guerra defende o partido, seus integrantes e o processo de privatizações - que teve Serra entre seus coordenadores principais -, Verônica faz uma defesa pessoal. A empresária enviou nota à imprensa alegando inocência em todos os casos que Amaury Ribeiro aponta com documentos no livro. Ela diz ter documentos que rebateriam as acusações contidas em "A Privataria Tucana", embora não tenha publicado nenhum deles junto com a nota à imprensa.

"QUE VENHAM OS PROCESSOS" - Ao serem informados da disposição tucana e da filha de Serra de processá-los, o autor e o editor do livro foram categóricos: "Que venham os processos". No caso de Luiz Fernando Emediato, este deixou no ar um 'recado' ao PSDB sobre o processo que deve estar a caminho: “Eu trabalhei em várias campanhas do PSDB na década de 1990. Portanto, não me faltam documentos para eu me defender. Que venham os processos!

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Com medo da crise, PSDB pisa de novo no freio


A história se repete no Estado de São Paulo: o governo do PSDB anuncia aos jornais que "estuda congelamento de gastos em 2012", pois estaria "preocupado com a crise".

Este é o mesmo roteiro de 2008, quando estourou a crise mundial e o então governador José Serra fez encenação na mesma linha, embora todo mundo tenha visto que apenas adiou gastos para o ano eleitoral de 2010.

Na época, o presidente Lula, acertadamente, pedia aos brasileiros que não deixassem de consumir, pois isso colocava a economia brasileira para girar, produzir mais, gerar mais empregos e garantir sua manutenção.

Pelo andar da carruagem, sabemos no que dará a tal "avaliação" que o governador Geraldo Alckmin irá fazer: pisar no freio, diminuir os investimentos e cortar gastos na área social. É o velho enredo tucano do Estado mínimo, que reafirma uma das diferenças entre o que o PT faz no governo e o que o PSDB faz há anos no Estado mais rico da federação. Enfrentar a crise poderia ajudar o país a se fortalecer ainda mais.

Abaixo, um trecho da matéria do Estadão Online de hoje que fala do tal "contingenciamento" proposto por Alckmin como "presente de Ano Novo" ao país e aos paulistas:

DO ESTADÃO ONLINE

Preocupado com a crise, Alckmin estuda congelamento de gastos em 2012


"O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, deve se reunir na terça-feira, 27, com o núcleo econômico do Palácio dos Bandeirantes para avaliar as perspectivas de gastos, economias e investimentos para 2012. Na pauta, entre outros temas, será abordada a perspectiva de um contingenciamento de recursos do Orçamento do Estado para o ano que vem, que é de R$ 156,6 bilhões. O governador ainda não definiu o valor do congelamento, mas a expectativa de integrantes do Palácio dos Bandeirantes é de que ele seja similar ao do ano passado, de R$ 1,5 bilhão. "Os investimentos para 2012 devem ser menos afetados do que foram em 2011", antecipou um dos membros do governo estadual. No início de 2011, do total de recursos congelados, R$ 1,259 bilhão eram voltados a investimentos". Leia mais.

Brasil, a sexta economia do mundo

Brasil supera Reino Unido e se torna 6ª maior economia, diz entidade

Da BBC/UOL Notícias

"O Brasil deve superar o Reino Unido e se tornar a sexta maior economia do mundo ao fim de 2011, segundo projeções do Centro de Pesquisa Econômica e de Negócios (CEBR, na sigla em inglês) publicadas na imprensa britânica nesta segunda-feira". Leia mais.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Mensagem de Natal e Ano Novo

Avaliação positiva de Dilma no Grande ABC

Da Agência Estado/Estadão Online

Dilma tem melhor avaliação que Alckmin no Grande ABC


"O governo da presidente Dilma Rousseff (PT) conta com um grau maior de aprovação no Grande ABC, berço político do PT, do que a administração do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). A conclusão é de levantamento realizado com 3.456 pessoas, dos municípios de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema e Mauá, pelo Instituto Unidade de Pesquisa (UP). A gestão do tucano à frente do Palácio dos Bandeirantes foi bem avaliada na região, mas a administração da petista no comando do Palácio do Planalto levou vantagem. A sondagem aponta que a administração da presidente é avaliada como “ótima” ou “boa” por 56,5%, como “regular” por 27,7%, e como “ruim” ou “péssima” por 13,4%, sendo que 2,4% não souberam responder. A gestão do governador de São Paulo, por sua vez, é considerada “ótima” ou “boa” por 49%, “regular” por 36% e “ruim” ou “péssima” por 11,7%, sendo que 3,3% não souberam responder". Leia mais.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Governo Dilma aumenta salário mínimo


Da Folha Online/UOL

Salário mínimo será de R$ 622 em janeiro


"A presidente Dilma Rousseff assinou nesta sexta-feira (23) o decreto que prevê salário mínimo de R$ 622 a partir de janeiro de 2012. A decisão deve ser publicada no "Diário Oficial da União" no início da próxima semana". Leia mais.

Mais recursos para empréstimos

Da Folha de S. Paulo

Medida do BC pode liberar até R$ 29 bi a empréstimos


"Para tentar estimular o crédito em 2012, o governo decidiu induzir bancos de grande porte a repassar a instituições menores recursos hoje não utilizados, depositados no Banco Central. A medida pode direcionar até R$ 29 bilhões para operações de empréstimo e financiamento

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Memória: Dilma, o senador do DEM e a ditadura

O vídeo abaixo, de 2008, reproduz a lição da então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao senador José Agripino (DEM-RN), durante depoimento desta no Senado. Na ocasião, Agripino tentou um truque verbal ao interpelar a futura candidata de Lula sobre "verdades e mentiras" durante o período da ditadura militar.

A propósito do assunto, a foto que ilustra a fala dela neste vídeo fala por si ao reproduzir a expressão dos "juízes" envergonhados da ditadura, em cujo seio se formaram figuras como o senador potiguar e outros subprodutos daquele período da nossa história.

Agripino engoliu a seco as palavras de Dilma, quando deveria se envergonhar de trazer à baila dores de um tempo difícil da vida política brasileira. Seu intuito, naquela ocasião, era ganhar os holofotes da mídia. Ele poderia ter evitado acrescentar à sua biografia mesquinha este episódio vergonhoso do Senado, mas certamente achava necessário prestar uma "homenagem" àqueles que o iniciaram na carreira política pós-64.

Ouça as palavras dela, leia a foto.

Mais baixo índice de desemprego da história


Do portal IG

Taxa de desemprego no País é a menor da história, diz IBGE


"A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 5,2% em novembro, recuando em relação ao mês anterior quando a taxa havia sido de 5,8%, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse resultado é o menor para o indicador de desocupação desde o início da série histórica, em março de 2002. A menor taxa até então havia sido verificada em dezembro de 2010 quando o indicador ficou em 5,3%". Leia mais.

Dilma mantém otimismo também para 2012


Do jornal Correio Braziliense

Dilma está otimista


"A presidente Dilma Rousseff criticou ontem a falta de políticas definitivas e de liderança dos países ricos no combate à crise econômica internacional. Durante a cerimônia de anúncio de obras de saneamento do Programa de Aceleração do Crescimento 2, ela disse serem visíveis os impasses na solução dos graves problemas que já afetam o Brasil e todo o mundo. Segundo a presidente, apesar da forte desaceleração da atividade no país, ela ainda acredita que o Brasil tem todas as condições para ir "contra a corrente e, em vez de ter um 2012 ruim", como se prevê para vários países, "registrar um ano melhor que 2011". Ela acredita que a economia pode avançar até 5% em 2012 contra os menos de 3% deste ano". Leia mais.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

A entrevista de Fernando Haddad na TV Estadão

Um desafio social de grande envergadura


Do UOL Notícias

Mais de 11 milhões vivem em favelas no Brasil, diz IBGE; maioria está na região Sudeste


"Um total de 11.425.644 de pessoas --o equivalente a 6% da população do país-- ou pouco mais de uma população inteira de Portugal ou mais de três vezes a do Uruguai. Esse é o total de quem vive, atualmente, no Brasil em aglomerados subnormais, nome técnico dado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para designar locais como favelas, invasões e comunidades com, no mínimo, 51 domicílios". Leia mais.

Um pouco de Noite Ilustrada


Nascido no interior de Minas, foi violonista da revista musical "Noite Ilustrada", que lhe rendeu o nome artístico. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ingressou na escola de samba Portela, atuando com sambista da escola.

Nos anos 50 radicou-se em São Paulo, onde trabalhou em casas noturnas. Seu primeiro sucesso foi o samba "Volta por Cima", de Paulo Vanzolini, gravado em 1963 no disco "Noite Ilustrada".

1962 - Noite Ilustrada - Volta Por Cima



Gravou grandes nomes do samba, como Cartola e Nelson Cavaquinho e, em mais de 40 anos de carreira, consagrou-se como um dos grandes cantores do ramo. Entre seus sucessos destacam-se "Cara de Boboca" (Jaime Silva/ Edmundo Andrade), "Barracão" (Luís Antônio/ Oldemar Magalhães) e "O Neguinho e a Senhorita" (Noel Rosa de Oliveira/ Abelardo Silva), "Toalha de Mesa" (Dora Lopes/ Carminha Mascarenhas/ Chumbo).

NOITE ILUSTRADA - LARANJA MADURA

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

PT bem posicionado na Baixada Santista


Pesquisas de intenção de voto feitas pelo Instituto de Pesquisas A Tribuna (IPAT), do jornal A Tribuna, de Santos, nas cidades de Cubatão, Santos e Praia Grande mostram três nomes do PT bem posicionados para a disputa eleitoral de 2012 na Baixada Santista.

CUBATÃO - De acordo com a sondagem feita pelo IPAT, a prefeita Márcia Rosa (Cubatão), aparece com 22,7% da preferência do eleitorado local na pesquisa espontânea - quando o entrevistado diz sua intenção sem ser apresentado a uma lista de prováveis candidatos. No mesmo levantamento, o segundo colocado na disputa com a prefeita petista, Nei Serra, obteve 2,9% das intenções.

Ainda em Cubatão, na situação em que os nomes dos prováveis candidatos são mostrados aos entrevistados (pesquisa estimulada), Márcia Rosa chega a 54,4%, enquanto Nei Serra sobe para 14,0%.

SANTOS - Já na disputa de Santos, a deputada estadual e ex-prefeita Telma de Souza (PT) e o secretário tucano Paulo Alexandre Barbosa aparecem em empate técnico, segundo o IPAT. No caso da pesquisa não-estimulada, Paulo Alexandre tem 6,0%, e Telma de Souza alcança 3,5%. Na pesquisa com os nomes dos prováveis candidatos (estimulada), Paulo Alexandre tem 25,7% e Telma 22,2% - caracterizando empate técnico, conforme a margem de erro da pesquisa.

PRAIA GRANDE - Em Praia Grande, enquanto os tucanos alimentam o suspense sobre quem disputará a prefeitura em 2012, a pesquisa aponta um excelente desempenho do pré-candidato do PT, Alexandre Cunha. No caso dos tucanos, se o candidato for o deputado federal Alberto Mourão, a pesquisa não-estimulada aponta que este teria 10,4% da preferência. Caso seja o prefeito atual, Roberto Francisco (PSDB), o levantamento mostra seu nome com 4,1% da intenção dos entrevistados. Este é o mesmo índice alcançado por Alexandre Cunha.

Se considerarmos a pesquisa estimulada - com os nomes dos prováveis candidatos, Alberto Mourão chega a 31,2% e Alexandre Cunha sobe para 15,2% - superando o atual prefeito em quase 7 pontos percentuais (Roberto Francisco teria 8,0%).

Os dados, publicados ontem pelo jornal A Tribuna, mostram que a situação pode favorecer estes pré-candidatos do PT na Baixada Santista. Para conferir os números, acessar o site do IPAT.

Banda Larga para todos os municípios

Do Blog do Planalto

Governo está trabalhando para levar internet banda larga a todos os municípios, diz presidenta


"O governo federal está trabalhando a todo vapor para levar internet em banda larga a todos os municípios até 2014, informou a presidenta Dilma Rousseff na coluna Conversa com a Presidenta, publicada hoje (20). Segundo ela, a meta é elevar para 60% o total de casas com acesso rápido à rede mundial de computadores. Hoje, apenas 27% dos domicílios têm internet". Leia mais.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Convênios: OAB perde ação contra Defensoria

Da Assessoria de Imprensa da Defensoria Pública de SP

Justiça Federal não acata argumentos da OAB-SP pela exclusividade do convênio de assistência judiciária com Defensoria Pública e julga improcedente mandado de segurança


"A Justiça Federal divulgou nesta segunda-feira (19/12) decisão nos autos de mandado de segurança impetrado pela OAB-SP contra a Defensoria Pública, em julho de 2008. A ação foi julgada improcedente.

A sentença do Juiz Federal Wilson Zauhy Filho, da 13ª Vara Cível, não acatou os argumentos da OAB de que a entidade teria direito à celebração obrigatória e exclusiva de um convênio de assistência judiciária com a Defensoria Pública.

Para ele, “é imperioso ressaltar, em premissa, verdadeira contradição na tese esposada pela Impetrante (OAB-SP) ao pretender dar à figura jurídica do convênio o cunho de obrigatoriedade, quando ele (convênio), por si, é a própria negação da idéia de imposição”. A decisão cita ainda que “ato corporativo não pode ser imposto, de modo cogente, à Administração Pública”.

Valdicir vence prévias do PT em Suzano


A disputa das prévias para a indicação do pré-candidato do PT à Prefeitura de Suzano em 2012 foi vencida por Valdicir Stuani (foto). Candidato apoiado por um amplo grupo de forças políticas, Stuani obteve 1.790 votos, vencendo Célia Bortoletto pela diferença de 615 votos.

A unidade é o caminho natural do PT para que o projeto político de transformação e de mudança na cidade de Suzano - tocado nos últimos sete anos pelo prefeito Marcelo Cândido - seja continuado e amplie ainda mais as conquistas populares.

25 mil vagas de emprego em concursos públicos


Do UOL Notícias

Principais concursos públicos somam 25.821 vagas com remuneração de até R$ 9.070


"Nesta segunda (19), os principais concursos públicos com inscrições abertas oferecem 25.821 vagas em 15 seleções. As oportunidades estão distribuídas em diversos cargos destinados a candidatos de todos os níveis escolares. As remunerações iniciais podem chegar a R$ 9.070, dependendo da função desejada". Leia mais.

Carybé: um naturalizado pintando o Brasil


Hector Julio Paride Carybe, conhecido popularmente e artisticamente como Carybé, foi um importante artista plástico (pintor, gravador, escultor, ceramista, ilustrador e desenhista) argentino, naturalizado brasileiro. Nasceu na cidade argentina de Lanús em 7 de fevereiro de 1911, e faleceu em Salvador (Bahia) em 2 de outubro de 1997.

Apaixonado pela Bahia, Carybé tornou-se conhecido com suas obras que valorizavam a cultura baiana, os rituais afro-brasileiros, a capoeira, as belezas naturais e arquitetônicas da Bahia.


Carybé fez ilustrações para livros de escritores famosos. Ilustrou a capa de livros do escritor baiano Jorge Amado e também do livro Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez. A ilustração do livro Macunaíma, de Mario de Andrade, também foi feita por Carybé.

Em 1947, Carybé trabalhou no jornal Diário Carioca, do Rio de Janeiro. Entre 1949 e 1950, trabalho no jornal Tribuna da Imprensa.

Uma de suas obras mais conhecidas é o conjunto de painéis “Os povos afros”, os “Ibéricos” e “Libertadores” de 1988. Estas obras fazem parte da decoração do mural do Memorial da América Latina, situado no bairro da Barra Funda (cidade de São Paulo). Fez também murais para o Aeroporto Internacional de Miami.

Carybé também atuou na área pública, assumindo o cargo de secretário da educação do estado da Bahia. Veja mais

domingo, 18 de dezembro de 2011

Valdicir vence prévias do PT em Suzano


A disputa das prévias para a indicação do pré-candidato do PT à Prefeitura de Suzano em 2012 foi vencida por Valdicir Stuani (foto). Candidato apoiado por um amplo grupo de forças políticas, Stuani obteve 1.790 votos, vencendo Célia Bortoletto pela diferença de 615 votos.

A unidade é o caminho natural do PT para que o projeto político de transformação e de mudança na cidade de Suzano - tocado nos últimos sete anos pelo prefeito Marcelo Cândido - seja continuado e amplie ainda mais as conquistas populares.

O enfrentamento da crise econômica internacional

Reproduzo abaixo um trecho de reportagem do Estadão Online com a avaliação da presidenta Dilma Rousseff sobre o modo como o Brasil enfrenta a crise econômica internacional, em particular na questão do crédito:

Crédito

"Dilma disse, em café da manhã com jornalistas, que o Brasil está em uma situação melhor para enfrentar a crise no atual momento "porque temos recursos próprios. Temos mais do antes". A presidente informou que o Brasil aprendeu muito com a crise de 2009 e comentou críticas que o governo vem recebendo de que poderia enfrentar problemas no crédito. "Dizem que vamos ter problemas de crédito", disse a presidente, explicando, no entanto, que o Brasil tem usado crédito para enfrentar a crise.

"Passamos de R$ 400 bilhões para quase R$ 2 trilhões. Na verdade, foram quase R$ 1,94 trilhão e nós não recorremos ao orçamento", disse a presidente, lembrando que o governo tem instrumentos com o alto volume de depósitos compulsórios. "Temos margem de manobra na política monetária", reagiu a presidente. "Temos capacidade de investimento, tanto do ponto de vista do governo, quanto da iniciativa privada", declarou."

Entrega do Prêmio Santo Dias - Direitos Humanos

Santo Dias da Silva (Terra Roxa, 22 de fevereiro de 1942 — 30 de outubro de 1979) foi um operário brasileiro.

Seus pais, Jesus Dias da Silva e Laura Amâncio Vieira, tinham mais sete filhos, além de Santo, o primeiro braço no potencial de trabalho da família. Durante 40 anos sua família trabalhou como meeiros de diversas fazendas na mesma região.

Católico, desde a adolescência participava das atividades religiosas em sua terra natal, entre elas a Legião de Maria. A movimentação social da década de 1960 influenciou sua atitude e de muitos outros trabalhadores rurais. Entre 60 e 61, junto com outros empregados da Fazenda Guanabara, participou de um movimento por melhores condições de trabalho e salário. Por isso, sua família foi expulsa da colônia em que morava, e teve de morar na cidade, numa casa alugada.

O pais e os irmãos continuaram a trabalhar na roça, como bóia-frias. Santo resolveu procurar outras oportunidades e foi morar em Santo Amaro, na região Sul da Capital de São Paulo, área de grande concentração de indústrias. Ali, conseguiu trabalho como ajudante geral na Metal Leve, empresa de componentes metalúrgicos.

O movimento operário e a Igreja Católica

No início da década de 1960, o movimento operário lutava por aumentos salariais e pelo 13o salário. Ainda sem muita clareza política, Santo participou dessas reivindicações. Em 1965, conhecedor da intervenção no sindicato de sua categoria, iniciou sua atuação no grupo que formava a Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo.

Em 1967, para concorrer nas eleições para a direção sindical, a OSM lançou a Chapa Verde, encabeçada pelo militante cristão Waldemar Rossi, onde também participava da Frente Nacional dos Trabalhadores, organização parasindical laica ligada à Igreja Católica que precedeu a Pastoral Operária.

sábado, 17 de dezembro de 2011

SP: administração castiga moradores da periferia

Do UOL Notícias

Orçamento da cidade de São Paulo cresce, mas subprefeituras da periferia sofrem cortes de até 45%


"A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta sexta-feira (15) um aumento de R$ 3,1 bilhões no orçamento da cidade, que chegará a R$ 38 milhões em 2012. Apesar do crescimento, subprefeituras de bairros da periferia da capital sofreram cortes de verbas de até 45% para o ano que vem.

O orçamento geral das subprefeituras foi reduzido de R$ 1,16 bilhão para R$ 1,12 bilhão, variação de 3%. A proposta do prefeito Gilberto Kassab (PSD) diminuía ainda mais orçamento, para R$ 1 bilhão, mas os vereadores reduziram o tamanho do corte após duas votações.

Ainda assim, subprefeitos de áreas periféricas terão menos recursos em 2012. A campeã em cortes foi a Subprefeitura de M’Boi Mirim, que reúne alguns dos bairros mais carentes da capital, como Jardim Ângela e Capão Redondo, e teve o orçamento reduzido de R$ 66,3 milhões para R$ 36,3 milhões (-45%). Em seguida, aparece a Subprefeitura de Capela do Socorro, que perdeu 29% da sua verba –R$ 53 milhões para R$ 37,9 milhões". Leia mais.

Aprovação do governo Dilma só cresce


Do UOL Notícias

Aprovação do governo Dilma cresce para 56%, diz pesquisa CNI/Ibope


"Apesar de as denúncias e demissões de ministros terem dominado o noticiário nos últimos meses, a aprovação do governo Dilma Rousseff avançou para 56% da população brasileira, segundo pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na sondagem anterior, realizada em setembro, o número era de 51% ao todo". Leia mais.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Do fundo do baú

Antonio marcos- Quem dá mais

Pegou mal

Do Estadão Online/JT

Kassab suspende aluguel de tablet

FELIPE FRAZÃO, DIEGO ZANCHETTA e RODRIGO BURGARELLI


"O prefeito Gilberto Kassab (PSD) mandou suspender o aluguel de 10.041 tablets para profissionais da administração pública. O JT revelou, na edição de ontem, que o aluguel dos aparelhos por três anos custaria R$ 138,9 milhões, cinco vezes mais do que o valor de compra do tablet mais caro disponível no mercado. Além disso, o dono da empresa contratada foi condenado por fraudes em contratos de inspeção veicular e está foragido da Justiça". Leia mais.

Rir para não chorar...

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

"Privataria" entra na pauta de mais uma tevê

Depois da Rede Record, agora é a vez da Rede Bandeirantes de Televisão entrar na discussão sobre as denúncias contidas no livro "A Privataria Tucana", do jornalista Amaury Ribeiro Júnior. A mídia impressa se esforça enquanto pode para diminuir o estragos que a obra causa à imagem do ex-governador tucano José Serra, mas não acompanha a velocidade do tema nas redes sociais. Agora as emissoras de tevê também abordam o assunto.

80 MIL EXEMPLARES - A propósito da obra, a editora responsável por sua publicação anunciou que colocará na praça 80 mil exemplares a partir desta sexta-feira (16). A intenção é dar conta da procura crescente pelo livro - esgotado em sua primeira edição e primeira reimpressão.

REPORTAGEM DA BAND - Clique abaixo e assista a uma reportagem da Band sobre o pedido de CPI gerado pelo livro que deixou os tucanos atordoados nos últimos dias.

SP vai pagar 5 vezes mais por tablet

Do Jornal da Tarde
DIEGO ZANCHETTA
RODRIGO BURGARELLI

A Prefeitura de São Paulo vai pagar um valor mais de cinco vezes maior pelo aluguel de 10.421 tablets para fiscais e profissionais de várias áreas do governo. Serão gastos R$ 138,9 milhões para alugar os equipamentos por três anos. Se o mesmo valor fosse usado para comprar os tablets mais caros do mercado, seria possível adquirir mais de 53 mil unidades.

Mesmo assim, a Prefeitura assinou contrato com a empresa e vai pagar quase R$ 14 mil por três anos de aluguel de cada tablet. O preço do modelo mais caro comercializado no Brasil, um iPad 2 com 64 gigabytes de memória e conexão 3G, é de R$ 2,6 mil, segundo o site da fabricante Apple – mais de cinco vezes menor do que será pago pela Prefeitura no aluguel.

Os aparelhos serão utilizados, por exemplo, pelos agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e por fiscais da Vigilância Sanitária, que agora poderão emitir recibo de auto de infração pelo aparelho. Leia mais.

Cidade de SP debaixo d'água mais uma vez

Da Folha Online

Chuva deixa São Paulo com 11 pontos de alagamento, 27 semáforos danificados e, ao menos cinco árvores caídas


"A forte chuva que atingiu São Paulo durante a madrugada complica a vida dos moradores da cidade na manhã desta quinta-feira (15). Às 7h45, a capital paulista ainda tinha 11 pontos de alagamento, sendo três intransitáveis, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência), da Prefeitura". Leia mais.

Relembrando o episódio da "Bolinha de Papel"

De modo 'envergonhado', livro chega aos jornais


O jornal Folha de S. Paulo desta quinta-feira (15) trouxe matéria sobre o livro "A Privataria Tucana", sucesso editorial do jornalista Amaury Ribeiro Jr. que acusa figuras importantes do PSDB, particularmente o grupo do ex-governador José Serra, de montagem de um esquema que lavou dinheiro que teria sido obtido de forma ilícita durante as privatizações do governo Fernando Henrique.

O tom da abordagem da Folha não esconde certa 'vergonha', pois o assunto só veio à tona nos principais jornais de São Paulo depois de intensa cobrança de internautas nas redes sociais - que desde o final de semana passada questionavam publicações como Folha e O Estado de S. Paulo para que noticiassem o lançamento da obra. O detalhe é que as vendas do livro dispararam desde sábado, quando a primeira edição esgotou-se em menos de 24 horas, e já vendeu mais de 30 mil exemplares. No caso do "Estadão", até agora os leitores só sabem da reação do ex-governador José Serra ao livro, enquanto o destaque vai para acusações contra o autor da obra.

O crescimento das cobranças da sociedade para que haja cobertura equilibrada da mídia aos fatos políticos demonstra que não existe mais o monopólio da informação pelos meios de comunicação tradicionais, principalmente por conta da velocidade com que o debate ocorre nas redes sociais e outros espaços da internet. Veja abaixo um trecho da matéria da Folha Online:

DA FOLHA ONLINE

Em livro, jornalista acusa tucanos de receber propina

"Um livro que chegou à praça no fim de semana acusa o ex-governador José Serra de receber propinas de empresários que participaram das privatizações conduzidas pelo governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002)". Leia mais.

Alckmin sonha com o impossível

Do Estadão Online

Prévias esquentam e governador pede unidade no PSDB


"A menos de três meses das prévias que o PSDB diz que fará para escolher quem vai disputar a Prefeitura de São Paulo em 2012, as campanhas dos pré-candidatos e de seus cabos eleitorais já preocupam a cúpula do partido. Em reunião com integrantes da direção estadual da legenda na segunda-feira, o governador Geraldo Alckmin pediu unidade". Leia mais.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

As dores de cabeça de José Serra só aumentam...


Matéria da Rede Brasil Atual

CPI da Privataria ganha adesão até de tucanos na Câmara


São Paulo – "O deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) declara-se otimista em relação à instalação da Comissão Parlamentar de Inquéiro (CPI) da Privataria. O requerimento formulado por ele pede investigação em profundidade das denúncias de irregularidades no processo de privatização de estatais na década de 1990 e de lavagem de dinheiro envolvendo figuras ligadas ao PSDB.

Entre os alvos da CPI estão expoentes do governo Fernando Henrique Cardoso, como o ex-governador de São Paulo José Serra, e o ex-tesoureiro de campanhas tucanas e ex-diretor da área internacional do Banco do Brasil Ricardo Sérgio de Oliveira. As acusações foram feitas pelo jornalista Amaury Ribeiro Júnior em seu livro "A Privataria tucana", lançado na semana passada.

Segundo Protógenes, a receptividade a seu requerimento é "surpreendente" até o momento "Curiosamente está havendo uma grande adesão dentro do Congresso, inclusive de parlamentares da oposição (ao governo Dilma Rousseff). Já temos assinaturas até de deputados do próprio PSDB", garantiu à Rede Brasil Atual. Ele preferiu não revelar os nomes dos tucanos que aderiram". Leia mais.

Cidade de SP ficou pior, aponta pesquisa Datafolha

Da Folha Online

Para paulistano, cidade piorou nos últimos quatro anos


"A avaliação do paulistano em relação ao seu próprio bairro piorou nos últimos quatro anos, segundo pesquisa Datafolha. Dos 27 itens avaliados na pesquisa, 22 pioraram. Nos demais, a avaliação também caiu, mas em índices estatisticamente irrelevantes. Ou seja, não piorou nem melhorou, ficou na mesma". Leia mais.

Jean William: a caminho da consagração

Do jornal Folha de São Paulo
Tenor Jean William faz audição para o Metropolitan Opera, de NY

MARCUS PRETO
DE SÃO PAULO


Entre as 9h e as 15h de ontem, horário de Nova York, o gogó de ouro do jovem tenor Jean William, 25, atravessou toda a série de exercícios de aquecimento por que passam as vozes dos cantores líricos às vésperas de uma estreia.

Revelado há cerca de dois anos no ambiente erudito nacional, o cidadão mais famoso de Barrinha (interior de SP) se preparava para audição no programa de jovens cantores do Metropolitan Opera.

Segundo o maestro João Carlos Martins, padrinho artístico de Jean, essa é uma oportunidade almejada por centenas de jovens cantores no mundo inteiro.

"O Metropolitan não chama ninguém a troco de banana", diz. "Jean vai ser muito bem avaliado e será chamado entre maio e abril do ano que vem [para integrar o programa]. Esse moço vai dar muito orgulho para o Brasil." Leia mais

Jean William tenor

Continua a polêmica da taxa da fumaça


Do Jornal da Tarde - MARCELO GODOY

O Tribunal de Justiça (TJ) manteve a obrigação de a Prefeitura de São Paulo fazer em 90 dias uma nova licitação para a inspeção veicular ambiental na cidade. A decisão que manda romper o contrato atual com a Controlar – empresa responsável pelo serviço – e assinar um novo é a mesma que bloqueou os bens do prefeito Gilberto Kassab (PSD).

A Prefeitura havia tentado derrubar a liminar da 11.ª Vara da Fazenda Pública fazendo um requerimento diretamente ao desembargador José Roberto Bedran, presidente do TJ – foi dele essa nova decisão no caso.

O recurso tentado por Kassab foi o mesmo que garantiu várias vitórias judiciais a seu governo, cassando liminares concedidas contra a Prefeitura em primeira instância. Desta vez, porém, a estratégia falhou. Leia mais

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Projeto que mutila Defensoria retirado da pauta


Falei do plenário da Assembleia Legislativa sobre o acordo firmado entre as lideranças partidárias na tarde de hoje (13) que retirou da pauta de votações o Projeto de Lei 65/2011, de iniciativa do deputado Campos Machado (PTB). A proposta propõe retirar da Defensoria Pública a administração do Fundo de Assistência Judiciária e a competência legal atribuída a esta para gerir os convênios que o Estado celebra com a Ordem dos Advogados do Brasil – seção São Paulo, passando tal atribuição para a Secretaria de Justiça do Estado.

Ato em apoio ao trabalho da Defensoria Pública


Cerca de 200 pessoas participaram na tarde desta terça-feira (13) de ato em apoio ao trabalho da Defensoria Pública do Estado de São Paulo no plenário Franco Montoro, na Assembleia Legislativa. Representantes de entidades de direitos humanos, moradia, comunidades carentes e diversos grupos fizeram questão de prestar solidariedade ao trabalho dos defensores públicos. O ato acontece no momento em que projeto de lei em tramitação na ALESP propõe tirar deste órgão de Estado algumas das suas principais atribuições.


Falei na condição de parlamentar que luta pela ampliação do trabalho da Defensoria como órgão de Estado vital para a defesa dos interesses dos mais necessitados. Destaquei o papel dos defensores na luta da sociedade por um acesso ao sistema judiciário de maneira isonômica. Por último, frisei que cabe ao governo do Estado abrir concurso público para aumentar o número de defensores públicos em todas as regiões do nosso Estado.

'Privataria' do Serra: começa a repercussão na TV

Anonimato

Da Folha Online

Pré-candidatos em SP são desconhecidos para eleitores


"Os partidos que ocuparam a Prefeitura de São Paulo nos últimos anos vão disputar as eleições municipais de 2012 com nomes que hoje são desconhecidos para boa parte do eleitorado da capital. Pesquisa Datafolha divulgada no domingo mostra que PT, PSDB e PSD terão que se esforçar para tirar seus concorrentes do anonimato". Leia mais.

CNBB é contra a mutilação da Defensoria Pública



NOTA PÚBLICA – CNBB PELA REJEIÇÃO DO PLC 65/2011
São Paulo, 07 de dezembro de 2011

A Arquidiocese de São Paulo vem, pela presente nota pública, manifestar sua contrariedade ao PLC 65/2011, que, se aprovado, transferirá a gestão do Fundo de Assistência Judiciária (FAJ) da Defensoria Pública para a Secretaria de Justiça e Cidadania do Governo de São Paulo.

Como se sabe, a Constituição da República garante autonomia à Defensoria Pública, o que implica em garantir que todos os instrumentos de controle da sua gestão não estejam sujeitos a qualquer tipo de constrangimento ou ingerência.

O controle do Fundo de Assistência Judiciária pela Defensoria Pública tem sido fundamental instrumento para garantir a transparência e a fiscalização do convênio com a Ordem dos Advogados para a nomeação de advogados dativos naquelas cidades em que a Defensoria Pública ainda não foi devidamente instalada e estruturada.

Tal controle fortalece a autonomia da Defensoria Pública ao mesmo tempo em que lhe possibilita o efetivo acompanhamento do trabalho dos advogados dativos em benefício dos destinatários da assistência jurídica gratuita.

Entendemos que apenas com o fortalecimento da Defensoria Pública é possível consolidar um sistema de assistência jurídica gratuita que atenda aos interesses daquelas pessoas que mais têm os seus direitos básicos desrespeitados.

Por essas razões, conclamamos a todos os deputados estaduais de São Paulo a rejeitarem o PLC 65/2011, cujo teor atinge frontalmente a autonomia da Defensoria Pública de São Paulo e, por via oblíqua, o direito fundamental de acesso à justiça de seus usuários.

Dom Milton Kenan Junior
Bispo Auxiliar de São Paulo Vig. Ep. da Região Brasilândia

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Sobre a Defensoria Pública e o PL 65/2011


Publico abaixo um trecho de artigo de minha autoria no qual analiso a importância da Defensoria Pública do Estado de São Paulo como órgão de Estado vital para o cumprimento de preceitos constitucionais que garantem a prestação de serviços judiciários gratuitos aos mais necessitados.

No texto, abordo a polêmica criada pelo Projeto de Lei 65/2011, que tramita na Assembleia Legislativa, cuja intenção é retirar da Defensoria Pública a administração do Fundo de Assistência Judiciária e a competência legal atribuída a esta para gerir os convênios que o Estado celebra com a Ordem dos Advogados do Brasil – seção São Paulo, passando tal atribuição para a Secretaria de Justiça do Estado.

DEFESA DOS NECESSITADOS: UMA QUESTÃO DE ESTADO

Por João Antonio


Tramita na Assembleia Legislativa de São Paulo o projeto de lei 65/2011, de iniciativa do deputado Campos Machado (PTB), cujo teor gerou uma forte polêmica quanto ao seu mérito e sua constitucionalidade.

As alterações contidas na proposta do parlamentar abrangem os artigos 164, 235 e 236 e revogam o inciso II do artigo 8º e o inciso V do artigo 19 da Lei Complementar 988/2006, que organizou a Defensoria Pública do Estado de São Paulo e instituiu o regime jurídico da carreira de Defensor Público no Estado.

O objetivo central da propositura em debate é retirar da Defensoria Pública a administração do Fundo de Assistência Judiciária e a competência legal atribuída a esta para gerir os convênios que o Estado celebra com a Ordem dos Advogados do Brasil – seção São Paulo, passando tal atribuição para a Secretaria de Justiça do Estado.

Reza a Constituição Federal, em seu artigo 5º, inciso LXXIV, que “o Estado prestará assistência jurídica integral aos que comprovarem insuficiência de recursos”. Já em seu artigo 134, parágrafo 2º, a Constituição garante autonomia funcional e administrativa às Defensorias Públicas Estaduais. Ao estabelecer a obrigatoriedade da prestação direta de serviços gratuitos aos necessitados e consolidar o princípio da autonomia funcional, nossa Carta Maior busca garantir a isonomia no acesso aos serviços judiciários. Também procura evitar que as Defensorias Públicas sejam alvo de ingerência administrativa ou até objeto de uso político-eleitoreiro, desviando-as assim dos objetivos para os quais foram instituídas.

Outro ponto da discórdia que permeia o presente debate diz respeito aos convênios entre a Defensoria Pública e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Um dos argumentos da prestigiosa OAB- Seção São Paulo contra a submissão dos convênios à Defensoria diz que esta vai de encontro ao artigo 44, inciso II, da Lei 8906/1994, que sustenta a exclusividade de representação da OAB junto aos advogados em todo o território nacional.

Em nenhum momento encontramos sequer indícios de que a Defensoria Pública rivaliza com a OAB. Pelo contrário, um dos requisitos para a seleção dos defensores públicos no momento do concurso público no Estado de São Paulo e dos convênios estabelecidos e coordenados atualmente pela Defensoria é justamente estarem habilitados.

E para que o Estado cumpra sua função de promover o desenvolvimento integral da pessoa humana, faz-se necessário que os profissionais do Direito que prestam assistência jurídica gratuita - na condição de integrantes da Defensoria Pública ou através dos convênios - sejam profissionais gabaritados, e que possam prestar serviços de excelência à população carente atendida pelo Estado.

Portanto, não existe concorrência e nem qualquer tipo de contraposição nos atos da Defensoria em relação à OAB ou aos advogados por esta representados. Ressalte-se que leis específicas delineiam, de forma cristalina, objetivos e formas organizativas diferenciadas para as mencionadas instituições, não permitindo qualquer confusão jurídica quanto ao papel de cada uma delas. Leia aqui o artigo completo.

domingo, 11 de dezembro de 2011

A reação 'democrática' de José Serra ao livro que desnuda seus negócios privatistas na Era FHC


Do Blog Brasil 247

Serra sondou editor para barrar “Privataria tucana”


Leonardo Attuch_247 – “A Privataria Tucana”, de Amaury Ribeiro Júnior, é um livro polêmico, escrito por um jornalista não menos polêmico, mas certamente competente no que faz. Ex-repórter especial da revista Istoé e do jornal O Globo, Amaury já faturou vários prêmios Esso, que foram celebrados por seus colegas e patrões. Na campanha presidencial de 2010, Amaury caiu em desgraça, acusado de tentar comprar dados de familiares de José Serra protegidos por sigilo fiscal. Neste fim de semana, o jornalista vive sua redenção pessoal. É ele o autor do maior fenômeno editorial brasileiro dos últimos anos. Um livro, que, embora boicotado pelos veículos tradicionais de comunicação, vendeu 15 mil exemplares em um dia, sendo disputado nas livrarias como pão quente". Leia mais.

Mais restrição a caminhões em SP

Do portal G1

Prefeitura de SP amplia restrição de caminhões em vias da cidade


"Os caminhões que trafegam pela cidade de São Paulo terão que se adequar a um novo horário de circulação a partir desta segunda-feira (12). A Secretaria Municipal de Transportes irá implantar uma zona de restrição em dez vias na capital paulista com o objetivo de facilitar o tráfego dos demais veículos nos horários de pico". Leia mais.

Xangai - Galope à Beira Mar Soletrado

Verticalização esburaca calçadas


Do Jornal da Tarde - CRISTIANE BOMFIM

Entre janeiro e setembro foram lançadas na capital 23.150 unidades residenciais. Enquanto a cidade se verticaliza, pedestres precisam desviar de buracos e até caminhar pelo meio fio. Por causa do entra e sai de caminhões e materiais de construção onde os prédios estão sendo erguidos, calçadas quebradas ou tomadas por entulho e areia são quase regra. Às vezes elas viram extensão dos canteiros de obras.

Em média, a construção de um edifício dura dois ou três anos. Esse é o tempo que as construtoras descumprem a lei municipal 15.442/2011, que determina que os passeios estejam em bom estado. Com a regulamentação da lei ainda neste mês, a multa mínima será de R$ 300. Hoje, são R$ 96,33. “Não adianta reclamar. Eles dizem que obra é assim mesmo, que a gente tem que ter paciência”, reclama o vendedor Thiago Marques, de 27 anos. Na Chácara Klabin, na zona sul, onde ele trabalha, a construção de um prédio na Rua Pedro Pomponazzi virou transtorno há um ano. Leia mais

sábado, 10 de dezembro de 2011

Uma releitura brilhante do clássico "Disparada"

Encontro político na Baixa Santista

Na tarde deste sábado (10) minha agenda se concentra na Baixada Santista, onde participo de encontro com integrantes do PT da cidade de Praia Grande, litoral sul. A pauta é sobre as ações estratégicas para 2012 e a análise da conjuntura política no Estado.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Entrevista à Comunicativa FM de Hortolândia

Falei há pouco no programa Jornal da Comunicativa, da Rádio Comunicativa FM, da cidade de Hortolândia, na região de Campinas. Um bom papo com o radialista Carlos Tellini sobre o apoio do meu mandato a ações de cultura desenvolvidas pela Organização Cultural e Ambiental (OCA) em parceria com a Prefeitura de Hortolândia.

Aqui, o site da COMUNICATIVA FM.

Um artigo para ajudar na compreensão da crise no continente europeu

"A crise econômica capitalista, em especial nos Estados Unidos e na zona do euro, começa a dar lugar a golpes e contra-golpes entre os seus principais atores. Entre eles o receituário apresentado liturgicamente desde os anos 1990. As reuniões de cúpula que os chefes de governo ocidentais realizam não se caracterizam pelos seus aspectos resolutivos, mas pelo vazio de suas proposições". Esta é a introdução do artigo de Gilson Caroni Filho publicado no portal Carta Maior com o título "O Facismo de Mercado".

Clique aqui para ler o artigo.

Uma bela canção para alegrar seu dia!

Diana Pequeno - Acalanto

Assombro no ninho tucano em São Paulo


Do site da revista CartaCapital

Chega às livrarias ‘A Privataria tucana’, de Amaury Ribeiro Jr. CartaCapital relata o que há no livro

"Não, não era uma invenção ou uma desculpa esfarrapada. O jornalista Amaury Ribeiro Jr. realmente preparava um livro sobre as falcatruas das privatizações do governo Fernando Henrique Cardoso. Neste fim de semana chega às livrarias “A Privataria Tucana”, resultado de 12 anos de trabalho do premiado repórter, que durante a campanha eleitoral do ano passado foi acusado de participar de um grupo cujo objetivo era quebrar o sigilo fiscal e bancário de políticos tucanos. Ribeiro Jr. acabou indiciado pela Polícia Federal e tornou-se involuntariamente personagem da disputa presidencial.

Na edição que chega às bancas nesta sexta-feira 9, CartaCapital traz um relato exclusivo e minucioso do conteúdo do livro de 343 publicado pela Geração Editorial e uma entrevista com autor (reproduzida abaixo). A obra apresenta documentos inéditos de lavagem de dinheiro e pagamento de propina, todos recolhidos em fontes públicas, entre elas os arquivos da CPI do Banestado. José Serra é o personagem central dessa história. Amigos e parentes do ex-governador paulista operaram um complexo sistema de maracutaias financeiras que prosperou no auge do processo de privatização.

Ribeiro Jr. elenca uma série de personagens envolvidas com a “privataria” dos anos 1990, todos ligados a Serra, aí incluídos a filha, Verônica Serra, o genro, Alexandre Bourgeois, e um sócio e marido de uma prima, Gregório Marín Preciado. Mas quem brilha mesmo é o ex-diretor da área internacional do Banco do Brasil, o economista Ricardo Sérgio de Oliveira. Ex-tesoureiro de Serra e FHC, Oliveira, ou Mister Big, é o cérebro por trás da complexa engenharia de contas, doleiros e offshores criadas em paraísos fiscais para esconder os recursos desviados da privatização". Leia mais.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Assista de novo ao programa do PT na televisão

Hoje é dia do programa nacional do PT na TV


Do portal LINHA DIRETA - PT Estadual de SP

PT Nacional na TV: Programa partidário vai ao ar nesta quinta-feira

"O programa partidário do PT vai ao ar nesta quinta-feira (8), em rede nacional de rádio e televisão, a partir das 20h30 e terá 10 minutos de duração". Leia mais.

Serviço essencial negligenciado por luta política

Do site da Liderança do PT na Câmara Municipal de SP

Do contra

Nota da coluna Painel, da Folha de S. Paulo de hoje (8):

"W.O - São Paulo não enviou representante à reunião de ontem, no Rio, na qual foram discutidas contrapartidas estaduais aos investimentos do governo Dilma no Plano Nacional de Segurança na Copa de 2014".

Otimismo mundial com a economia brasileira

Do portal Terra

Apesar de crise, Banco Mundial aponta otimismo com Brasil


"A crise na Europa e a instabilidade política em países do Oriente Médio e do norte da África não reduziram o otimismo dos investidores com países em desenvolvimento, como o Brasil, no médio prazo, diz um relatório divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Mundial. Segundo a terceira edição da pesquisa World Investment and Political Risk (Investimento Mundial e Risco Político, em tradução livre), o Brasil aparece em terceiro lugar entre os países em desenvolvimento nos quais empresas multinacionais estão investindo". Leia mais.

Sempre Gonzaguinha

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Juiz critica a Veja e a partidarização editorial


No Terra Magazine, o juiz Marcelo Semer, ex-presidente da Associação Juízes para a Democracia, faz uma análise crítica da postura da revista Veja e acusa diretamente a publicação de "partidarização editorial". Em seu artigo VEJA quer calar a democracia, o magistrado entra fundo no debate que a sociedade brasileira faz sobre a perda de escrúpulos por parte de setores da mídia. Leia um trecho abaixo:

VEJA QUER CALAR A DEMOCRACIA

Por Marcelo Semer

"Mesmo para quem conhece a linha editorial de VEJA, cuja partidarização na política é sobejamente criticada, espanta que o interesse em calar quem pensa de outra forma, parta justamente de um órgão de imprensa". Leia aqui o artigo completo.

Vem aí a 'portabilidade salarial' para servidores

Do Portal IG Economia

Funcionário público ganha portabilidade de salário em 2012

"A partir de janeiro de 2012, os funcionários públicos poderão escolher em qual banco vão receber o salário. A chamada portabilidade de conta chega três anos depois da liberação para os funcionários de empresas privadas. Para especialistas, a medida é uma tentativa saudável do Banco Central (BC) de incentivar a concorrência entre os bancos, mas há vários obstáculos pelo caminho. Falta de informação e de interesse dos bancos, comodismo dos clientes e burocracia estão entre os entraves". Leia mais.

Adiantamento

Do Jornal da Tarde

SP paga R$ 40 mi por obra por fazer

BRUNO PAES MANSO


"A Prefeitura de São Paulo já pagou R$ 40 milhões por obras do Bulevar JK, na Avenida Juscelino Kubitschek, zona sul de São Paulo, apesar de o projeto ainda nem ter começado a sair do papel. O Jornal da Tarde teve acesso às folhas de medição feitas pela São Paulo Obras (SP Obras), ligada à Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana. Os documentos atestam que serviços já receberam verba da Prefeitura. Estimado em R$ 1,37 bilhão, o projeto do Bulevar JK pretende criar uma passagem subterrânea de 1.300 metros para ligar a região da Avenida 23 de Maio ao Morumbi, na zona sul". Leia mais.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Sobre a natureza sindical do PSDB


Observação feita hoje (6) pelo jornalista Jânio de Freitas, colunista do jornal Folha de S. Paulo:

O POPULAR

"O PSDB quer popularizar-se e, para isso, criar uma central sindical própria. Bom projeto. Não faltam sindicatos para a sua central: Sindicato Nacional dos Bancos, Sindicato das Empresas de Crédito, Sindicato dos Ruralistas, Sindicato dos Desmatadores, Sindicato das Empreiteiras, há muitos mesmo".

A Comissão da Verdade, a Lei da Anistia e o MPF

Da coluna Poder Online, do portal IG

Comissão da Verdade estimula MP a questionar anistia

"O Ministério Público Federal marcou para o dia 9, em Brasília, uma audiência pública para receber denúncias de crimes contra os direitos humanos cometidos durante a ditadura militar. Para o MPF, uma decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA de 14 de dezembro do ano passado, que considera esses crimes imprescritíveis, se sobrepõe à sentença do STF". Leia mais.

Morde e assopra tucano


Do jornal Valor Econômico

Tucanos amenizam críticas a Kassab


"Os quatro pré-candidatos do PSDB à Prefeitura de São Paulo diminuíram o tom das críticas feitas à gestão do atual prefeito, Gilberto Kassab (PSD), depois de serem aconselhados pelo diretório municipal do partido a não inviabilizarem uma possível aliança. Ao contrário do que ocorreu no primeiro debate da legenda, há uma semana, os tucanos evitaram ataques mais pesados contra o pessedista ontem, na sabatina promovida pela "Folha de S. Paulo" e o UOL.

Segundo o presidente do diretório municipal do PSDB, Julio Semeghini, a recomendação foi para que os pré-candidatos moderem as críticas para não acabar com as chances de uma aliança. "Quando forem decidir quem vão apoiar nas prévias, os filiados irão ver aquele que tem mais condições de atrair aliados, de unir outros partidos ao seu redor. Não é bom para um pré-candidato partir para o ataque nessa etapa", afirmou o tucano, que é secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do governador Geraldo Alckmin (PSDB)". Leia mais.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

'Controlar' na versão Agripino Maia (DEM-RN)


Do site Congresso em Foco

Suplente de Agripino é denunciado à Justiça


"O Ministério Público Estadual do Rio Grande do Norte denunciou à Justiça o suplente do senador e presidente do DEM, José Agripino (RN), João Faustino (PSDB-RN), e os ex-governadores Iberê Ferreira (PSB) e Wilma de Faria (PSB) por envolvimento num esquema de fraude no Detran-RN. Além deles, outras 31 pessoas, entre empresários, advogados, lobistas e agentes públicos, também foram denunciadas pelos promotores com base nas investigações da Operação Sinal Fechado. O grupo é acusado de fraudar convênios e licitações para um programa de inspeção veicular no estado". Leia mais.

Ação federal reduz desmatamento na Amazônia

Do UOL Notícias

Desmatamento na Amazônia cai 11% e tem menor nível desde 1988


"O governo federal informou nesta segunda-feira (5) que o desmatamento na Amazônia Legal cairá 11% neste ano, para 6.238 quilômetros quadrados, chegando ao menor nível desde o início desse tipo de mapeamento pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe). Esses dados foram apresentados à presidente Dilma Rousseff pelos ministros de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, e do Meio Ambiente, Izabella Teixeira". Leia mais.

O desagregador profissional


Reproduzo trecho de reportagem da revista Istoé desta semana:

Serra, Serra, serrador

"Nas últimas semanas, o tucano José Serra mostrou como está em descompasso com o restante do partido. Na terça-feira 22, despertou a ira do diretório municipal de São Paulo e até de dirigentes nacionais da legenda ao dizer que os quatro pré-candidatos do PSDB à prefeitura paulistana não teriam condições de vencer as eleições de 2012. De quebra, ainda defendeu que a sigla se aliasse e oferecesse a cabeça de chapa ao PSD, de Gilberto Kassab, hipótese que muitos caciques do partido rejeitaram prontamente. Ainda sem rumo, na segunda-feira 28, numa palestra na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o ex-governador fez um discurso inflamado criticando a condução econômica do País, justo no momento em que o Brasil vem mostrando vitalidade frente à crise internacional.“O Brasil foi o único país do mundo que não baixou os juros, foi uma coisa fenomenal, não há erro mais espetacular de política econômica”, disse Serra. A análise contraria a posição dos correligionários Aécio Neves, senador mineiro, e Geraldo Alckmin, governador de São Paulo. Mais uma vez, ninguém entendeu o destempero verbal de Serra no ninho tucano". Leia mais.

Previsão do tempo: repetição de enchentes em SP

Da Folha Online

Prefeitura de SP utiliza 1/3 da verba prevista para emergências


"O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), utilizou apenas 1/3 da verba prevista no Orçamento deste ano para a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros.

Até 31 de outubro, véspera do período intenso de chuvas --de novembro a março--, Kassab havia usado R$ 12,5 milhões dos R$ 37 milhões previstos (33,6%). O dinheiro deve ser aplicado para equipar órgãos de emergência antes das chuvas". Leia mais.

Reforma política: votação de relatório em fevereiro

A votação do relatório do projeto da Reforma Política, do deputado Henrique Fontana (PT-RS), foi adiado para fevereiro de 2012, confirmando a falta de clima político na Câmara dos Deputados para decidir sobre a matéria. A alegação do adiamento foi a necessidade de mais negociações sobre o texto. A expectativa é que o texto vá a voto na segunda quinzena de fevereiro do ano que vem.

Governo trabalha para tornar economia mais sólida


Do jornal Valor Econômico

Baixar o juro é prioridade de Dilma

"A presidente Dilma Rousseff elegeu a economia como prioridade absoluta de sua gestão. Ela fez essa definição já no início do ano, mas a reforçou em agosto, quando, antecipando-se ao recrudescimento da crise financeira nas economias avançadas, decidiu aumentar o esforço fiscal e, assim, criar as condições para o Banco Central reduzir a taxa de juros. Sua obsessão neste momento é impedir que a turbulência externa derrube o crescimento da economia brasileira abaixo de 3% ao ano". Leia mais.

domingo, 4 de dezembro de 2011

3º Fórum do Interior Paulista: Artes e Políticas Públicas

Nos dias 17 e 18 de dezembro de 2011, na cidade de Hortolândia, artistas e produtores do interior e litoral, além da grande São Paulo, se encontrarão para debater questões relativas a políticas públicas na área de cultura.

Nossos objetivos são: radiografar a atual situação do estado nas áreas de formação, produção e difusão cultural; e apontar direções para uma política pública que garanta continuidade de trabalho aos grupos que atuam fora da capital.

Neste fórum estarão em questão os seguintes temas: programas públicos garantidos por lei que permitam a pesquisa continuada de grupos e artistas residentes no interior e litoral do estado; a equiparação entre os recursos aplicados no PROAC ICMs e PROAC Editais; a destinação exclusiva de 1/3 dos recursos do PROAC Editais para projetos do interior e litoral do estado; avaliação das ações e programas das secretarias municipais de cultura dos municípios participantes.

O fórum é uma realização artistas, grupos e produtores com apoio da Prefeitura Municipal de Hortolândia, Secretaria de Cultura de Hortolândia e Cooperativa Paulista de Teatro. -Andaime Teatro - Piracicaba -Barracão Teatro - Campinas -Grupo Engasgato - Ribeirão Preto -Circo Teatro Rosa dos Ventos – Presidente Prudente -São Genésio Cia. de Teatro – Hortolândia -Cia. de Teatro Fábrica São Paulo - São Paulo -Cia. Teatral “Ainda Sem Nome” - Ribeirão Preto -Cia. Teatro da Cidade - São José dos Campos -Trupe Olha da Rua - Santos -Grupo Fora do SériO – Ribeirão Preto -Cultura em Movimento – São José dos Campos -Federação Prudentina de Teatro – Presidente Prudente

Futsal leva cidadania a garotos de Hortolândia

Duas ONGs de Hortolândia, na região de Campinas, se uniram para colocar em prática o projeto Futsal & Cidadania. A ideia é incentivar os adolescentes para a prática esportiva e ajudá-los na formação da ética e cidadania.

A OCA (Organização Cultural e Ambiental) - que é uma OSCIP - desenvolveu o projeto esportivo em parceria com a Sociedade Amigos dos Bairros do Jardim Everest, Santa Amélia e Parque Santo André. Os jogos aconteceram na quadra de futsal da associação. O projeto teve início em março deste ano e conta atualmente com 60 garotos entre 11 e 17 anos.

O projeto é desenvolvido pelas ONGs com os seguintes voluntários: Luiz Scarpa, profissional credenciado no CREFI e ex-jogador de futsal nos clubes de Campinas, Marcelo Aparecido auxiliar técnico com formação em primeiros socorros e líder comunitário no Jardim Everest e Márcio Ramos, sociólogo e coordenador do projeto.

No ano de 2011, o projeto disputou a Liga Hortolandense de Futsal e conseguiu o título de campeão na categoria sub 13, ficou em segundo lugar na categoria sub 11 e em terceiro na categoria sub 15 - que teve também o artilheiro .

Disputando a 29º Copa Campinas de Futsal com equipes da Região Metropolitana, o projeto conseguiu classificar duas categorias entre as quatro inscritas. Os garotos do sub 11 e do sub 15 disputam a semi-final. Sub 11 enfrenta o Guarani e o sub-15 enfrenta a equipe da Associação Beiju de Futsal de Itapeva. O projeto conta com o apoio do meu mandato e do vereador Zezé Gomes (PT).

Quando o futebol se uniu ao pensamento

Conheça um pouco de Jararaca e Ratinho

Uma das mais antigas e tradicionais duplas sertanejas do Brasil, foi formada em Pernambuco em 1927, quase dez anos depois do primeiro encontro entre Jararaca e Ratinho. Os dois integraram juntos o grupo Turunas Pernambucanos, que se destacou no início dos anos 20 cantando cocos e emboladas e se apresentando em trajes típicos. Excursionaram pela Argentina e Uruguai e os Turunas se separaram, dando origem à dupla.

Em São Paulo fizeram sucesso cantando emboladas e atuando em performances satíricas. Gravaram o primeiro disco em 1929, pela Odeon, época em que começaram a ter suas músicas gravadas por outros artistas, como Francisco Alves ("Meu Sabiá", "Meu Brasil"). Tendo em foco a música regional, excursionaram pelo interior com Cornélio Pires, o primeiro grande divulgador da música caipira. Jararaca compôs e gravou diversas músicas de carnaval, como o clássico "Mamãe Eu Quero" (com Vicente Paiva), do ano de 1937, cujo extraordinário sucesso chegou ao exterior, tendo sido incluído em filmes de Hollywood.

Jararaca e Ratinho-O Sapo no Saco(com humor)

O cantor Bing Crosby, primeiro grande ídolo da música americana, inspirador de Frank Sinatra, gravou a marchinha na versão "I Want My Mama". Ratinho se destacou também como saxofonista, autor de choros e valsas, como "Saxofone, Por Que Choras?". Tiveram bastante êxito nos dez anos em que trabalharam na Rádio Nacional, sempre caracterizados como representantes da música regional caipira. Alguns sucessos foram "Desafiando", "Meu Pirão Primeiro", "Oi, Chico", "Bonito", "Pinicadinho" e "Espingarda Pá, Pá, Pá".

Tom Jobim deu parceria a Jararaca ao utilizar seu refrão "Do Pilar" na música "O Boto", em 1976. Na televisão, participaram do programa A-E-I-O-Urca, da TV Tupi. Após a morte de Ratinho, em 1972, Jararaca continuou se apresentando sozinho em programas de televisão e rádio, até sua morte, em 1977. A Funarte lançou um CD com obras da dupla em 1998. A dupla era formada por José Luís Rodrigues Calazans (Jararaca) e Severino Rangel de Carvalho (Ratinho)

Interpretando um classico de Jararaca e ratinho - Espingarda pá pá pá

Sócrates deixa 'Democracia Corintiana' órfã

Do portal IG

Sócrates: Médico, craque, pai da Democracia Corintiana e artista

"Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira teve uma trajetória tão extensa e única quanto seu nome completo. Ídolo da torcida corintiana, fugiu ao estereótipo do típico jogador de futebol. Além de ser formado em Medicina (daí o apelido de “Doutor”), sempre se mostrou bem articulado, dono de opiniões sólidas sobre política e cultura.

Não à toa, no início dos anos 80 foi o principal articulador da Democracia Corintiana. Movimente que, em plena ditadura militar do presidente-general João Figueiredo, passou a defender maior autonomia e direitos aos jogadores (como o fim da concentração) e o voto direto para presidente da República. O movimento Diretas Já, aliás, contou com amplo apoio do jogador". Leia mais.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Interior de SP lidera consumo no país

Do Estadão Online

Agronegócio e classe C levam interior de São Paulo a liderar consumo no país

"Sustentado pela renda do agronegócio da cana-de-açúcar, o interior paulista foi a região que mais ampliou gastos com alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza neste ano, à frente até dos mercados "queridinhos" do consumo, como o Nordeste e o Centro-Oeste. O desembolso com esses itens cresceu 14,8% no interior do Estado de São Paulo no primeiro semestre em relação a igual período de 2010, revela pesquisa exclusiva da Kantar Worldpanel.

Enquanto isso, as vendas nacionais desses produtos aumentaram, em média, 10,4% entre janeiro e junho deste ano. No Nordeste e no Centro-Oeste, o consumo subiu 11,7% em cada região. "Foi a primeira vez desde 2007 que o interior de São Paulo registrou a maior taxa de crescimento de consumo de itens vendidos nos supermercados em relação às demais regiões do País", observa Christine Pereira, diretora comercial e responsável pelo estudo.

Classe C - Christine atribui o crescimento excepcional do consumo do interior paulista ao aumento do número de famílias da classe C, aquelas com renda mensal entre R$ 2.180 e R$ 5.450. "A classe C é forte no interior de São Paulo e as classes D e E no Norte e Nordeste", ressalta a executiva. As classes D e E têm renda de até R$ 2.180, segundo os critérios usados na pesquisa". Leia mais.

Ampliação do comércio na região da AL

Da Agência Brasil

Dilma diz que Brasil aumentou em 25% comércio com latino-americanos

"A presidenta Dilma Rousseff disse, em Caracas, que o Brasil aumentou em 25% o comércio com os países latino-americanos. Para Dilma, a integração regional atuará como “motor” para o desenvolvimento dos 33 países da América do Sul e do Caribe. Segundo ela, a inclusão social e o desenvolvimento sustentável devem orientar as propostas das parcerias firmadas no âmbito da região."

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Delírios educacionais

Por João Antonio

Não é possível compreender o que levou o secretário da Educação do Estado de São Paulo, Herman Voorwald, a assinar artigo no jornal Folha de S. Paulo desta sexta-feira (2) cujo conteúdo é uma sequência de afirmações que mais se assemelham ao que se poderia chamar de 'delírios educacionais'.

Para piorar, o desenho usado para ilustrar o texto dele sugere uma estranha situação na qual os estudantes sofreriam de uma espécie de 'sonambulismo' - algo inexplicável como suas demais assertivas.

De fato, no texto "O compromisso de São Paulo pela educação" o secretário usa e abusa de supostas ações governamentais que não existem no sistema educacional paulista. Todos sabem que, com raras exceções, a rede escolar sob a responsabilidade do governo de São Paulo encontra-se no mais completo sucateamento, com unidades escolares abandonadas, muitas delas com salas de aula abrigadas em 'latões', sem contar o achatamento salarial histórico imposto aos professores e aos agentes escolares.

São fartos os exemplos do distanciamento entre o que o secretário diz e o que existe no mundo real da Educação. Basta pegar como o exemplo o parágrafo inicial do artigo, quando Voorwald afirma: "O Estado de São Paulo dá hoje importante passo para fazer sua educação caminhar para níveis de excelência". Ao informar os leitores da Folha sobre uma suposta medida que instituiria o "Compromisso de São Paulo pela Educação", o secretário escondeu destes que Geraldo Alckmin (PSDB) integra o mesmo núcleo de governo que está no poder desde o início dos anos 1980, justamente o período em que a educação estadual passou a ser vítima de um processo de esfacelamento sem paralelo no país. Este processo agravou-se com a chegada do PSDB ao Palácio dos Bandeirantes.

Sabe-se, infelizmente, que os exames nacionais usados para medir a qualidade do ensino colocam a educação paulista nos últimos lugares - e os sucessivos governos do PSDB são os responsáveis por levar nosso sistema educacional a este quadro lamentável. Diferentemente do que tenta justificar o secretário - com um jogo de palavras nas quais atribui o problema ao "crescimento da rede" e outras falácias -, a verdade é que a Educação em São Paulo piorou, e muito, por conta de políticas que simplesmente relegaram-na ao último plano desde que os tucanos assumiram o poder no Estado, em 1995.

Outra passagem do artigo no qual o secretário não demonstra apreço pela realidade educacional é a seguinte: "Graças a esses avanços, a Secretaria da Educação, com pleno apoio do governador Geraldo Alckmin, estabeleceu como objetivos maiores fazer de seu ensino um dos melhores do mundo e, da carreira de professor, uma das mais prestigiadas por nossos jovens". Esta afirmação é uma verdadeira viagem no discurso!

Precisa dizer mais sobre a perda do senso de realidade? Ou seria um exercício de malabarismo discursivo que ignora a realidade contando que ninguém perceberá os desvios intencionais? Esta é uma marca tucana que a sociedade tende a rejeitar quanto mais se informar sobre o que realmente acontece entre as quatro paredes da sala de aula.

Deputado Estadual - PT

Controlar: secretário deve ser ouvido na Câmara

Comissão aprova convite para Eduardo Jorge falar à Câmara de SP

A Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo aprovou, em sessão na tarde de ontem (1), convite para que o secretário Eduardo Jorge, do Verde e Meio Ambiente de São Paulo, fale aos vereadores sobre o chamado "Escândalo Controlar" que envolve denúncias na inspeção veicular na Capital.

Segundo nota da Assessoria de Imprensa da Liderança do PT na Câmara, "o convite para ele falar no Legislativo foi proposto pelo vereador José Américo (PT)".

ENTENDA O CASO - O Ministério Público entrou com ação de responsabilidade civil na última quinta-feira (24/11) contra o prefeito Gilberto 0Kassab, o secretário Eduardo Jorge, e outros 13 empresários e seis empresas, entre elas a Controlar. Segundo o MP, o processo licitatório que culminou na contratação da Controlar foi constituído “de forma irregular, através de fraudes e simulações que atentam contra o edital e o contrato, que nunca foi cumprido”. Com informações da Assessoria de Imprensa da Liderança do PT na Câmara de SP.

IPI menor: varejo já reduz preço de produtos

Do Estadão Online

IPI menor chega às lojas imediatamente

"Horas depois de o governo ter anunciado, ontem, o corte no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de geladeiras, lavadoras e fogões, grandes redes varejistas começaram a repassar integralmente o benefício para o consumidor. A redução do imposto deve impulsionar as vendas do Natal, mas o foco da medida é garantir que a atividade continue aquecida no primeiro trimestre de 2012, concordam fabricantes e varejistas". Leia mais.

Uma bela canção de Jessé!

Jessé Solidão de Amigos

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Alexandre Cunha ganha força em Praia Grande

Em matéria de experiência política, Alexandre Cunha tem um currículo extenso, com dois mandatos de vereador, exercício da presidência do legislativo e até da vice-prefeitura da cidade de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo.

Sua filiação aos quadros do PT de Praia Grande, ocorrida neste ano, deve provocar uma alteração no quadro da disputa municipal do ano que vem naquela cidade. Egresso do PMDB, Cunha foi um dos responsáveis no partido do vice-presidente Michel Temer por tocar os trabalhos de apoio da campanha peemedebista a favor da presidenta Dilma Rousseff no município.

Ao disputar prefeitura, em 2008, demonstrou fôlego político, conseguindo 54 mil votos contra 57 mil do adversário tucano - cujo grupo político reina na cidade há anos. É nesse ambiente novo de apoio político que ele se apresenta como pré-candidato do PT à Prefeitura de Praia Grande no ano que vem.

Seu nome ganha força, ancorado no prestígio pessoal, mas é mesmo do PT que deve vir seu grande trunfo para uma disputa que promete ganhar corpo no processo de escolha das candidaturas que estarão na linha de frente do partido em 2012.

Aproveitando uma de suas visitas à capital, o blog conversou com Alexandre Cunha sobre as perspectivas da sua pré-candidatura e como o partido deve enfrentar os tucanos nesta parte da Baixada Santista onde o PT tem tudo para crescer no próximo ano. Veja alguns trechos da entrevista.

BLOG - Como foi sua aproximação com o PT da Praia Grande?

CUNHA - Como militante histórico do PMDB, sempre tive boa relação com todo mundo, mas foi mesmo a participação na coordenação da campanha da presidenta Dilma, em 2010, que me levou ao Partido dos Trabalhadores. Fiquei honrado com o convite feito pelo Diretório Municipal para a filiação e estou tranquilo, respeitando todo o processo interno que pode desembocar na nossa indicação para a disputa do ano que vem. Nossa pré-candidatura é uma aposta no futuro da cidade, há anos dominada pelos tucanos, sofrendo problemas de toda ordem.

BLOG - Quais problemas considera mais graves na cidade?

CUNHA - Além dos problemas ambientais, sem ação do poder municipal à altura do que ocorre, vivemos um paradoxo: enquanto a Baixada Santista cresce muito, os jovens da Praia Grande não encontram amparo na administração do PSDB para qualificação profissional. Isso significa a perda de milhares de oportunidades de emprego em grandes projetos de exploração de energia que se instalam na região. A cidade tem tudo para ampliar sua fonte de recursos para além do turismo, garantindo apoio a quem precisa trabalhar, e isso o poder público pode fazer, se tiver iniciativa.

BLOG - Em um eventual governo do PT, o que a população local poderia experimentar em matéria de experiência administrativa?

CUNHA - Trazer a experiência federal dos programas sociais, dos grandes investimentos e de uma administração responsável, mas sem timidez, como vemos hoje. Inúmeros programas e recursos federais são hoje perdidos ou escondidos por uma disputa partidária, o que prejudica a cidade e seus moradores. Dou como exemplo o SAMU, a implantação de uma UPA 24 Horas e obras de revitalização da cidade - todas feitas com recursos federais, mas que os tucanos daqui escondem. O PT, ganhando o governo local, será parceiro do governo federal, além de buscar recursos no Estado e onde mais for preciso.

BLOG - O quadro político pode favorecer o PT em 2012?

CUNHA - Temos uma cidade que demonstra cansaço com uma administração sob suspeita de atos administrativos que inclusive levaram à cassação do atual prefeito em primeira instância. No caso do PT, notamos um amadurecimento dos quadros políticos, uma dedicação que se amplia ainda mais com as perspectivas de maior aceitação da população. O nome do partido nas próximas eleições deve ter uma musculatura maior, principalmente com o apoio de grande número de parlamentares, de figuras de expressão nacional e estadual.

BLOG - Se for o escolhido para a disputa, como deverá ser sua postura nas eleições do ano que vem na Praia Grande?

CUNHA - Será de humildade, de tranquilidade, de muita aproximação com a população. Aprender com os erros e acertos da campanha passada. Queremos uma participação ativa de todos que estiverem na coordenação das ações politicas.

BLOG - Confiante na possibilidade de disputar e de vencer a disputa?

CUNHA - A confiança se adquire ao longo da vida, do trabalho bem feito, da sua história. Buscamos isso todo o tempo. Vamos em busca do sentimento da população por uma cidade melhor, por melhor qualidade de vida. Sabemos que a sociedade não está satisfeita com o governo atual, e isso nos motiva a trabalhar pela apresentação de propostas viáveis e concretas. No PT, acredito que terei esse apoio, pois se trata de um projeto. Teremos muito trabalho pela frente. Nossa força vem dessa perspectiva.