segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Veja a dica de vídeo do blog para hoje

A VIDA SECRETA DAS PALAVRAS (La Vida secreta de las palabras/ The Secret Life of Words, Espanha, 2005)

Sinopse:
Mais um filme repleto de emoção e melancolia de Isabel Coixet (Minha Vida Saem Mim). A produção acompanha Hannah (Sarah Polley), uma estrangeira com deficiência auditiva que trabalha numa fábrica na Irlanda. Solitária e metódica, está há quatro anos sem tirar férias. Por isso, é obrigada por seus empregadores a ficar um mês sem trabalhar. Mas o que deveria ser um período de descanso acaba levando a protagonista a um processo de auto-conhecimento quando arruma um emprego como enfermeira de um homem (Tim Robbins), sobrevivente de um acidente num petroleiro. (www.cineclick.com.br)

Elenco: Sarah Polley, Tim Robbins, Javier Cámara, Eddie Marsan, Steven Mackintosh.

Feliz 2008

Feliz 2008

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

Um pouco de Geraldo Vandré

Nasceu na Paraíba e sempre se interessou por música, participando dos festivais do colégio onde estudava e chegando a apresentar-se no rádio, em um programa de calouros. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1951 com a família, onde conheceu pessoas ligadas ao meio artístico, como o compositor Valdemar Henrique, Baden Powell e Luís Eça. Na faculdade se ligou ao movimento estudantil, em especial aos CPCs (Centros Populares de Cultura) da UNE (União Nacional dos Estudantes). Conheceu Carlos Lyra, que se tornou seu parceiro em músicas como "Quem Quiser Encontrar o Amor" e "Aruanda", gravadas por Lyra. Gravou seu primeiro LP, "Geraldo Vandré", em 1964, com as músicas "Fica Mal com Deus" e "Menino das Laranjas" (com Theo de Barros), entre outras. No ano seguinte defende "Sonho de um Carnaval", de Chico Buarque, no I Festival de MPB da TV Excelsior. No ano seguinte vence a segunda edição do mesmo festival com "Porta-Estandarte", sua composição em parceria com Fernando Lona, defendido por Tuca e Airto Moreira.

Clique aqui e ouça Porta Estandarte (Geraldo Vandré)

domingo, 30 de dezembro de 2007

O Brasil pós-CPMF em 2008

Da Folha de S. Paulo, hoje (30):

Lula descarta ajuste fiscal para cobrir CPMF

"Nas últimas reuniões de 2007 para discutir como compensar a perda dos R$ 38 bilhões que pretendia arrecadar com a CPMF em 2008, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva descartou um ajuste fiscal. Lula disse que essa proposta constava do programa de governo do adversário que ele derrotou na eleição presidencial de 2006, o ex-governador paulista e tucano Geraldo Alckmin.
Em conversas reservadas, Lula e seus auxiliares avaliaram que a oposição e setores da imprensa e do empresariado desejariam usar o episódio da rejeição da prorrogação da CPMF até 2011 para forçar o governo a adotar uma agenda de forte ajuste fiscal derrotada em 2006. Esse caminho não será trilhado, disseram à Folha auxiliares diretos do presidente".

sábado, 29 de dezembro de 2007

Feudo na Prefeitura

Da coluna Painel da Folha de S. Paulo, hoje (29):

"Não vem, não. A despeito da pressão de parte da direção do PDT para que o partido entregue seus cargos na Prefeitura de São Paulo em janeiro, o secretário municipal do Trabalho, Geraldo Vinholi, da cota da sigla, diz que não deixará a cadeira tão fácil. "Quem vai decidir se fico ou saio é o prefeito", afirma o auxiliar de Gilberto Kassab (DEM)".

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Serra aumentará impostos em SP

Do jornal Valor Econômico, hoje (28):

"Um conjunto de dois decretos e quatro portarias da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo publicados na última sexta-feira colocou em polvorosa os segmentos de higiene pessoal, perfumaria e bebidas alcoólicas. As novas normas estaduais implantam, a partir de 1 de janeiro o sistema de substituição tributária para o recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nesses segmentos.

Na substituição tributária a indústria antecipa o recolhimento do ICMS de toda a cadeia comercial até a venda ao consumidor final. As empresas alegam que as margens de valor adicionado estimadas pela Secretaria da Fazenda para a antecipação do imposto são maiores que as de mercado ou que as praticadas em outros Estados. Os índices de valor adicionado estabelecidos para os três setores variaram de 125,54% e 165,55% . Essas margens devem ser acrescidas ao preço do produto para o cálculo do ICMS. A substituição também foi estabelecida para o setor de medicamentos, mas as margens ainda não causaram polêmica".

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

HC em Chamas

Do jornal O Estado de São Paulo hoje (27)

"Dos R$ 16,9 milhões orçados pelo governo do Estado para obras de adequação, ampliação e aparelhamento do Hospital das Clínicas neste ano, 17,83% - R$ 3.013.281,00 - foram empenhados, de 1º de janeiro até 18 de dezembro. E R$ 2.667.806,00 (15,79%) foram realmente pagos aos prestadores de serviços ou em compra de materiais e equipamentos. Os dados constam do Sistema de Informações Gerenciais da Execução Orçamentária (Sigeo) da Secretaria da Fazenda.

Esse dinheiro poderia ser gasto em equipamentos anti-incêndio, portas corta-fogo e outras melhorias. Desde 2005, o Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru), da Prefeitura, pede adequações no Prédio dos Ambulatórios, onde ocorreu na véspera de Natal um incêndio nas fiações do subsolo. Outras áreas do orçamento estadual registraram uma execução maior, como é o caso do fundo de melhorias das estâncias turísticas - que teve orçamento de R$ 141,8 milhões em 2007. Desse total, 32,96% - R$ 46,7 milhões - foram empenhados". Leia mais.

Meu comentário: Analisando o conjunto das informações sobre o incêndio no HC podemos concluir que existe inoperância e muita incompetência por parte dos responsáveis.

Nepotismo no TCE

Do jornal Folha de São Paulo de hoje (27)

O conselheiro Antonio Umberto de Souza Jr., do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), diz ser irregular e preocupante a prática de nepotismo adotada pelos sete membros do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP).
"Acho muito ruim que um tribunal de contas, que tem uma função fiscalizadora, não dê exemplo e passe a impressão terrível de que a administração pública está fora de controle, que foi privatizada", afirma.

A Folha publicou ontem reportagem mostrando que os sete conselheiros do TCE nomearam filhos, irmãos e noras, sem concurso público, para salários altos, em média R$ 12 mil líquidos por mês.

Num dos casos, o conselheiro Eduardo Bittencourt Carvalho nomeou cinco filhos. Segundo funcionários do tribunal, eles não trabalham no órgão. Os demais conselheiros contrataram parentes que atuam no TCE.
"O acesso ao cargo público deve ser por mérito. A Constituição prevê alguns cargos de livre nomeação, mas é muito pior usar esses cargos para colocar parentes. A impressão que essas autoridades passam é que elas têm o direito de preencher as vagas como bem entenderem, o que não é verdade."
Para o conselheiro, deveria ser dispensável o CNJ ter de ditar uma resolução vetando a contratação de parentes em todos os órgãos do Poder Judiciário, como fez em novembro.

O procurador de Justiça João Francisco Moreira Viegas, coordenador do Centro de Apoio às Promotorias da Cidadania do Estado de São Paulo, afirma que, além da resolução do CNJ, "que deveria servir de diretriz para todo órgão pública", a própria Constituição Federal proíbe o nepotismo.

"As nomeações no TCE paulista são preocupantes. É uma prática irregular e isso está escrito no artigo 37 da Constituição, que declara que toda administração pública obedecerá aos princípios de legalidade, da impessoalidade e da moralidade", diz Viegas, que orientou todos os promotores do Estado a atuarem contra o nepotismo. Assinante da Folha/UOL Leia mais.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Um pouco de Ângela Rô Rô

"Cantora, compositora e pianista, iniciou a carreira em casas noturnas do Rio de Janeiro, onde cantava e se acompanhava. O apelido Rô Rô veio por causa da voz grossa e rouca.

Influenciada por cantoras como Maysa e musas do jazz norte-americano como Ella Fitzgerald, foi para Londres na época do regime militar, onde cantou em pubs a trabalhou em restaurantes.

De volta ao Brasil, gravou seu primeiro disco em 1979, com "Amor, Meu Grande Amor" (com Ana Terra), seu primeiro grande sucesso, e "Tola Foi Você". Era um disco bastante romântico, com clima bluseiro, algo incomum na época. Em, 80, gravou o LP "Só Nos Resta Viver", cuja faixa-título de sua autoria é sucesso até hoje". Leia mais.

Clique aqui e ouça Compasso (Ângela Rô Rô)

Todos os conselheiros do TCE paulista empregam parentes

Do jornal Folha de São Paulo hoje (26)

Para os sete titulares, contratação de familiares sem concurso público não é ilegal

O vice Eduardo Bittencourt nomeou seus 5 filhos para trabalhar no gabinete; um deles ganha R$ 12 mil para ler cabeçalhos de cartas

LILIAN CHRISTOFOLETTI
DA REPORTAGEM LOCAL

"Os sete conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), órgão criado para fiscalizar os gastos do Executivo, empregam filhos, irmãos e noras em cargos de confiança. A maioria dos parentes, mesmo sem concurso público, recebe por mês cerca de R$ 12 mil líquidos.
Os conselheiros, que têm cargos vitalícios e ganham pelo menos R$ 21 mil líquidos por mês, entendem que a prática não é ilegal (leia texto abaixo).

O campeão na contratação de parentes é o vice-presidente do TCE, Eduardo Bittencourt Carvalho, indicado ao cargo há quase 17 anos, durante o governo paulista de Luis Antonio Fleury Filho (PMDB).

Bittencourt nomeou os cinco filhos para o gabinete dele. Segundo a reportagem apurou, no entanto, nenhum deles comparece ao tribunal.
É o caso de Carolina Bittencourt Roman, 33, bacharel em direito (sem a carteira da OAB). Nomeada há nove anos como assessora técnica de gabinete, com um salário mensal de R$ 12 mil líquidos, ela seria a responsável pela leitura de cabeçalhos de correspondências e documentos enviados ao pai.

Funcionários do TCE afirmam desconhecer Carolina e os irmãos. No mês passado, o próprio chefe-de-gabinete do conselheiro, Marcos Renato Böttcher, disse à Folha não saber se os cinco efetivamente trabalham no tribunal.

A Promotoria da Cidadania do Estado de São Paulo instaurou uma investigação para apurar eventual improbidade administrativa (má gestão pública) praticada por Bittencourt nas nomeações". Assinante Folha/UOL leia mais.

Meu comentário: No parlamento e no poder executivos vários instrumentos de controle interno e externo foram constituídos, tais como: ouvidorias; corregedorias; Conselhos Gestores entre outros. No Poder Judiciário, para fortalecer mecanismos de controles externos, recentemente foi criado o Conselho Nacional de Justiça. Além disso, o Brasil adotou a teoria de Montesquieu, o chamado sistema de "Freios e Contra Pesos" pelo o qual um poder fiscaliza o outro numa relação de equilíbrio constante porém, preservando a devida autonomia do Legislativo, Executivo e Judiciário. O Ministério Público, que ganhou dos constituintes de 88 uma enorme autonomia, também é fiscalizado por um conselho nacional recentemente constituído.

Infelizmente, os Tribunais de Contas que deveriam atuar como órgãos auxiliares do Poder legislativo, na verdade possui uma exagerada independência, não prestam conta a ninguém e não estão submetidos a nenhum mecanismo de controle externo. O resultado só podia ser este noticiado pela Folha de hoje, ou seja, aquele que deveria zelar pelas contas públicas no Estado de São Paulo não consegue fazer uma boa gestão de seu próprio orçamento".

Pensando nas eleições de 2008

Do Painel da Folha de São Paulo hoje (26)

Combinado 1. Com o consentimento do ministro Carlos Lupi (Trabalho e Emprego), as direções nacional e paulista do PDT definiram janeiro como prazo final para que integrantes do partido deixem seus cargos na gestão Gilberto Kassab (DEM) em São Paulo. Os pedetistas controlam uma secretaria municipal e uma subprefeitura.

Combinado 2. Nos bastidores, porém, PDT, PSB e PC do B, negociam com Kassab uma aliança ou no mínimo um pacto de não-agressão na campanha do ano que vem. Uma candidatura do chamado "bloquinho", que reúne os três partidos, poderia tirar votos do PT, calculam aliados do prefeito paulistano.

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Todos pela educação

Recebi um e-mail iNFO ATiVO DEFNET Nº 3024 - ANO 11 - DEZEMBRO DE 2007
EDIÇÃO EXTRA EDITOR RESPONSÁVEL: DR JORGE MARCIO PEREIRA DE ANDRADE - Achei interessante e estou recomendo a sua leitura. Segue abaixo as 5 metas do todos pela educação:

"O objetivo do Todos Pela Educação pode ser traduzido em uma frase: “todas as crianças na escola, aprendendo”. Para alcançá-lo, foram definidas 5 Metas específicas, compreensíveis e focadas em resultados mensuráveis, que devem ser alcançadas até 7 de setembro de 2022, ano do bicentenário da independência do Brasil.

Meta 1: toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola A Meta 1 é o primeiro passo para uma Educação de qualidade, pois, para que o aluno aprenda, ele precisa estar matriculado e freqüentando a escola. Segundo dados do Inep referentes a 2005, estão na escola 73% das crianças de 4 a 6 anos, 97% das crianças e jovens de 7 a 14 anos e 82% dos jovens de 15 a 17. Mesmo na faixa etária de 7 a 14 anos, em que o Brasil apresenta seu melhor resultado, ainda temos um grande desafio, pois os 3% que estão fora da escola representam 800 mil crianças.

Meta 2: toda criança plenamente alfabetizada até os 8 anos
Além de ter as crianças na escola, é preciso que elas aprendam. O ponto de partida para isso está na Meta 2, pois saber ler e escrever corretamente permite que alguém aprenda muito e pela vida toda. Não existem, atualmente, informações sobre alfabetização nessa faixa etária, mas o problema fica evidente com os dados do Saeb 2003. Essa avaliação nacional mostra que 55,5% das crianças chegam à 4ª série do Ensino Fundamental sem estar corretamente alfabetizadas.

Meta 3: todo aluno com aprendizado adequado à sua série
Somente quando o aluno está realmente aprendendo pode-se dizer que existe Educação de qualidade. No Brasil, os dados relativos ao ensino de Língua Portuguesa apresentados no Saeb 2005, por exemplo, mostram que apenas 29% dos alunos da 4ª série do Ensino Fundamental sabem o conteúdo adequado a essa série. O desempenho também é baixo na 8ª série do Ensino Fundamental (19%) e na 3ª série do Ensino Médio (22%).

Meta 4: todo jovem com o Ensino Médio concluído até os 19 anos
Muitos alunos sequer chegam ao Ensino Médio, pois saem da escola muito cedo. Dos alunos que ficam, quase a metade não cursa as série apropriada à sua idade. Segundo a PNAD de 2005, somente 39% dos jovens de 19 anos conseguem concluir o Ensino Médio.

Meta 5: investimento em Educação ampliado e bem gerido
A Meta 5 é a única que não está ligada diretamente à sala de aula, mas é ferramenta indispensável para a melhoria da Educação. Dados do PISA mostram que os países com melhor rendimento escolar investem, pelo menos, 5% do PIB em Educação, enquanto o Brasil investe apenas 3,2%. Assim, a Meta é atingir, no mínimo, o percentual de 5% até 2011, mantê-lo até 2022, e investi-lo de maneira correta".

Clique aqui e veja como eles chegaram nas 5 metas

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Um pouco de Charles Aznavour

Shahnour Vaghinagh Aznavourian mais conhecido pelo seu nome artístico de Charles Aznavour (Paris, 22 de maio de 1924) é um cantor francês de origem armênia, é também letrista e ator.

Além de ser um dos mais populares e longevos cantores da França, ele é também um dos cantores franceses mais conhecidos no exterior. Ele atuou em mais de 60 filmes, compôs mais de 1000 canções (incluindo 150 em inglês, 100 em italiano, 70 em espanhol e 50 em alemão) e já vendeu bem mais que 100 milhões de discos. Aznavour começou sua turnê global de despedida no fim de 2006.

Clique aqui e ouça She (Charles Aznavour)

Oposição repetirá estratégia de 2006

Matéria do jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira (24) anuncia estratégia dos líderes da oposição ao governo Lula para o próximo embate eleitoral - a campanha às prefeituras em 2008. A idéia do grupo comandado por tucanos e "demos" é tentar chegar em 2010 "com alguma chance de voltar ao poder". Ou seja, o mesmo discurso vazio rejeitado pelo povo brasileiro, que reelegeu o PT para um segundo mandato no governo federal. Veja um trecho que reproduzo do Estadão sobre o assunto:

Oposição planeja fazer Lula 'sangrar' sem trégua até 2010

"Depois de derrotar o governo e pôr fim à CPMF, a oposição pretende daqui para a frente aproveitar todas as chances de desgastar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Isso tem uma razão: evitar que, em 2010, Lula ainda tenha silhueta de candidato ou de forte cabo eleitoral.

Líderes do PSDB e do DEM, os dois principais partidos da oposição, sabem que não podem repetir o erro cometido em 2005. À época, acharam que o desgaste natural de Lula no escândalo do mensalão iria prejudicá-lo na campanha à reeleição. Não foi o que se viu. Agora, caciques e parlamentares das duas siglas estão convencidos de que precisam trabalhar com os erros do adversário".

Feliz Natal

A melhor mensagem de Natal é aquela que sai de nossos corações e de forma empírica projeta alterações na vida daqueles que nos acompanha pelos caminhos da vida.
Desejo a todos os leitores do blog um feliz Natal e que a ceia desta noite seja o prenuncio de um tempo de paz e alegria.

Clique e ouça Então é Natal (Simone)

Só promessas

Do jornal O Estado de São Paulo hoje (24)

Acordo com Ministério Público Estadual foi fechado há 5 meses; algumas licitações não tiveram interessados

Cinco meses depois de a Prefeitura anunciar um pacotão para revitalizar e reformar 58 pontes e viadutos de São Paulo, só há 11 obras em andamento na capital - destas, seis fazem parte da lista, as outras começaram antes. Licitações abertas, mas que não atraíram interessados, e suspensão de um edital por problema de projeto adiaram pelo menos sete das reformas para 2008 - no Orçamento do ano que vem, R$ 30 milhões vão para essa área, ante R$ 23 milhões empenhados este ano.

Antes de julho, quando foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Prefeitura e o Ministério Público Estadual prevendo as 58 reformas, a Prefeitura já havia anunciado o cronograma de algumas obras. Foi em março, quando o governo municipal previa entregar, até o fim do ano, oito estruturas reformadas: as Ponte Engenheiro Roberto Zuccolo (antiga Cidade Jardim), Transamérica, João Dias e Cruzeiro do Sul, o Elevado do Glicério, Viaduto Antônio Abdo (antigo Conselheiro Carrão) e os Viadutos Carlos Ferraci e João Beiçola da Silva. Leia mais.

Desvio no banco Nossa Caixa

Notas do Painel da Folha de São Paulo hoje (24)

Aniversário 1. A investigação do Ministério Público de São Paulo sobre os contratos de publicidade da Nossa Caixa no governo Alckmin completa na quarta dois anos. Há um ano, o TCE derrubou a tese do "mero erro formal". Por unanimidade, decidiu que houve "vício grave e irremediável" nos contratos com as agências Full Jazz e Colucci e considerou "incompatíveis" os gastos de R$ 28 milhões nos oito meses da campanha reeleitoral do tucano. O período previsto para desembolso era de um ano e meio.

Aniversário 2. Em dezembro de 2006, o promotor Sérgio Turra Sobrane disse que havia "indícios seguros de improbidade, com danos ao patrimônio". Segundo o Ministério Público, o caso ainda está "sob investigação".

Meu comentário: Os deputados governistas impedem a instalação de uma CPI na Assembleia Legislativa para investigar o desvio de dinheiro público no banco Nossa Caixa. O fato é que os tucanos morrem de medo de serem investigados, até porque, se for retirado o manto que encobre os sucessivos escândalos nos governos tucano, desaparecerá de vez a fama de "bom mocismo" de seus comandantes.

sábado, 22 de dezembro de 2007

Uma bela mensagem

"Se eu pudesse deixar algum presente à você, deixaria aceso
o sentimento de amar a vida dos seres humanos. A consciência
de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo a fora.
Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se
repetissem. A capacidade de escolher novos rumos. Deixaria
para você, se pudesse, o respeito aquilo que é indispensável.
Além do pão, o trabalho. Além do trabalho, a ação. E, quando
tudo mais faltasse, um segredo: o de buscar no interior de si
mesmo a resposta e a força para encontrar a saída."

Mahatma Gandhi

Clique aqui e ouça Chico Buarque & Toquinho O Caderno.

Programas urbanos

O Ministério das Cidades liberou R$ 8,69 milhões para executar ações de regularização fundiária sustentável, prevenções de risco e implementação de Planos Diretores. Parceria do ministério com uma rede de pesquisadores de políticas de desenvolvimento urbano de universidades públicas e privadas de mais de 20 estados brasileiros vai monitorar e capacitar agentes do poder público e representantes da sociedade civil para implementar Planos Diretores. " O projeto, de R$ 3,9 milhões, será coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e começa a ser executado em março do próximo ano. Leia mais.

Brasil tem 11 mil com mais de 100 anos

Do Jornal da Tarde hoje (22)

"O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou 11.422 pessoas com 100 anos ou mais. Como Dona Canô e Oscar Niemeyer, que se tornaram centenários há pouco. A mãe de Caetano e Maria Bethânia em setembro, o arquiteto na semana passada.

O trabalho, que não incluiu os 129 municípios mais populosos - entre eles Rio e São Paulo, onde estão cerca de 40% dos brasileiros - identificou 17 mil casais homossexuais na contagem da população realizada este ano em 5.435 municípios do País.

“Se olharmos o que vem acontecendo no Brasil, não é tão surpreendente assim. A gente vê muito mais pessoas idosas”, disse o presidente do IBGE, Eduardo Pereira Nunes, referindo-se aos 11.422 centenários encontrados este ano.

Quando foi a campo, em abril, o IBGE estimava encontrar 29 milhões de domicílios e 111 milhões de habitantes nos municípios visitados. A projeção estava errada. “Ao terminarmos a contagem, visitamos 1 milhão a mais de domicílios, mas encontramos 3 milhões a menos de pessoas, justamente pela redução da fecundidade no País e pela presença de um número médio menor de pessoas por domicílio”, disse Nunes. “A velocidade do crescimento da população é menor do que a que estávamos projetando.”
Leia mais.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Veja a dica de vídeo do blog para hoje

Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

PIRATAS DO CARIBE - NO FIM DO MUNDO (Pirates of the Caribbean: At Worlds End, EUA, 2007)

Sinopse - Para impedir o plano de Lorde Cutler Beckett (Tom Hollander) de acabar com todos os piratas que navegam pelos sete mares, Will Turner (Orlando Bloom), Elizabeth Swann (Keira Knightley) e o capitão Barbossa (Geoffrey Rush) partem numa aventura ao Fim do Mundo. Tudo isso para resgatar Jack Sparrow (Johnny Depp), peça-chave para impedir Beckett. A terceira aventura cinematográfica baseada numa atração da Disneylândia chega em DVD repleto de extras interessantes, que detalham melhor como foi feita esta superprodução.

Elenco - Johnny Depp, Orlando Bloom, Keira Knightley, Geoffrey Rush, Jonathan Pryce, Bill Nighy, Chow Yun-Fat, Tom Hollander, Stellan Skarsgård, Kevin McNally, Jack Davenport.

Diversão garantida... mas é bom ter assistido aos outros dois. Bom fim de semana!

Um pouco de Língua de Trapo

O grupo foi formado em 1979, tendo como componentes: Laert Sarrumor (voz), Pituco (voz), Lizoel Costa (guitarra, violão e viola), Sérgio Gama (guitarra, bandolim, cavaquinho e voz), Luiz (baixo, violão e voz), Fernando Marconi (bateria e percussão) e Ademir Urbina (percussão e voz). Inicialmente, o nome do grupo era Laert Sarrumor & Os Cúmplices, mas passou a se chamar Língua de Trapo ainda em 1979, numa alusão à um verso de Ary Barroso na canção “Dá nela”.

Seguia a linha humorística que também era vista no Premê, mas o humor do Língua de Trapo era mais ácido e, sua crítica, mais acirrada. Assumidamente influenciados pelos Mutantes, Joelho de Porco e pelo grupo inglês Monty Pithon, o grupo era iconoclasta por vocação, e sua crítica não perdoava ninguém: de Fernando Gabeira ao Partido Comunista, dos Punks a TFP, o grupo era um dos melhores representantes do pensamento da juventude universitária dos anos 1980, pós-ditadura militar.

Continuam a fazer raros e disputadíssimos shows, tendo lançado recentemente uma caixa com toda a obra do grupo acompanhada por um DVD.

Clique aqui e ouça Xote Bandeiroso (Lingua de Trapo)

Clique e ouça também O Que É Companheiro (Lingua de Trapo)

Dicas de Shows

LÍNGUA DE TRAPO
O grupo paulistano, que acaba de completar 25 anos de formação, apresenta neste show músicas novas e sucessos de sua carreira, como "Conchetta", "Tragédia Afrodisíaca", "Quem Ama Não Mata" e "Country os Brancos". Caixa Cultural Sé - grande salão - pça. da Sé, 111, Sé, região central, tel. 3321-4400. 100 lugares. 13h. 60 min. 12 anos.

TRIO CARAPIÁ
Formado por João Paulo Amaral (viola caipira, ar- ranjos e direção musical), Elias Kopcak (viola caipira) e Rodrigo Nali (viola caipira), o trio de música regional brasileira lança seu primeiro disco, "Levante".www.sescsp.org.br. Sesc Vila Mariana - pça. de eventos - r. Pelotas, 141, Vila Mariana, região sul, tel. 5080-3000. 300 lugares. 13h30. Até 29/12. 60 min. Livre. Estac. (R$ 2 a R$ 5 a 1ª h mais h adicional).

DEMÔNIOS DA GAROA
"Samba do Arnesto", "Tiro ao Álvaro" e "Trem das Onze" estão no repertório do mais tradicional grupo de São Paulo, famoso por suas interpretações das músicas de Adoniran Barbosa. Bar Brahma - av. São João, 677, República, região central, tel. 3333-3030. 360 lugares. Qui.: 22h30. Em cartaz por tempo indeterminado. 90 min. 18 anos. Couv. art.: R$ 45. CC: AE, D, M e V. Valet (R$ 12). Acesso a deficientes (exceto no mezanino).

Clique aqui e ouça Samba Do Arnesto de Adoniran Barbosa interpretação Demônios da Garoa

Desemprego em baixa

Resultado de novembro nas seis principais metrópoles do país é o melhor da série histórica do IBGE iniciada em 2002

Com crescimento econômico e maior confiança dos empresários, taxa recuou ao longo de todo o segundo semestre

Sob efeito de um cenário de aquecimento econômico, a taxa de desemprego nas seis principais metrópoles do país caiu para o menor nível histórico em novembro -8,2%. É a mais baixa taxa de toda a nova série da pesquisa do IBGE, iniciada em 2002. Em outubro, havia sido de 8,7%. Em novembro de 2006, 9,5%.
Na média de 2007 (janeiro a novembro), a taxa ficou em 9,5% -a mais baixa para tal período desde o início da nova pesquisa. Em 2006, havia ficado em 10,1% na média de janeiro a novembro.

Outro dado positivo da pesquisa é que, pela primeira vez em um mês de novembro, o número de desempregados ficou abaixo dos 2 milhões -exato 1,922 milhão. E a tendência, segundo o IBGE, é que recue ainda mais em dezembro, a julgar pelo comportamento histórico do indicador.

Diante desses e de outros dados -aumento do rendimento e redução da informalidade-, Cimar Azeredo Pereira, gerente da Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, afirmou que o mercado de trabalho viveu "uma melhora generalizada" em novembro.
"O mês de novembro foi de recordes para o mercado de trabalho, o que é reflexo da melhora do cenário econômico", disse ele.

O ambiente favorável -juros menores, crédito em expansão, inflação dentro da meta, demanda aquecida, entre outros- fez a taxa de desemprego recuar durante todo o segundo semestre. Esse, disse Pereira, é o padrão normal do mercado de trabalho, o que não aconteceu em anos anteriores em razão de crises. Assinantes da Folha/UOL leia mais.

Eleições 2008

Do jornal Folha de São Paulo de hoje (21)

CATIA SEABRA
DA REPORTAGEM LOCAL

Após divulgação de pesquisa que mostra leve vantagem de Marta, governador diz que aliança "é absolutamente necessária"

Kassab reafirma disposição de concorrer à reeleição e diz que ainda "não há nenhum entendimento" para manter coligação com os tucanos


Num momento em que o bloco DEM-PSDB corre risco de dissolução, o governador de São Paulo, José Serra, defendeu ontem a manutenção da aliança entre os dois partidos como "absolutamente necessária".
Ao responder se a pesquisa do instituto Ibope reforça a necessidade da aliança, afirmou: "Aliança, a meu ver, é necessária. É absolutamente necessária. Conveniente, digamos".

Segundo pesquisa Ibope divulgada anteontem pela TV Globo, a ministra Marta Suplicy (PT) tem leve vantagem sobre o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). Os dois estão tecnicamente empatados.
Serra disse ainda apostar na preservação da aliança PSDB-DEM: "Vai se chegar a um bom termo", afirmou o governador.
Pouco antes, porém, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), reafirmou o que dissera na semana passada: que considera legítima sua disposição de concorrer à reeleição.
"Acho muito natural que alguém que possa disputar a reeleição -existe hoje esse instituto da reeleição-queira, junto com sua equipe, continuar a fazer um trabalho que é bem avaliado pela cidade, com diversas ações, resultados muito positivos. Vejo com muita naturalidade a possibilidade de disputarmos a reeleição." Assinantes da Folha/UOL leia mais.

Meu comentário: A confusão promete aumentar no ninho tucano. Portanto, muitas águas ainda vão rolar por baixo desta ponte. Já no PT tudo indica que não haverá confusão, a não ser que a ministra Marta Suplicy decida não concorrer.

Valerioduto tucano

Do jornal Folha de São Paulo hoje (21)

A investigação sobre o valerioduto tucano, que motivou a denúncia de 15 pessoas à Justiça, terá ainda como alvo ao menos 20 pessoas consideradas suspeitas pela Polícia Federal, mas não incluídas na acusação do Ministério Público Federal.
Segundo a Procuradoria, o esquema montado pelo empresário Marcos Valério financiou, com recursos públicos, a campanha à reeleição em 1998 do então governador e atual senador Eduardo Azeredo (PSDB).

O inquérito da PF apontou indícios de participação de 36 pessoas, mas a denúncia da Procuradoria só acusou 15 -dos quais quatro têm mais de 70 anos (o crime de peculato prescreveu para eles). Na denúncia encaminhada no mês passado à Justiça, a Procuradoria pediu novas apurações e disse que "a não-inclusão de qualquer fato e/ou pessoa não significa arquivamento". Assinante da Folha/UOL leia mais

Meu Comentário: Definitivamente podemos confirmar o ditado popular, "O pau que bate em Chico bate em Francisco", ou então como diz o poeta: "...É a volta do Cipó de Arueira no lombo de quem mandou dá".

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Sobre o Orçamento 2008

A Câmara Municipal aprovou hoje (20) o Orçamento 2008 para a cidade de São Paulo. A previsão de receitas e despesas fixada pelo Executivo é de R$ 25,2 bilhões - 17,6% acima do total de 2007, que foi de R$ 21 bilhões.

De acordo com levantamento da assessoria da Bancada do PT na Câmara, a peça orçamentária do ano que vem revela que o governo Kassab acentuará a política de "centralização administrativa" iniciada em 2005 pelo atual governador e ex-prefeito tucano José Serra.

Isso significa que as subprefeituras criadas na gestão Marta Suplicy (PT) receberão um volume de recursos ainda menor em comparação com o ano de 2004 - último ano da gestão petista na Capital. Um detalhe importante: o Orçamento da Prefeitura no ano de 2004 foi de R$ 15 bilhões (R$ 10 bilhões a menos que o de 2008). Mesmo assim, as subprefeituras ainda receberão menos do que no governo do PT.

Essa política de desvalorização das subprefeituras pode ser traduzida nos seguintes números, conforme apontam estudos da assessoria do PT:

1 - A Subprefeitura da Freguesia/Brasilândia recebeu R$ 127, 9 milhões em 2004 e em 2008 deverá receber somente R$ 31,4 milhões. A redução é de 75% em relação ao governo Marta.

2 - Duas subprefeituras terão redução de recursos da ordem de 77% em relação ao orçamento de 2004. São elas Campo Limpo (que recebeu R$ 147,2 milhões em 2004 e agora receberá R$ 33,4 milhões) e Itaim Paulista (R$ 108 milhões em 2004 e R$ 24,9 milhões em 2008).

3 - A maior redução de recursos para o ano que vem foi observada na área da Subprefeitura de Vila Prudente/Sapopemba, que cairá para R$ 32,1 milhões (valor 81% menor do que no último ano do governo Marta - que destinou R$ 168,7 milhões à região no ano de 2004).

4 - Outra região da cidade que perderá grande volume de verbas em 2008 é Guaianases: Marta destinou R$ 80 milhões em 2004, enquanto Kassab reservou apenas R$ 26 milhões para o próximo ano - a redução é de 67% em comparação com 2004.

5 - A segunda maior queda na previsão orçamentária das subprefeituras observada pelo estudo do PT é de Capela do Socorro - que em 2004 teve orçamento de R$ 136 milhões e em 2008 terá somente R$ 30,1 milhões. A redução, no comparativo Marta/Serra/Kassab, é de 78%. Vale lembrar que esses são alguns exemplos da drástica redução de recursos observada em toda a cidade. Todas as subprefeituras receberão menos recursos no comparativo com 2004.

Traduzindo esses números para o campo político: a cidade perde cada vez mais a autonomia conquistada com a criação das subprefeituras, enquanto se concentram no orçamento gastos com meros objetivos eleitoreiros. Basta lembrar que o atual prefeito trava uma luta interna no seu grupo político para tentar se firmar como candidato à própria sucessão em 2008. Nesse caso, os interesses dos cidadãos entram na mesma conta do prefeito e do virtual candidato à Prefeitura.

Morador apela por "tranqüilidade"

O internauta que se assina Nicolau Piratininga envia e-mail através do site da Câmara Municipal solicitando a intervenção da municipalidade num caso que se torna cada vez mais comum em áreas da cidade onde se instalam mais e mais bares e restaurantes: o fim do "sossego" dos moradores de prédios e casas próximas a esses estabelecimentos.

Reproduzo o conteúdo do e-mail enviado por ele como forma de estimular a participação dos leitores do blog em seu exercício de cidadania. Acompanhe o que diz o referido internauta:

"Escrevo este como mais uma tentativa de conseguir tranqüilidade em nossa rua. É difícil entender por que há um rigor tão grande com os bares da Vila Madalena em tirar suas mesas da calçada até a 1h da madrugada e o mesmo não é feito com o bar na esquina de nossa casa. Já foram muitos os protocolos abertos reclamando e pedindo alguma providência, mas a bagunça que começa às 22h vai até às 4 da manhã com gritarias, carros com som ligados em volumes altíssimos e por aí vai. E olhem que não estamos muito longe da Vila Madalena não: Rua Bianchi Bertoldi, 167, esquina com a Rua dos Pinheiros. Um bar chamado Castelo de Viana Gril que consegue incomodar a vida dos moradores de 3 prédios, entre eles senhoras idosas, mulheres gestantes e famílias comuns. Nós cidadãos paulistanos apelamos para vocês, nossos representantes para que alguma medida seja feita já que os inúmeros protocolos feitos na prefeitura não deram resultado. Não vamos desistir de ter nossas noites de sono tranqüilas".

Assim é a "democracia tucana"...

Nota da coluna Painel, da Folha de S. Paulo de hoje (20):

"Cartão vermelho. A bancada do PSDB na Câmara paulistana entra hoje com pedido de expulsão de Gilson Barreto, que atropelou decisão dos tucanos para garantir sua vaga na Mesa da Casa. Se defenestrado, o vereador não poderá se reeleger em 2008".

Subprefeitura negocia cheque-despejo privado

Reportagem da Folha de S. Paulo desta quinta-feira (20) denuncia um esquema que envolveria funcionários da Subprefeitura de Santo Amaro, na zona sul da Capital, em negociações junto a uma grande construtora para retirar moradores de uma área que não é de risco, mas de interesse da empresa - que ergue um empreendimento no local. Veja um trecho da reportagem:

Gafisa usa subprefeitura para retirar favela da vizinhança

"A construtora Gafisa, por meio da Subprefeitura de Santo Amaro (zona sul), oferece R$ 15 mil para que moradores deixem uma favela próxima à avenida das Nações Unidas, bem ao lado de um de seus mais novos empreendimentos.

A oferta da indenização é feita por funcionários da gestão Gilberto Kassab (DEM). Procurado, ele não se manifestou.

A favela está irregularmente em uma área pública desde 1987, conforme afirma a própria subprefeitura. São 36 famílias, com mais de 120 pessoas, das quais 47 crianças. As casas são de alvenaria, algumas assobradadas. A subprefeitura deu, segundo os moradores, até 8 de janeiro para todos saírem.

A pedido da Folha, o líder da comunidade Campo Grande/ Jurubatuba, Luiz Geraldo de Oliveira, gravou uma conversa com o assessor especial da subprefeitura, Antonio Carlos Bernardi, 45. "Eu acho que é melhor [vocês saírem]. Porque se vocês criarem problema, vocês vão acabar perdendo esses R$ 15 mil. Porque a prefeitura tem um programa habitacional que é de R$ 5.000 para área de risco. Vocês não são área de risco", afirma Bernardi na gravação. Bernardi foi o mesmo funcionário indicado pela assessoria de imprensa da subprefeitura para comentar o caso. À Folha, ele disse que não há pressão para a saída dos moradores, que invadiram a rua. Ele alegou que a subprefeitura buscou uma parceria com a empresa, dizendo não existir uma política habitacional para indenizar moradores que não estão em áreas de risco. Os que estão recebem, no máximo, R$ 5 mil - o chamado "cheque-despejo". "Mais cedo ou mais tarde, eles teriam de sair". Assinante da Folha/UOL leia mais.

Marta na Frente

A cerca de dez meses das eleições municipais, a ex-prefeita Marta Suplicy lidera a corrida para a prefeitura de São Paulo com 27% dos votos. A pesquisa foi encomendada pela Rede Globo ao Ibope e divulgada ontem.

Cenários da disputa em 2008:

Cenário 1

Marta Suplicy (PT) 27
Geraldo Alckmin (PSDB) 24
Gilberto Kassab (PFL) 12
Paulo Maluf (PP) 11
Paulinho da Força (PDT) 03
Luiza Erundina (PSB) 06
Soninha (PPS) 02
Zulaiê Cobra (PHS) 01
Aldo Rebelo (PC do B) 01

cenário 2

Sai Alckmin
Marta Suplicy (PT) 30
Gilberto Kassab (PFL) 19
Paulo Maluf (PP) 14
Paulinho da força (PDT)03
Luiza Erundina (PSB) 09
Soninha (PPS) 04
Aldo Rebelo (PC do B) 02
Zulaiê Cobra (PHS) 01

Cenário 3

Sai Marta entra Chinaglia
Geraldo Alckimin (PSDB)30
Gilberto Kassab (PFL) 14
Paulo Maluf (PP) 13
Paulinho da Força(PDT) 13
Luiza Erundina (PSB) 06
Soninha (PPS) 02
Aldo Rebelo (PC doB) 01
Zulaiê Cobra (PHS) 0
Arlindo Chináglia (PT) 0

Cenário 4

Sai Kassab
Geraldo Alckimin (PSDB)32
Marta Suplicy (PT) 28
Paulo Maluf (PP) 12
Paulinho da Força( PDT)03
Luiza Erundina (PSB) 07
Soninha (PPS) 03
Zulaiê Cobra (PHS) 01
Aldo Rebelo (PC do B) 01

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Mera pirotecnia

O prefeito Kassab vem fechando todos os estabelecimentos comerciais da família Law Kin Chong. No início, o fechamento se dava sob o argumento de combater a pirataria em nossa cidade, uma vez que é público o envolvimento de Law Kin com este tipo de prática ilícita. Tudo o que for feito para combater este tipo de conduta tem o meu apoio. Porém, nos últimos dias estamos presenciando uma ação rigorosa da prefeitura em todos os estabelecimento da família Kin Chong: lojas estão sendo fechadas por falta de extintores de segurança e outras exigências do nosso Código de Obras.

Ouvi hoje, no programa do Milton Jung (na Radio CBN) a leitura de um e-mail de autoria de uma ouvinte que questionava o fato de haver rigor em excesso para alguns e tolerância excessiva para outros. A ouvinte cita como exemplo a própria loja em que trabalha, que mesmo possuindo enormes problemas de segurança nunca recebeu a visita de um fiscal da prefeitura. Neste caso, por inferência, concluímos que a ação da prefeitura junto aos estabelecimentos da referida família é mera vingança ou então o prefeito - pensando nas eleições- quer aparecer a "qualquer custo" e brigar com o Law Kin, que possui uma enorme impopularidade. Isso faria o prefeito se apresentar aos olhos da população como se fosse um "xerife do bem". No caso, o Law virou uma espécie de "Geni" onde para ficar bem como o povo é nele que se deve jogar pedras.

O combate à pirataria deve ser objeto de ação constante, seja essa conduta ilícita praticada pelo Law ou por qualquer pessoa, assim como é dever da prefeitura exigir de todos os estabelecimento comerciais, ou não, o cumprimento da Lei, sem perseguição nem privilégios. O prefeito não pode fazer do exercício do poder pirotecnias midiáticas como instrumento eleitoreiro. No caso em tela, é isso que está acontecendo.

Menino morto em Bauru levou 30 choques; 2 no coração

Recebi e-mail de Rafael contendo matéria da agência Folha de Bauru sobre acusação de tortura praticada contra um garoto de 15 anos de idade por policiais militares daquela região. Pela gravidade de seu conteúdo decidi publicá-la. Leia a matéria abaixo:

TALITA BEDINELLI
da Agência Folha, em Bauru

BRUNO MESTRINELLI
Colaboração para a Agência Folha, em Bauru

"O garoto Carlos Rodrigues Júnior, 15, morto após ser abordado por policiais militares em sua casa, por suspeita de roubar uma moto, recebeu 30 choques elétricos pelo corpo. Dois deles foram do lado esquerdo do peito e atingiram o coração do jovem, provocando uma parada cardiorrespiratória.

A informação é do laudo necroscópico divulgado ontem pelo IML (Instituto Médico Legal) de Bauru (SP), onde o adolescente morreu.

Um fio que poderia ter provocado os choques foi apreendido com um dos seis policiais presos após a morte do menino. Segundo o diretor do IML da cidade, Ivan Edson Rodrigues Segura, o material pode ser compatível com as lesões.

"Se você pega um fio e coloca em uma tomada, ele pode dar choque. As lesões podem ser provocadas por um fio", disse.

Dez das marcas dos choques estão na cabeça -em áreas como pálpebras, orelhas e face. Quatro no tórax e duas no saco escrotal. As outras estavam em áreas como mãos, costas e pé.

O jovem, segundo a polícia, não tinha histórico criminal.

"Houve duas lesões de corrente elétrica na região mamária esquerda. Essas duas correntes induziram a um trajeto pelo coração, levando a uma arritmia cardíaca e à morte."

Segura não soube precisar se o garoto tinha alguma doença ou estava debilitado antes das agressões. Além dos 30 choques, o menino tinha seis marcas pelo corpo, que podem ter sido causadas por objetos ou por socos e pontapés.

PMs torturaram

O delegado seccional de Bauru, Doniseti José Pinezi, disse não ter dúvidas de que os PMs presos torturaram o garoto de 15 anos.

Foi instaurado inquérito na Polícia Civil para saber qual a participação de cada um deles no crime. Os policiais negam as acusações.

"Podemos afirmar categoricamente que houve tortura", afirmou. "O inquérito vai tramitar pela delegacia seccional de Bauru para apurar eventual delito de homicídio qualificado, abuso de autoridade e tortura seguida de morte."

O roubo da moto que originou a ocorrência, bem como a origem dos 330 gramas de maconha encontradas na casa de Carlos Rodrigues Júnior, serão investigados pela Polícia Civil.

Segundo o delegado Pinezi, o dono da moto reconheceu o menino como sendo o ladrão. Esse reconhecimento foi feito, segundo a defesa dos PMs acusados, no velório do rapaz.

O advogado André Luiz Gonçalves Veloso, que acompanhou o depoimento da mãe e da irmã do menino na Polícia Civil, disse que ainda é cedo para saber se a família irá processar o Estado pela morte do garoto.

O tenente Roger Marcel Soares de Souza, o cabo Gerson Gonzaga da Silva, e os soldados Emerson Ferreira, Ricardo Ottaviani, Mauricio Augusto Delasta e Juliano Arcângelo, que participaram da operação que resultou na morte de Carlos Rodrigues Júnior, continuam presos em São Paulo.

Após o crime, moradores chegaram a fazer um protesto no bairro. Eles queimaram pneus e quebraram orelhões".

O Metrô da alegria do Serra

Do jornal Folha de São Paulo hoje (19)

Ontem foi aprovada a criação de 1.300 cargos; hoje devem ser votadas três propostas de aumento salarial

A Assembléia Legislativa deverá aprovar, em dois dias, projetos que representam um gasto adicional de pelo menos R$ 80 milhões para os cofres do Estado de São Paulo no ano que vem. Um deles -criando 1.300 cargos de especialistas em políticas públicas e analistas em planejamento- já foi aprovado na noite de ontem.

Como a estimativa é de contratação de 400 funcionários no primeiro ano, a previsão de gastos para 2008 é de aproximadamente R$ 19 milhões. Assinante leia mais.

Corrigindo

Postei ontem aqui no blog uma matéria com título "Com a boca no Trombone" e atribuí a matéria como sendo de Roberto Louzada. Na verdade quem enviou o e-mail foi Rose Beatriz Lima, usando uma conta antiga. Publico abaixo a devida correção:

Caro Senhor Vereador,
Meu nome não é Roberto e sim Rose Beatriz Lima. Não me preocupo com a publicação em seu blog, porém peço a gentileza de corrigir meu nome em seu Blog o mais breve possível, pois o nome a que se referiu é do anterior dono da conta e não o meu.

Grata

Rose

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Aprovado o projeto "Vaga Livre"

Foi aprovado hoje (18) em segunda votação o PL nº 652/2006 de minha autoria que institui o programa "Vaga Livre". O projeto, que agora aguarda a sanção do prefeito propõe uma democratização dos pontos de táxis na cidade de São Paulo.

Hoje existem três categorias de taxistas: aqueles que são privilegiados e agraciados com pontos altamente rentáveis, os que possuem vagas em pontos de baixos rendimentos e outros que nem pontos possuem.

Meu objetivo é propiciar maior isonomia para toda a classe, otimizando o tempo, maior rentabilidade para todos e garantindo um futuro melhor para sua família.

Trem-bala

Do Jornal do Brasil hoje (18)

"A Secretaria Estadual de Transportes informou ontem que foi dado o primeiro passo objetivo para a construção do trem de alta velocidade que vai ligar as regiões metropolitanas do Rio, São Paulo e Campinas. Está marcada para o dia 18 de janeiro a escolha da empresa que fará o estudo de viabilidade do projeto ferroviário. Ontem, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou que a intenção do governo federal é de que a linha esteja em funcionamento até a Copa de 2014.

Mas, na primeira etapa marcada para o mês que vem, a empresa contratada para fazer o estudo deverá levantar, até a metade do ano de 2008, qual o público potencial para o trem-bala e quais os locais mais apropriados para a instalação de estações no trajeto.

Algumas informações que constarão no futuro projeto já foram adiantadas. De acordo com o secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, uma das condições primordiais para a construção da linha ferroviária será a integração com o sistema de aeroportos, e não concorrência de passageiros com trens e aviões".

Com a boca no Trombone

Publico abaixo denúncia do morador de Vila Guilherme Rose Beatriz Lima:

"Li um folheto onde informa que o senhor irá providenciar o que não foi feito até agora no clube Darcy Reis. Na realidade, em primeiro plano o referido clube precisa de alguém competente para dirigí-lo. Atualmente está sendo coordenado por uma senhora de nome Madalena que nem aspecto tem de administradora. Não demonstra interesse algum em fazer algo pelo clube e sim só por si mesma. Acho que deveria ser necessário uma pessoa de melhor apresentação e formação, pois daria o semblante de organização e não "EMPREGUISMO".

Caro Vereador, já que disse que gosta e tem algo que o liga ao bairro de Vila Guilherme, sugiro que comece observando o abandono que causou o atual Subprefeito que até a presente data pouco fez pelo bairro, parecendo inclusive que a Subprefeitura é apenas da Vila Maria, apesar de ser o bairro de Vila Guilherme um bairro muito mais importante mas que por ser menor, tem menos votos e, sendo assim, acho ser este o principal motivo do abandono ou talvez pela Vila Maria ter o Vereador Wadih Mutran. Sendo assim, peço ao Vereador que dê mais atenção também nos demais serviços que deixam de ser observados pela Subprefeitura no bairro. Quanto ao Darcy Reis, a primeira medida seria contratar um Administrador a altura e não o que há no momento.

Trate a população com dignidade e respeito. É o mínimo que o poder público deve aos Munícipes".

Prezada Rose, tomei a liberdade de encaminhar o seu e-mail para o gabinete do prefeito. Aproveito para cumprimenta-la pela iniciativa. Somente com a participação dos cidadãos, denunciando, cobrando e apresentando soluções é que vamos construir uma cidade melhor no futuro.

Dengue em São Paulo

Recebi do cidadão Félix o seguinte e-mail:

"Após algumas denuncias e visitas já realizadas pela subprefeitura do butanta, o qual vem realizando um bom trabalho, FOCOS DE DENGUE, QUE NAO SAO POUCOS, foram encontrados neste desmanche. Pedimos encarecidamente que se faça algo, pois crianças moram e são vizinhas no local deste desmanche que , pelas condições precárias , deve ser ilegal e estar em desacordo com a legislação da cidade. Os fiscais da subprefeitura nos mostraram vidros com o foco e larvas do mosquito da dengue. Por favor, tomem providencias. Imploramos, temos filhos, se você é pai ou mãe, façam algo. De que adianta a prefeitura gastar uma nota com propaganda contra a Dengue se nada é feito quando se encontra o foco. Nos ajudem, por favor. Precisamos de alguma solução, alguém com poder publico para que interceda".

A Dengue é um problema hoje presente em todo o município de São Paulo. Seu combate exige um esforço de todos os cidadãos e especialmente do poder público. É preciso combater o mosquito transmissor com prioridade para evitar sua proliferação e eliminar os riscos de uma epidemia.

Estou encaminhando a reclamação do senhor Félix para o órgão competente da prefeitura. Espero que as providencias sejam tomadas com a maior brevidade, até porque, aquilo que hoje pode ser um foco localizado em Butatã, amanhã poderá proliferar e contaminar toda a cidade.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Um pouco de Noel Rosa

Primeiro filho de seu Manoel e dona Marta de Medeiros Rosa, Noel veio ao mundo em 11 de dezembro de 1910, no Rio de Janeiro, RJ, em parto difícil - para não perderem mãe e filho, os médicos usaram o fórceps para ajudar, o que acabou causando-lhe a lesão no queixo, que o acompanhou por toda a vida.

Franzino, Noel aprendeu a tocar bandolim com sua mãe - era quando se sentia mais importante, lá no Colégio São Bento. Sentava-se para tocar, e todos os meninos e meninas paravam para ouvi-lo extasiados. Com o tempo, adotou o instrumento que seu pai tocava, o violão.

Foi para a faculdade de medicina - alegria na família - mas a única coisa que isso lhe rendeu foi o samba "Coração" - ainda assim com erros anatômicos. O Rio perdeu um médico, o Brasil ganhou um dos maiores sambistas de todos os tempos. Leia mais.

Clique aqui e ouça Último Desejo (composição de Noel Rosa)

Nosso amor que eu não esqueço, e que teve o
seu começo
Numa festa de São João
Morre hoje sem foguete, sem retrato e sem bilhete,
sem luar, sem violão
Perto de você me calo, tudo penso e nada falo
Tenho medo de chorar
Nunca mais quero o seu beijo mas meu último desejo
você não pode negar
Se alguma pessoa amiga pedir que você
lhe diga
Se você me quer ou não, diga que você
me adora
Que você lamenta e chora a nossa separação
Às pessoas que eu detesto, diga sempre que eu não
presto
Que meu lar é o botequim, que eu arruinei sua vida
Que eu não mereço a comida que você pagou pra mim

Bela deixa

O leitor Arnaldo do bairro do Itaim Paulista fez o seguinte comentário aqui no Blog: "Caro João Antonio: li no seu blog a reclamação do sr Kleber do bairro do Cagaíba. Fique muito contente com a sua disposição em em atendê-lo. Aproveito este espaço para denunciar o completo abandono de uma área aqui no Itaim Paulista na Vila Aynoré chamada de área dos ciganos. Esta área está completamente ocupada por barracas, causando um grande transtorno para o nosso bairro. Por que não aproveitar uma área nobre como esta para fazer algum equipamento público para nós? Uma escola, um CÉU por exemplo!"

Finalmente os leitores estão se utilizando deste blog como um instrumento de alerta, denúncia e sugestão para a solução dos problemas da cidade. Fico feliz, espero que outros leitores façam o mesmo.

Em relação ao cometário do Arnaldo, de fato, esta área (terreno dos ciganos) se transformou em um verdadeiro caos. A cerca de dois anos atrás representantes da comunidade local me procurou sugerindo que fosse construído um Centro Desportivo Municipal (CDM) naquele espaço. Como a referida área não é pública, minha iniciativa foi apresentar na Câmara Municipal um Projeto de Lei declarando-a de utilidade pública para fim de construir o Centro Desportivo.

O PL já foi aprovado em primeira votação, espero em breve votá-lo em segunda e convencer o prefeito sancioná-lo.

Inoperância

Recebi do Kleber e-mail com o seguinte conteúdo: "João tudo bem kleber de cangaiba estou pedido a você uma força perante a Subprefeitura da Penha para obter um pedido de limpeza de uma praça. Falei no 156 a trinta dias até o presente momento nada. O mato está aumentando a cada dia".

O prefeito Gilberto Kassab precisa ficar atento e procurar acompanhar mais de perto o desempenho de seus auxiliares. Talvez seja o descaso de alguns dos seus "indicados" para com os munícipes, um dos elementos que explica o crescimento da rejeição ao seu governo.

PS: Já informei o Kleber que estamos contactando o órgão competente da Subprefeitura e informarei também o prefeito. Tenho certeza que a limpeza da praça será realizada.

Cresce a reprovação ao governo Kassab

A reprovação à administração do prefeito Gilberto Kassab (DEM) em São Paulo cresceu oito pontos percentuais entre o início de agosto e o final de novembro, de acordo com pesquisa do instituto Datafolha publicada na Folha de S.Paulo (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal) desta segunda-feira (17).

O levantamento feito entre os dias 26 e 29 de novembro com 1.089 moradores da capital paulista mostra que 31% consideram ruim ou péssima a gestão de Kassab. Em 9 de agosto, quando foi feita a pesquisa anterior, eram 23%.

A aprovação passou de 31% para 33%, uma variação dentro da margem de erro da pesquisa, de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Kassab, que tem uma boa avaliação de sua gestão para ser o escolhido à prefeitura pela aliança PSDB/DEM, é o terceiro colocado nas intenções de voto para a prefeitura, com 13%, segundo a pesquisa do Datafolha. Geraldo Alckmin (PSDB), 26%, e Marta Suplicy (PT), 25%, lideram.

Eleições internas no PT

Na segunda parcial das apurações do PED 2007, divulgada às 22h30 deste domingo (16), o deputado Ricardo Berzoini manteve a vantagem sobre o também deputado Jilmar Tatto na disputa pela presidência nacional do PT.

Com 106.252 votos apurados - o equivalente a 48% do total estimado de petistas que compareceram às urnas no segundo turno - Berzoini tem 62.000 (61,80% dos válidos), contra 38.316 (38,20%) de Tatto.

domingo, 16 de dezembro de 2007

'É bom fingir que sou outra'

Do jornal O estado de São Paulo hoje (16)

Ela é uma das jornalistas mais conceituadas do País, entrevistou personalidades de grande quilate, comandou o TV Mulher, programa revolucionário na TV brasileira, mas queria ser outra. Sim, essa mesma que foi casada por oito anos com Reynaldo Gianecchini. Não precisa recomendar, Marília Gabriela já fez análise, recebeu alta e, mesmo assim, não parou de se lamuriar: “Ai, acho a minha vida tão tediosa!”, diz, relembrando as conversas que tinha com seu psicanalista. Talvez por isso tenha se lançado aos palcos e, agora, encara uma novela do começo ao fim, como Guigui, de Duas Caras. A cabeça dessas mulheres... Clique aqui e leia a entrevista completa.

Crescimento econômico tira 20 milhões de brasileiros da classe D/E

Cerca de 20 milhões de brasileiros com mais de 16 anos migraram para a classe C nos últimos cinco anos, revela pesquisa Datafolha, divulgada na edição deste domingo (16) da Folha (conteúdo exclusivo para assinantes do UOL e do jornal).

Entre janeiro de 2003 e junho de 2006, seis milhões de pessoas, a maioria oriunda da classe D/E, fizeram a transição. Já nos últimos 17 meses, entre julho de 2006 e novembro passado, aproximadamente 14 milhões de brasileiros passaram à classe C. A aceleração na transição durante o período coincide com a recuperação mais acentuada da economia. Além disso, este aumento na migração de classes sugere que os programas sociais e previdenciários têm elevado o padrão de vida das faixas mais pobres da sociedade.

Nos últimos cinco anos, a classe D/E encolheu de 46% do total da população para 26%. Já a C cresceu de 32% para 49%, reunindo hoje quase a metade dos eleitores do país --125 milhões de pessoas com mais de 16 anos. A classe A/B manteve-se praticamente estável, tendo oscilado de 20% para 23% do total da população. Leia mais.

sábado, 15 de dezembro de 2007

A composição da nova Mesa Diretora

Encerrados os trabalhos da sessão legislativa que elegeu a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Paulo para o ano de 2008, a composição da Direção da Casa ficou da seguinte forma:

Presidente - Antônio Carlos Rodrigues (PR)

1º Vice-Presidente - Adilson Amadeu (PTB)

2º Vice-Presidente - Gilson Barreto (PSDB)

1º Secretário - Antônio Donato (PT)

2º Secretário - Milton Leite (DEM)

1º Suplente - Abou Anni (PV)

2º Suplente - Mário Dias (DEM)

CORREGEDORIA - Também foi eleito para o cargo de Corregor da Câmara - desta feita para o quarto mandato consecutivo - o vereador Wadih Mutran (PP).

Donato ocupará Primeira-Secretaria da Mesa

Eleito com 40 votos, o vereador Antônio Donato (PT) ocupará o cargo de 1º Secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Paulo. A eleição dele representa a manutenção do PT no referido cargo, antes ocupado por José Américo.

PSDB continua na 2ª Vice-Presidência

Em nome da proporcionalidade e da representação democrática no parlamento, o Plenário da Câmara decidiu indicar o vereador Gilson Barreto (PSDB) para continuar na 2ª Vice-Presidência.

A articulação suprapartidária que indicou o nome de Barreto não recebeu o apoio da bancada do PSDB. O líder do governo na Casa, José Pólice Neto (Netinho), votou contra a indicação de Gilson.

O vereador Gilson Barreto foi reconduzido ao cargo de 2º Vice-Presidente com o voto de 41 parlamentares.

Antônio Carlos e Adilson Amadeu reeleitos

O vereador Antônio Carlos Rodrigues (PR) foi reeleito na manhã deste sábado (15) para um novo mandato à frente da Presidência da Câmara Municipal de São Paulo.

Antônio Carlos obteve 43 votos. Dos 55 vereadores foi registrada a abstenção da vereadora Soninha Francine (PPS) e as ausências da quase totalidade da bancada do PSDB e do vereador Carlos Neder (PT). Apenas dois vereadores tucanos votaram no atual presidente da Câmara Municipal. Foram eles José Pólice Neto (Netinho) e Gilson Barreto.

VICE- Já o vereador Adilson Amadeu (PTB), atual 1º Vice-Presidente da Casa, foi reeleito para o cargo por 43 votos.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Eleição da nova Mesa Diretora

Acontece na manhã deste sábado (15), às 11h, a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Paulo. O evento será realizado no Plenário 1º de maio, 1º andar do Palácio Anchieta.

A nossa dica de vídeo para esta sexta-feira

Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

LETRA E MÚSICA (Music and Lyrics, EUA, 2007)

Sinopse: O saudosismo em relação aos anos 80 está em moda em todos os segmentos. Este filme cumpre seu papel de suprir com algumas piadas e romance esse sedento público que viveu a juventude ou infância há 20 anos. Hugh Grant é Alex Fletcher, um cantor decadente que viu o auge de sua carreira na década de 80. Ele recebe a ajuda da atrapalhada e adorável Sophie (Drew Barrymore, perfeita para um papel como este) para compor uma canção e tentar ressuscitar sua carreira.

Elenco: Drew Barrymore, Hugh Grant, Brad Garrett, Billy Griffith, Adam Grupper, Ellen Harvey, Kristen Johnston, Jeremy Karson, Spenser Leigh, Matthew Morrison, Scott Porter, Campbell Scott, Daniel Stewart Sherman, Brooke Tansley.

Boa diversão!!! Bom fim de semana!

Um pouco de Chico Buarque

Francisco Buarque de Hollanda nasceu no Rio de Janeiro, em 19 de junho de 1944, mas sua família mudou-se para São Paulo quando tinha dois anos - foi morar no Rio apenas em 1970, após seu exílio na Itália.

Foi perseguido a cada passo, teve seus microfones desligados durante um show com Gil, quando foi apresentar Cálice ao público - mas tal qual Julinho, escorregava pelas mãos da ditadura usando tão somente sua genialidade.

Modelador de palavras, tem o dom único de descrever sentimentos como quem vive cada dor ou alegria - fala por nós - e não há quem, alguma vez na vida, ao ouvir suas composições, não tenha jurado que Chico esteve por um momento em sua alma para ter conseguido descrever a emoção indescritível.

Clique aqui e ouça Na Ilha De Lia No Barco De Rosa (Chico Buarque)

Ouça também Futuros Amantes

Dicas de Shows

JICA Y TURCÃO E CONVIDADOS
Os trinta anos de parceria da dupla são celebrados nestes shows, com participações de diversos convidados, entre eles, Mário Manga e o rapper Thaíde (hoje, dia 14).www.sescsp. org.br. Sesc Santana - teatro - av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana, região norte, tel. 6971-8700. 349 lugares. 21h. 60 min. 12 anos. Ingr.: R$ 10 a R$ 20. Estac. (R$ 3,50 e R$ 7 a 1ª h mais h adicional).A D

ALMA BRASILEIRA TRIO
O trio de música instrumental faz show de seu álbum homônimo, lançado em 2003, com repertório que vai de Pixinguinha a Gismonti, passando por Tom Jobim, Villa-Lobos, Milton Nascimento, Edu Lobo e Wagner Tiso.www.sescs p.org.br. Sesc Vila Mariana - pça. de eventos - r. Pelotas, 141, Vila Mariana, região sul, tel. 5080-3000. 300 lugares. 13h30. 60 min. Livre. Estac. (R$ 2 a R$ 5 a 1ª h mais h adicional).

CHICO CÉSAR
Em comemoração aos 25 anos do Centro Cultural São Paulo, o cantor e compositor faz show intimista com músicas de diversos momentos de sua trajetória.www.centrocultural.sp. gov.br. Centro Cultural São Paulo - sala Adoniran Barbosa - r. Vergueiro, 1.000, Liberdade, região central, tel. 3383-3402. 631 lugares. 19h. 90 min. Livre. Retirar ingr. c/ duas horas de antecedência.

Pacotão para a Zona Leste

Do Jornal da Tarde hoje (14)

"A Câmara Municipal aprovou ontem em segunda votação lei que prevê incentivos fiscais para empresas e indústrias que se instalarem na Zona Leste de São Paulo nos próximos dez anos. A lei, de autoria do prefeito Gilberto Kassab, é uma adaptação de outra lei aprovada na gestão Marta Suplicy, em 2004.

A lei vai contemplar empresas de comércio ou serviços e indústrias que instalem novas unidades em cinco regiões delimitadas pela Prefeitura, que compreendem o eixo Radial Leste-Jacu Pêssego. No total, a nova lei abrangerá 10 km2 contra 100 km2 da lei do governo anterior. Em contrapartida, estão previstas mais isenções fiscais que na lei de 2004. Estão incluídos na lei descontos de 50% no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), 60% no ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) e de 50% no ITBI-IV (Imposto sobre Transmissão “Inter Vivos” de Bens Imóveis). O investimento mínimo previsto pela lei é de R$ 50 mil, desde a compra de terrenos até instalação de novos equipamentos.

Fátima Marinera, presidente da Associação das Indústrias da Região de Itaquera, aprova a nova lei, mas acha que ela deve ser ampliada. “Muito deve ser feito, não só isto. Deveria haver incentivos para quem já estivesse na região e já solicitamos uma agência de desenvolvimento local para colocar estas ações em prática.” Leia mais.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Por que não ampliar a isenção do ISS?

O projeto de lei 838/07, de autoria do poder Executivo, propõe a isenção do pagamento do Imposto Sobre Serviços (ISS) para a categoria dos taxistas. O curioso é que agora, quando o processo eleitoral de 2008 passa a ser discutido abertamente pelo atual prefeito e por outro pretendente no ninho tucano, a Prefeitura resolve mandar esse projeto de isenção à Câmara. Mais curioso ainda: eles mesmos inventaram a taxação da categoria...

A pergunta que cabe é: por que passaram a cobrar o ISS dos taxistas e agora, com 2008 batendo à porta, resolveram "mudar" de idéia? Pode-se denominar isso de "oportunismo eleitoral".

O PT não é contrário à isenção - acha justo que os taxistas sejam beneficiados com a medida. O que defendemos é que a isenção seja ampliada para outras categorias de autônomos. Por que não incluir também médicos, dentistas, advogados e outras caregorias na isenção do tributo? Os tucanos e aliados espernearam - e conseguiram - barrar a prorrogação da CPMF em Brasília sob o argumento da "diminuição da carga tributária" deveriam fazê-lo aqui também na Capital.

O referido PL está na pauta de votações desta quinta-feira (10) e deve ser apreciado pelos vereadores ainda em primeiro turno.

Incentivo ao teatro amador nas escolas

Aprovei na noite de hoje (13) - em segunda votação - um projeto de lei que considero da mais alta importância para as escolas municipais. Trata-se do PL 117/07 (clique no link ao lado para ver a íntegra do texto), que institui o PRÓ-TEATRO - Programa Municipal de Fomento ao Teatro Amador Estudantil.

A idéia é dotar os diversos grupos teatrais existentes na rede educacional paulistana de recursos financeiros que garantam o desenvolvimento desta que é uma atividade de caráter pedagógico reconhecido por todos os especialistas em educação. Esses pequenos grupos exercem um papel importante no processo de ensino-aprendizagem, pois colocam os alunos em contato com elementos da arte, da criatividade e da disciplina no ambiente escolar.

Além de incentivar a atividade teatral, meu projeto - que aguarda agora a sanção (transformação em lei) do Executivo - é mais uma ação que visa melhorar a qualidade do ensino no município de São Paulo.

Hoje é dia do forró

LEI Nº 11.176, DE 6 DE SETEMBRO DE 2005.

Institui o dia 13 de dezembro como o "Dia Nacional do Forró".


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o Fica instituído o dia 13 de dezembro como o "Dia Nacional do Forró", em homenagem à data natalícia do músico Luiz Gonzaga do Nascimento, o "Rei do Baião".

Art. 2o Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 6 de setembro de 2005; 184o da Independência e 117o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA


Sobre o Forró

O forró faz parte da história brasileira. É um ritmo envolvente. Inicialmente, típico dos festejos juninos, tornou-se hoje numa dança comum em todo o País independentemente da época. No forró, as pessoas dançam agarradinhas e se deixam envolver pelas emoções que só ele proporciona.

O nome forró segundo o folclorista Câmara Cascudo deriva de forrobodó, expressão que significa divertimento pagodeiro. Tanto o pagode (que hoje designa samba) quanto o forró são festas que foram transformadas em gêneros musicais.

Com as suas raízes no Nordeste, não se sabe ao certo como, onde e quando ele apareceu. Mas, com certeza, ele chegou a São Paulo e aos demais estados do Sudeste e do Sul por intermédio de Luiz Gonzaga, por volta dos anos 40.

Há quem diga que a palavra forró deriva da expressão inglesa for all (para todos), pois estava escrita, em placas e nas portas dos bailes promovidos em Pernambuco, no início do século, durante o período de construção das ferrovias, pelos ingleses.

O forró tradicional é constituído pelo sanfoneiro, pandeirista e o tocador de zabumba e de triângulo junto com os acompanhamentos musicais de sanfona, triângulo e agogô. Antes, preso somente ao Nordeste e aos festejos juninos, falava de devastação, sofrimento e lamentação.

Hoje, o forró moderno é constituído por baterista, guitarrista, baixista e outros equipamentos eletrônicos, trazendo um novo estilo de dança. É mais alegre, sensual, carismático e todas as pessoas, de todas as idades e de diversas classes sociais se alegram e se divertem ao som desse ritmo.

Sobre o Rei do Baião

Luiz Gonzaga do Nascimento, compositor, cantor e instrumentista, nasceu numa fazenda em Exu, no estado de Pernambuco, no dia 13 de dezembro de 1912, e faleceu em Recife (2/8/1989). Aprendeu a tocar o instrumento com seu pai, o sanfoneiro Januário, que tocava em bailes e nas horas vagas consertava sanfonas.

Desde pequeno trabalhava na roça e tocava em bailes, forrós e feiras. Já era relativamente conhecido como sanfoneiro, quando, em 1930, fugiu de casa e foi para Fortaleza, onde ingressou no Exército. Com a revolução de 1930, seu batalhão deslocou-se para a Paraíba e outros estados do Nordeste, seguindo depois para Juiz de Fora, Minas Gerais. Ali conheceu Dominguinhos Ambrósio, famoso sanfoneiro mineiro que também estava no Exército e com quem estudou e aprendeu as músicas mais populares no Sul.

Transferido para a cidade mineira de Ouro Fino, apresentou-se como sanfoneiro num clube local. Em 1939, foi para São Paulo comprar uma sanfona nova, seguindo depois para o Rio de Janeiro, onde deu baixa do serviço militar.

Clique aqui e ouça O Xote Das Meninas (Gonzagão e Gozaguinha)

CPMF

O governo perdeu a briga no Senado para prorrogar a Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF) até 2011. Foram 45 votos a favor e 34 contra a emenda constitucional. Para que ela fosse aprovada, seriam necessários 49 votos, equivalentes a três quintos dos senadores. Com isso, o imposto do cheque deixa de valer após 31 de dezembro deste ano. A votação foi encerrada à 1h de hoje.

DEMANDA INTERNA É A MAIS FORTE EM 12 ANOS

Do Valor Econômico hoje (13)

A demanda doméstica alcançou o ritmo de crescimento do Plano Real e contribuiu com 6,8 pontos percentuais para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB) dos últimos quatro trimestres, nível mais alto desde o fim de 1995. O PIB brasileiro - que cresceu 5,2% em quatro trimestres - só não registrou avanço ainda maior porque o setor externo teve resultado negativo e reduziu em 1,6 ponto percentual o crescimento da economia.

O consumo das famílias e o investimento em máquinas, equipamentos e na construção civil continuaram a liderar a expansão do PIB no terceiro trimestre. Em relação a igual período de 2006, o PIB foi 5,7% maior, com alta de 6% no consumo das famílias e de 14,4% no investimento - a maior expansão desde 1996, quando foi iniciada a série histórica. A força da demanda interna explica por que todas as projeções para o PIB de 2007 foram revisadas ontem e agora indicam 5% como taxa mínima para o ano. Algumas consultorias já apontam uma alta de 5,5%.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Uma bela canção

MODINHA

Olho a rosa na janela
Sonho um sonho pequenino
Seu eu pudesse ser menino
Eu roubava essa rosa
E ofertava todo prosa
À primeira namorada
E nesse pouco, quase nada
Eu dizia o meu amor
O meu amor.
Olho o sol findando lento
sonho um sonho de adulto
Minha voz na voz do vento
Indo em busca do teu vulto
E o meu verso em pedaços
Só querendo o teu perdão
Ah, amor, eu vou morrer
Buscando o teu amor
Ah, amor, eu vou morrer
Buscando o teu amor.

Clique aqui e ouça Modinha - Taiguara

Banco Mundial anuncia criação de fundo contra desmatamento

O Banco Mundial apresentou na terça-feira (11) planos para criar um fundo de 300 milhões de dólares dedicado a combater o aquecimento global por meio da preservação das florestas.

Mas manifestantes disseram que a medida poderia transformar o lar de populações indígenas em propriedade dos ricos.

O novo mecanismo de financiamento, lançado nas negociações da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre as mudanças climáticas, pretende transformar o bom gerenciamento de áreas de floresta em uma mercadoria negociável.

O objetivo seria conter a destruição das matas, responsável por um quinto das emissões anuais de carbono. "Se não nos concentrarmos na proteção das florestas tropicais ainda restantes no mundo, limitaremos dramaticamente nossas opções quando se trata de reduzir as emissões de gases do efeito estufa", afirmou o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, no lançamento do projeto.

"O desmatamento e as mudanças no uso da terra são a segunda principal causa do aquecimento," afirmou, acrescentando que o projeto representava apenas o início do combate ao problema. Leia mais.

Brasil reduziu em 15,7% produção de carvão obtido com desmatamento, apura IBGE

Uma queda de 15,7% na produção de carvão vegetal obtido por meio do extrativismo foi apurada pela pesquisa Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura, divulgada nesta terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número, registrado em 2006 em comparação ao ano anterior, reverteu a tendência de alta observada desde 1998.

Para o gerente da pesquisa, Luis Celso Guimarães Lins, esse é o principal resultado da pesquisa. “A queda foi na produção de carvão oriundo de desmatamento. Então, houve uma diminuição de árvores abatidas com essa finalidade”, afirmou Lins à Agência Brasil. Por outro lado, a produção de carvão proveniente de silvicultura (cultivo de florestas) cresceu. Na soma, a produção de carvão vegetal caiu 6,9%, segundo o IBGE.

A retração na produção extrativista de carvão se deu, basicamente, na Bahia, completou o técnico. A redução no estado foi de 54,6%, de acordo com os dados do instituto. “Em 2005 foram colocadas muitas licenças para desmatamento de áreas para expansão agrícola, levando lá em cima o carvão vegetal da Bahia”, disse Lins. “E em 2006 teve uma fiscalização maior, essas licenças deixaram de ocorrer. Então, deu essa queda boa em termos de Brasil.” Leia mais.

PIB se expande quase 6% no 3º trimestre

Do jornal Valor Econômico Online:

Expansão do PIB no 3º trimestre em relação a mesmo período de 2006 é de 5,7%

"O Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 645,2 bilhões registrado no terceiro trimestre de 2007 representa uma expansão de 5,7% frente a igual período do ano passado, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação ficou ligeiramente acima dos 5,6% da comparação anual feita com os dados do segundo trimestre".

PMDB lança Garibaldi

Do jornal O Estado de São Paulo hoje (12)

O senador Garibaldi Alves (RN) confirmou o favoritismo, venceu o gaúcho Pedro Simon na disputa interna do PMDB e chega hoje ao plenário como candidato único à sucessão de Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência do Senado. Por um placar de 13 votos a 6, os aliados do Planalto, tendo à frente os senadores José Sarney (PMDB-AP) e o próprio Renan, conseguiram eleger o candidato do grupo, depois de forçar a desistência de outros três concorrentes: Valter Pereira (MS), Leomar Quintanilha (TO) e Neuto de Conto (SC).

A eleição de Garibaldi à presidência do Senado, por voto secreto no plenário, está marcada para o meio-dia. Ele não terá dificuldade para atingir o mínimo de 41 votos necessários. Os seis peemedebistas que preferiram Simon na briga interna avisaram que aceitam a derrota e votam em Garibaldi no plenário. Da mesma forma, aliados do PT que trabalharam por Simon também prometeram respeitar a escolha do PMDB. Garibaldi contará, ainda, com o apoio do PSDB e do DEM.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Um pouco de Taiguara

"Vê como um fogo brando funde um ferro duro. Vê como o asfalto é teu jardim se você crê, que há sol nascente avermelhando o céu escuro, chamando os homens pro seu tempo de viver. E que as crianças cantem livres sobre os muros, e ensinem sonho ao que não pode amar sem dor, e que o passado abra os presentes pro futuro, que não dormiu e preparou o amanhecer..."

Clique aqui e ouça Hoje - Taiguara

OAB SP CRIA COMISSÃO E INICIA DEBATE SOBRE REFORMA TRABALHISTA

Do site da OAB SP

"O professor Amauri Mascaro Nascimento foi designado pelo presidente da Seccional, Luiz Flávio Borges D´Urso, titular da recém criada Comissão de Estudos sobre Reforma Trabalhista e Sindical da OAB SP. A partir de seminários, a Comissão vai reunir elementos para formular propostas para o texto da reforma.

Na avaliação de Amauri Mascaro Nascimento, a reforma é urgente, “razão pela qual a OAB SP resolveu entrar na discussão do tema, ouvindo, em seminários, especialistas para indicar os melhores caminhos”. O primeiro debate sobre Reforma Trabalhista aconteceu nesta terça-feira (5/12), às 9h30, na sede da OAB SP, “ O resultado deste e de outros seminários vão subsidiar o trabalho da Comissão e servirão de apoio às sugestões sobre reforma trabalhista que serão encaminhadas pela OAB SP ao Legislativo”, afirmou D´Urso, que abriu os trabalhos.

Amauri Mascaro, propôs que uma lei complementar autorize os estados a legislar sobre Trabalho. “Os problemas trabalhistas não são iguais em todo o país.”, afirmou. Já Arion Sayão Romita, advogado, membro da Academia Nacional de Direito do Trabalho e professor universitário, tem posição pessimista quanto às mudanças nas leis trabalhistas” Acredito que só daqui a 10, 15 gerações poderemos fazer essa reforma. Mas espero que a história me desminta e que a reforma venha com rapidez.”Segundo ele, a Constituição de 1988 trouxe três avanços para a legislação trabalhista: autonomia sindical, ênfase na negociação e regulação do direito de greve.“A liberdade sindical é a condição para que a reforma saia. Mas o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, é contra a reforma e os sindicatos são inautênticos, voltados para projetos pessoais e particulares, sobrevivem do dinheiro da contribuição sindical”, disse Romita. Segundo ele, é preciso garantir a segurança jurídica, abandonar o caráter paternalista da legislação, fazer a reforma sindical e democratizar a regulação das relações do trabalho". Leia mais.

Rodízio: aprovação de PLs não foi unânime

A recente aprovação de dois projetos de lei de vereadores - que tratam do rodízio de veículos na Capital - teve uma cobertura equivocada por praticamente todos os órgãos de imprensa.

O noticiário deu como "unanimidade" duas votações distintas, nas quais foram aprovados - em primeira fase - os projetos de autoria de Ricardo Teixeira (PSDB) e Adilson Amadeu (PTB). O primeiro propõe a ampliação do rodízio de veículos e o segundo defende a extinção da restrição hoje imposta aos motoristas na cidade.

A Bancada do PT esclarece que registrou votos contrários às propostas de Ricardo Teixeira e Adilson Amadeu. Não houve, portanto, unanimidade, como afirmaram jornais, rádios e tevês acerca do assunto.

PS - Nota revisada às 15h32.

Mercado interno aquecido

Do jornal Valor Econômico, hoje (11):

Venda no varejo aumenta 9,6% no ano

"O volume de vendas do comércio varejista nacional cresceu 9,6% nos 11 meses deste ano, na comparação com o acumulado de janeiro a novembro de 2006, segundo o indicador Serasa. O resultado no período foi determinado pelo crescimento de 12,1% nas vendas do varejo especializado (lojas de eletroeletrônicos, veículos, materiais de construção), enquanto as vendas dos hipermercados, supermercados e do varejo de alimentos e bebidas (mercearias, açougues, quitandas, distribuidoras de bebidas) subiram 7% até novembro.

O aumento também foi observado em novembro deste ano na comparação com novembro de 2006. As vendas totais subiram 7,6% no período, sendo que o volume de vendas dos hipermercados, supermercados e do varejo de alimentos e bebidas cresceu 7% e o varejo especializado registrou elevação de 8,2% no seu volume de vendas.

Na comparação com outubro de 2007 (variação mensal), as vendas do varejo diminuíram 1,1%, com queda de 0,4% nas vendas do varejo composto pelos hipermercados, supermercados e varejo de alimentos e bebidas e recuo de 1,7% no varejo especializado.

Segundo a Serasa, no acumulado do ano os bons resultados do comércio refletem a maior atividade econômica, o crescimento da renda do trabalhador e do emprego formal, a maior oferta de crédito, o alongamento dos prazos de financiamento e a estabilidade da inadimplência do consumidor".

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Cassado governador tucano

Do portal UOL hoje (10)

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) decidiu na tarde desta segunda-feira (10) cassar o mandato do governador do Estado, Cássio Cunha Lima (PSDB), no julgamento do "Caso A União". O governador foi considerado culpado das acusações de ter utilizado o jornal oficial a seu favor durante a campanha eleitoral de 2006, informou a assessoria de imprensa do TRE.

Esta é a segunda cassação sofrida por Cássio Cunha Lima. A condenação prevê uma multa de R$ 100 mil para o governador e o superintendente da União, Itamar Cândido, além inelegibilidade por três anos de Cássio e do vice, José Lacerda Neto (DEM). Leia mais.

Ainda sobre o meu projeto aprovado na sexta

A aprovação do meu projeto de lei que obriga a colocação do itinerário completo das linhas na parte externa dos veículos de transporte coletivo da cidade de São Paulo foi noticiada pelo jornal Diário de S. Paulo de sábado passado (8). A notícia também mereceu um comentário de um leitor do jornal, enviado por e-mail. Reproduzo abaixo os dois textos:

Ônibus serão obrigados a exibir todo o itinerário

Do Diário de S. Paulo (8/12/2007)

"Um projeto aprovado pela Câmara Municipal, na madrugada de ontem, obriga as empresas de transporte coletivo e as cooperativas de perueiros da capital a fixar adesivos na parte externa dos ônibus e vans com o itinerário completo das linhas. De acordo com a proposta, o cartaz terá que ser colado junto à porta de entrada dos veículos e deverá ser escrito em caracteres de fácil leitura.

O texto foi aprovado em segunda votação e agora será submetido à avaliação do prefeito Gilberto Kassab. A proposta poderá ser sancionada, tornando-se lei, ou ser vetada. Segundo o vereador João Antonio (PT), autor do projeto, o objetivo da medida é facilitar a vida dos passageiros, já que hoje os ônibus têm placas informando apenas as principais vias do trajeto.

A SPTrans não quis comentar a proposta e informou que só se manifestará se o texto for sancionado. O Sindicato das Empresas de Ônibus (SP Urbanus) também não tratou do assunto. Segundo o sindicato, se a medida virar lei, os empresários irão cumpri-la".

Sobre projeto de lei

"Li no jornal Diário de São Paulo do dia 8 próximo passado que o vereador está com um projeto de Lei que obriga as empresas de ônibus contratadas para realizarem o transporte público em nossa cidade a colocar o itinerário completo nos veículos utilizados. Quero dar meu parabéns ao ilustre vereador de nossa cidade de São Paulo. O povo precisa disto mesmo: políticos voltados aos interesses da massa. Eu mesmo já tive um problema com relação ao itinerário de ônibus e ao me dirigir ao motorista, este por sua vez foi muito mal educado. Acho necessário inclusive o itinerário de ida e volta, pois muitas linhas tem diferentes rotas entre ida e volta. PARABÉNS!"

Eraldo Rico Jr - rico2008@globo.com

Para calar os bicos tucanos...

Crescimento do ano deve ficar perto de 5%

"O forte desempenho da economia no mês de outubro e a possibilidade de um quarto trimestre ainda mais aquecido fez economistas elevarem as projeções para o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB). As estimativas variam de 1,1% a 1,6% para o terceiro trimestre em relação ao segundo, e de 4,5% a 5% para o ano. Os principais fatores apontados para a mudança são a elevação dos investimentos e da produção industrial e a expansão do consumo doméstico.

Elson Teles, economista-chefe da Corretora Concórdia, trabalha com as previsões mais otimistas do mercado, que embutem uma alta de 5,1% no PIB do ano e 5% no terceiro trimestre em relação a igual período do ano passado. Na sua análise, o grande destaque do PIB do terceiro trimestre será a demanda doméstica (alta de 6,5%) puxada por uma alta de 15% na formação bruta de capital fixo, em relação a 2006. Na comparação com o segundo trimestre, o investimento deve crescer 5%, diz. "Este comportamento do investimento projeta um aumento da capacidade instalada da economia, aumenta a oferta e isto é importante num momento complicado, de atividade forte e pressões robustas de demanda que podem pressionar a inflação no primeiro trimestre, o que acaba congelando a Selic".

Comentário: Quem não se lembra da cantilena tucana repetida em 2006 pelo então candidato do PSDB Geraldo Alckmin? Ele dizia o tempo todo: "O Brasil não cresce, o Brasil não cresce". Eis uma boa lição para calar os bicos tucanos. Vale lembrar que tucanos e "demos" passaram o ano inteiro na torcida pelo baixo crescimento econômico e agora terão de baixar a guarda com as projeções que indicam uma forte expansão da nossa economia.

Lição de democracia

O PT deu uma aula de democracia no último dia 1° ao submeter a escolha de suas direções aos seus filiados em todo o território nacional. Foram mais de 326 mil petistas que votaram no Processo de eleições Diretas (PED). O processo se torna ainda mais democrático ao prever segundo turno se o candidato a presidente mais votado não obtiver mais de 50% dos votos no primeiro turno.

Disputaram a presidência nacional do partido sete candidatos: Berzoini obteve 131.699(43,42%) e Tatto 61.440 (20,25%). Na seqüência aparecem José Eduardo Cardozo (19,02%), Valter Pomar (12%), Gilney Viana (3,71%), Markus Sokol (0,99%) e José Carlos Miranda (0,61%).

No próximo final de semana, domingo dia 16, os filiados vão escolher em segundo turno entre Ricardo Berzoini e Jilmar Tatto - qual deles será o melhor nome para presidir o partido no próximo biênio. Qual outro partido no Brasil adota um processo interno como este? Tal processo de politização interna é o elemento principal do fortalecimento do PT.

INCOERÊNCIA

Por ocorrência dos episódios de 2004, o ministro Tarso Genro liderou um movimento pregando a "refundação do PT". No primeiro turno do PED defendeu a candidatura do deputado José Eduardo Martins Cardozo. O centro programático de sua campanha era a crítica ao atual núcleo dirigente. Agora no segundo turno ele a a maioria de seu Grupo, Mensagem ao Partido, optaram por apoiar Berzoini. Veja os argumentos do ministro na Folha de S. Paulo de hoje (10):

"Crítico ao atual comando da sigla, especialmente aos desvios éticos, Tarso prega a adesão com dois argumentos. O primeiro é que Berzoini "dá mais estabilidade ao governo". O segundo é um ataque a Tatto. "Ele é um desconhecido, não tem um histórico de posições convincentes, sua candidatura surge de interesses localizados em São Paulo".

Os argumentos dele são incoerentes e pouco consistentes. Para quem queria "refundar o partido" agora está abrindo mão de renovar ao apoiar o atual núcleo dirigente.

domingo, 9 de dezembro de 2007

100 anos de lucidez

Em entrevista à Folha, Niemeyer critica o exibicionismo das construções atuais, diz admirar as obras de Frank O. Gehry e Santiago Calatrava e defende o terceiro mandato para o presidente Lula

FOLHA - O sr. imaginava que chegaria aos cem anos? Quais as vantagens e desvantagens de viver tanto tempo?
OSCAR NIEMEYER - Não. Meu balanço dessa trajetória é realista. Não sou pessimista, mas sim realista. Não quero me fazer incômodo e falar da vida com o desprezo que ela merece.
Lembrar a miséria, a violência, que crescem por toda parte, e esse futuro sem solução que o destino nos impõe. Prefiro pensar que um dia a vida será mais justa, que os homens não se olharão a procurar defeitos uns nos outros, como tantas vezes acontece. Que, ao contrário, haverá sempre a idéia de que em todos há um lado bom, uma dada qualidade a destacar (Lênin dizia que 10% de qualidades já seriam suficientes).
Nesse dia, será com prazer que um procurará ajudar o outro. É a solidariedade -que ainda não existe, de um modo geral- a prevalecer.

FOLHA - Em que o Brasil de hoje difere daquele que o sr. imaginava quando tinha, digamos, 30 anos?
NIEMEYER - Trata-se de um Brasil que talvez esteja mais consciente da urgência de se combaterem, com maior vigor, as mais graves disparidades sociais.

FOLHA - O que o surpreende na arquitetura hoje?
NIEMEYER - O que me espanta, isso em termos negativos, é um certo gosto de exibição de materiais construtivos mais caros.

FOLHA - Que avaliação faz da possibilidade de um terceiro mandato para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva? O sr. é favorável à tese?
NIEMEYER - Eu sou, porque o governo dele tem se mostrado a favor do povo, contra a miséria, a violência e, principalmente, contra o intervencionismo norte-americano neste país.

FOLHA - Já temos presidentes do sexo feminino no Chile e na Argentina. Nos EUA, Hillary Clinton está cotada para a Presidência. No Brasil, Dilma Rousseff é citada como possível candidata à sucessão de Lula. O que o sr. acha da presença cada vez maior da mulher em cargos do Executivo?
NIEMEYER - Julgo perfeitamente natural e justo que a mulher esteja à frente de qualquer governo. Não deve haver nenhum tipo de discriminação.

A entrevista completa está no caderno +MAIS da Folha de São Paulo deste domingo.

Pesquisa sobre as eleições 2008 em SP

da Folha Online

Pesquisa Datafolha publicada na Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal), que já está disponível nas bancas, aponta que o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) está empatado tecnicamente com a ex-prefeita e ministra Marta Suplicy (PT) na corrida pela Prefeitura de São Paulo.

Segundo o levantamento feito com 1.089 moradores de São Paulo entre os dias 26 e 29 de novembro, o tucano lidera em quatro dos seis cenários apresentados, quando o seu nome é apresentado como candidato para 2008. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Ele aparece com 26% das intenções de voto, enquanto Marta fica com 24%. Neste cenário, o atual prefeito Gilberto Kassab (DEM) aparece com 13%, seguido do deputado federal Paulo Maluf (PP), com 11%, a deputada federal Luiza Erundina (PSB), com 8% e Paulinho (PDT), com 4%.

A petista sai vencedora apenas no cenário em que o ex-govenador não é apresentado como candidato. Neste caso, ela afigura com 28% das intenções de voto, contra 20% que preferem o nome de Kassab.

Em relação ao levantamento anterior realizado pelo Datafolha sobre o tema, em agosto o tucano perdeu quatro pontos percentuais. Marta oscilou um ponto para cima e Kassab ganhou três pontos.

A atual pesquisa aponta ainda que o único cenário favorável a Kassab é na ausência de Alckmin e Marta. Neste caso, ele aparece com 22% das intenções de voto, contra 21% de Erundina.

sábado, 8 de dezembro de 2007

Sobre os custos dos tribunais no Brasil

Da Folha de S. Paulo deste sábado:

Tribunais custam de R$ 22 mi a R$ 498 mi

"Após as batalhas para proibir o nepotismo no Poder Judiciário e limitar o salário dos juízes ao teto do funcionalismo, de R$ 24.500, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) faz vista grossa a outra má tradição dos tribunais brasileiros: a construção de palácios.
Há grande disparidade de valores nas obras previstas na proposta de Plano Plurianual de 2008 a 2011. Os custos variam de R$ 22,6 milhões a R$ 498 milhões. Em nome da autonomia administrativa e financeira, cada tribunal arbitra livremente dimensões e padrão de suas novas instalações.
Um grupo de deputados da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara sugeriu recentemente à presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ, ministra Ellen Gracie, que o conselho passe a controlar esse gasto". Assinante da Folha/UOL leia mais aqui.

PT questionará Orçamento 2008 em SP

Da coluna Painel, da Folha de S. Paulo deste sábado (8):

"Último recurso. Sem obter sucesso junto à Mesa Mesa Diretora da Câmara paulistana, a bancada do PT vai entrar na Justiça, na segunda-feira, contra o Orçamento de 2008 enviado pela gestão Gilberto Kassab (DEM). Os opositores dizem que o prefeito mandou uma peça com informações genéricas sobre gastos com obras e projetos, o que dificultaria uma futura fiscalização".

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Transportes: mais informação para os usuários

A Câmara Municipal aprovou ontem (6) um projeto de lei de minha autoria que pretende ampliar a informação disponibilizada aos usuários do transporte coletivo na cidade de São Paulo. De acordo com o PL 667/06 (clique aqui para ler a íntegra do texto), as empresas de ônibus e cooperativas de lotações ficarão obrigadas a colocar nos carros uma película adesiva com o itinerário completo das linhas de ônibus e vans que circulam na Capital. Atualmente, apenas parte dos veículos tem placas com o resumo dos locais por onde as linhas circulam.

Acho importante que essa informação seja prestada de modo completo a quem usa o transporte coletivo diariamente. Muito mais do que garantir o direito pleno à informação, a idéia é facilitar a vida dos passageiros, que perdem tempo nos pontos de embarque parando ônibus e lotações, em geral perguntando se passam nessa ou naquela via.

Outro benefício da medida é criar mais um mecanismo de fiscalização para os usuários, que poderão reclamar à SPTrans de eventuais alterações de trajetos desses veículos. Os adesivos deverão ser confeccionados de modo a facilitar a visualização de todos os passageiros.

O projeto foi aprovado em segunda votação e agora irá à sanção (transformação em lei) ou veto do prefeito Gilberto Kassab.