sábado, 5 de julho de 2008

Na raiz da MPB

Cartola canta na TV Cultura. O ano é 1974 e a música é Alvorada. Veja abaixo.

Coisas do mundo tucano

Do jornal O Estado de S. Paulo, hoje (5):

Assembléia do Rio Grande do Sul absolve Yeda

"O relatório do deputado Adilson Troca (PSDB) foi aprovado por 9 votos a 3 no encerramento da CPI do Detran, ontem à noite, em Porto Alegre. O resultado pode encerrar o inferno astral do governo Yeda Crusius (PSDB), que viveu os últimos meses acuado. Desde fevereiro, quando os deputados começaram a investigar ramificações políticas da uma fraude que desviou R$ 44 milhões da autarquia gaúcha, quatro secretários de Estado caíram.

O texto de 425 páginas não cita o nome da governadora e isenta os ex-secretários afastados - Cézar Busatto, Ariosto Culau, Delson Martini e Marcelo Cavalcante -, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, João Luiz Vargas, e o deputado federal José Otávio Germano (PP) de participação ou de conhecimento do esquema, como queria a bancada do PT".

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Dica de vídeo para esta sexta-feira

Por Celina Sales, com informações do portal Cineclick:

NA NATUREZA SELVAGEM (Into the Wild, EUA, 2007)

Sinopse: O filme é baseado numa história real, narrada por Jon Krakauer no livro homônimo. O escritor refez a trajetória de Chris McCandless pelos mais remotos pontos nos EUA em busca de respostas da mesma forma que Sean Penn, assumindo a função de diretor, leva às telas essa jornada pelo desconhecido. Chris (Emile Hirsh) acaba de se formar na faculdade, escolhe doar seu dinheiro à caridade para partir de bolsos vazios a uma jornada em direção ao Alasca. Só ele e sua mochila.

Elenco: Emile Hirsch, Marcia Gay Harden, William Hurt, Jena Malone, Brian Dierker, Catherine Keener, Vince Vaughn, Kristen Stewart, Hal Holbrook, Dan Burch e Joe Dustin.

Bom fim de semana!!

Um pouco do grupo Mawaca


O MAWACA é um grupo que pesquisa e recria a música das mais diversificadas etnias do globo buscando conexões com a música brasileira. Formado por sete cantoras que interpretam canções em mais de dez línguas (línguas indígenas brasileiras, espanhol, búlgaro, finlandês, japonês, húngaro, swahili, grego, árabe, hebraico, ioruba e português), o Mawaca revela no seu nome a essência do seu trabalho. Segundo a etnia hausa do norte da Nigéria os 'mawaka' (cantores-xamãs) recorrem ao poder mágico da palavra cantada para atrair o poder dos espíritos.

Didgeridoo with "Mawaca"

Além das sete cantoras o Mawaca é formado por um grupo instrumental acústico que apresenta uma multiplicidade de timbres; acordeom, violoncello, flauta, violino e sax soprano, baixo, além dos instrumentos de percussão como as tablas indianas, derbak árabe, djembés africanos, berimbau, vibrafone, pandeirões do Maranhão e marimba.

O grupo tem quatro CDs lançados pela MCD World Music. São eles: Mawaca CD-Plus (97); astrolábio tucupira.com.br(2000); Mawaca-Remix (edição limitada Rock in Rio 2001); Os Lusíadas (trilha sonora 2002). As transcrições e arranjos desses temas ancestrais são realizados por Magda Pucci que, além de desenvolver a pesquisa de repertório, é também responsável pela direção musical do grupo. O grupo prepara o seu quinto CD “Mawaca pra todo canto!” a ser lançado no primeiro semestre de 2004.

mawaca kali

O Mawaca foi uma das atrações da Tenda Raízes no Rock In Rio 2000; participou de festivais na Espanha em tourné em 2002 como o Etnosur quando se apresentou para mais de 4.000 pessoas; tocou no Festival de Música Mundial do SESC Vila Mariana; apresentou o espetáculo Ventos e Velas junto à Orquestra Sinfônica da RTC - Rádio e Televisão Cultura - no projeto Os Lusíadas; estreou o espetáculo Argo Navis no Teatro Municipal de São Paulo ao lado da cantora portuguesa Né Ladeiras; participou do evento Amazônia.br interpretando repertório indígena junto às cantoras Marlui Miranda e Tetê Espíndola e recentemente estreou o espetáculo Shorashim na Casa de Cultura de Israel com a cantora Nicole Borger, interpretando repertório hebraico.

Através de uma performance musical multicultural, o Mawaca revela o elemento alquímico responsável por aquilo que torna uma canção arcaica extremamente atraente aos ouvidos contemporâneos.

mawaca eh boi!

HOJE, DIA 4

CLÁUDIA LEITTE Ex-integrante do grupo Babado Novo, a cantora lança seu novo CD e DVD duplo, gravado ao vivo em Copacabana. No repertório, além de sucessos de sua antiga banda, estarão presentes músicas da nova fase da cantora. Credicard Hall - av. das Nações Unidas, 17.955, Vila Almeida, região sul, tel. 6846-6000. 7.000 lugares. 22h. 90 min. 14 anos. Ingr.: R$ 90 a R$ 250 (p/ estudantes: R$ 45 a R$ 125). CC: AE, D, M e V. Valet (R$ 20).

CIDA MOREIRA E CONVIDADOS Auditório Ibirapuera. 21h. Livre. Ingr.: R$ 30 (p/ estudantes: R$ 15).

AMANHÃ, DIA 5

CIDA MOREIRA E CONVIDADOS. Auditório Ibirapuera. 21h. Livre. Ingr.: R$ 30 (p/ estudantes: R$ 15).

PEPEU GOMES "On the Road" é o nome do show instrumental do guitarrista e multiinstrumentista baiano. Nele, Gomes mostra composições próprias e de mestres da música popular brasileira, como Pixinguinha, João Gilberto e Tom Jobim.www.sescsp.org.br. Sesc Pompéia - choperia - r. Clélia, 93, Água Branca, região oeste, tel. 3871-7700. 800 lugares. 21h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 12 a R$ 24.

PIANO NA PRAÇA COM ZÉ CELSO O diretor de teatro exibe seu lado musical ao tocar piano no projeto. Canções compostas para espetáculos e músicas de Noel Rosa, Tom Jobim e Chico Buarque figuram no repertório. Pça. Dom José Gaspar, s/ nº, República, região central, tel. 3397-0000 r. 0160. 16h. 70 min. Livre.

DOMINGO, DIA 6

CIDA MOREIRA E CONVIDADOS. Auditório Ibirapuera. 19h. Livre. Ingr.: R$ 30 (p/ estudantes: R$ 15).

MAWACA Acompanhadas por mais de dez instrumentos, entre eles, tablas indianas, djembés africanos e pandeirões do Maranhão, as sete cantoras mostram as diferentes tradições da cultura judaica, além de músicas modernas de Israel. A Hebraica - teatro Arthur Rubinstein - r. Hungria, 1.000, Jardim Europa, região oeste, tel. 3818-8888. 522 lugares. 12h. 60 min. Livre. Retirar ingr. c/ 40 min. de antecedência.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Yeda defende aumento do próprio salário em 143%

Folha de S. Paulo

"No momento em que o governo do Rio Grande do Sul atravessa uma profunda crise política e financeira, a governadora Yeda Crusius (PSDB) poderá ganhar um aumento salarial de 143%. Publicado na edição de ontem do "Diário Oficial" do Estado, o projeto de lei nº 149/2008 propõe a elevação do salário da governadora dos atuais R$ 7.140,70 para R$ 17.343,14. A oposição, liderada pelo PT, critica a proposta.
O projeto de lei foi apresentado por um aliado da tucana, o presidente da Assembléia Legislativa, Alceu Moreira (PMDB), e também prevê aumento para o vice-governador e para os secretários estaduais, cujos salários passariam de R$ 6.120 para R$ 11.564 -um aumento de 89%.

Segundo o governo, não haverá aumento em cascata. Yeda defendeu o aumento dos salários. A governadora declarou à Rádio Guaíba que já espera críticas, mas afirmou que os salários da cúpula do governo estão defasados. Segundo ela, um secretário de Estado gaúcho recebe líquidos em torno de R$ 4.000. A idéia do aumento, disse Yeda, é equiparar o salário da governadora ao do presidente da Assembléia e o dos secretários ao dos deputados.

O projeto começa a valer logo após a aprovação e não prevê efeito retroativo. Para ser aprovado, precisa do apoio de 27 dos 55 deputados estaduais. Partidos que dão sustentação à governadora têm 33 deputados.
Se cumprir o trâmite normal de dez dias úteis após a publicação no "Diário Oficial", o aumento deve ir à votação somente no início de agosto, após o recesso parlamentar, que começa dia 17. A Secretaria Estadual de Fazenda ainda não tinha ontem à tarde uma projeção do impacto do reajuste da cúpula.

Deputados governistas se disseram determinados a aprovar o aumento, mas expressaram desconforto com o provável desgaste político que a proposta traz embutido. A oposição diz que vai votar contra o aumento. O grupo vai ganhar, em pleno período de campanha eleitoral, munição extra para contrastar os 143% do aumento à governadora com o reajuste médio dos 170 mil servidores estaduais".

Convenção 158

O Globo

"A Comissão de Relações Exteriores da Câmara rejeitou ontem, por 20 votos a 1, a ratificação da Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que cria regras contra a demissão sem justa causa na iniciativa privada. O relator da proposta, Júlio Delgado (PSB-MG), propôs o arquivamento da mensagem presidencial que pedia a ratificação da convenção, mas há divergências sobre a continuidade ou não da tramitação. O governo lutará pela aprovação da convenção.

O líder do PT, Maurício Rands (PE), disse que a convenção continuará tramitando na Câmara e que o partido tentará aprovar sua ratificação em plenário. A assessoria técnica da Câmara está analisando o pedido de arquivamento para saber se, mesmo rejeitada numa comissão, a convenção será apreciada por outras duas comissões como estava previsto inicialmente: a de Trabalho e a de Constituição e Justiça.

A proposta, defendida há anos pelas centrais sindicais com apoio do governo, encontrava resistência na própria base aliada. Júlio Delgado, que é de um partido aliado, o PSB, apresentou parecer contra a ratificação, alegando que a convenção é desnecessária e enfatizando que a legislação trabalhista brasileira protege o trabalhador. Apenas o petista Nilson Mourão (AC) votou contra o parecer de Delgado, na Comissão de Relações Exteriores".

Um combate necessário

quarta-feira, 2 de julho de 2008

A Câmara e a Justiça Eleitoral

Da Folha Online:

CCJ da Câmara aprova proposta que limita atuação da Justiça Eleitoral

GABRIELA GUERREIRO

da Folha Online, em Brasília

"A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara aprovou nesta quarta-feira emenda que limita os poderes da Justiça Eleitoral para expedir atos normativos. A emenda estabelece que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) só poderá editar atos por conta própria se estiverem vinculados a temas do processo eleitoral.

Na prática, a emenda impede que a Justiça Eleitoral edite atos normativos como o fixado pelo TSE, no ano passado, que estabeleceu a fidelidade partidária no país ao impor a cassação de mandato aos políticos que trocarem de partido. O relator da emenda, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), argumenta que o texto "corrige a distorção existente" uma vez que cabe somente ao Poder Legislativo editar normas em matéria de direito eleitoral e processual". Leia mais.

Sobre o uso da internet nas eleições

Do portal Comunique-se:

Câmara pedirá ao TSE que libere propaganda eleitoral na Internet

Da Redação

"A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal decidiu na tarde desta terça-feira (01/07) pedir ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Ayres Britto, que revogue a Resolução 22.718, medida que permite a propaganda eleitoral na internet apenas na página do candidato.

Em fevereiro, o TSE publicou uma resolução (22.718) para que a propaganda eleitoral acontecesse apenas pela internet. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), contudo, permitiu que os candidatos fizessem campanha no site, em blogs e orkut. Essa norma, até agora, vale apenas para o Rio de Janeiro".

Uma bela obra de arte do Brasil

Igreja de São Francisco de Assis - Ouro Preto MG

Coube à Ordem Terceira da Penitência de São Francisco de Assis a iniciativa da construção da capela de São Francisco, obtendo-se em 1771 a licença régia necessária para a edificação do templo. Antes mesmo, porém, já em 1765, foram iniciadas as obras de terraplanagem e em 27 de dezembro de 1766 foi arrematada a obra de alvenaria pelo mestre pedreiro Domingos Moreira de Oliveira, obedecendo ao risco de Antônio Francisco Lisboa.

As indicações sobre as técnicas e materiais que seriam empregados na construção, foram minuciosamente detalhados no ato de arrematação. Como de costume no período, sua construção iniciou-se pela capela-mor, estando a mesma praticamente concluída em 1771. A abóbada foi construída entre 1772 e 1774, época em que foi também realizada sua ornamentação em talha e estuque, sob a direção de Aleijadinho. No mesmo período o artista concluiu os púlpitos em pedra-sabão inseridos no arco-cruzeiro. O retábulo do altar-mor, em função do qual foi organizada toda a decoração da capela, só seria executado entre 1790 e 1794. Concluída a capela-mor, os administradores da obra optaram em seguida pela execução do frontispício, cuja portada, arrematada em 1744, teve seu risco executado por Aleijadinho.

Em 1787, as torres sofreram um acréscimo e no ano seguinte foram feitos os telhados do templo. Finalmente, em 1794, Domingos Moreira de Oliveira conclui a obra de alvenaria. Entretanto, quase toda a parte de douramento e pintura, assim como a execução da talha dos altares da nave ainda estava por fazer. A Manuel da Costa Athayde coube a pintura e douramento da capela-mor, a pintura do forro da nave e dos painéis a óleo da nave e capela-mor, as quais se realizaram entre 1801 e 1812. A construção dos altares da nave, também projetados por Aleijadinho, se estendeu de 1829 a 1890, tendo Lourenço Petrício concluído o douramento do último da série.

O cemitério da Ordem foi construído entre 1831 e 1838 por Manuel Fernandes da Costa e José Ribeiro de Carvalho. A Igreja de São Francisco de Assis é considerada pelos especialistas como a obra-prima da arte colonial brasileira. A singularidade da planta reside na supressão dos corredores da nave e maior integração dos corredores da capela-mor ao conjunto, como também na posição das torres, que se fecham para trás no corpo da igreja, projetando o frontispício.

Altar-mor da Igreja de São Francisco de Assis

A novidade se manifesta ainda nas formas circulares das torres, até então sem precedentes, coroadas por flechas de proporções audaciosas. O frontispício, de grande efeito arquitetural, concentra o efeito ornamental na portada e no medalhão superior. Germain Baziin considera a portada da igreja de São Francisco, a obra-prima de Aleijadinho. À esquerda do espectador, sua ornamentação consiste em um anjo sustentando uma cruz ornada, circundada por uma glória, e à direita, outro anjo, com os braços estendidos, aponta para a composição central. Nessa, dois brasões trazem as armas franciscanas e as do reino de Portugal. Ornando o medalhão superiormente, a Virgem, de mãos postas. Entre os brasões e o medalhão vê-se o braço estigmatizado de São Francisco e o braço de Cristo. O conjunto é encimado pela coroa de espinhos. Os brasões são arrematados por asas de anjos, flores de girassol e rosas, atributos de Maria.

Outra inovação de Aleijadinho em São Francisco de Assis reside no vedamento do óculo, o qual assume função puramente ornamental. Nele está representada a visão de São Francisco no Monte Alverne. Vista de perfil, a igreja mostra a disposição distinta de cada corpo do edifício, verificando-se que a concepção do projeto arquitetônico beneficia o monumento como um todo. Da mesma forma, todo o interior é composto para um efeito de conjunto. Na nave, contornada por cornija de pedra, os seis altares laterais, executados tardiamente em meados do século XIX, funcionam apenas como complemento da decoração das paredes laterais. Germain Bazin considera difícil reconhecer o desenho de Aleijadinho nesses altares, que, segundo ele, foram provavelmente simplificados para maior facilidade de execução.

As imagens que guarnecem os nichos dos altares são quase todas de roca. O arco-cruzeiro assume função monumental, constituindo-se no ponto de junção do edifício. Nele foram incorporados os púlpitos de pedra, enquadrados por duas pilastras com arquitraves altas e de perfil, dispostas obliquamente. Assim, os arcos, o altar, os púlpitos, formam uma composição. Esses púlpitos constituem as primeiras obras documentadas de Aleijadinho enquanto escultor de baixos-relevos em pedra-sabão, servindo de base aos estudiosos para o estudo das características de seu estilo.

A concepção geral do lavabo da Sacristia é atribuída a Aleijadinho, embora fuja ao seu estilo habitual trata-se de obra possivelmente executada a partir de um risco mais antigo, dentro dos padrões do barroco D. João V. A decoração da capela-mor consiste em um projeto unitário de Aleijadinho, cuja proposta se concretiza de forma perfeita com a introdução de figuras em relevo na ornamentação do forro. Verifica-se, entretanto, através de diferenças nítidas de qualidade, a participação de auxiliares, notadamente na execução dos quatro medalhões da abóbada, com as figuras de Santo Antônio de Pádua, São Conrado, São Boaventura e Santo Ivo.


Vista frontal da Igreja de São Francisco de Assis

O retábulo apresenta a forma concebida para o altar-mor da Fazenda do Jaguará. O Tema Celeste da Coroação é aí mais rico e a Trindade completa-se com a Visão da Virgem da Imaculada Conceição. O início do arco é demarcado por dois anjos em adoração, projetados para fora, equilibrando-se sobre fragmentos de entablamento enrolado com volutas. O coroamento do arco é complementado por dois anjos nus voando. Quanto à pintura, merece destacar a pintura do forro em abóbada, de autoria de Manuel da Costa Athayde, onde o artista empregou duas técnicas diferentes: a têmpera para os elementos de arquitetura ilusionista e o óleo para o medalhão central, onde está representado o tema da Glorificação da Virgem. Nos quatro cantos figuram em púlpitos os doutores da igreja.

São também de Manuel da Costa Athayde as séries de painéis a óleo que decora os quatro chanfros da nave e paredes da capela-mor, assim como as barras de pintura simulando azulejos, com episódios alusivos à vida de Abraão, no registro inferior das paredes da capela-mor. O registro mais antigo encontrado sobre obras de restauração refere-se ao lajeamento do adro e demolição da antiga escada de acesso, em fins do século XIX. No decorrer do século XX, a edificação passou por sucessivas obras de conservação levadas a efeito inicialmente pela antiga Inspetoria de Monumentos Nacionais e posteriormente pelo IPHAN, assinalando-se a construção de um cemitério anexo à capela-mor em 1935, e a reconstrução do mesmo em 1946/47 pelo IPHAN. O monumento foi objeto de tombamento pelo IPHAN, conforme Processo nº 111 T - Inscrição nº 106 - Livro de Belas Artes, Fl 19, em data de 4 de junho de 1938.

Capela-mor e altares laterais, projetos de Aleijadinho

O painel do teto é uma das obras-primas de Mestre Athayde

Altar lateral: uma obra de arte do barroco mineiro

Fonte: Museu do Aleijadinho

Guernica


A 26 de Abril de 1937, durante a guerra civil espanhola, a aldeia de Guernica foi atacada e practicamente destruida pela Legião Condor da Luftwaffe, inspirando uma das mais famosas pinturas de Pablo Picasso. Devido ao horror das quase 1600 mortes originadas pelo bombardeamento, esta obra que já estava a ser efectuada pelo artista, recebeu então o nome desta aldeia, nascendo e perpetuamdo-se Guernica.

PAGAMENTO DE DÍVIDA SERÁ FACILITADO

Do jornal O Estado de São Paulo hoje (2)

"Governo enviará ao Congresso projeto de lei que, entre outros pontos, cancela débitos antigos de baixo valor

O governo quer fazer uma ampla reforma no modelo de cobrança da dívida tributária federal e vai encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta que prevê a extinção de débitos antigos e de pequenos valores, e o incentivo ao pagamento das dívidas, com redução de juros e multa.

Também está prevista a contratação de instituições financeiras oficiais para a cobrança "amigável" dos créditos inscritos em dívida ativa com valor até R$ 10 mil.

A proposta, apresentada ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, aos líderes dos partidos que integram o Conselho Político do governo Luiz Inácio Lula da Silva, prevê ainda alterações na forma de pagamento do parcelamento ordinário de dívidas tributárias.

A grande novidade é que será permitido o pagamento de acordo com o fluxo de caixa do contribuinte. O contribuinte que quiser, no entanto, parcelar débitos acima de R$ 100 mil terá obrigatoriamente de oferecer garantias".

Viagra natural


Do Jornal da Tarde hoje (2)

"A melancia tem efeito semelhante ao Viagra. Quem garante é um cientista da universidade de Texas A&M, nos Estados Unidos.

Bhimu Patil, diretor do Fruit and Vegetable Improvement Center (Centro de Aprimoramento de Frutas e Vegetais) da universidade, afirma que a fruta tem ingredientes que produzem efeitos nos vasos sanguíneos semelhantes aos do Viagra, e podem aumentar a libido.

'Quanto mais nós estudamos a melancia, mais nós percebemos o quanto essa fruta é maravilhosa em fornecer fortificantes ao corpo humano', diz Patil em uma reportagem publicada no site de divulgação do Programa de Agricultura da Universidade, Agnews, e reproduzida pela rede BBC.

Os ingredientes benéficos à saúde, encontrados em frutas e legumes em geral, são conhecidos como fitonutrientes. Na melancia, são encontrados fitonutrientes como o licopeno e o betacaroteno.

Mas o fitonutriente presente na melancia, que tem atraído a atenção dos cientistas, é a citrulina, que tem a capacidade de relaxar os vasos sanguíneos, da mesma forma que o Viagra.

Quando a melancia é consumida, a citrulina é convertida em arginina por enzimas. 'A arginina estimula a produção de ácido nítrico, que relaxa os vasos, o mesmo efeito básico que o Viagra tem para tratar a impotência e até mesmo preveni-la', afirma Patil.

A impotência pode ser causada por problemas psicológicos, mas uma quantidade extra de ácido nítrico pode ajudar aqueles que precisam de maior fluxo sanguíneo, o que também é útil no tratamento de problemas cardiovasculares.

A citrulina, precursora da arginina, é mais encontrada na casca da melancia. Como a casca não é normalmente ingerida, dois outros cientistas do Centro tentam desenvolver novas variedades de melancia com maior concentração de citrulina na polpa".

terça-feira, 1 de julho de 2008

Pintura - Auto-retrato, de Vincent Van Gogh


Vincent van Gogh tomou por modelo ele mesmo. Contam-se mais de 43 auto-retratos, pintados ou desenhados, durante os 10 anos de trabalho. Este quadro foi feito em 1889. Enfocado da cintura para cima, se concentra nos traços do rosto do pintor e em seu olhar de olheiras verdes. A tonalidade dominante, verde absinto e turquesa claro, encontram uma oposição em sua cor complementar, o alaranjado fogo da barba e do cabelo. O quadro está exposto no Museu de Orsay.

blog do Noblat

O Valor da Vida - A Natureza em apuros

Meio Ambiente - USJT

Governo mantém meta de inflação

Do Correio Brasiliense hoje (01) - Edna Simão

"Banco Central perseguirá inflação de 4,50% também em 2010. Analistas de mercado afirmam que redução simbólica para 4,25% seria melhor

Sem causar surpresa, o Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu que a meta de inflação que o Banco Central (BC) vai perseguir em 2010 será de 4,5% ao ano, com folga de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Porta-voz da decisão, o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, afirmou que a manutenção dos 4,5% é uma sinalização de que o índice de preços vai caminhar para a meta até 2010. “O governo sinaliza de forma clara que pretende que a inflação convirja para o centro da meta, no máximo, até 2010. O ritmo de convergência é definido pelo BC com a condução da política monetária”, destacou Appy.

Com a decisão de ontem, a meta oficial de inflação ficará estagnada em 4,5% por seis anos. Em 2005, no entanto, o número foi ajustado para 5,1%. Muitos analistas de mercado defendiam uma redução simbólica em 2010, para 4,25%, o que mostraria que a equipe econômica não está sendo influenciada por turbulências de curto prazo. Para o governo, porém, perseguir um percentual menor de inflação poderia implicar uma política de juros ainda mais restritiva.

Appy ressaltou que o atual percentual está se mostrando satisfatório para o cumprimento dos objetivos da política econômica. “O CMN, partindo da avaliação de que o nível atual e o desenho atual da política de meta de inflação têm tido resultados bastante satisfatórios para a economia, resolveu manter a meta de inflação e o intervalo de tolerância para 2010”, frisou o secretário. Com isso, o conselho, formado pelos ministros Guido Mantega (Fazenda), Paulo Bernardo (Planejamento) e o presidente do BC, Henrique Meirelles, decidiu que a estratégia de combate aos preços altos não muda".

São Paulo ontem e hoje

RUA DA IMPERATRIZ (atual XV de Novembro), em 1862

Rua XV de Novembro (antiga RUA DA IMPERATRIZ), 2007

TCU investiga irregularidades no Cremesp

Do Jornal da Tarde hoje (01)

"O Tribunal de Contas da União (TCU) investiga irregularidades que teriam sido cometidas por membros da diretoria do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) nos últimos 7 anos. O processo 018.478/2005-6 está em andamento, mas parecer de dois técnicos do órgão questiona, entre outras medidas, a compra, aluguel e reforma de imóveis sem licitação no valor de R$ 687.722, a contratação de 33 funcionários sem concurso público e o pagamento de diárias e salários a 21 conselheiros suplentes como se fossem titulares. Ao todo, cinco ex-presidentes do Cremesp e o atual foram chamados a dar explicações.

O órgão contestou o relatório no início do ano. As justificativas e documentos estão sendo analisados pelo TCU, que pode reconsiderar ou não o parecer inicial. As informações serão avaliadas pelo relator, ministro Marcos Bemquerer. Se confirmadas as irregularidades, os responsáveis podem sofrer sanções, como multa ou afastamento, e até serem processados pelo Mistério Público Federal". Leia mais.